Partilhar

10 mitos sobre o Pitbull

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 31 janeiro 2018
10 mitos sobre o Pitbull

Ver fichas de  Cachorros

Os cachorros da raça American Pit Bull Terrier são os cachorros mais controversos e mediáticos da atualidade. Como é de esperar, sob essas circunstâncias, existem muitos mitos ao redor desta raça. O que é que você acha sobre os Pitbull? Era capaz de ter um?

Vamos-lhe oferecer os 10 mitos mais comuns sobre os cachorros Pitbull e vamos explicar-lhe porque existem estas crenças e se são certas ou não.

Descubra neste artigo do PeritoAnimal baseado nos 10 mitos sobre o Pitbull, o seu autêntico caráter, a sua personalidade e o porquês destes mitos.

Também lhe pode interessar: 10 mitos e verdades sobre cães

1. Todos os Pitbull são agressivos e perigosos

Apesar da má reputação que esta raça recebe, nem todos os Pitbull são agressivos nem perigosos. Muito pelo contrário, a maioria deles são animais que não causam grandes problemas nem colocam ninguém em risco. Mas isso também não quer dizer que todos os cachorros American Pit Bull Terrier sejam sociáveis e muito amigáveis. Isso dependerá totalmente do tipo de educação que tiver recebido.

A agressividade e o perigo depende de cada cachorro em particular e não é uma caraterística exclusiva de uma raça. Desta forma, existem cachorros Pitbull que podem mostrar agressividade e cachorros Pitbull que são sociáveis. Isto depende da genética dos cachorros, da sua socialização, do adestramento do Pitbull, do cuidado que recebem dos seus donos e da forma como são tratados e controlados.

10 mitos sobre o Pitbull - 1. Todos os Pitbull são agressivos e perigosos

2. As mandíbulas do Pitbull se

Um mito tão comum como absurdo. Não existe nenhum mecanismo anatômico nem fisiológico diferente no Pitbull que permita que as suas mandíbulas se tranquem. Neste sentido, a mordida do Pitbull é exatamente igual à de qualquer outro cachorro.

Este mito não se relaciona apenas com o Pitbull, mas sim com muitas outras raças de cachorros. Também se ouve dizer que os Boxer, os American Staffordshire Terrier e outros cachorros têm a capacidade de trancar as suas mandíbulas quando mordem, mas é simplesmente um mito absurdo.

10 mitos sobre o Pitbull - 2. As mandíbulas do Pitbull se

3. O cérebro do Pitbull cresce mais do que o seu crânio permite

Diz-se que o cérebro do Pitbull cresce mais do que o crânio permite e, por isso estes cachorros enlouquecem e se tornam agressivos. É completamente falso que o cérebro cresça mais do que o crânio permite em qualquer Pitbull normal e em qualquer cachorro normal.

Este mito teve origem em relação ao cachorro Doberman quando essa era a raça temida do momento. Mas não é verdade, nem no Doberman nem no Pitbull. Se o cérebro chegar a crescer mais do que o crânio permitir, os cachorros iriam morrer simplesmente.

10 mitos sobre o Pitbull - 3. O cérebro do Pitbull cresce mais do que o seu crânio permite

4. A mordida do Pitbull supera as 1600 psi (libra por polegada quadrada)

Um dos mitos mais difundidos é que o Pitbull tem uma pressão de mordida que excede as 1600 psi, que no sistema métrico equivalem a 112,49 quilogramas-força por centímetro quadrado.

Medir a pressão da mordida de qualquer animal à exceção da dos humanos é muito difícil, uma vez que não se pode pedir a colaboração dos sujeitos experimentais e, não se conseguem dados precisos. No entanto, foram feitas algumas medições que dão uma ideia do poder da mordida de cachorros e outros animais.

O National Geographic fez medições de mordidas de diferentes espécies, entre as quais se encontram os cachorros. Apesar de não se tratarem de estudos com todo o rigor científico, proporcionam dados que pelo menos permitem avaliar o mito da pressão da mordido do Pitbull.

Nas pesquisas realizadas constatou-se que a mordida média nos cachorros alcança as 320 psi e que, o Pitbull não é a raça com a maior pressão de mordida. Também foi estimado que a mordida de leões, hienas e tigres ronda as 1000 psi.

Assim, se os Pitbull tivessem uma mordida de 1600 psi iriam superar a mordida de um leão. Seria impossível treinar schutzhund ou fazer adestramento de defesa com estes cachorros, porque iriam simplesmente desfazer as mangas de proteção, junto com os braços dos figurantes. Um mito frequente, mas que não se aproxima da realidade.

10 mitos sobre o Pitbull - 4. A mordida do Pitbull supera as 1600 psi (libra por polegada quadrada)

5. O temperamento do Pitbull é instável e imprevisível

Também se diz que o temperamento do Pitbull é imprevisível e que, a qualquer momento pode atacar tanto conhecidos como desconhecidos sem dar qualquer sinal. Isto é falso.

Os cachorros Pitbull saudáveis demonstram todos os sinais de estresse que os outros cachorros apresentam. Além disso, o seu temperamento é muito estável e é muito estranho atacarem sem motivo. De fato, testes de temperamento feitos pela American Temperament Test Society sugerem que o Pitbull têm um temperamento mais estável que a maioria das raças caninas.

10 mitos sobre o Pitbull - 5. O temperamento do Pitbull é instável e imprevisível

6. O Pitbull é agressivo conosco devido à sua história como cão de brigas

As brigas de cães que ocorreram no século XIX aconteciam em poços onde se encontravam os cachorros submetidos a essa crueldade e os seus respetivos donos. No final das brigas, as pessoas tinham que pegar nos seus cachorros (os vencedores) para os tirar do poço. Por isso, a criação que se fazia selecionava animais agressivos com outros cachorros, mas com facilidade para socializar com as pessoas.

Assim, ao longo da história, os Pitbull foram selecionados para serem amigáveis conosco, ainda quando em muitos casos também eram escolhidos para serem agressivos com outros animais. Isto também ocorreu com a maioria das raças de cachorros terrier e com muitos cachorros de caça. Claro que, existem cachorros Pitbull que são agressivos com as pessoas, mas isso não tem a ver diretamente com a história da raça nem é uma caraterística da mesma.

De fato, no século passado utilizava-se o Pit Bull Terrier como cachorro babá pelas suas excelentes qualidades sociais. É um cachorro simplesmente excepcional.

10 mitos sobre o Pitbull - 6. O Pitbull é agressivo conosco devido à sua história como cão de brigas

7. Um Pit Bul que ataca outros cachorro ou animais também será agressivo conosco

Falso. Os cachorros são capazes de distinguir entre diferentes animais (incluindo os humanos) e serem agressivos com uma espécie não significa que vão ser agressivos com outra.

Os cães de caça são um excelente exemplo disto. Podem perseguir e atacar brutalmente as presas que caçam, mas não machucam minimamente os seus humanos. Algo idêntico acontece com os cães pastores que são capazes de matar predadores mas convivem pacificamente com ovelhas e humanos.

Com os Pitbull acontece a mesma coisa. Alguns cães Pit Bull atacaram outros cães ou outros animais, mas isso não significa que vão ser necessariamente agressivos conosco.

10 mitos sobre o Pitbull -  7. Um Pit Bul que ataca outros cachorro ou animais também será agressivo conosco

8. Os Pit Bull não sentem dor quando lutam

Os Pit Bull sentem dor tanto como outros cachorros, mas durante atividades emocionalmente intensas essa dor pode passar para segundo plano devido às outras respostas fisiológicas serem mais importantes para a sobrevivência do organismo.

Isto acontece também com cachorros de outras raças que podem suportar situações muito dolorosas devido à adrenalina do momento. Também acontece com pessoas e basicamente com qualquer animal.

Os Pit Bull sentem dor sim e não merecem ser submetidos a lutas cruéis.

10 mitos sobre o Pitbull - 8. Os Pit Bull não sentem dor quando lutam

9. Todos os Pit Bull brigam com outros cachorros

Não é verdade que todos os Pit Bull brigam com outros cachorros. Existem cachorros Pitbull que reagem com outros cães (por dominância, medo,...) e não podem socializar bem com a sua mesma espécie, mas também existem cachorros Pit Bull que são muito amigáveis com outros da sua espécie.

A maioria encontra-se no meio, sem ser particularmente agressivos ou sociáveis com os seus. Por isso, cada Pit Bull deve ser avaliado como indivíduo e não como raça. Alguns destes cachorros serão sociáveis com cachorros e outros nem tanto.

10 mitos sobre o Pitbull - 9. Todos os Pit Bull brigam com outros cachorros

10. Um Pit Bull agressivo não pode ser reabilitado

Alguns Pit Bull que desenvolvem comportamentos agressivos ou que foram usados para lutas devem fazer um longo percurso até se reabilitarem (e nem todos o conseguem fazer completamente). No entanto, muitos deles podem ser perfeitamente reabilitados com base num programa sistemático de socialização e adestramento canino orientado para as suas necessidades, sempre na mão de um profissional experiente neste tipo de comportamento. Mais uma vez, cada caso deve ser avaliado individualmente e não se deve julgar todos os cachorros da raça como se fossem um só indivíduo.

10 mitos sobre o Pitbull - 10. Um Pit Bull agressivo não pode ser reabilitado

Se deseja ler mais artigos parecidos a 10 mitos sobre o Pitbull, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Escrever comentário sobre 10 mitos sobre o Pitbull

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
5 comentários
Rosemeire Correia
Infelizmente pessoas falam o que não sabe, e passar uma imagem negativa deste animal que criação de Deus .
TAIS
Olá Mariana, sou estudante de Medicina Veterinária e meu tcc é sobre avaliação do pitbull, uma das revisões é exatamente o que você escreveu...mitos x verdades... eu queria colocar algumas coisas do seu artigo, mas so posso utilizar se a fonte for de um lugar ´´sério`` tentei achar no site do national geographic sobre a mordida do pitbull, mas não encontrei...você poderia me ajudar ?
Roberto rayan schuvetz
O meu pitbull levou pancada na cabeça e ele não quer mas comer
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Roberto! Você deve consultar o mais rápido possível um médico veterinário porque o seu cachorro pode ter um traumatismo.
A sua avaliação:
cassio
amigo, sobre a tal mandíbula travada, não é verdade que a maioria dos cães respiram pela boca e alguns como os pitbulls respiram pela boca? e daí conseguem manter a mordida por mais tempo? tudo bem que não é travar, mas não seria essa o origem do mito? E sobre as dores, alguams raças como os amstaff não tem maior resistência a dor que o normal?
A sua avaliação:
Milena Costa
Artigo maravilhoso! A criação é um fator mil vezes mais importante que a genética, esses cães são animais maravilhosos e cheios de amor, as pessoas precisam se informar. Parabéns pelo trabalho!
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Milena! Ficamos muito felizes por ter gostado do artigo, continue nos acompanhando!

10 mitos sobre o Pitbull
1 de 11
10 mitos sobre o Pitbull

Voltar ao topo da página