Partilhar

Existem animais homossexuais?

 
Por Aerton Guimarães. Atualizado: 10 novembro 2020
Existem animais homossexuais?

O reino animal prova que a homossexualidade é algo natural em centenas de espécies e, se não, em quase todas as que existem. Um amplo estudo feito em 1999 observou o comportamento de 1.500 espécies de supostos animais homossexuais.

No entanto, esse e vários outros estudos realizados ao longo dos anos têm comprovado que a questão vai muito além de rotular animais homossexuais, bissexuais ou heterossexuais. Entre os bichos não há registros de preconceito ou rejeição em relação a este tema, a sexualidade é tratada como algo bastante normal e sem os tabus como ocorre entre os humanos.

Neste artigo do PeritoAnimal vamos explicar se de fato existem animais homossexuais, o que se sabe até aqui e contaremos algumas histórias de casais formados por animais do mesmo sexo que ficaram conhecidos pelo mundo. Boa leitura!

Também lhe pode interessar: Existe cachorro racista?

Homossexualidade no reino animal

Existem animais homossexuais? Sim. Por definição, a homossexualidade se caracteriza quando um indivíduo se relaciona sexualmente com outro indivíduo do mesmo sexo. Apesar de alguns autores serem contra o uso do termo homossexual para os seres que não sejam humanos, ainda é mais aceito dizer que existem animais homossexuais que caracterizá-los como animais gays ou lésbicas.

A principal pesquisa já feita sobre o tema virou um livro publicado em 1999 pelo biólogo canadense Bruce Bagemihl. Na obra Biological Exuberance: Animal Homosexuality and Natural Diversity (Exuberância Biológica: Homossexualidade Animal e Diversidade Natural, em tradução livre)[1], ele relata que o comportamento homossexual é quase universal no reino animal: foi observado em mais de 1.500 espécies de animais e bem documentado em 450 delas, entre mamíferos, pássaros, répteis e insetos, por exemplo.

De acordo com o estudo de Bagemihl e de vários outros pesquisadores, há uma diversidade sexual muito grande no reino animal, não apenas com a homossexualidade ou bissexualidade, mas também com a prática corriqueira de sexo pelo simples prazer do animal, sem fins reprodutivos.

No entanto, alguns pesquisadores afirmam que são poucas as espécies em que os animais possuem orientação homossexual por toda a vida, como ocorre, por exemplo, com a ovelha domesticada (Ovies aries). No livro Animal Homosexuality: A Biosocial Perspective (Homossexualidade animal: Uma Perspectiva Biosocial, em tradução livre)[2], o pesquisador Aldo Poiani afirma que, durante sua vida, 8% dos carneiros se recusam a acasalar com as fêmeas, mas o fazem normalmente com outros carneiros. Isso não quer dizer que indivíduos de diversas outras espécies não tenham tal comportamento. Veremos neste artigo que outros animais além dos carneiros ficam anos com o mesmo parceiro do mesmo sexo. Falando neles, neste outro artigo você descobre os animais que não dormem ou dormem muito pouco.

Razões para a homossexualidade entre os animais

Entre as razões apontadas por pesquisadores para justificar o comportamento homossexual entre os animais, se é que justificativas são necessárias, estão a busca pela criação ou manutenção de comunidades, afirmação social, questões evolucionárias ou até mesmo a falta de machos em um determinado grupo, como veremos ainda neste artigo.

Grilos, macacacos, caranguejos, leões, patos-selvagens.... em cada espécie os estudos, não conclusivos, mostram que a relação homossexual não se trata apenas de sexo, mas, em muitas delas, também de afeto e companheirismo. Há inúmeros animais do mesmo sexo que criam vínculos sentimentais e ficam juntos por muitos e muitos anos, como os elefantes. Aqui você pode conhecer melhor como os animais se comunicam.

A seguir, apresentaremos algumas espécies em que há estudos e/ou registros sobre casais de indivíduos do mesmo sexo e também alguns dos casos mais conhecidos mundialmente de homossexualidade no reino animal.

Macacos-japoneses (Macaca fuscata)

Durante a temporada de acasalamento , a competição entre os macacos-japoneses é grande. Os machos disputam entre si a atenção das possíveis parceiras, mas também concorrem com outras fêmeas. Uma sobe na outra e esfrega seus genitais na outra para conquistá-la. Se o objetivo é bem sucedido, elas podem ficar juntas por semanas, até mesmo para se defender de possíveis rivais, sejam eles machos ou ainda outra fêmeas. Mas o que se notou ao estudar o comportamento dessa espécie, é que mesmo quando as fêmeas participam de relações sexuais com outras fêmeas, elas continuam interessadas nos machos, o que significa que elas seriam animais bissexuais.[3]

Imagem: Paul Vasey

Pinguins (Spheniscidae)

Há vários registros do comportamento homossexual entre os pinguins. Um casal gay da espécie que vive em um zoológico da Alemanha tem dado o que falar. Em 2019, os dois roubaram um ovo do ninho de um casal heterossexual mas, infelizmente, o ovo não chocou. Não satisfeitos, em outubro de 2020 eles roubaram todos os ovos de outro ninho, desta vez de um casal de pinguins formado por duas fêmeas.[4] Até o fechamento deste artigo não havia informações sobre o nascimento ou não dos pinguinzinhos. Um outro casal de fêmeas já havia chocado o ovo de um outro casal no aquário de Valência, na Espanha (veja a foto abaixo).

Abutres-fouveiros (Gyps fulvus)

Em 2017, um casal formado por dois machos ganhou fama internacional ao se tornaram pais. Os abutres do zoológico Artis, de Amsterdã, na Holanda, que já estavam juntos há anos, chocaram um ovo. Isso mesmo. Os funcionários do zoológico colocaram um ovo que havia sido abandonado pela mãe no ninho deles e eles cuidaram muito bem da tarefa, exercendo bem a paternidade (veja na foto abaixo).[5]

Imagem: Zoológico de Artis

Moscas-das-frutas (Tephritidae)

Nos primeiros minutos de vida das moscas-das-frutas, elas tentam copular com qualquer mosca que estiver perto dela, seja fêmea ou macho. Apenas depois de aprender a identificar o odor das fêmeas virgens que os machos passam a se concentrar nelas.

Bonobos (Pan paniscus)

O sexo entre os chimpazés da espécie Bonobo tem uma importante função: consolidar as relações sociais. Eles podem usar o sexo para se aproximar de membros dominantes do grupo para ganhar mais status e repeito na comunidade em que vivem. Por isso, é comum que tanto os machos como as fêmeas tenham relações homossexuais.

Besouros-castanhos (Tribolium castaneum)

Os besouros-castanhos têm uma estratégia curiosa para se reproduzirem. Eles copulam entre si e podem até depositar esperma em seus parceiros machos. Se o animal que carrega esse esperma acasala em seguida com uma fêmea, ela pode ser fertilizada. Dessa maneira, um macho pode fertilizar um número muito maior de fêmeas, pois ele não precisa cortejar a todas, como é comum na espécie. O que também se nota nessa espécie é que os besouros-castanhos não são exclusivamente homossexuais.

Girafas (Giraffa)

Entre as girafas, o sexo entre indivíduos do mesmo sexo é mais comum que entre parceiros de sexos opostos. Em 2019, o zoológico de Munique, na Alemanha, apoiou a parada do Orgulho Gay destacando justamente esta espécie de animal. Na época, um dos biólogos do lugar afirmou que as girafas são bissexuais e que em alguns grupos da espécie, 90% dos atos são homossexuais.

Albatrozes-de-laysan (Phoebastria immutabilis)

Essas grandes aves, assim como as araras e outras espécies, usualmente ficam "casadas" por toda a vida se dedicando aos cuidados de seus filhotes. No entanto, segundo um estudo feito no Havaí pela Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, três em cada 10 casais desses animais são formados por duas fêmeas sem parentesco entre si. O curioso é que elas cuidam de filhotes gerados por machos que "pulam a cerca" de suas relações estáveis para acasalar com uma ou ambas as fêmeas do casal de mesmo sexo.

Leões (Panthera leo)

Muitos leões abandonam leoas para formar grupos de animais homossexuais. Segundo alguns biólogos, cerca de 10% das relações sexuais nesta espécie se dá com animais do mesmo sexo. Entre as leoas, só há registros da prática de relações homosssexuais quando estão em cativeiro.

Cisnes e gansos

Em cisnes a homossexualidade também é uma constante. Em 2018, um casal macho teve de ser retirado de um lago na Áustria porque os dois estavam atacando a muitos humanos na região. O motivo seria a proteção de seu ninho.

Naquele mesmo ano, mas na cidade de Waikanae, na Nova Zelândia, faleceu o ganso Thomas. Ele ganhou fama internacional após passar 24 anos com o cisne Henry. O casal ficou ainda mais popular depois de iniciar um triângulo amoroso com a cisne fêmea Henriette. Os três, juntos, cuidaram dos cisnezinhos dela. Henry já havia morrido em 2009 e, pouco depois, Thomas foi abandonado por Henriette, que foi viver com outro animal de sua espécie. Desde então Thomas vivia sozinho.[6]

Na foto abaixo temos uma foto de Thomas (ganso branco) ao lado de Henry e Henrietta.

Agora que você conhece um pouco mais sobre os animais homossexuais, animais gays ou bissexuais, talvez possa te interessar este outro artigo do PeritoAnimal: cachorro pode ser gay?

Imagem: reprodução/The Dominion Post

Se deseja ler mais artigos parecidos a Existem animais homossexuais?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Referências
    1. BAGEMIHL, Bruce. Biological Exuberance: Animal Homosexuality and Natural Diversity. Disponível em: <https://books.google.es/books/about/Biological_Exuberance.html?id=5CbRGV8AAIQC&redir_esc=y>. Acesso em 4 de novembro de 2020.
    2. POIANI, Aldo. Animal Homosexuality: A Biosocial Perspective. Cambridge University Press. Disponível em: <https://books.google.ca/books?id=EftT_1bsPOAC&pg=PA179#v=onepage&q&f=false>. Acesso em 3 de novembro de 2020.
    3. BBC. O mistério da homossexualidade em animais. Disponível em: <https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/02/150211_vert_earth_animais_homossexuais_ml>. Acesso em 30 de outubro de 2020.
    4. DAILY MAIL. Gay male penguins steal lesbian penguins' eggs at Dutch zoo in latest bid to become fathers after they tried to hatch another bird’s egg last year. Disponível em: <https://www.dailymail.co.uk/news/article-8862565/Gay-male-penguins-steal-lesbian-penguins-eggs-Dutch-zoo-latest-bid-fathers.html>. Acesso em 3 de novembro de 2020.
    5. G1. Abutres 'gays' se tornam pais com 'ovo de aluguel' em zoológico na Holanda. Disponível em: <https://g1.globo.com/natureza/noticia/abutres-gays-se-tornam-pais-com-ovo-de-aluguel-em-zoologico-na-holanda.ghtml>. Acesso em 3 de novembro de 2020.
    6. BBC. New Zealand goose: How one blind bisexual bird became an icon. Disponível em: <https://www.bbc.com/news/world-asia-43054363>. Acesso em 4 de novembro de 2020.
      Bibliografia
      • CBC. Gay penguin couple adopts abandoned egg in German zoo. Disponível em: <https://www.cbc.ca/news/world/gay-penguin-couple-adopts-abandoned-egg-in-german-zoo-1.794702>. Acesso em 30 de outubro de 2020.
      • ESTADÃO. Relações homoafetivas no reino animal sob nova perspectivas. Disponível em: <https://internacional.estadao.com.br/noticias/nytiw,homossexualidade-reino-animal,70003134506>. Acesso em 30 de outubro de 2020.
      • FOLHA DE S. PAULO. Animais utilizam homossexualidade como estratégia de sobrevivência. Disponível em: <https://www1.folha.uol.com.br/ciencia/2017/06/1895075-animais-utilizam-homossexualidade-como-estrategia-de-sobrevivencia.shtml>. Acesso em 30 de outubro de 2020.
      • THE DOMINION POST. Fly high forever: gay goose's inter-species love to be remembered with statue. Disponível em: <https://www.stuff.co.nz/dominion-post/news/wellington/106417467/fly-high-forever-gay-gooses-interspecies-love-to-be-remembered-with-statue>. Acesso em 4 de novembro de 2020.

      Escrever comentário

      Adicione uma imagen
      Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
      O que lhe pareceu o artigo?

      Existem animais homossexuais?
      Imagem: Paul Vasey
      Imagem: Zoológico de Artis
      Imagem: reprodução/The Dominion Post
      1 de 11
      Existem animais homossexuais?

      Voltar ao topo da página