Partilhar

10 plantas para aquário de água doce

 
Por Eduarda Piamore. 11 dezembro 2019
10 plantas para aquário de água doce

Antes de decidir ter um aquário em casa, é fundamental estar consciente de que não se trata apenas de uma decoração. As águas do interior de um aquário serão o “lar” dos seus peixes de estimação. Por isso, é importante gerar um ambiente positivo que recrie - na medida do possível, claro – o habitat natural destes animais.

Hoje em dia, podemos encontrar vários recursos para enriquecer o ambiente dos peixes em lojas especializadas e também na Internet. Mas uma das melhores alternativas continua sendo as plantas naturais para aquário. Além de aportar beleza, as plantas de contribuem para formar um mini ecossistema dentro do aquário, podendo ser combinadas com rochas, pequenos troncos, cascalho, etc.

Então, é preciso ter certo conhecimento para escolher as plantas para aquário mais adequadas às necessidades e ao comportamento das espécies de peixes que escolhemos criar. Neste artigo do PeritoAnimal, vamos te apresentar 10 plantas para aquário de água doce que te ajudarão a embelecer e enriquecer o ambiente dos seus peixes.

Também lhe pode interessar: Como montar um aquário

Tipos de plantas para aquário de água doce

Boa parte do nosso planeta está coberta de água e não é uma surpresa que a vegetação aquática seja extremamente rica e diversa, conformando diferentes ecossistemas. Tanto em águas salgadas como em águas doces, podemos encontrar várias plantas que cumprem funções essenciais para o equilíbrio da vida aquática.

Entretanto, nem todas estas espécies podem sobreviver adequadamente em ambientes compactos e artificiais, como um aquário. Geralmente, os tipos de plantas de água doce para aquários são classificadas em 7 grandes grupos:

  • Bulbos: se caracterizam pelos talos que crescem de bulbos subterrâneos, nos quais armazenam nutrientes que captam do solo através das raízes. Geralmente, se adaptam melhor a temperaturas de 19ºC até 28ºC e requerem cuidados simples, podendo ser uma boa opção para os principiantes. Porém, algumas espécies crescem bastante com o tempo e precisam de um aquário de dimensões médias ou grandes.
  • Flutuantes: como o nome revela, o traço característico deste tipo de planta é permanecer na superfície da água. No Brasil, a vitória-régia ou aguapé é, provavelmente, a planta flutuante mais famosa, sendo um símbolo da vegetação aquática amazônica. Além da beleza chamativa, as plantas flutuantes são super funcionais nos aquários, pois absorvem boa parte da matéria orgânica disponível na água, evitando desequilíbrios que podem favorecer a multiplicação de algas e microorganismos que podem prejudicar a saúde dos peixes.
  • Plantas baixas para “carpete”: este tipo de planta aquática é famoso por proporcionar aquele aspecto de tapete ou carpete de grama natural no fundo do aquário com cores verdes bem intensas. Embora requeiram cuidados simples, devem contar com um substrato de boa qualidade e é preciso prestar atenção na limpeza do aquário para evitar a acumulação de resíduos orgânicos no solo.
  • Musgos: são os “queridinhos” dos apaixonados pelos aquários! Fáceis de cuidar e de manter, resistentes e capazes de sobreviver com baixa disponibilidade de luz solar. Além disso, seu crescimento é moderado e não precisam receber um aporte adicional de CO2 para sobreviver.
  • Rizomas ou rosetas: também chamadas de plantas para aquário comuns, são espécies de tamanho pequeno ou médio com crescimento moderado e de fácil manutenção. Uma das vantagens dos rizomas é que oferecem boa diversidade de cores e formatos, ajudando a criar um ambiente natural, bonito e alegre com custos acessíveis.
  • Plantas de caule ou de coroa: são plantas para aquário que se caracterizam pelos talos finos dos quais nascem pequenas folhas que podem ter vários formatos. As espécies mais famosas e comuns nos aquários pertencem ao gênero Rotalia, que chama a atenção pelas tonalidades rosáceas e alaranjadas que colorem seus talos e suas folhas. Por serem muito resistentes e fáceis de manter, são altamente recomendáveis para principiantes na aquariofilia.
10 plantas para aquário de água doce - Tipos de plantas para aquário de água doce

10 plantas para aquário de água doce fáceis de cuidar

Apesar de oferecer vários benefícios para o enriquecimento do aquário, as plantas naturais requerem trabalho, dedicação e investimento. Cada espécie requer certas condições ambientais para se devolver corretamente. Além do substrato fértil, é fundamentar ter em conta a temperatura da água, a quantidade de oxigênio e CO2, a disponibilidade de luz (solar ou artificial), etc.

Dependendo das características e necessidades de cada planta aquática, sua manutenção irá requerer maior ou menor tempo, esforço e dinheiro do proprietário do aquário. Se você é um principiante na arte de cuidar dos aquários, ou não conta com o tempo e paciência necessária para assumir cuidados delicados e regulares, o ideal é preferir plantas simples e de fácil manutenção.

Pensando nisso, listamos 10 plantas aquáticas para aquário com suas características básicas:

Musgo de Java (Vesicularia dubyana)

Esta planta aquática de água doce é originária do sudeste asiático, especialmente da famosa ilha de Java. Por se adaptar muito bem aos aquários, inclusive quando existe baixa luminosidade, se popularizou no mundo inteiro. Geralmente, mostra ótima fixação sobre qualquer tipo de substrato fértil e apresenta crescimento moderado, alcançando aproximadamente 8 centímetros de altura. À medida que crescem, vão formando tufos espessos.

O musgo de Java é uma planta para aquário que convive de forma equilibrada com quase todos os peixes de aquário de água doce. Inclusive costumam desempenhar um papel fundamental na reprodução destas espécies, já que seve como lugar de desova e também de abrigo para os pequenos peixes jovens ou camarões de aquário.

10 plantas para aquário de água doce - Musgo de Java (Vesicularia dubyana)

Anubias

As plantas do gênero Anubia estão associadas principalmente ao continente africano. Mas assim como o musgo de Java, algumas espécies ficaram super famosas pela adaptabilidade aos aquários de água doce. Para os principiantes, recomenda-se começar cultivando a Anubias nana, tanto pelo tamanho compacto como pela simplicidade dos cuidados. Outra vantagem é que os peixes não costumam comer esta planta.

A Anubias nana é uma planta de tipo rizoma que alcança entre 5cm e 10cm de altura dentro dos aquários. Seu crescimento é lento e constante, desenvolvendo-se de forma ótima em temperaturas entre 22ºC e 25ºC. Este tipo de planta deve ser cultivado preferencialmente sobre rochas para evitar que o rizoma fique completamente coberto e possa apodrecer.

10 plantas para aquário de água doce - Anubias

Espada de melão (Echinodorus Osiris)

Originária do Brasil, a espada de melão é uma das plantas para aquário de água doce mais fáceis de cuidar. Geralmente, alcançam uma altura máxima de até 50cm e apresentam uma interessante mudança de coloração durante o crescimento. As folhas jovens mostram tonalidades avermelhadas muito bonitas, enquanto as maduras são predominantemente verdes.

Apesar de ser muito resistente, não se adapta bem a águas excessivamente cálidas, já que crescem de forma abundante na região sul do Brasil. As temperaturas ideais para seu crescimento rondam os 24ºC e não devem superar os 27ºC. Além disso, são solitárias e não se cultivam em colônias.

10 plantas para aquário de água doce - Espada de melão (Echinodorus Osiris)
Imagem: Reprodução/Acuario Adictos

Cairuçus (Hydrocotyle)

As quase 100 espécies originárias da América do Sul que conformam o gênero botânico Hydrocotyle são conhecidas popularmente como cairuçus. Uma delas, a Hydrocotyle Leucocephala, é bastante popular nos aquários de água doce pelo atrativo formato e o verde escuro brilhante das suas folhas.

Diferente de outras plantas exuberantes, os cairuçus são plantas para aquário de água doce fáceis de cuidar e se adaptam bem inclusive a aquários recém iniciados. Também são muito versáteis, podendo ser cultivadas diretamente no substrato ou como planta para aquário flutuante. Adaptam-se perfeitamente a águas temperadas ou cálidas, em temperaturas de 20 ºC a 30ºC. Nestas condições ótimas, seu crescimento é rápido, mas a planta dificilmente supera os 40cm de altura.

Fonte Imagem: Reprodução/Aqua Plantas

10 plantas para aquário de água doce - Cairuçus (Hydrocotyle)

Gramínea (Lilaeopsis brasiliensis)

Como o nome sugere, a gramínea é ideal para fazer aqueles carpetes naturais no fundo ou na parte frontal do aquário. Originaria da América do Sul e com forte presença no Brasil, esta planta cresce rapidamente quando conta com um substrato fino e fértil. Como suas folhas podem ter diferentes tonalidades de verde, desde verde claro até bandeira, desfrutamos de um interessante contraste.

A manutenção também é relativamente simples, embora seja importante estar atento para evitar a concentração excessiva de resíduos alimentares dos peixes no solo. Também requer luminosidade intensa e a água no interior do aquário deve permanecer em temperaturas moderadas entre 15ºC e 24ºC.

10 plantas para aquário de água doce - Gramínea (Lilaeopsis brasiliensis)
Imagem: Reprodução/Aqua Hobby

Lentilha D’Água (Lemna minor)

Esta é uma das plantas para aquário de água doce exclusivamente aquáticas e flutuantes, chamando atenção pelo tamanho particularmente pequeno. Mesmo em condições ótimas, esta espécie dificilmente supera os 4mm de comprimento e possui uma única raiz.

Sua manutenção é super simples e contribuem para o equilíbrio do estanque ou aquário, já que consumem alguns resíduos perigoso, como a amônia. Um aspecto a considerar antes de cultivar lentilhas d'água é que várias espécies de peixes e caramujos gostam de consumi-las. Porém, como esta planta se reproduz rapidamente, geralmente não se produzem desequilíbrios entre as populações.

10 plantas para aquário de água doce - Lentilha D’Água (Lemna minor)
Imagem: Reprodução/Aquários Plantados

Alface D’Água (Pistia stratiotes)

Aqui encontramos outra planta exclusivamente aquática e flutuante, com um interessante formato que resulta similar às alfaces e textura aveludada. Esta é uma espécie cosmopolita, rústica e resistente, sendo capaz de sobreviver em diferentes ecossistemas. Por isso, pode ser ideal para os iniciantes na arte de cultivar plantas naturais para aquários.

Embora não requeira substrato, é fundamental cultivá-la com luminosidade intensa e em águas livres de cloros ou outras substâncias químicas. Uma possível desvantagem de cultivar o alface d'água é que tende a se reproduzir facilmente, principalmente em águas ricas em macro e micro nutrientes. Portanto, é importante estar atento à matéria orgânica disponível no interior do aquário para evitar que se transformem em uma praga.

10 plantas para aquário de água doce - Alface D’Água (Pistia stratiotes)

Amazonense (Echinodorus bleheri)

Originária da América do Sul e principalmente da Amazônia, esta espécie é ideal para quem busca praticidade. As amazonenses são pouco exigentes, crescem super bem em substrato simples e se adaptam bem à disponibilidade moderada de luz. Porém, crescem de forma mais rápida e exuberante quando contam com luminosidade mais abundante.

Para manter esta planta saudável, é fundamental ficar de olho na multiplicação de algas dentro do aquário. Uma estratégia interessante é combiná-la com animais que ajudam a manter o aquário limpo, como o comedor de algas chinês. Fora este detalhe, o desenvolvimento da amazonense é lento, porém, constante, sendo necessário realizar podas periódicas para controlar a altura.

10 plantas para aquário de água doce - Amazonense (Echinodorus bleheri)

Wisteria aquática (Hygrophila Difformis)

Nativa da Índia e do Sudeste asiática, a wisteria aquática também poderia estar numa lista das “queridinhas” de quem está se iniciando na aquariofilia. Esta planta de coroa se caracteriza pelos caules bem erguidos que crescem como pares opostos e dos quais nascem folhas com lóbulos arredondados de coloração verde clara.

Como captam nutrientes através das folhas e das raízes que flutuam nas águas, podem ser cultivadas em substratos simples. Porém, precisam de luminosidade média a alta, e se recomenda adicionar um aporte de CO2 à água para facilitar seu desenvolvimento. As temperaturas ótimas para seu crescimento vão de 22ºC a 27ºC, sempre com um pH próximo ao neutro (de 6.5 a 7.5).

10 plantas para aquário de água doce - Wisteria aquática (Hygrophila Difformis)

Amânia rosada (Ammannia gracilis)

Poucas plantas de aquário são tão vistosas como a amânia rosada, que é originaria do continente africano. A tonalidade laranja-avermelhada ou levemente rosadas das suas folhas e caules cria um contraste fabuloso e aporta um ar nobre ao estanque. Porém, você precisa saber que esta espécie precisa receber luminosidade intensa para conquistar essas tonalidades tão cobiçadas.

As amânias rosas também precisam contar com um substrato fértil e temperaturas entre 20ºC e 27ºC para se desenvolver corretamente. Além disso, um aporte adicional de CO2 à água também facilitará seu crescimento. Embora requeiram um pouco mais de cuidado e atenção que as outras plantas para aquário de água doce da nossa lista, você verá que vale a pena cultivá-las!

10 plantas para aquário de água doce - Amânia rosada (Ammannia gracilis)
Imagem: Reprodução/Aquarismo paulista

Se deseja ler mais artigos parecidos a 10 plantas para aquário de água doce, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Cuidados básicos.

Bibliografia
  • Allgayer, Robert & Isabel López. Plantas de acuario. Madrid: Tikal, Susaeta S.A.
  • Botelho Filho, Gastão da Fonseca (1992). Plantas aquáticas para aquário, 3ª edição. São Paulo: Nobel.
  • Swindells, Philip (1994). El jardín acuático. Barcelona: Blume.

Vídeos relacionados com 10 plantas para aquário de água doce

1 de 3
Vídeos relacionados com 10 plantas para aquário de água doce

Escrever comentário sobre 10 plantas para aquário de água doce

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

10 plantas para aquário de água doce
Imagem: Reprodução/Acuario Adictos
Imagem: Reprodução/Aqua Hobby
Imagem: Reprodução/Aquários Plantados
Imagem: Reprodução/Aquarismo paulista
1 de 12
10 plantas para aquário de água doce

Voltar ao topo da página