menu
Partilhar

Como alimentar um cão com pancreatite?

 
Por Carla Moreira, Médica veterinária. Atualizado: 15 junho 2022
Como alimentar um cão com pancreatite?

Ver fichas de  Cachorros

O pâncreas é um órgão pequeno, mas muito importante. Sua função principal é secretar enzimas digestivas e outras substâncias que auxiliam na absorção dos nutrientes da dieta, vitaminas e minerais. Além disso, é responsável pela produção de hormônios extremamente importantes para a regulação do metabolismo, como a insulina e o glucagon[1].

Quando esse órgão, cheio de funções importantes, inflama, temos a pancreatite, resultando em lesão no tecido pancreático, que pode ser da forma aguda ou crônica. Nos casos brandos da pancreatite aguda, não há alteração dos mecanismos vasculares pancreáticos e nem acometimento de outros órgãos. Em grande parte desses casos é observado melhora sem necessidade de tratamento. Neste sentido, a alimentação exerce um papel importante. É por isso que neste artigo do PeritoAnimal te contamos como alimentar um cão com pancreatite. Boa leitura.

Também lhe pode interessar: Cachorro com gases - remédios naturais

Sintomas da pancreatite em cães

Antes de falarmos como alimentar um cão com pancreatite, é importante conhecer os tipos que existem. Nos quadros agudos, a apresentação clínica pode variar de leve a intensa e afetar ou não a função vascular do órgão. O paciente pode apresentar diversos sintomas sugestivos, como vômito, diarreia, posição de oração ou de alívio da dor, falta de apetite e dor na região abdominal, tratando-se de uma emergência médica. A pancreatite aguda, quando não diagnosticada a tempo e tratada da forma correta, pode levar o animal à morte.

Por sua vez, a pancreatite crônica é caracterizada por alterações que já cursam há mais tempo, podendo se apresentar de forma gradativa, oculta ou periódica. Nesses casos, o órgão apresenta alterações irreversíveis, que causam dor e perda permanente de sua função[2]. A vascularização do pâncreas encontra-se gravemente prejudicada, sendo possível observar alterações em outros órgãos e o quadro tende à piora progressiva[3].

Um grande esforço, por parte dos estudiosos no assunto tem sido feito para se encontrar uma classificação universal e multidisciplinar para as várias formas de inflamação pancreática, além de diversos estudos para ajudar no diagnóstico precoce da doença[4]. Nem sempre o diagnóstico é fácil, pois a pancreatite em cachorros possui sintomas semelhantes a várias outras patologias gastroentéricas, necessitando de uma combinação de estratégias diagnósticas, como exames laboratoriais e de imagem, além de um bom exame físico realizado pelo médico veterinário, com fornecimento, pelo tutor, de um histórico detalhado sobre os hábitos do animal.

Cães com maior predisposição à pancreatite

Como saber se meu cachorro corre risco de ter pancreatite? Bom, apesar de nem sempre conseguirmos detectar a causa, alguns fatores podem predispor o cãozinho à doença, como, por exemplo:

  • Animais de meia idade e mais velhos
  • Cachorros castrados
  • Fêmeas
  • Cães com obrepeso e ingestão de alimentos com excesso de gordura
  • Pets com dietas desbalanceadas.

Alguns pesquisadores afirmam que animais da raça schnauzer miniatura, poodle e cocker spaniel são mais acometidos, mas todos os cães podem desenvolver a doença[3].

Tratamento

O tratamento da pancreatite envolve diversas fases e deverá ser instituído por um médico veterinário, que saberá o momento certo de cada uma delas. Uma parte muito importante desse tratamento é saber como alimentar um cão com pancreatite, que pode atuar de forma preventiva e curativa, podendo ser realizado pelo próprio tutor em sua residência.

Neste outro artigo falamos sobre as causas e tratamentos para a pancreatite canina.

Como alimentar um cão com pancreatite

Atualmente existem diversas formulações especializadas para cães com pancreatite. Essas rações possuem a quantidade adequada de proteína, carboidrato e gordura para fornecer energia suficiente para o animal, sem estimular de forma excessiva e prejudicial o pâncreas, pois o órgão precisa descansar para se recuperar. Tais rações podem ser encontradas na forma seca ou úmida, sendo esta última mais facilmente administrada com uma seringa diretamente na boca do paciente, que pode estar relutante em se alimentar.

Caso o animal não aceite a ração industrializada, podemos utilizar uma comida caseira. A dieta deve conter proteínas de alta qualidade e de fonte única, ou seja, se você quer saber quais alimentos o cachorro com pancreatite deve evitar, destacamos que você não deve misturar vários tipos de carnes na mesma refeição. Os carboidratos devem ser de alta qualidade, se possível, sem glúten e sem lactose. A gordura deve estar ausente ou em quantidade extremamente baixa. Esqueça os alimentos ricos em gordura e carboidratos, como pão de queijo e molhos com creme de leite, e nunca dê petiscos comerciais, como ossos de couro cru ou orelhas de porco[5].

Deve-se tentar manter uma proporção de 25% de proteínas, menos de 5% de gordura, cerca de 5% de carboidrato e os restantes 65% de água[6].

Como alimentar um cão com pancreatite? - Como alimentar um cão com pancreatite

Pancreatite em cachorro tem cura?

Sim, a pancreatite em cães tem cura! Mas o desfecho da doença vai depender de vários fatores, como a precocidade do diagnóstico e o tratamento correto. Assim que o tutor perceber que o animal não está no seu estado normal, apresentando vômito agudo, falta de apetite, diarreia e dores abdominais, deverá levá-lo ao veterinário, pois a maioria dos casos precisará de hidratação e dieta intravenosa.

Caso o tratamento não seja instituído a tempo, o animal pode vir a óbito ou desenvolver uma pancreatite crônica, resultando em danos irreversíveis ao pâncreas, tornando-se ainda diabético.

Alguns cães terão que comer dietas terapêuticas pelo resto da vida ou fazer uso de dieta caseira balanceada.

Como evitar a pancreatite canina?

Apesar de, na maioria das vezes, não ser possível descobrir exatamente o que desencadeou a inflamação do pâncreas, podemos evitar alguns alimentos que são ricos em gorduras, para não forçar esse órgão a trabalhar mais que o necessário.

A dieta do cãozinho deve ser balanceada, sem excesso de carboidratos e gorduras. Assim, os alimentos que devemos evitar dar ao cachorro, são:

  • Petiscos gordurosos
  • Ossos
  • Pizza
  • Carnes com muita gordura
  • Pão de queijo
  • Pão branco
  • Molhos
  • Queijos gordurosos
  • Pele de frango

Cães que possuem uma alimentação caseira desbalanceada ou que costumam comer petiscos gordurosos possuem mais chance de desenvolver a doença.

Outros cuidados especiais de um cachorro com pancreatite

Quem vive com um pet em tratamento para pancreatite deve estar sempre alerta aos sinais apresentados por ele. Deve-se observar o comportamento do animal, se está com dificuldades para deitar-se e levantar-se, se fica em posição de oração ou alívio da dor, se reclama ao ser tocado no abdômen, se está ingerindo líquidos o suficiente para manter-se hidratado, se está salivando (o que pode indicar náusea), se as fezes estão com a textura e a coloração normais e se possui apetite.

Sempre temos que oferecer água fresca e não utilizar água de coco, pois contém gordura, que será prejudicial nesse caso. Pode também ser utilizada uma bebida isotônica ou soro caseiro. O importante é manter o animal sempre bem hidratado.

Em nenhuma hipótese, tente tratar o quadro sozinho. Procure sempre um médico veterinário para fazer o diagnóstico correto e iniciar o tratamento o quanto antes. E lembre-se que a pancreatite é uma emergência e não pode esperar.

Agora que você já sabe como alimentar um cão com pancreatite, talvez possa se interessar pelo vídeo a seguir em que apresentamos uma receita de comida natural para cachorros:

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como alimentar um cão com pancreatite?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas intestinais.

Referências
  1. Marcato, J. A. Pancreatite em cães. Trabalho de Graduação em Medicina Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2010. Disponível em: <https://lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/38781/000791948.pdf?sequence=1&isAllowed=y >. Acesso em 14 de junho de 2022.
  2. Tognoli, G. K., Carvalho, M. S. Diagnóstico e tratamento de pancreatite em cães. Trabalho de Graduação em Medicina Veterinária, UNICEPLAC, 2019. Disponível em: <https://dspace.uniceplac.edu.br/handle/123456789/199>. Acesso em 14 de junho de 2022.
  3. Sousa, F.G. et al. Pancreatite canina: O perigo na rotina dos médicos veterinários: Revisão. PubVet, 2021, v. 15, No 3, p.168. Disponível em: <https://www.pubvet.com.br/uploads/80c8eeabddf8f29cc43460c2bd8cd907.pdf >. Acesso em 14 de junho de 2022.
  4. Cardoso, C. F. B. G. Abordagem da pancreatite canina e felina: do diagnóstico clínico ao diagnóstico histopatológico. Trabalho de Graduação em Medicina Veterinária, Universidade de Lisboa, 2015. Disponível em: <https://www.repository.utl.pt/bitstream/10400.5/8787/1/Abordagem%20da%20pancreatite%20canina%20e%20felina%20-%20do%20diagn%C3%B3tico%20cl%C3%ADnico%20ao%20diagn%C3%B3stico%20histopatol%C3%B3gico.pdf >. Acesso em 14 de junho de 2022.
  5. Prior, A.D.R. et al. Pancreatite Canina e Importância da Alimentação Correta. 29º Congresso Brasileiro de Zootecnia. 2019. Disponível em: <file:///C:/Users/carlamoreira/Downloads/galoa-proceedings--zootec-2019--110849%20(1).pdf >. Acesso em 14 de junho de 2022.
  6. Pancreatite canina: Como Tratar com Dieta. Disponível em: <https://dietadecao.com.br/pancreatite-canina/ >. Acesso em 14 de junho de 2022.
Bibliografia
  • Rondelli, M.C.H. et al. Manejo Médico-Nutricional da Pancreatite Aguda em Cães: Relato de Casos. Nucleus Animalium, 2009, v.1, n.1. Disponível em: <file:///C:/Users/carlamoreira/Downloads/Dialnet-ManejoMedicoNutricionalDaPancreatiteAgudaEmCaesRel-4028023%20(3).pdf >. Acesso em 14 de junho de 2022.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Como alimentar um cão com pancreatite?
1 de 2
Como alimentar um cão com pancreatite?

Voltar ao topo da página