menu
Partilhar

Pode dar diazepam para gato?

 
Por Maria Besteiros. 23 abril 2021
Pode dar diazepam para gato?

Ver fichas de  Gatos

Neste artigo do PeritoAnimal falaremos sobre um remédio com o qual devemos ser especialmente cuidadosos, o diazepam. Esta precaução se deve a seus efeitos colaterais sobre o sistema nervoso central. Os benefícios da medicação dependem de uma prescrição e de uma dosagem estritamente controlada pelo veterinário. Portanto, nunca devemos dar diazepam para gatos por nossa conta.

Revisamos, portanto, as características de uso deste medicamento, suas contra-indicações e efeitos adversos. Assim, se você está se perguntando se pode dar diazepam para gato, leia atentamente para saber todos os detalhes.

O que é o diazepam

O diazepam é uma benzodiazepina conhecida por suas propriedades hipnóticas e sedativas. Ele atua como um depressor do sistema nervoso central e tem sido usado na medicina desde os anos 1950. Seu efeito se deve ao fato de que aumenta a ação de certos neurotransmissores e deprime a transmissão entre certos neurônios no sistema nervoso central (CNS). Este efeito será maior ou menor, dependendo da dose administrada. Portanto, será benéfico em algumas situações clínicas. Abaixo, explicaremos se pode dar diazepam para gato e seus usos.

Pode dar diazepam para gato?

Sim, pode dar diazepam para gato. O diazepam tem efeitos tranquilizantes ou ansiolíticos, sedativos, anticonvulsivos, antiespasmódicos a nível musculoesquelético e relaxantes musculares. Entre seus usos, destaca-se seu papel como sedativo. Isso permite que seja incluído como um dos medicamentos na pré-medicação e indução da anestesia, ou seja, faz parte do protocolo médico que é seguido antes da anestesia completa do animal a ser submetido a qualquer intervenção. Este uso facilita o manejo da anestesia durante o curso da operação e melhora a recuperação.

O diazepam também é usado em gatos quando o animal tem convulsões ou está em um estado de hiperexcitabilidade (gato hiperativo). Outro uso é como um orexígeno, ou seja, estimulante do apetite em gatos fracos e anoréxicos. Às vezes também pode ser usado para tratar problemas de comportamento, como agressão ou marcação de território com urina. É claro, sempre com a prescrição do veterinário.

Doses de diazepam para gatos

Devido a seus usos, o diazepam é muitas vezes administrado pelo veterinário de forma injetável. É frequentemente utilizado como tratamento de emergência e, uma vez que o gato esteja estável, o medicamento é trocado por outro tipo oral que pode continuar a ser administrado pelo cuidador em casa. Diazepam é normalmente limitado a tratamentos curtos e pode ser administrado por via intravenosa, intramuscular ou retal pelo veterinário.

A dosagem dependerá do motivo da prescrição. Ou seja, isso variará dependendo do que se pretende tratar. Não são as mesmas dosagens para convulsões, para anestesiar ou para estimular o apetite, por exemplo. E isso depende também da via de administração, se uma única dose é prescrita, como nas pré-medicações, ou várias, a evolução e o peso do animal, etc.

Da mesma forma, não há duração fixa para seu uso, mas dependerá de cada caso particular com todos os fatores envolvidos que mencionamos. Portanto, nunca devemos administrar o diazepam ao nosso gato por conta própria. Só pode dar diazepam para gato se ele for prescrito pelo veterinário, que também terá que monitorar a evolução do animal e retirá-lo no caso de tratamentos prolongados, pois é uma droga que pode criar dependência. Por este motivo, além disso, não pode ser interrompido abruptamente.

Por tudo isso, se você considerar administrar o diazepam para fazer um gato dormir porque seu felino está muito nervoso, agitado ou precisa acalmá-lo por qualquer razão, não é uma boa ideia fazer isso com o diazepam. Em qualquer um destes casos, é melhor ir à clínica veterinária para que um profissional possa determinar o que está errado com seu gato. Além disso, no vídeo a seguir você encontrará diferentes maneiras de acalmar um gato, desde que ele não tenha nenhum problema de saúde:

Contraindicações do diazepam para gatos

Naturalmente, o diazepam não deve ser administrado a um gato que tenha manifestado anteriormente uma reação de hipersensibilidade a essa substância ou se você suspeitar que ela possa ser alérgica a ele. Além disso, devido à forma como o diazepam funciona, devemos ter muito cuidado com sua administração junto com outras drogas. Portanto, se nosso gato está recebendo algum medicamento e o veterinário não o conhece, devemos comunicá-lo para evitar interações que possam alterar o metabolismo ou a eficácia do medicamento ou ser perigosas.

Por outro lado, o diazepam não pode ser administrado por um período prolongado sem um controle veterinário rigoroso. Lembre-se de que a dependência é possível nestes casos. Além disso, deve-se ter cuidado ao administrar o diazepam em gatos:

  • Idosos.
  • Muito debilitados, em choque ou que estão em coma.
  • Com problemas renais ou hepáticos.
  • Desidratados ou anêmicos.
  • Em uma situação de depressão respiratória.
  • Obesos.
  • Com glaucoma.
  • Em período de gestação ou de lactação.

Neste último caso, se o veterinário decidir usá-lo, os filhotes devem ser monitorados de perto para detectar precocemente quaisquer sinais de sedação que possam interferir com a sucção normal do leite.

Pode dar diazepam para gato? - Contraindicações do diazepam para gatos

Efeitos adversos do diazepam para gatos

Os efeitos adversos do diazepam em gatos incluem:

  • Sonolência.
  • Falta de coordenação.
  • Alterações de comportamento, tais como agressividade ou hiperexcitabilidade.
  • Danos no fígado, que se manifestarão com depressão, vômitos, anorexia e icterícia, que é o amarelamento da pele e das mucosas.
  • Aumento do apetite, e é por isso que às vezes é prescrito para este fim.

Nesses casos, o veterinário terá que avaliar a modificação do tratamento. Qualquer outro efeito que pareça estar associado ao diazepam também deve ser relatado ao veterinário. Além disso, se o diazepam for administrado por via intravenosa muito rapidamente, pode causar uma diminuição da pressão arterial, coágulos sanguíneos e problemas cardíacos.

Overdose de Diazepam em gatos

Você sabe que pode dar diazepam para gato, mas se ele for administrado em uma dose superior à recomendada, pode causar efeitos adversos graves, como depressão grave do sistema nervoso central, manifestando-se como desorientação, diminuição de reflexos ou coma.

Isso é agravado se o gato estiver tomando outras drogas que afetam o sistema nervoso central. Qualquer um desses sinais é motivo de consulta urgente com o veterinário, que terá que prescrever um tratamento de apoio. Em alguns gatos, também é detectada uma queda na pressão arterial e depressão cardiorrespiratória.

Agora que você já sabe sobre quando pode dar diazepam para gato, talvez possa se interessar por este vídeo em que explicamos quando levar o gato a um veterinário:

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Pode dar diazepam para gato?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Medicamentos.

Bibliografia
  • SILVA, Rafaela Pelisoli da. SUYENAGA, Edna Sayuri. Estresse e ansiedade em gatos domésticos: tratamento farmacológico e etnoveterinário - uma revisão. Disponível em: <https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/veterinaria/article/download/14789/10734>. Acesso em 22 de abril de 2021.
  • AMUNDARAIN, S. Alabort, et al. Ansiedad generalizada y agresividad intraespecífica en gatos; descripción de un caso clínico. Revista Complutense de Ciencias Veterinarias, 2017, vol. 11, no 2, p. 17. Disponível em: <https://search.proquest.com/docview/2241321700?pq-origsite=gscholar&fromopenview=true>. Acesso em 22 de abril de 2021.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Pode dar diazepam para gato?
1 de 2
Pode dar diazepam para gato?

Voltar ao topo da página