menu
Partilhar

Meu gato mia muito à noite - Causas e o que fazer

 
Por Marta Sarasúa, Etóloga e auxiliar veterinária. 11 junho 2022
Meu gato mia muito à noite - Causas e o que fazer

Ver fichas de  Gatos

Os gatos têm fama de serem animais silenciosos e que fazem pouco barulho, mas, às vezes, podem chegar a ser realmente insistentes com seus miados. Na grande maioria das vezes, esses felinos miam com o objetivo de chamar nossa atenção e tentar nos comunicar algo e o momento, lugar ou pessoa que estiver presente quando eles fizerem isso pode nos dar algumas pistas sobre o que o gato necessita.

Se o gato mia muito à noite, seja ele adulto ou filhote, neste artigo do PeritoAnimal te ajudamos a descobrir por que ele faz isso e como você pode agir para evitar esse comportamento. Boa leitura.

Também lhe pode interessar: Meu cachorro late muito, o que fazer?

Insegurança durante o processo de adaptação

Se o gatinho, filhote ou adulto, foi adotado e tem pouco tempo vivendo contigo em casa, deve ainda se adaptar ao seu novo ambiente e à sua família humana, e isso não é algo que acontece de um dia para o outro.

Gatos são animais muito sensíveis que, em geral, não toleram muito bem as mudanças repentinas em suas rotinas, motivo pelo qual uma mudança a um novo lar pode ser muito estressante para eles, especialmente quando se tratam de filhotes que foram separados da mãe e dos irmãos. É provável que, durante o dia, o gato pareça mais relaxado porque a casa está mais movimentada e ele está entretido brincando ou recebendo mimos de seus tutores, mas, à noite, enquanto todos estiverem dormindo, ele pode se sentir sozinho, inseguro ou desorientado, o que o leva a miar em busca de atenção e companhia. Isso costuma acontecer principalmente quando, durante a noite, você deixa o animal sozinho em um cômodo separado do seu, impedindo que tenha acesso a você ou a seus outros tutores. Como resultado, você terá um gato que mia muito à noite.

Fome ou sede

A frequência de alimentação dos gatos não é a mesma da de outras espécies, como a dos cachorros. Em geral, esses felinos preferem ir ingerindo pequenas quantidades de comida ao longo do dia e da noite em vez de comer a ração toda em uma ou duas porções diárias. Isso implica que, em qualquer momento da noite, seu gato pode sentir a necessidade de comer e, se seu prato estiver vazio, é muito provável que ele te comunique isso através de uma série de miados insistentes. Mas atenção! Esse estilo de alimentação não significa que você deva dar ao seu gato toda a comida que ele pede, pois se seu peludo for muito guloso, pode acabar sofrendo de sobrepeso. Você deve acostumá-lo a consumir uma quantidade concreta, adaptada a sua idade e condição física.

Da mesma forma, é muito importante para um gato beber suficiente água e manter-se corretamente hidratado, pois esses animais tendem a padecer de problemas renais quando chegam a certa idade. Por isso, deve se assegurar de que seu gato tem acesso ilimitado à água tanto de dia quanto de noite. Se observar que seu bichano consome pouca quantidade de água, você pode incentivá-lo a tomar mais utilizando fontes para gatos ou combinando sua ração com comida úmida ou natural.

Meu gato mia muito à noite - Causas e o que fazer - Fome ou sede

Mal-estar físico

Se as causas anteriores não se encaixam, se seu gato mia muito à noite a ponto de não te deixar dormir, é possível que esteja se sentindo mal ou que sinta algum tipo de dor. Nesses casos, normalmente o animal miaria da mesma forma durante o dia, mas se o comportamento começa de forma repentina, é importante descartar qualquer patologia. Observe o peludo em busca de sinais de dor e, diante de qualquer suspeita de mal-estar, vá ao veterinário para fazer exames.

Por outro lado, existe a possibilidade de que o gato mie porque passa frio durante a noite. Isso é mais provável de acontecer com filhotes, com raças que têm pouco pelo, como o gato sphynx, durante os meses de inverno, ou se o animal dorme em espaços abertos, com correntes de ar, ou caso não disponha de uma manta ou um abrigo no qual possa se proteger.

Mal-estar emocional

É possível que seu gato não sinta nenhum tipo de dor ou incômodo a nível físico, mas que tenha algum problema emocional que o leva a miar durante a noite. Tal problema pode estar presente de forma crônica no animal, como pode ser o caso do estresse, ou aparecer de forma repentina associada a algum acontecimento, como o medo durante uma tempestade.

As mudanças no ambiente do gato, como a chegada de um novo membro à família, a saída de um deles ou uma reforma na casa, podem alterar o comportamento do felino, que se mostrará mais nervoso ou melindroso que o normal. Se isso não for tratado corretamente, pode acabar provocando um estresse a longo prazo e, consequentemente, um comportamento errático e indesejado como o do gato miando muito à noite. Por outro lado, alguns eventos pontuais podem assustar ou deixar o felino alterado, fazendo com que mie de um jeito desconsolado durante o dia ou a noite, como a presença de um visitante desconhecido para o animal, ou fogos de artifício.

Tédio ou falta de estímulo

Uma causa muito frequente que também explica por que um gato mia muito de noite e está inquieto, principalmente em felinos jovens, é o tédio. Os gatos são animais crepusculares, o que significa que seus picos de maior atividade se encontram ao anoitecer e ao amanhecer. Isso, além do fato de que são felinos muito enérgicos e caçadores que adoram brincar, torna muito habitual que queiram interagir com seus tutores durante a noite, depois de passar grande parte do dia dormindo.

Em muitos casos, a forma que os gatos têm de comunicar que estão entediados é miando na frente da porta da casa de seus tutores, e inclusive a arranhando. Por isso, se tiver notado que o gato não para de miar na porta da sua casa durante a noite, é provável que esteja querendo sua atenção. Da mesma forma, se o animal dorme junto de seus tutores, é provável que pule sobre eles, os "amasse" com suas unhas, lhes dê mordidinhas ou se esfregue contra eles enquanto mia em busca de atenção. Dessa forma, se seu gato te acorda de noite, é provável, também, que seja por isso. Por último, se o gato passa a noite sozinho e trancado numa casa, muito provavelmente ele se sente entediado, e vai miar para pedir que lhe abram a porta e o deixem sair.

É fundamental revisar o enriquecimento ambiental do gato e lhe oferecer estímulos suficientes durante o dia para evitar esse tédio.

Caixa de areia suja ou pouco acessível

Os gatos são muito limpos e meticulosos, e a maioria não consegue fazer suas necessidades numa caixa de areia suja que já está cheia de urina e fezes. Em muitos casos, se a areia não for trocada com frequência suficiente, o gato pode rejeitar por completo o uso da caixa de areia, o que seria um problema tanto para ele quanto para seus tutores.

Por outro lado, se a caixa de areia estiver muito próxima da comida do animal, se ela for muito pequena, se a quantidade de caixas for menor que a quantidade de gatos na casa, ou se for difícil para o felino alcançá-la por qualquer motivo, ele pode rejeitá-la da mesma forma e, como consequência, ficará estressado, fará suas necessidades em lugares inadequados ou diminuirá a frequência com que urina ou defeca, o que pode prejudicar a sua saúde.

Se o seu peludo não se sente confortável usando sua caixa de areia, é provável que mie em busca de ajuda, seja de dia ou de noite.

Agora, se o problema é que o gato mia muito ao ir à caixa de areia, então te recomendamos que preste atenção se ele faz suas necessidades de forma normal ou se tem dificuldades. Neste último caso, ele pode estar sofrendo de algum problema de saúde.

Causas hormonais

As gatas têm seu primeiro cio muito cedo, pois com cinco ou seis meses de idade já são sexualmente maduras e começam a buscar por parceiros reprodutivos. Durante o cio, as gatas mudam seu comportamento e se mostram mais alteradas, esfregam insistentemente a cara contra objetos, rolam no chão, caminham com o bumbum para o alto e miam muito, inclusive de noite.

Por sua vez, o machos, que são considerados sexualmente maduros já aos quatro ou cinco meses de idade, podem detectar o cheiro de uma fêmea no cio a vários quilômetros de distância, e tentarão fugir de casa para chegar a ela. Esse comportamento escapista é acompanhado de nervosismo e miados fortes durante o dia e a noite.

Descubra mais sobre o cio nos gatos neste vídeo:

O que fazer se meu gato mia muito à noite?

Escutar o miado constante do seu gato no meio da noite pode chegar a incomodar de verdade e, provavelmente, você já pensou muitas vezes no que fazer para evitar esse comportamento. Como sempre, o primeiro passo será encontrar a causa do miado. Para isso, você pode revisar as informações que te oferecemos neste artigo quantas vezes quiser, e, caso ache necessário, leve seu caso a um veterinário e a um etólogo felino para que avaliem seu animal e te assessorem.

Você também terá que levar em consideração que os gatos, assim como os cachorros, podem aprender muitos comportamentos por associação, de modo que, se em outras ocasiões o miado foi útil ao gato para pedir a sua atenção, é provável que esse comportamento aumente com o tempo e que seu gato se torne cada vez mais insistente. Por isso, é preferível abordar o problema desde a raiz, tratá-lo com o tempo e, sobretudo, preveni-lo.

A seguir, te deixamos alguns conselhos sobre o que fazer se o gato mia muito à noite e como você pode tranquilizá-lo:

  • Antes de ir dormir, certifique-se de que seu gato tem comida, água e acesso a uma caixa de areia limpa.
  • Brinque com ele antes de se deitar e enriqueça seu ambiente com brinquedos interativos, erva-de-gato ou catnip arranhadores ou torres para que possa escalar e se entreter quando estiver entediado.
  • Se possível, evite deixá-lo trancado sozinho num cômodo durante a noite.
  • Baixe as persianas de noite para criar um ambiente escuro e longe de ruídos ou luzes que possam sobressaltar ou alertar seu gato.
  • Compre ou construa abrigos para que seu bichano se esconda dentro, e coloque uma manta em seu interior para evitar que ele passe frio, ou coloque um colchão ou uma caminha para gatos perto da sua cama.
  • Utilize feromônios felinos artificiais no ambiente do seu gato para tranquilizá-lo e ajudá-lo a descansar melhor. Isso é especialmente útil durante processos de adaptação e para gatos com tendência a se estressar ou a se assustar.
  • Se a causa do miado for hormonal, a castração é a solução mais definitiva, tanto em machos quanto em fêmeas. No entanto, antes de tomar essa decisão, consulte um veterinário e um etólogo para que te aconselhem sobre como e quando é melhor realizar a cirurgia.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Meu gato mia muito à noite - Causas e o que fazer, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas de comportamento.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Meu gato mia muito à noite - Causas e o que fazer
1 de 2
Meu gato mia muito à noite - Causas e o que fazer

Voltar ao topo da página