Partilhar

Tratamento da micose em cachorros

Por Nídia do Carmo, Editora e redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 29 junho 2017
Tratamento da micose em cachorros

Ver fichas de  Cachorros

Se suspeita ou já sabe com certezas que o seu cachorro tem micose, o tratamento deve ser iniciado assim que possível. É importante que o veterinário confirme com algum exame ou teste que acredite serem necessários.

Lendo este artigo de PeritoAnimal, ficará informado sobre todo o tratamento da micose em cachorros. Poderá também encontrar os sintomas da doença e alguns remédios caseiros para o seu tratamento.

Se o seu cão tem micose, não espere mais tempo pois esta é uma doença parasitária provocada por um fungo que se reproduz muito rapidamente. Continue lendo para saber tudo sobra a micose, uma das doenças de pele nos cachorros.

Também lhe pode interessar: Remédio caseiro para micose em cachorro

O que é a micose?

A micose é uma doença fúngica, o que significa que é provocada por fungos. É infecciosa e contagiosa e afeta diferentes espécies de animais como os humanos e os seus pets mais comuns, como cães e gatos.

Por ser contagiosa, é muito comum ver esta doença em animais que vivem em grupos, como criações, associações de proteção animal, colônias controladas, etc. Por esse motivo, é essencial que o tratamento comece assim que detectar micose em algum dos seus animais para conter a propagação.

Como acontece com a maioria das doenças, se a saúde do cachorro não é boa antes da infecção, um sistema imunológico debilitado facilita a propagação da micose por todo o corpo, em pouco tempo. Os sintomas começam a ser manifestados entre 2 e 4 semanas após o contágio.

Tratamento da micose em cachorros - O que é a micose?

Quais são os sintomas?

Os principais sintomas da micose são lesões circulares e alopecia (queda de pelo). Caso existam crostas e escamas de cor amarelada, pode notar um odor peculiar que emana da pele do cachorro. Estas lesões na pele do seu companheiro podem ser localizadas ou gerais, estendendo-se por todo o corpo de acordo com a progressão da doença. No caso dos cachorros, a dermatofitose não costuma causar coceira e fissuras na pele, como acontece no caso dos humanos.

Apesar da dermatofitose ou micose apresentar estes sintomas bem característicos, não devemos ser complacentes. A sarna demodécica apresenta sintomas muito parecidos e quase não produz prurido, ao contrário de outros tipos de sarna. O ideal é que um veterinário de confiança confirme a doença com um uma série de exames microscópicos que analisam a pelagem da zona afetada, de forma a detetar os fungos provocados pela micose.

Tratamento da micose em cachorros - Quais são os sintomas?

Tratamento contra a micose em cachorros

É certo que se a micose for diagnosticada em fases iniciais, um aumento da imunidade do animal infetado pode ser suficiente para a micose desaparecer em alguns meses. Nestes casos, além de melhorar as defesas do seu amigo, o objetivo é aliviar os sintomas e prevenir a propagação do fungo.

Inicialmente, um tratamento tópico com pomada fungicida, loção ou pó é suficiente. No caso de optar pela loção ou pelo pó, escove o animal para espalhar bem o produto e ajudar a eliminar esporos de fungos acumulados na pele. Deve apostar nos medicamentos recomendados pelo seu veterinário de confiança, uma vez que ele sabe o que funciona graças à experiência com outros casos. É essencial que o tratamento seja feito em todo o corpo do cachorro mesmo que as lesões sejam localizadas para assegurar que o fungo não prospera em outras zonas que não demonstram sintomas.

O tratamento mais utilizado em cachorros é o seguinte:

  • Calda Sulfocácica (0’05%)
  • Clorexidina (0’5%)
  • Solução de Captan (1:300 em enxágue duas vezes por semana)

Para cachorros em casos mais graves, é frequente tratar o problema com um antifúngico como griseofulvina. A dose deve ser indicada pelo veterinário, uma vez que depende do peso do cachorro e outros fatores.

Geralmente, os tratamentos duram entre 1 e 3 meses. No entanto, o tratamento deve ser continuado 2 a 4 semanas após o desaparecimento das lesões para evitar que o fungo permaneça no organismo do pet, uma vez que se propagam com facilidade. A melhor forma de saber se o seu companheiro está curado é consultar o veterinário de novo para que ele possa fazer os exames necessários e garantir que o não está presente. Isso acontece porque é impossível saber se o fungo permanece apenas observando a pele do cachorro.

Tratamento da micose em cachorros - Tratamento contra a micose em cachorros

Conselhos e remédios caseiros contra os sintomas da micose em cachorros

É essencial que o tratamento veterinário continue a ser aplicado para eliminar com sucesso a micose no seu pet. No entanto, sugerimos algumas dicas para que possa tratar a micose e os seus sintomas com remédios naturais:

  • Proteger-se bem: Como dito anteriormente, a micose também pode ser contagiada a humanos. Por isso, caso o seu cachorro sofra desta doença de pele, é essencial que se mantenha protegido o tempo todo. Deverá usar luvas de látex para tocar no cachorro e administrar os tratamentos. Também é essencial que lave bem as mãos antes e depois de o fazer.
  • Limpar e desinfectar a casa: Para evitar que o fungo se propague, deve limpar e desinfectar a sua casa profundamente. Pode fazê-lo com cloro e detergente. Aspirar tudo e descartar o saco de aspirador também é essencial. Além disso, deve ainda limpar os móveis, tapetes, camas, mantas e brinquedos do cachorro com vapor. Este procedimento deve ser feito no primeiro e último dia de tratamento, no mínimo.
  • Cortar o pelo: Cortar a pelagem à volta das lesões diminui as chances de o fungo se espalhar É essencial que, depois de cortar o pelo, o remova do ambiente e volte a limpar bem, pois os fungos da micose sobrevivem na pelagem do cachorro.
  • Banho: O tratamento recomendado pelo veterinário inclui, seguramente, a recomendação de banhos frequentes. É muito importante que deixe o shampoo ou a loção atuar por, no mínimo, dez minutos. A água não deve exceder os 27 º C.
  • Óleo de árvore do chá: Este óleo essencial tem poderosas propriedades antissépticas, sendo usado para muitas coisas diferentes. Pode aplicá-lo diretamente nas zonas da pele do cachorro afetadas pela micose e notará melhorias em pouco tempo.
  • Óleo de Neem: Este óleo possui propriedades antifúngicas. Uma forma muito comum de usá-lo é misturando duas colheres de sopa e meia de óleo em um frasco com aloé vera, misturando tudo. Ele deve ser espalhado pelas áreas afetadas pela micose duas vezes por dia.
  • Óleo de semente de toranja: Este óleo, que possui propriedades antibacterianas e antifúngicas, é um produto amplamente utilizado para tratar micose. O óleo deve ser misturado com um pouco de água quente e ser aplicado duas vezes por dia para garantir resultados.
  • Alho: O alho é um poderoso desinfetante, também atuando de forma eficaz como antifúngico. Para tratar a micose, corte um pouco de alho e misture com um pouco de vaselina. Distribua pelas áreas afetadas da micose e cubra com gaze para aumentar a eficácia. Deixe atuar durante a noite e, de dia, dê os banhos necessários para o tratamento veterinário. Depois do banho, volte a aplicar o alho por, pelo menos, 3 dias.
  • Vinagre com sal: Misture sal iodado com vinagre até obter uma espécie de pasta. Aplique nas áreas afetadas da pele do seu cachorro e deixe atuar por 5 minutos. Remova a mistura e lave bem a pele. Repita o processo durante, no mínimo, uma semana.
Tratamento da micose em cachorros - Conselhos e remédios caseiros contra os sintomas da micose em cachorros

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Tratamento da micose em cachorros, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças parasitárias.

Escrever comentário sobre Tratamento da micose em cachorros

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
9 comentários
carine
minha cachorrinha esta com uma mancha vermelha na pata eu passei um creme de cetoconazol 2% e a mancha esta escura é normal começou a ficar preta
José santos da rocha
Bom demais as dicas data por vcs
Jovita Silva Santos
Amei!!!
Fabiana
Meu cachorro apareceu uma micose tipo uma impinge e está caindo o pelo ao redor tem algum remédio caseiro
Jorge Gonçalves
O meu cão de cinco anos à mais ou menos quatro meses que anda a ser tratado à seborreia e ultimamente está a tomar o Orafungil além do champô com 2 banhos semanais é certo que os fungos desapareceram em alguns sítios mas aparecem noutros, isto é normal? Se o Orafungil mata o fungo como disse a veterinária era normal que depois de tomar o medicamento os fungos morrem e não se propagarem pois já não têm células vivas para se reproduzirem. Não entendo.
Tiago José Gomes
Boa tarde a todos. Tenho um cachorro de Nome Spaiker (SRD) que possui 05 anos. Este último ano dele foi uma lamúria, pois o mesmo vinha apresentando sintomas estranhos na pele e queda de pelo, e logo o levei a um Veterinário de confiança e foram feitos alguns exames, os quais deram negativos para Leishmaniose e Sarnas, porém deu positivo para uma Dermatofitose Canina de fungo com nome hifas hialinas septadas e ramificadas. Como o Médico Veterinário havia dito, o tratamento e cura dessa Dermatofitose é complexo e por isso o cão precisará de tomar uma série de medicamentos e banhos de 03 em 03 dias com shampoos e sabões especiais, além da desinfecção do ambiente onde o animal vive. Já vão para mais ou menos uns 03 meses de tratamento e após um período de melhora, o cão voltou a apresentar os mesmos sintomas, mesmo com todas as medidas tomadas. O que fazer, pois, ele está vacinado contra a Leishmaniose (vacina toma a cada 21 dias a cada ano), está vacinado contra outras doenças (V 10), usa a coleira repelente, se alimenta com ração boa, e infelizmente essa dermatofitose não o abandona. O que eu devo fazer?
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Boa tarde Tiago! Alguns fungos são muito resistente e pode ser necessária uma abordagem dermatológica diferente. O ideal é que o seu médico veterinário de confiança volte a avaliar o seu cachorro e defina o novo tratamento a fazer, já que ele acompanhou de perto o caso. Outra opção que podem considerar é consultar um médico veterinário especialista em Dermatologia.
ilma
acho que minha boxer está com algum problema nas unhas creio ser micose e não sei como tratar.algumas unhas estão parecendo estar com fungos ou seja escamando .
gostaria de uma dica para tratamento caseiro com ervas pomadas
obrigada aguardo resposta
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Ilma! Seria importante uma visita ao médico veterinário para confirmar o diagnóstico. De qualquer modo, temos um artigo com um remédio caseiro para a micose em cachorros: https://www.peritoanimal.com.br/remedio-caseiro-para-micose-em-cachorro-22263.html
lúcia brito
Achei muito interessante, vou fazer o procedimento com meu cão. Muito obrigada.
MR.FRANKLIN MARQUES DOS REIS NETO
salvei milhares de cachorros dentre vários animais silvestres.
AZEITE DE DENDÊ.......
ALHO MOIDO.......
PAPA DE LIMÃO BATIDA COM TUDO JUNTO.......
O COURO DE TODOS ESTES ANIMAIS SE RENOVARAM EM HORAS.......
Silvana
Franklin, tem como explicar melhor o procedimento?

Tratamento da micose em cachorros
1 de 5
Tratamento da micose em cachorros

Voltar ao topo da página