Partilhar

A toxoplasmose em cães - Sintomas e contágio

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. 31 maio 2016
A toxoplasmose em cães - Sintomas e contágio

Ver fichas de  Cachorros

Quando adotamos um cachorro não demoramos a descobrir que o vínculo que se forma entre um animal de estimação e o seu dono é muito forte e especial e, logo compreendemos que o cão passou a ser mais um membro da nossa família e, não apenas um animal de estimação.

Sendo assim, o cuidado do nosso pet adquire uma grande importância no nosso dia a dia e, devemos estar atentos perante qualquer sintoma ou comportamento que indique uma condição, para lhe oferecer assim um tratamento o quanto antes.

Neste artigo do PeritoAnimal vamos lhe falar da toxoplasmose em cães, de quais são os seus sintomas para conseguir identificar a doença, como se trata, como a pode prevenir e como se contagia.

O que é a toxoplasmose?

A toxoplasmose é uma doença de natureza infecciosa causada por um parasita protozoário chamado Toxoplasma Gondii.

Não se trata de uma doença exclusiva dos cães, uma vez que afeta uma grande diversidade de animais de sangue quente e, também os seres humanos.

Quando se sofre de um contágio através do ciclo extra-intestinal (que é o que afeta todos os animais), o toxoplasma passa do trato intestinal para a corrente sanguínea, onde alcança os órgãos e tecidos que afeta e, como consequência sofrem de uma reação inflamatória e imunológica.

A toxoplasmose em cães - Sintomas e contágio - O que é a toxoplasmose?

Contágio da toxoplasmose em cachorros

A toxoplasmose em cachorros é uma doença que o nosso cão adquire através do ciclo extra-intestinal e, para compreender este mecanismo de ação devemos diferenciar os dois ciclos de reprodução deste parasita:

  • Ciclo intestinal: Ocorre apenas nos gatos. O parasita reproduz-se no trato intestinal do gato, eliminado os ovos imaturos através das fezes, estes ovos amadurecem no meio ambiente quando tiverem passado entre 1 e 5 dias.
  • Ciclo extra-intestinal: O contágio através deste ciclo ocorre pela ingestão dos ovos maduros, que passam do intestino para o sangue e são capazes de infetar órgãos e tecidos.

Um cachorro pode se contagiar de toxoplasmose através do contato com uma superfície infetada, através da ingestão das fezes do gato ou pela ingestão de carne crua contaminada com os ovos do parasita.

Os cachorros jovens ou imunodeprimidos são um grupo de risco no contágio da toxoplasmose.

A toxoplasmose em cães - Sintomas e contágio - Contágio da toxoplasmose em cachorros

Sintomas da toxoplasmose em cachorros

A toxoplasmose de caráter agudo manifesta-se através de vários sintomas, embora o nosso pet não tenha de sofrer de todos eles.

S observarmos no nosso cachorro algum dos seguintes sintomas devemos ir de imediato ao veterinário com ele:

  • Fraqueza muscular
  • Falta de coordenação nos movimentos
  • Letargia
  • Depressão
  • Convulsões
  • Tremores
  • Paralisia completa ou parcial
  • Problemas respiratórios
  • Perda de apetite
  • Perda de peso
  • Icterícia (coloração amarela das mucosas)
  • Vômitos e diarreia
  • Dor abdominal
  • Inflamação do globo ocular
A toxoplasmose em cães - Sintomas e contágio - Sintomas da toxoplasmose em cachorros

Tratamento da toxoplasmose canina

Em primeiro lugar, o veterinário deverá confirmar o diagnóstico da toxoplasmose canina e, para isso, realizará uma análise sanguínea para medir diferentes parâmetros, como a serologia e os anticorpos, a contagem de células de defesa e alguns parâmetros hepáticos.

Se o diagnóstico se confirmar, o tratamento irá variar dependendo de cada caso em concreto e do estado de saúde de base do animal.

Serão utilizados fluídos intravenosos no caso de desidratação grave e podem-se prescrever também antibióticos destinados a controlar a infecção nas áreas afetadas, o tratamento também deve ter como objetivo principal restabelecer o sistema imunológico do cachorro, sobretudo quando este já se encontrava debilitado antes da infecção por toxoplasma.

Em alguns casos graves, o cachorro pode precisar de um período de hospitalização.

A toxoplasmose em cães - Sintomas e contágio - Tratamento da toxoplasmose canina

Como prevenir o contágio da toxoplasmose

Para evitar o contágio da toxoplasmose em cachorros, devemos ser simplesmente cuidadosos e ter em conta as seguintes medidas higiênicas:

  • Devemos evitar que o nosso cachorro ingira carne crua assim como alimentos em mau estado.
  • Devemos controlar todas aquelas zonas nas quais o nosso cachorro possa entrar em contato, como as fezes de um gato.
  • Se também tivermos adotado um gato em nossa casa, devemos redobrar os cuidados, limpar de forma periódica a caixa de areia e evitar que o nosso cachorro possa entrar em contato com ela.

No que diz respeito ao contágio para humanos, devemos esclarecer que não é possível o contágio da toxoplasmose de um cachorro para um humano.

Entre 40 a 60% dos humanos já sofreu de toxoplasmose, mas se o sistema imunitário funcionar adequadamente, os sintomas não se chegam a manifestar, sendo apenas uma doença perigosa durante o início da gravidez em mulheres que não possuam anticorpos.

O contágio humano ocorre pela ingestão de alimentos contaminados e no caso das crianças, pelo possível contato com as fezes infetadas de um gato.

A toxoplasmose em cães - Sintomas e contágio - Como prevenir o contágio da toxoplasmose

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a A toxoplasmose em cães - Sintomas e contágio, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças parasitárias.

Escrever comentário sobre A toxoplasmose em cães - Sintomas e contágio

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

A toxoplasmose em cães - Sintomas e contágio
1 de 6
A toxoplasmose em cães - Sintomas e contágio

Voltar ao topo da página