menu
Partilhar

Hérnia em gatos - Tipos, sintomas e tratamento

 
Por Laura García Ortiz, Veterinária especializada em medicina felina. 22 outubro 2021
Hérnia em gatos - Tipos, sintomas e tratamento

Ver fichas de  Gatos

A hérnia é a saída de parte de um órgão da estrutura anatômica na qual deveria estar fixada. As hérnias nos gatos podem ocorrer em vários locais. Assim, encontramos desde a hérnia umbilical dos recém-nascidos até as hérnias de disco ou perineal, mais características de gatos mais velhos, passando pelas hérnias diafragmáticas e inguinais.

O tratamento das hérnias deve ser cirúrgico, pois é necessário buscar o fechamento do anel que permite o deslocamento do órgão a fim de poder reestabelecer a anatomia e a correta funcionalidade orgânica do gato afetado. Os casos de estrangulamento da hérnia em que o fornecimento de sangue são emergências que requerem atenção imediata.

Continue lendo este artigo do PeritoAnimal para conhecer mais sobre a hérnia em gatos, seus tipos, sintomas e tratamento.

O que é uma hérnia

A hérnia é uma saída parcial ou total de um tecido ou órgão da cavidade que o contém, o que pode acontecer em diversos locais e até ao mesmo tempo no mesmo gato, por acaso ou causado. Muitas hérnias são inofensivas, mas outras podem causar desconforto, incômodo e até ter consequências consideráveis para os gatos afetados.

As hérnias geralmente ocorrem quando a estrutura muscular que sustenta os tecidos está enfraquecida, o que permite sua movimentação e saída da cavidade que os contêm. As mais frequentes são as que afetam o abdômen e são produzidas por fissura, ruptura ou fraqueza do peritônio, que é a parede muscular que faz com que os órgãos abdominais se localizem e permaneçam em sua posição anatômica.

Em outras ocasiões, as hérnias podem afetar a área dorsal do gato, na comunicação das cavidades torácicas e abdominal, próxima à coluna ou dos genitais. Além disso, podem ser congênitas e apresentar desde o nascimento ou se desenvolver ao longo da vida do felino, em muitas vezes como resultado de um traumatismo ou acidente.

Hérnia em gatos - Tipos, sintomas e tratamento - O que é uma hérnia

Tipos de hérnias em gatos

Como comentamos, os gatos podem desenvolver hérnias em diferentes locais, com diferentes prognósticos, consequências e sinais clínicos. Vamos revisá-las em detalhes.

Hérnia diafragmática

Como seu nome indica, esta hérnia afeta o diafragma, um músculo que separa a cavidade torácica da abdominal e é importante na respiração porque permite a contração e expansão do tórax. Quando há uma hérnia nessa estrutura, os órgãos abdominais podem passar para a cavidade torácica, exercendo pressão sobre os pulmões e, consequentemente, dificultando a respiração.

Entre as causas deste tipo de hérnia em gatos, as principais são os traumatismos, especialmente os atropelamentos que rompem o diafragma, embora também possam ser congênitas. Quanto aos sintomas, são dispneia ou respiração rápida e uma postura ortopneica com os membros separados e a cabeça e o pescoço estendidos pelo esforço respiratório. Se a causa for um atropelamento, às vezes também podem quebrar as costelas que causam hematomas, lacerações e hemorragias ou pneumotórax.

Hérnia inguinal

As hérnias inguinais ocorrem especialmente na forma hereditária, pois os anéis inguinais da cavidade abdominal não se fecham totalmente, embora os traumatismos, a obesidade, a gestação e as alterações nutricionais ou metabólicas podem ser fatores de risco para o desenvolvimento dessa hérnia.

Este tipo de hérnia em gatos consiste na saída do intestino, gordura ou outros tecidos através de uma abertura da cavidade abdominal por um defeito dos anéis inguinais por onde passa o cordão espermático ou o ligamento redondo do útero na região inguinal. Os sintomas que pode produzir são inchaço, dor ou desconforto na área da virilha, anorexia, letargia, micção mais frequente ou vômitos.

Hérnia de disco

A hérnia de disco se desenvolve devido a um problema com um disco intervertebral, que são os amortecedores cartilaginosos que estão localizados entre as vértebras e contêm um núcleo gelatinoso em um anel mais duro. Quando ocorre uma ruptura nesse anel, o núcleo pode empurrar para fora e pressionar os nervos próximos ou a medula espinhal, causando dor e sinais neurológicos, como paralisia do terço posterior, incontinência urinária, ataxia ou flacidez da cauda. Geralmente, essas hérnias se formam na área lombossacral dos gatos de idade avançada.

Hérnia perineal

Ocorre por ruptura ou fraqueza da parede muscular da zona pélvica, fazendo com que órgãos como o intestino, a próstata ou a bexiga ou gordura abdominal entrem na região perineal. Se algum desses órgãos ficar preso e seu fornecimento sanguíneo for comprometido, podem surgir complicações que coloquem em risco a vida do gato.

Os sintomas associados a esta hérnia em gatos são inchaço da área perineal, letargia, anorexia, incontinência urinária e dificuldades em urinar ou defecar. Este tipo de hérnia ocorre com maior frequência nos gatos não castrados de idade avançada, portanto, a castração é a melhor medida de prevenção.

Hérnia umbilical

É uma hérnia congênita que afeta o cordão umbilical. Os gatinhos afetados apresentam um inchaço na área do umbigo. É uma hérnia que é caracterizada pela falta de cicatrização adequada do cordão, o que provoca uma abertura que se comunica com a cavidade abdominal e permite a passagem de gordura. Não se sabe se também pode ser devido ao cordão umbilical não fechar corretamente após o corte da mãe depois do parto.

Hérnia pós-esterilização

Também pode ocorrer uma hérnia em gatos após a castração. Especificamente, nos referimos a uma hérnia ventral da linha média na área da incisão na esterilização das fêmeas que, dependendo do seu tamanho, pode permitir a saída do conteúdo da cavidade abdominal.

Ocorre na primeira semana após a operação em menos de 1 % das gatas esterilizadas. É devido a um erro técnico, como uma sutura de tamanho inadequado, muito pequena ou separada ou uma falta da fáscia do músculo reto externo do abdômen no fechamento.

Hérnia em gatos - Tipos, sintomas e tratamento - Tipos de hérnias em gatos

Como detectar uma hérnia em gatos

Quase todas as hérnias em gatos são diagnosticadas a olho nu. Além disso, a palpação pode ser utilizada. Se não for possível ou para confirmar qual o conteúdo herniado, devem ser utilizadas técnicas complementares, como as de diagnóstico por imagem, especialmente o ultrassom. Por exemplo, nas hérnias diafragmáticas, que não podem ser observadas a olho nu, são realizados testes como:

  • Radiografia torácica: a linha diafragmática e a silhueta do coração não serão visíveis, os espaços pulmonares são deslocados e os órgãos intestinais são vistos no tórax.
  • Radiografia de contraste gastrointestinal: confirma a trajetória dos órgãos herniados.
  • Ultrassonografia abdominal e torácica: confirmam os órgãos herniados e sua gravidade.
  • Tomografia computadorizada: é uma técnica mais avançada que permite conhecer com maior precisão e clareza os órgãos herniados, o local da ruptura do diafragma e a gravidade.
Hérnia em gatos - Tipos, sintomas e tratamento - Como detectar uma hérnia em gatos

Tratamento das hérnias nos gatos

O tratamento dependerá de cada hérnia em questão, da gravidade e da saúde do gato. Algumas, menos graves, podem ser tratadas com medicamentos, fisioterapia e reabilitação, mas quase todas requerem o tratamento cirúrgico para recolocar os órgãos que estão fora do seu lugar e fechar o anel para parar a saída do conteúdo e restabelecer a anatomia do gato.

Embora algumas hérnias diafragmáticas não sejam urgentes porque a primeira coisa é estabilizar o gato acidentado, nos casos de hérnias inguinais estranguladas ou outros tipos de hérnias em que tenha ocorrido estrangulamento, o anel deve ser fechado com urgência, para evitar as consequências que a interrupção do suprimento sanguíneo pode ter no órgão ou órgãos afetados.

Agora que você já conhece melhor a hérnia em gatos, recomendamos que assista a este vídeo sobe as doenças comuns em gatos:

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Hérnia em gatos - Tipos, sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Bibliografia
  • Fidalgo, L. E. (2003). Patología Médica Veterinaria: Libro de Texto para la Docencia de la Asignatura. Imprenta Kadmos.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Hérnia em gatos - Tipos, sintomas e tratamento
1 de 4
Hérnia em gatos - Tipos, sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página