Partilhar

Doenças mais comuns das chinchilas

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. 20 setembro 2016
Doenças mais comuns das chinchilas

As chinchilas domésticas não costumam adoecer se lhes forem proporcionados os cuidados essenciais. É fundamental que a sua chinchila conte com um abrigo adequado, seco, longe das corrente de ar e bem ventilado.

A alimentação também deve ser a correta, uma vez que têm o sistema digestivo delicado.

Se cumprir estes requisitos a sua chinchila pode viver uma média de 12 anos, há inclusive casos que superaram os 20 anos.

Continue lendo este artigo do PeritoAnimal para saber tudo sobre as doenças mais comuns das chinchilas.

Também lhe pode interessar: A chinchila como animal de estimação

Sobre as chinchilas

As chinchilas selvagens são animais extraordinariamente resistentes. O seu habitat natural encontra-se nos Andes, entre os 1500-3500 metros de altura. Isto implica que o clima radical que existe naquele lugar forje uma saúde muito sólida em todos os animais que vivem naquele ambiente rigoroso.

A chinchila selvagem no clima andino pode estar em pleno dia a 40º quando está exposta ao sol, e durante a noite pode estar a -30º. Isto explica a grande densidade pilosa das chinchilas selvagens.

A chinchila doméstica é um híbrido que provém das duas únicas espécies existentes na natureza: a chinchila de cauda curta e a chinchila de cauda longa. Desde o início do século XX começaram as tentativas falhadas da criação em cativeiro de chinchilas com destino ao mercado de peles.

Dado a grande quantidade de híbridos com uma extraordinária gama de cores que vão desde o branco ao preto, que os criadores de chinchilas produzem para o mercado de pets, os animais atuais pouco têm a ver com os seus antepassados primitivos. Não são tão resistentes às mudanças radicais das condições climáticas extremas, mas precisamente essa fraqueza é a sua força. São muito mais adaptáveis ao clima acolhedor e vivem muito mais tempo.

Doenças mais comuns das chinchilas - Sobre as chinchilas

Alopecia

A alopecia ou perda de pelo pode afetar a nossa chinchila em vários momentos da sua vida:

  • Durante a lactância as pequenas chinchilas podem arrancar pelo à sua mãe.
  • Devido ao estresse, de se sentir ameaçada ou de uma temperatura incorreta.
  • Como consequência da micose.

Como pode ver são diferentes as causas de perda de pelo que podem afetar a sua chinchila, por esse motivo é importante consultar o veterinário e receber o diagnóstico adequado. Inclusive se se tratar de micose você também pode chegar a sofrer dela pois é uma zoonose.

Pode prevenir este problema limpando de forma regular a gaiola da sua chinchila e oferecendo-lhe banhos de areia. Nunca dê banho à sua chinchila com água.

Doenças mais comuns das chinchilas - Alopecia

Golpe de calor

Como já lhe explicamos, a chinchila nasce em um lugar de contrastes: frio intenso à noite e temperaturas quentes durante o dia. Apesar disso, a chinchila é um animal noturno visto que evita a todo o custo o quente do sol.

Se tem a gaiola da sua chinchila perto de um foco de calor ou é verão esta pode sofrer de um golpe de calor. Não a exponha a mais de 20ºC.

Se observar a sua chinchila deitada, agitada ou com saliva espessa é porque está tendo um golpe de calor. Deverá agir o quanto antes para evitar a sua morte:

  1. Reduza a temperatura do ambiente.
  2. Envolva a sua chinchila com uma toalha úmida e fresca.
  3. Chame o seu veterinário.
  4. Siga os conselhos do veterinário.

Pode evitá-lo mantendo uma temperatura correta de forma constante, use um termômetro perto da gaiola para ter a certeza.

Doenças mais comuns das chinchilas - Golpe de calor

Diarreia

A diarreia costuma ser habitual quando oferece à sua chinchila alimentos como a alface (excessivamente ricos em água), alimentos mal conservados ou não adequados. Também pode acontecer perante uma mudança de ração.

Se encontrar fezes excessivamente moles ou líquidas, nada habituais, o melhor é consultar o veterinário visto que ao ser um animal tão pequeno pode se desidratar facilmente e morrer. Consultando um profissional fica com a certeza que não se trata de um problema maior como uma infecção ou uma bactéria.

Doenças mais comuns das chinchilas - Diarreia

Parasitas intestinais

Os parasitas costumam ser consequência de uma má higiene da gaiola da chinchila. Também pode acontecer adotá-la doente ou ficar contagiada de outros animais que tiver em casa.

Os sintomas mais comuns são a diarreia, a perda de pelo e o mal-estar.

Neste caso também recomendamos que consulte o profissional e se informe sobre a desparasitação que o seu roedor precisa. É muito importante separar a chinchila dos outros animais que tiver em casa.

Doenças mais comuns das chinchilas - Parasitas intestinais

Anéis de pelo

Se está tentando fazer criação de chinchilas, uma opção pouco recomendada se não for especialista, pode acontecer que o macho fique com pelo ao redor do pênis formando um anel de pelo. Como consequência pode se engasgar.

Observe os genitais do seu macho de forma regular e poderá detetá-lo se vir o pênis sobressaindo. Se tiver acontecido pode tentar tirá-lo você mesmo em casa, mas deverá ser muito delicado para não o magoar.

Doenças mais comuns das chinchilas - Anéis de pelo

Outras doenças que podem afetar a sua chinchila

  • Bordetelose: É uma doença do tipo respiratória e pode afetar também os humanos.
  • Pasteurellosis: Transmite-se por mordidas e arranhões e os seus sintomas são diversos. Com uma higiene adequada não tem de se preocupar com o aparecimento dela.
  • Salmonelose: É comum nos roedores. Os sintomas são náuseas, vômitos, diarreias ou enterite, entre outros. Pode-se transmitir muito facilmente.
  • Pneumonia estreptocócica: É causada por uma bactéria e pode chegar a causar meningite.
  • Raiva: Todos os mamíferos são suscetíveis a sofrer desta doença, embora não costume afetar as chinchilas. É impossível de curar.
  • Micose: É uma doença de pele muito contagiosa (também ao ser humano), os sintomas são partes vermelhas sem pelo. Consulte o quanto antes o especialista.
  • Maloclusão: É o crescimento excessivo do molar. Deve adicionar um complemento mineral aos animais afetados.
Doenças mais comuns das chinchilas - Outras doenças que podem afetar a sua chinchila

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Doenças mais comuns das chinchilas, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Prevenção.

Escrever comentário sobre Doenças mais comuns das chinchilas

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Isabel
Estou adorando este site
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Isabel! Obrigada pelo seu comentário, continue nos acompanhando 🐶 😻

Doenças mais comuns das chinchilas
1 de 8
Doenças mais comuns das chinchilas

Voltar ao topo da página