Partilhar

Como alimentar um gato recém-nascido

Por Nelson Ferreira, Redator do Perito Animal. Atualizado: 4 fevereiro 2019
Como alimentar um gato recém-nascido

Ver fichas de  Gatos

Um gatinho deve ficar com a sua mãe e beber o seu leite até às 8 ou 10 semanas de vida, antes de ser adotado. Nada substitui a sua mãe para lhe dar os nutrientes que precisa e os cuidados que lhe permitem ter a melhor socialização e um bom desenvolvimento do seu sistema imunitário. Recomenda-se deixar o gatinho com a sua mãe até às 12 semanas de vida.

No entanto deve vigiar os gatinhos e conformar que vão crescendo e aumentando de peso a um ritmo adequado, caso contrário poderá ter de ser você a encarregar-se da sua alimentação.

Se a mãe morreu ou se encontrou um gatinho órfão vai ter que ser você a alimentá-lo, por isso continue lendo este artigo do Perito Animal para saber como alimentar um gato recém-nascido.

As necessidades hídricas dos gatos recém-nascidos

Se os gatos recém-nascidos tem a sua mãe ela é a responsável por alimentá-los e deve fazê-lo no mínimo até às 8 semanas.

Normalmente todas as necessidades hídricas devem ser cobertas na totalidade pelo leite materno durante as primeiras semanas. Qualquer fatos que impeça mamar normalmente pode acarretar uma rápida desidratação. Por isso deve se certificar de que todos os gatinhos mamam corretamente especialmente no caso das ninhadas numerosas, também deve comprovar que aumentam de peso de forma adequada.

A umidade ambiente é um parâmetro que deve ser controlado: a higrometria deve estar entre 55-65% especialmente quando os gatos recém-nascidos estão afastados da mãe. Para isso pode simplesmente colocar uns recipientes de água quente perto da ninhada para manter as mucosas orais e respiratórias dos gatinhos hidratadas. Certifique-se de que os gatos não conseguem subir para os recipientes para evitar um possível afogamento.

Se a higrometria cair para baixo dos 35% o risco de desidratação é muito significativo.

A higrometria também não deve superar os 95% porque isto pode causar uma dificuldade respiratória, e além disso os micro-organismos desenvolvem-se mais facilmente em um ambiente úmido. Mas no de gatos recém-nascidos fracos ou prematuros pode ser interessante manter uma higrometria de 85-90%, isto diminui as perdas hídricas por evaporação a nível das mucosas e diminui as perdas de calor.

Como alimentar um gato recém-nascido - As necessidades hídricas dos gatos recém-nascidos

Sinais de subalimentação no gato recém-nascido

Um gato recém-nascido com boa saúde dorme entre as mamadas de leite e acorda quando a sua mãe o estimula e então miará em busca da sua fonte de alimento, a mama da mãe.

Quando as suas refeições são insuficientes os gatos acordam mais frequentemente e gemem. Progressivamente ficam inativos e não ganham peso suficiente. As complicações mais frequentes por má nutrição são a diarreia, a desidratação, a hipoglicemia e a hipotermia.

Todos os gatos recém-nascidos sub-alimentados ou rejeitados pela sua mãe deve ser assistidos rapidamente.

Se você tiver um gato filhote e gostaria de saber com quantos dias os gatos abrem os olhos, confira esse artigo do PeritoAnimal.

Como alimentar um gato recém-nascido - Sinais de subalimentação no gato recém-nascido

Pesar os gatinhos

O peso do nascimento é um fator importante de diagnóstico: é sabido que um peso baixo ao nascer está correlacionado com a gravidade das doenças dos recém-nascidos. Um estudo demonstra que 59% dos gatos que nascem mortos ou que morrem passados alguns dias depois de nascerem tinha um peso baixo ao nascer.

Se a gata recebeu uma alimentação inadequada para o seu estado fisiológico durante a gestação, o peso dos filhotes pode ser afetado.

Os gatos recém-nascidos com um peso de nascimento baixo têm um metabolismo mais elevado e necessidades energéticas mais altas, ou seja, são mais predispostos à hipoglecemia.

Para conservar os dados, recomendamos que aponte todos os dias em uma planilha o peso dos gatinhos, pelo menos nas duas primeiras semanas.

O peso de nascimento normal de um gatinho está entre 90 - 110 gramas, e deve ganhar umas 15 - 30 gramas todos os dias durante o primeiro mês (no mínimo 7 - 10 gramas diárias) e deve ter alcançado o dobro do seu peso de nascimento quando atingir os 14 dias de idade, sendo que o seu peso aumenta umas 50 - 100 gramas por semana. O fato de ser macho ou fêmea não influencia no aumento do seu peso nas primeiras semanas.

Uma perda de peso pode ser aceitável se não superar os 10% diários e se afetar apenas um número limitado de gatinhos. Por outro lado se toda a ninhada perder peso deve ser encontrada a causa rapidamente.

Se o peso de uma gatinho diminui todos os dias, a comida é provavelmente insuficiente ou de má qualidade e deve ser feito um exame completo da mãe para encontrar uma possível mastite, metrite ou qualquer outra condição que tenha influência negativa sobre a produção de leite.

Um gato recém-nascido que perca peso durante 24 ou 48 horas ou que deixa de ganhar peso durante 2 ou 3 dias deve obrigatoriamente receber um complemento alimentar, os resultados são mais favoráveis se se intervir no principio da perda de peso.

Relação entre idade e o peso de um gato recém-nascido desde o nascimento até às 8 semanas:

  • Nascimento: 90 - 110 gramas
  • 1ª semana: 140 - 200 gramas
  • 2ª semana: 180 - 300 gramas
  • 3ª semana: 250 - 380 gramas
  • 4ª semana: 260 - 440 gramas
  • 5ª semana: 280 - 530 gramas
  • 6ª semana: 320 - 600 gramas
  • 7ª semana: 350 - 700 gramas
  • 8ª semana: 400 - 800 gramas
Como alimentar um gato recém-nascido - Pesar os gatinhos

Para gatos órfãos ou subalimentados: a lactância artificial

O leite artificial

O leite artificial deve ser um alimento que cobre o melhor possível as necessidades dos gatos recém-nascidos. Os requisitos energéticos do gatinho estimam-se em 21 - 26 kcal por 100 gramas de peso corporal.

Um gatinho que tenha tido uma mãe receberá o colostro nas suas primeiras horas de vida, que serve não só para dar nutrientes ao gatinho como também para lhe dar defesas imunitárias passivas transmitindo-lhe imunoglobulinas. Assim sendo, para as primeiras horas de vida deve-se encontrar um substituto que cumpra as mesmas funções que o colostro. O colostro é produzido de forma fisiológica pela gata durante as primeiras 24 a 72 horas de amamentação, passado esse tempo começa a produzir leite.

Ritmo de distribuição

O número de comida diária recomendável para um gato recém-nascido é difícil de ser calculado. Efetivamente os gatos recém-nascidos tendem a absorver o leite em pequenas quantidades mas em várias tomas: até 20 por dia. O ritmo de distribuição do alimento de substituição deve ser regular, sem superar as 6 horas entre duas tomas.

Mas deve deixar-se um tempo suficiente para que o estômago esvazie: umas 3-4 horas e respeitar o mais possível o ritmo do gato recém-nascido. Na verdade acordá-lo com demasiada frequência pode provocar estresse. Aconselhamos umas 4 a 8 tomas diárias, separadas por 3-6 horas.

Geralmente, apesar de as condições serem favoráveis e o leite substituto seja bom, os gatinhos alimentados com a lactância artificial costumam ter um atraso no crescimento. Este atraso não deve superar 10% e deve ser compensado durante o desmame.

A capacidade estomacal de um recém nascido é um dos 50 mL/kg, geralmente um gatinho apenas absorve uns 10-20 ml por toma de leite, por isso a concentração do leite é primordial para cobrir as necessidades dos gatinhos.

Se a densidade energética do leite for demasiado baixa temos que aumentar o número de tomas. Neste caso para cobrir as necessidades nutricionais criamos um excesso de fluído que pode afetar o equilíbrio hídrico e danificar os rins. Por outro lado se o substituto láteo for demasiado energético ou se der demasiada quantidade ao gatinho, pode ter diarreias osmóticas ou outros transtornos digestivos.

O leite

A composição natural do leite da gata muda ao fim de 72 horas depois do parto e passa a produzir leite propriamente dito em vez do colostro. O leite será o único ganho alimentar do gato recém nascido até ao desmame. Pode utilizar por exemplo o leite maternizado.

O leite maternizado deve ser preparado justo antes de ser administrado aos gatinhos e deve ser dado através de seringas ou mamadeiras esterilizadas, também é melhor que cada gatinho tenha a sua própria mamadeira. Aconselha-se a não preparar o leite com antecedência, mas se o tiver que fazer, deve mantê-lo na geladeira a uma temperatura máxima de 4ºC, e nunca por mais de 48 horas. O leite deve ser dado a uma temperatura de 37-38ºC, é melhor esquentá-lo em banho-maria porque se o aquecer no micro-ondas podem formar-se bolhas muito quentes de líquido e outras muito frias.

Quando os gatos aceitam mamar na mamadeira, essa é a situação ideal: assim o gato recém-nascido deixa de mamar quando já ingeriu leite suficiente. Mas o gato recém-nascido deve ter um reflexo de sucção para poder ser alimentado com a mamadeira, caso contrário pode ter problemas de deglutição.

As seringas são mais apropriadas para gatinhos com menos de 4 semanas porque frequentemente as tetinas das mamadeiras são demasiado grandes para eles ou têm um cadência de líquido demasiado grande.

Os gatinhos entre 1 a 3 semanas necessitam de duas colheres grandes para 110 gramas de peso vivo a cada 2 o 3 horas.

Para alimentar o gatinho coloque-o na mesma posição que teria caso conseguisse mamar na sua mãe: a cabeça levantada e a barriga em uma toalha, deixando mamar até ficar sem fome, mas cuidado para não lhe dar demasiada quantidade. Deve estar tranquilo quando lhe der de comer para que se sinta confiante e tranquilo, e deixe que tome seu tempo para mamar para evitar problemas de digestão ou que ingira demasiada comida.

Assim que terminar de mamar mantenha o gatinho deitado de costas e acaricie suavemente a barriga, se estivesse com a sua mãe ele iria lamber-lhe a barriga ou a região genital para lhe estimular os intestinos de formar a evacuar de forma sólida ou gasosa. Este passo é muito importante.

Em seguida coloque o gatinho na sua caminha para que se enrosque e descanse. Continue alimentado-o assim até chegar o momento de começar o desmame e introduzir progressivamente outro tipo de alimento.

Geralmente deve começar por adicionar ração às 4 semanas, mas alguns gatos alimentam-se exclusivamente de leite até às 8 semanas, por isso deve consultar um veterinário para determinar o momento ideal do desmame e conhecer as necessidades do seu gatinho recém-nascido.

Como alimentar um gato recém-nascido - Para gatos órfãos ou subalimentados: a lactância artificial

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como alimentar um gato recém-nascido, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Lactância.

Conselhos
  • Se tem gatos recém-nascidos, e ainda mais se tiver que se encarregar da amamentação, aconselhamos fortemente que consulte um veterinário.

Escrever comentário sobre Como alimentar um gato recém-nascido

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
36 comentários
Bruno
A minha teve um filhote a 2 dias atrás, mas ela não amamenta, o que eu devo fazer? Pois já morreram 2 filhotes.
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Bruno! Você pode ajudar os filhotinhos com as dicas desse artigo.
De qualquer forma, temos outro artigo que te ajudará a entender porque sua gata rejeita os filhotes, confira: https://www.peritoanimal.com.br/porque-minha-gata-rejeita-seus-filhotes-21441.html
No entanto, é muito importante que você busque ajuda de um médico veterinário de confiança o quanto antes.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras.
Tainá Silva
tenho um gatinho recém-nascido que acabou de nascer hoje, só que a minha gata fez questão de come-los e como esse gatinho não foi comido, eu tive que tira-lo dela. por mais que eu coloque ele para amamentar no peito da gata, eu não sei se ele realmente esta mamando.

o que eu realmente faco? eu não tenho dinheiro para comprar leite artificial e provavelmente veterinário ta fechado por ser domingo.

e eu não tenho muita confiança na gata, não mais e mesmo assim faco de tudo que ela ao menos de mama.

obs: minha mãe falou que tem mais um gatinho dentro da gata e que ainda não colocou pra fora.
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Tainá! Recomendamos que você siga as dicas do artigo para alimentar seu gatinho. No entanto, o mais indicado é que você busque ajuda de um médico veterinário de confiança.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Marcella
Estou cuidando de um gatinho recém nascido que tem mais ou menos 15 dias . Fui informada que tem que estimular pra ele fazer xixi e cocô, mas quantas vezes preciso fazer isso por dia ? Porque estou fazendo logo após todas as mamadas mas percebo que ele fica muito estressado porque parece que força demais. Posso fazer menos vezes? Obrigada.
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Marcella! Tal como referido no artigo: Os gatinhos entre 1 a 3 semanas necessitam de duas colheres grandes para 110 gramas de peso vivo a cada 2 o 3 horas.
Para alimentar o gatinho coloque-o na mesma posição que teria caso conseguisse mamar na sua mãe: a cabeça levantada e a barriga em uma toalha, deixando mamar até ficar sem fome, mas cuidado para não lhe dar demasiada quantidade. Deve estar tranquilo quando lhe der de comer para que se sinta confiante e tranquilo, e deixe que tome seu tempo para mamar para evitar problemas de digestão ou que ingira demasiada comida. Assim que terminar de mamar mantenha o gatinho deitado de costas e acaricie suavemente a barriga, se estivesse com a sua mãe ele iria lamber-lhe a barriga ou a região genital para lhe estimular os intestinos de formar a evacuar de forma sólida ou gasosa. Este passo é muito importante.
Em seguida coloque o gatinho na sua caminha para que se enrosque e descanse. Continue alimentado-o assim até chegar o momento de começar o desmame e introduzir progressivamente outro tipo de alimento.
A equipe do PeritoAnimal deseja boa sorte!
A sua avaliação:
Solange dos santos liberato
Pode da água para gato recém nascido em 5 dias de vida
juliano a ol
Segundo a postagem somente leite
José Augusto Fernandes Maciel
Estou com uma filhotinha abandonada no segundo dia. Estou alimentando com uma mistura de leite, creme de leite e gema há 2 dias e ela ainda não fez cocô.
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi José! Recomendamos que você busque ajuda de um médico veterinário de confiança o quanto antes, para que ele possa te dar mais informações sobre os cuidados com uma gata recém nascida pois o leite de vaca e derivados devem ser evitados.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
A sua avaliação:
Giovanna Gomes
Oiii, então, a minha gatinha deu a luz a 4 filhotes, 3 não vieram inteiro então ela comeu, mas o último ela sentiu muita dor, se contorcia e nasceu! Só que ela não sabia o que fazer, pois só tem 1 ano de vida e essa já é a 5° gestação dela e nenhum nascia inteiro, sempre ela comia, aí esse que nasceu inteiro, ela não sabe amamentar nem cuidar, tem que ficar colocando ele perto dela e ela deixa como se estivesse demonstrando que quer amamentar mas precisa que alguém ajude, só que parece que o filhote não abre a boca pra mamar, eu coloco ele nos peitinhos dela mas ele não abre a boca e a minha gata mia muuuiitoo, acho que ela tá desesperada, assim como eu!! O que eu faço??!
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Giovanna! Recomendamos que você busque ajuda de um médico veterinário o quanto antes.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Barbara
Você deveria procurar castração urgente. As gestações são prejudiciais à gatinha, e é um grande gesto para a humanidade e pros gatinhos. Muitas cidades tem de graça na prefeitura.
Ana Paula de Fr
Adotei uma gatinha com 14 dias de nascida, ela já come ração seca super bem. Posso deixar ela se alimentando somente da ração? Tenho que dar algo a mais?
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Ana Paula! Tal como referido no artigo, os gatinhos recém nascido precisam de leite materno. O mais indicado é você balancear a dieta da sua gatinha com leite materno por mais duas semanas e ração.
De qualquer forma, recomendamos que você busque ajuda de um médico veterinário de confiança.
Maria
Dizeram que pode dar o leite NAN 1 (um). Voce pode ligar para um veterinario e perguntar!
A sua avaliação:
Rayanne
A minha gata saiu de casa e já faz três dias. Seus filhotes tem apenas 18 dias de vida. Estamos com medo de que eles morram, então estamos dando leite de caixinha para eles pois não temos condição de pagar pelo leite certo. Deveríamos nos preocupar com isso??
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Rayanne! Deve se preocupar, sim. O leite de caixinha não é adequado para um desenvolvimento saudável, você precisa encontrar um específico. Recomendamos que você visite um médico veterinário de confiança.
A equipe do PeritoAnimal te deseja boa sorte!
Maria
Dizem que o leite NAN 1 (um) serve para substituir, mas voce tem que perg. a algum medico veterinario (pega o celular dele e pergunta!) . Pergunte se o nestogenio 1 (um) pode dar, pois ele é mais barato! .

Espero ter ajudado.
Lucia
Minha gata teve 4 filhotes um deles foi ferido e nao quer mamar provavelmente por. Causa da ferida oque faço???????
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Lucia! Você já tentou alimentá-lo com as dicas do artigo?
No entanto, recomendamos que você busque ajuda de um médico veterinário de confiança!
A sua avaliação:
Claudinei
Adotei uma gatinha recem nascida mas ,pois o antigo dono avia falado que parou de mamar e ja estava comendo ração,porem ela come ração seca e nem sacbê,também não tenho dinheiro para comprar leite de gato para ela,o que eu faço?
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Claudinei! Você já tentou as dicas do artigo?
É importante ter em conta que se sua gatinha continuar sem comer, o indicado é buscar ajuda de um médico veterinário de confiança.

Como alimentar um gato recém-nascido
1 de 5
Como alimentar um gato recém-nascido

Voltar ao topo da página