menu
Partilhar

Meu coelho não está urinando - Causas e tratamento

 
Por Cristina Pascual, Veterinária. 27 janeiro 2022
Meu coelho não está urinando - Causas e tratamento

Ver fichas de  Coelhos

Existem muitas razões pelas quais um coelho possa parar de urinar. Pode haver um problema a nível pré-renal (antes dos rins), renal (nos rins) ou pós-renal (depois dos rins, ou seja, no trato urinário). Em qualquer um desses casos, é importante agir com urgência, pois na maioria dos casos o processo é potencialmente reversível caso se aja com rapidez e eficácia. Esta é a única maneira de evitar a falha irreversível dos rins.

Se você está se perguntando por que o coelho não está urinando e quer saber quais são as possíveis causas e tratamento, continue lendo este artigo do PeritoAnimal.

Como é o sistema urinário do coelho?

O sistema urinário dos coelhos é muito parecido com o dos carnívoros. Consiste em dois rins, dois ureteres, uma bexiga urinária e uma uretra.

Os rins são grandes, de cor escura e possuem uma superfície lisa. O rim direito está localizado mais cranialmente (na parte da frente) do que o esquerdo e ambos estão localizados muito lateralmente no espaço retroperitoneal do abdômen. Em alguns indivíduos, os rins estão rodeados por uma grande quantidade de gordura que os desloca ventralmente. Deve-se notar que os rins dos coelhos desempenham um papel fundamental no metabolismo do cálcio, pois são capazes de excretar ou conservar o cálcio de acordo com as necessidades metabólicas do momento.

Dos rins saem os ureters, dois tubos finos que transportam a urina dos rins para a bexiga.
A bexiga de urina está localizada na parte caudal do abdômen, mantida no lugar pelo ligamento mediano da bexiga. É grande, de paredes finas e extensíveis. Da bexiga vem a uretra, que transporta a urina da bexiga para o exterior durante a micção.

Devemos destacar dois aspectos importantes sobre a urina produzida pelos coelhos:

  • A urina tem uma aparência turva, devido a seu pH alcalino que causa precipitação de cálcio, o que leva ao carbonato cálcico
  • Ocasionalmente, a urina pode parecer vermelha devido à presença de pigmentos vegetais naturalmente presentes nos alimentos, que não devem ser confundidos com hematúria (presença de sangue na urina). Para diferenciar entre os dois, uma tira reagente de urina é suficiente para detectar a presença de sangue.

Por que meu coelho não está urinando?

Antes de explicar as causas que explicam por que um coelho não está urinando, primeiro, vamos definir os termos oligúria e anúria. Oligúria é uma diminuição da diurese (excreção de urina) e anúria é a completa interrupção da diurese. Portanto,nte.

Tanto oligúria quanto anúria são manifestações clínicas que acompanham algumas alterações ou patologias do sistema urinário. Estas alterações podem ser:

  • Pré-renais (antes dos rins): qualquer fator que diminua o fluxo sanguíneo para o rim diminuirá a quantidade de sangue filtrado pelo rim e, consequentemente, a quantidade de urina produzida. Neste caso, falamos de azotemia pré-renal, que é um aumento da uréia e creatinina devido a uma causa presente antes dos rins.
  • Renais (no rim): as causas de lesão renal aguda (LRA) geralmente se apresentam com oligúria (embora às vezes o volume de urina possa estar aumentado).
  • Pós-renal (após os rins, no trato urinário): qualquer causa que impeça a eliminação da urina para o exterior, como obstrução, ruptura do trato urinário ou causas neurológicas, produzirá oligúria/anúria. Neste caso, falamos de azotemia pós-renal, ou seja, um aumento da uréia e creatinina devido a uma causa presente depois dos rins.

A seguir, descrevemos as diferentes causas de oligúria ou anúria no coelho, ou seja, o que faz com que o coelho não consiga urinar. Explicaremos primeiro as causas pós intervenção (as mais comuns), continuaremos com as causas renais (lesão renal) e terminaremos com as causas pré intervenção.

Hipercalciúria

A presença de cristais de carbonato de cálcio na urina dos coelhos é normal, pois o pH alcalino favorece a precipitação do cálcio. Entretanto, quando a ingestão de cálcio na dieta for excessiva, isto será eliminado através dos rins e um depósito de carbonato de cálcio será produzido na bexiga urinária, causando uma forte dilatação do órgão.
Os sinais clínicos, além de oligúria ou anúria, podem incluir:

  • Hematúria: presença de sangue na urina.
  • Dificuldade para urinar. A micção é muitas vezes dolorosa e se manifesta com uma postura curvada.
  • Urina turva: se o coelho conseguir urinar, a urina será muito mais espessa e esbranquiçada do que o normal. Neste outro artigo falamos mais a fundo sobre a urina branca em coelhos.
  • Sinais gerais, como depressão, anorexia (perda de apetite) e perda de peso.
  • Dermatite perianal: Os depósitos de carbonato de cálcio na urina têm uma ação irritante sobre a pele do períneo, causando dermatite perianal.

Urolitíase

A urolitíase é definida como a presença de pedras ou urólitos no trato urinário. É um processo intimamente ligado à hipercalciúria, pois, na maioria dos casos, os urólitos são formados por carbonato de cálcio. A hipercalciúria juntamente com outros fatores como a redução da ingestão de água, dietas ricas em oxalato de cálcio ou uma mudança no pH urinário devido a infecções do trato urinário, favorecem a formação de cálculos. Esses urólitos podem se acumular na bexiga urinária sem causar nenhum sinal clínico, mas quando se tornam grandes o suficiente para obstruir um ponto do trato urinário, causam sintomas. Os sinais clínicos são muito semelhantes aos vistos na hipercalciúria.

Outras causas de obstrução do trato urinário

Além da urolitíase, existem outros processos que podem causar obstrução do trato urinário e consequentemente fazer com que o coelho não esteja urinando, ou seja, oligúria ou anúria. Estes processos incluem:

  • Aderências: são complicações que podem ocorrer após a cirurgia da cavidade abdominal, especialmente quando é gerado um trauma excessivo ou quando é utilizado material de sutura inadequado.
  • Abscessos: abcessos localizados em órgãos da cavidade abdominal (por exemplo, nos mesentéricos) podem comprimir externamente o trato urinário em algum ponto e causar oligúria/anúria.
  • Tumores: como acontece com os abscessos, qualquer tumor que afete os órgãos da cavidade abdominal pode comprimir externamente o trato urinário. Da mesma forma, a presença de um tumor no próprio trato urinário (tal como um leiomioma na parede da bexiga urinária) pode estreitar a luz dos dutos e causar uma obstrução.
  • Coágulos: a presença de um coágulo no interior do trato urinário pode ocluir a luz do duto e causar uma obstrução.

Quando a obstrução urinária se mantém ao longo do tempo, o trato urinário pode romper, causando vazamento de urina para a cavidade abdominal (uroabdômen).

Paralisia da bexiga de um coelho

Esta é uma patologia de origem neurológica. A bexiga do coelho perde sua capacidade contrátil, o que impede a micção. Isto resulta numa dilatação excessiva da bexiga.

Lesão renal aguda (LRA)

Patologias em que ocorrem danos agudos aos nefrónios resultarão em lesão renal aguda. Os nefrónios são a unidade funcional do rim, portanto cada rim tem cerca de um milhão de nefrónios. As principais causas de LRA no coelho incluem:

  • Neurotoxicose: devido a drogas, toxinas (como o etilenoglicol no anticongelante de automóveis) ou pigmentos endógenos (hemoglobina ou mioglobina).
  • Nefrite: uma inflamação geral do rim que pode ser observada em doenças infecciosas sistêmicas (encefalitozoonose, leptospirose, etc.) ou em processos inflamatórios (metrite, sepse, etc.).
  • Necrose isquêmica devido a doença hemorrágica viral.

Azotemia pré-renal

Como já mencionamos, qualquer causa que reduza o fluxo de sangue para o rim reduzirá o volume de sangue filtrado e, portanto, o volume de xixi do coelho. As causas específicas serão:

  • Patologias cardíacas que diminuem o débito cardíaco.
  • Choque, devido a hipovolaemia ou hipotensão.
  • Desidratação.
  • Trombose arterial renal: em coelhos está associada à doença hemorrágica viral.

Neste outro artigo falamos sobre pulgas em coelhos e como acabar com elas.

O que devo fazer se o coelho não conseguir urinar?

Antes de mais nada, se o coelho não conseguir urinar, é importante que você consulte seu veterinário o mais rápido possível. No caso de oligúria ou anúria, é urgente fazer um diagnóstico rápido, pois na maioria dos casos a situação é potencialmente reversível. Entretanto, se não agirmos rapidamente e estabelecermos um tratamento precoce e eficaz, os danos renais podem levar a uma insuficiência renal irreversível.

O tratamento para cada causa de anúria (quando o coelho não faz xixi) será o seguinte:

Tratamento de causas pós-renais

Isto inclui hipercalciúria, urolitíase, outras causas de obstrução ou paralisia da bexiga. Se a bexiga estiver muito distendida, é importante esvaziá-la por meio de cateterização ou perfuração da bexiga para evitar duas complicações. Por um lado, ruptura do trato urinário e consequentemente do uroabdômen. Por outro lado, o acúmulo retrógrado de urina no trato urinário, que alcançará o rim e causará hidronefrose (dilatação da pélvis e das cálices renais devido ao acúmulo de urina, levando à degeneração do rim). Uma vez esvaziada a bexiga, o tratamento será iniciado dependendo da causa específica.

No caso de hipercalciúria/urolitíase, deve-se corrigir os fatores de manejo que influenciaram o início do processo (reduzir a ingestão de cálcio, estimular o exercício e a ingestão de água). Além disso, analgésicos para aliviar a dor, diazepam para prevenir espasmos uretrais, bicarbonato para alcalinizar a urina e, se necessário, antibióticos para tratar infecções secundárias devem ser administrados. Quando as pedras não puderem ser eliminadas através do trato urinário com tratamento farmacológico, será necessário um procedimento cirúrgico para removê-las.

Tratamento das causas renais

Após a reidratação com terapia de fluidos apropriada, os diuréticos devem ser administrados para restaurar a diurese normal. Além disso, a causa principal deve ser tratada individualmente.

Tratamento das causas pré-renais

Após um diagnóstico preciso, deve ser instituído tratamento apropriado para aumentar o fluxo sanguíneo renal e reverter a azotemia (fluidoterapia, aumento da pressão arterial, etc.).

Agora que você já sabe o que fazer se o coelho não estiver fazendo xixi, não perca o vídeo a seguir em que explicamos por que um coelho dá patadas no chão:

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Meu coelho não está urinando - Causas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Bibliografia
  • Boletín de cunicultura (1991). Enfermedades del aparato urinario del conejo. 53:28-33
  • Vergués, J., Valls, X. (2014). Casos clínicos de animales exóticos. Servet editorial

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Meu coelho não está urinando - Causas e tratamento
Meu coelho não está urinando - Causas e tratamento

Voltar ao topo da página