Partilhar

A leptospirose canina - Sintomas e tratamento

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 12 fevereiro 2019
A leptospirose canina - Sintomas e tratamento

Ver fichas de  Cachorros

Quando falamos de saúde animal não nos referimos apenas a ausência de doença, mas também a um estado de bem-estar fruto de cobrir todas as necessidades que o nosso pet apresenta, tanto físicas como psíquicas e sociais.

Mas quanto à saúde física, devemos esclarecer que são muito poucas as doenças exclusivas do ser humano, pelo que o nosso cachorro pode sofrer das mesmas condições que nós.

No PeritoAnimal vamos lhe falar sobre os sintomas e tratamento da leptospirose canina, uma doença de grande importância uma vez que se trata de uma zoonose, ou seja, de uma condição que se pode transmitir de animais para humanos.

Também lhe pode interessar: Piometra em cadelas - Sintomas e tratamento

O que é a leptospirose canina

A leptospirose canina é uma doença infecciosa causada por um gênero de bactérias chamadas Leptospira, mas as que normalmente afetam o cachorro são a Leptospira Canicola e a Leptospira Icterohaemorrhagiae

Este grupo de bactérias afetam a maioria dos mamíferos domésticos e selvagens, para além dos animais de sangue frio e os seres humanos.

A prevalência desta doença aumenta nos meses de altas temperaturas e é maior em cachorros machos, acredita-se que devido aos hábitos de cheirar e lamber urina que estes apresentam.

A leptospirose canina - Sintomas e tratamento - O que é a leptospirose canina

Como ocorre o contágio

O contágio da leptospirose canina ocorre quando a bactéria penetra o animal através da mucosa nasal, bucal, conjuntiva ou através da pele que apresenta algum tipo de ferida.

Através da mucosa, a bactérias alcançam a corrente sanguínea e distribui-se através desta até chegar aos diferentes órgãos e tecidos, uma vez nestes, ocorre uma reação imune por parte do animal.

Esta reação causa a morte do patógeno o que provoca a liberação de toxinas por parte deste, e no caso da bactéria ter conseguido evadir a resposta do sistema imune, se depositará no fígado e no rim, o que causará graves transtornos, tal como vamos ver mais à frente.

A leptospirose canina - Sintomas e tratamento - Como ocorre o contágio

Contágio da leptospirose canina

A principal via de contágio da leptospirose entre animais é a água ou a comida contaminada com a urina de outros animais doentes. O contágio da leptospirose entre animais e humanos ocorre quando as pessoas entram em contato com a água, comida ou urina contaminada, embora também se possa transmitir através do solo, se esta superfície se encontrar infetada e tiver o hábito de andar descalço.

Dado que a principal via de transmissão é através da ingestão de água ou alimentos contaminados, deve-se ter especial cuidado com as crianças que convivem com animais.

A leptospirose canina - Sintomas e tratamento - Contágio da leptospirose canina

Sintomas da leptospirose canina

A maioria das vezes esta doença decorre sem evidenciar sintomas, em outros casos pode-se observar um curso agudo ou crônico da patologia, mas em ambas as situações o prognóstico é reservado, uma vez que se trata de uma doença com uma taxa de mortalidade muito elevada, que oscila entre 70 e 90% dos casos.

Os sintomas da leptospirose canina são os seguintes:

  • Febre
  • Perda de apetite
  • Vômitos e diarreia (por vezes com presença de sangue)
  • Urina escura
  • Sintomas de dor ao urinar
  • Hálito com cheiro a urina
  • Ulcerações na mucosa bucal
  • Deterioração geral do animal

Os sintomas relacionados com a micção são especialmente importantes, uma vez que evidenciam um dano renal, o que implica um estado grave de todo o organismo.

Se observar qualquer um destes sintomas no seu cachorro deve ir de imediato ao veterinário, pois quanto mais cedo se iniciar o tratamento adequado, mais chances o seu pet tem de sobreviver.

A leptospirose canina - Sintomas e tratamento - Sintomas da leptospirose canina

Diagnóstico da doença

Para diagnosticar a leptospirose canina no seu pet, o veterinário realizará uma exploração completa e terá em conta todos os sintomas manifestados, mas também analisará a urina, que no caso de infecção mostrará um elevado número de proteínas e hemoglobina.

O diagnóstico definitivo realiza-se através de uma análise de sangue que mede parâmetros de serologia (anticorpos) ou através de uma observação microscópica da urina onde poderá observar-se a presença da bactéria leptospira.

A leptospirose canina - Sintomas e tratamento - Diagnóstico da doença

Tratamento da leptospirose canina

O tratamento da leptospirose canina requer diversas medidas tanto farmacológicas como dietéticas.

Para começar vamos falar da combinação de antibióticos de amplo espetro (penicilina e estreptomicina) para combater a infecção bacteriana. Também é importante tentar reverter os sintomas e controlar o dano hepático e renal. Por último, é importante oferecer uma alimentação altamente nutritiva mas baixa em proteínas.

Lembre-se que o veterinário é a única pessoa que sabe recomendar o melhor tratamento para o seu cachorro.

A leptospirose canina - Sintomas e tratamento - Tratamento da leptospirose canina

Prevenção da leptospirose canina

Para prevenir a leptospirose canina recomenda-se que o cachorro seja vacinado com esse fim, no entanto, as vacinas disponíveis atualmente apresentam uma limitação nos serotipos, ou seja, não cobrem todas as bactérias do gênero leptospira.

A vacinação é uma prática altamente recomendável, embora as doses devem ser reforçadas a cada 6 meses, e não de forma anual. Para prevenir esta doença também é importante uma desinfeção periódica do ambiente do animal.

A leptospirose canina - Sintomas e tratamento - Prevenção da leptospirose canina

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a A leptospirose canina - Sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças bacterianas.

Escrever comentário sobre A leptospirose canina - Sintomas e tratamento

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
17 comentários
Andréa Viana
Gostaria de fazer uma pergunta tenho 3 cachorros e um deles é uma cachorra matou uma Ratazana no quintal e eu fui lá limpei o quintal lavei a boca dela limpei tudo coloquei cândida no chão desinfetante e coloquei um pouco de cândida no pescoço da cachorra onde estava sujo de sangue da Ratazana será que tem alguma possibilidade da cachorra ter contraido alguma doença.




Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Andréa! Recomendamos que você busque ajuda de um médico veterinário o quanto antes pois, caso ele tenha contraído alguma doença, o diagnóstico será precoce e as chances de cura serão maiores.
A equipe do PeritoAnimal deseja boa sorte!
rosangela
o cachorro da empresa que trabalho esta ha dias sem querer comer a ração, emagreceu esta marelo fazendo xixi escuro quase da cor de sangue, e a barriga inchada.. por favor ajudem a salvar o cerara
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Rosangela! Recomendamos que você busque um médico veterinário de confiança o quanto antes.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
João Carlos
Hoje o dia pra min foi muito triste acordei com zap da Veterinaria pedindo pra falar comigo infelizmente já até imaginei oque fosse liguei pra ela aí veio a notícia disse que meggy não resistiu foi uma dor triste para min então oque deixo pra vocês aqui oi os próximos que procurar ajuda na internet. Leve seus amiguinhos pra veterinários por o diagnóstico tem que ser exato ela faleceu de leptospirose no entanto eu e amigos em casa tava achando q fosse alguma virose medicamos porém não aí afrente não repita o mesmo erro que eu minha companheira tinha 9 anos e pra min tá uma barra fico me perguntando pq não levei antes e outras coisa deixei ela internada na terça no sábado vim ver ela parece que ela tava segurando até me ver pq o olhar dela era triste não quis acreditar noque pensava pq eu sou dono então deixo uma coisa pra vcs cuidem dos seus animais pq eles merecem ela estará pra sempre em meu coração!
Muito triste mas espero que ajude!😭😭
A sua avaliação:
vera lucia
queria saber tive um cachorro que apresentou inchaço ,urina..escura.. entre fezes c sangue.... como ha tempos teve tosse levando ao vet..deu cmo coração.,mas mesmo co remedios piorou,,,,..inclusive ficando amarelado globo ocular e orelhas inclusive mau cheiro inflamação na boca...achei parecido cm a leptospirose,,,sera que esse fato não ficou mascarado, pela tosse...... foi avaliado sangue...> e coração....!!....obgd ..
A sua avaliação:
Ana Carolina
Acabei de internar minha cachorra. A suspeita é leptospirose. Mas faz apenas 2 meses que ela se vacinou. E minha casa não há sequer 1 indício de ter rato. O exame vai pra BH e só volta com 1 semana. A pergunta é: mesmo assim pode ser leptospirose? Só há um veterinário que confio e ele não está na cidade. Alguém me dá uma resposta por favor? Tô tão aflita.. :'(
João Carlos
To passando por isso internei minha cadela e ela está lá debilitada tomando remédios porém minha vida está desabando alguém pode ajudar não quero perdê-la
A sua avaliação:
Roberto da Rocha Goncalves
Qual o medicamento para a leptospirose?
rosangela
Se o pao for infectado com urina de rato pode transmitir leptospirose ou a urina secando nao existe essa possibilidade ? E pao contaminado com as fezes do rato podem transmiti-la ? Obrigada.
Sergio moreira
Dia triste hoje!!, meu amiguinho se foi!!, lendo tudo sobre a leptospirose canina, e apos uma limpeza no quintal da casa achei fezes de ratos, muito triste!!, ainda nao falei com meu veterinário, até entao o diagnóstico foi intoxicação, ele entrou com antibióticos e soro, te pergunto: estes antibióticos para o fígado, servem tbm numa possivel contaminação pela leptospirose?
A sua avaliação:
Joao Vitor
No futuro quero ser um grande Veterinário e desde cedo quero estudar sobre as doenças. Este artigos e vários outros me ajudaram de mais , antes de entrar na faculdade já estou sabendo o básico de varias doenças muito comuns.
SONIA REGINA RODRIGUES DOS SANTOS
ESTOU COM UM ANIMAL COM ESTA DUENÇA DE LAPTOSPIROSE
JÁ LEVAMOA AO VETERINÁRIO Mas o tratamento está custando adar
efeito será que ele tem ser baixado para fazer melhor o tratamento.

A leptospirose canina - Sintomas e tratamento
1 de 8
A leptospirose canina - Sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página