Partilhar

Brinquedos não recomendados para cachorros

 
Por Nelson Ferreira, Redator do Perito Animal. Atualizado: 5 fevereiro 2018
Brinquedos não recomendados para cachorros

Ver fichas de  Cachorros

Se tem a sorte de partilhar a sua vida com um peludo e quer oferecer-lhe o melhor, precisa de se informar ao máximo sobre muitos aspetos das suas necessidades. Por exemplo, gostamos muito de brincar com o nossos cachorros, mas, temos consciência das coisas que lhes podemos dar para brincar? Tal como existem brinquedos ideais segundo a personalidade de cada cachorro e a sua idade, existem muitos outros que são perigosos para eles, embora à partida possam parecer inofensivos.

Assim sendo, neste artigo do PeritoAnimal mostramos-lhe uma lista de brinquedos não recomendados para cachorros. Deste modo ajudamos você a evitar possíveis acidentes e sustos, algo que o seu fiel companheiro irá agradecer.

A importância dos brinquedos para cachorros

Acontece o mesmo com os cachorros que com os humanos, precisamos de entretenimento. Às vezes não precisam de um objeto para este entretenimento, uma vez que brincando entre eles ou com alguém é suficiente. No entanto, os brinquedos sempre enriquecem a brincadeira e a tornam mais divertida.

São muitos os benefícios que um simples brinquedo confere ao nosso cachorro, por exemplo, ajuda a um bom desenvolvimento mental e físico, mas devemos nos informar bem sobre que tipos de brinquedos para cachorros são os mais adequados em cada caso.

Em seguida, mostramos a você quais são os brinquedos e objetos que por vezes são utilizados e que realmente não aptos para os nossos amigos de quatro patas.

Brinquedos não recomendados para cachorros - A importância dos brinquedos para cachorros

Brinquedos não indicados para cachorros

Pode parecer uma bobeira mas muitas vezes não pesamos nisso, os brinquedos que você utiliza com o seu cachorro devem estar marcados especificamente para cachorros ou gatos. O que pode acontecer, por exemplo, se o cachorro brincar com um brinquedo para crianças?

Neste caso dependerá completamente do tipo de brinquedos para crianças a que o cachorro tenha acesso, mas se por exemplo existem peças como nos jogos de Lego, é bastante provável que brincando e saltando, o cachorro possa engolir uma peça. Por outro lado, existem muitos brinquedos que podem ser aptos para diversas idades das crianças que para o cachorro podem ser perigosos, como os jogos de tabuleiro, os kits de experimentos, os puzzles.

Nesse sentido, deve tratar o seu cachorro como um bebê, visto que a maioria dos brinquedos que são aptos para bebês também o podem ser para o nosso cachorro, embora continue não sendo a melhor opção, visto que é sempre preferível optar por brinquedos indicados para cachorros. Por tudo isto, se o nosso filho pequeno convive com o nosso cachorro será uma boa forma de o ajudar a entender a importância da arrumação em casa.

Brinquedos não recomendados para cachorros - Brinquedos não indicados para cachorros

Bonecos e pelúcia

Neste caso acontece exatamente a mesma coisa, se o boneco não é indicado para cachorros, corremos o risco de que esse boneco, comprado em uma loja de brinquedos, apesar de ser para crianças ou não, tenha componentes perigosos para a saúde do nosso cão.

O interior dos bonecos de pelúcia é algo importante a ter em conta, visto que se por exemplo estiver cheio com bolinhas de isopor, esse brinquedo é perigoso para o cachorro. Além disso, os acessórios que o boneco possa ter, como por exemplo os olhos, se não estiverem cosidos com fio e bem presos, é muito provável que o nosso cachorro os acabe arrancando enquanto brinca e é possível que os engula sem querer. Sempre que suspeitar que o seu cachorro engoliu alguma coisa que não deveria deve recorrer o mais rápido possível às urgências.

Brinquedos não recomendados para cachorros - Bonecos e pelúcia

Brinquedos de puxar feitos de corda

Em principio este tipo de brinquedos é benéfico, uma vez que fortalece muito o nosso cachorro, entretendo-o e podendo partilhar o brinquedo com outros cachorros, além disso ajuda a limpar os dentes do cachorro. No entanto, fazem parte dos brinquedos não recomendados para cachorros e devemos ter cuidado uma vez que as fibras da corda acabam por se desgastar ou se desfazer e o cachorro acaba engolindo algumas com facilidade.

Em princípio o que costuma acontecer nestes casos é que vemos o resíduo da corda nas fezes e até aqui não acontece nada, mas também pode acontecer de ficarem presas e fazer com que o cachorro tenha dificuldade em defecar, algo que pode acontecer com outros tipos de fios e não só com as cordas dos brinquedos.

Em casos mais graves pode produzir-se algum problema como uma retenção nos intestinos e que o nosso cachorro comece um quadro clínico de vômitos e mal-estar generalizado. Devemos recorrer ao veterinário para que diagnostique a presença de um corpo estranho no trato digestivo e o extraia ou ajude a expulsá-lo de forma natural. Assim sendo, devemos ficar atentos ao estado do brinquedo do nosso cachorro e se notarmos que começa a ter cordas deterioradas devemos substituí-lo por um novo brinquedo.

Brinquedos não recomendados para cachorros - Brinquedos de puxar feitos de corda

Frisbees ou Discos voadores

Outro brinquedo muito típico para cachorros é o frisbee ou disco voador. O frisbee em si é um bom brinquedo, uma vez que além de divertir muito o cachorro, ajuda-o a gastar muita energia facilmente, mas há que ter cuidado com o material do qual é feito o disco voador. O material ideal é a borracha, visto que o plástico duro ou materiais semelhantes facilmente magoam a boca e os dentes do cachorro.

Temos que pensar que o movimento que o cachorro tem que fazer para apanhar o disco no ar implica uma mordida com uma "pancada" na boca e portanto se o material é demasiado duro acabará por magoar o cachorro. Este brinquedo é bom para quando nós brincamos com ele, mas não é o mais indicado para quando estão sozinhos.

Brinquedos não recomendados para cachorros - Frisbees ou Discos voadores

Bolas de tênis ou de golfe

É muito típico utilizas as bolas de tênis, ou se o cachorro é mais pequeno uma bola de golfe. Isto na verdade é um grande erro e estes brinquedos não são recomendados para cachorros, visto que pararmos para ver a composição destas bolas percebemos que são feitas com fibras de vidro. Se o cachorro não brinca muito com estas bolas pode brincar de vez em quando com alguma, mas se é o seu brinquedo favorito é provável que antes de envelhecer fique sem algum dente. Deve lembrar-se que a fibra de vidro atua como um papel de lixa e vai desgastando os dentes rapidamente. Já foram registrados casos em que os cachorros perderam os seus dentes ou ficaram praticamente à altura das gengivas.

Neste caso devemos mudar o tipo de bolinha e evitar utilizar as que contenham estas fibras, caso contrário arriscamos que em poucos anos o nosso cachorro tenha problemas graves na boca e seja lhe dificulte a alimentação tendo que passar a dietas moles o que requer uma dieta bucal mais exaustiva.

 

Brinquedos não recomendados para cachorros - Bolas de tênis ou de golfe

Brinquedos demasiado pequenos para o nosso cachorro

É fundamental ter em conta o tamanho do nosso cachorro, visto que dependendo disso será melhor um ou outro tipo de brinquedo. Se o cachorro é de um tamanho médio ou grande, é muito perigoso que lhe dê bolinhas pequenas que sem querer possa engolir.

Em caso como este devemos tentar retirá-la rapidamente da boca vir que não consegue fazê-lo em pouco segundos deve chamar imediatamente o veterinário, ele poderá indicar que outras manobras podem ser mais adequadas para essa situação. Caso já a tenha apanhado e simplesmente a tenha engolido deve recorrer ao veterinário para que confirme a presença de um corpo estranho no trato digestivo e proceda à sua extração.

Por estes motivos é realmente importante que o tamanho da bola ou brinquedo seja sempre do mesmo tamanho que a sua boca ou maior.

As pedras são outro claro exemplo de objeto que os cachorros muitas vezes utilizam como brinquedo ou nós quando nos esquecemos de levar algum. Mas sem nos dar-mos conta podem engolir as pedras quando brincam com elas. Além disso, embora brinquem com uma pedra grande continua sendo um problema visto que poderão magoar as gengivas ou partir algum dente. Devemos vigiar quando passeamos o cachorro por algum lugar com pedras, principalmente se o cachorro tem esse hábito e gosta de brincar com pedras. Leve sempre um brinquedo com você, desse modo o cachorro desvia a atenção das pedras.

Brinquedos não recomendados para cachorros - Brinquedos demasiado pequenos para o nosso cachorro

Brinquedos muito desgastados ou quebrados

Embora seja o brinquedo favorito do nosso cachorro, quando um brinquedo está demasiado quebrado deve ser jogado no lixo para não correr o risco de engolir alguma parte sem querer.

Todos os cachorros, mas sobretudo os filhotes e os que sejam de natureza nervosa, acabam por destruir os seus brinquedos, mantas, caminhas, etc. É muito importante que estar atento a isto, uma vez que facilmente pode acontecer como no caso dos brinquedos de corda demasiado desgastados, o nosso amiguinho pode engolir algum pedaço e pode acabar por se transformar em uma visita de urgência ao veterinário.

Quando se tratam de peças muito pequenas ou de pouca quantidade do que ingeriu, o mais provável é que encontre os restos nas suas próximas fezes, mas também pode acontecer que se produza um entupimento nos intestinos e a situação vire mais complicada. Assim sendo, quando vir que faltam pedaços do brinquedo ou que estão espalhados pelo chão, o melhor é jogar o brinquedo fora e oferecer-lhe um novo.

Brinquedos não recomendados para cachorros - Brinquedos muito desgastados ou quebrados

Objetos da casa

Muitas vezes existem cães que preferem utilizar coisas de casa para brincar, independentemente dos brinquedos que lhes oferecemos. Isto além de nos irritar, uma vez que destroem a roupa, os móveis, os objetos de decoração, etc, supõe um perigo para a saúde do nosso cachorro. Além de poderem engolir algum pedaço dos restos do objeto que tenham destruído, podem acontecer que alguma destas coisas contenha algum produto tóxico e o cachorro acabe se intoxicando. Também é muito comum que o cachorro goste de vasculhar o lixo e os perigos neste caso são os mesmos.

O que devemos fazer diante deste comportamento? Evidentemente, tentar corrigir este comportamento desde o princípio para ter mais probabilidade de sucesso. Devemos conseguir que o cachorro entenda com que coisas pode brincar ou não. Para este adestramento e socialização é muito recomendado o reforço positivo em vez do castigo.

Brinquedos não recomendados para cachorros - Objetos da casa

Se deseja ler mais artigos parecidos a Brinquedos não recomendados para cachorros, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Jogos e diversão.

Escrever comentário sobre Brinquedos não recomendados para cachorros

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Brinquedos não recomendados para cachorros
1 de 10
Brinquedos não recomendados para cachorros

Voltar ao topo da página