Partilhar

Peixes de água fria

Por Nelson Ferreira, Redator do Perito Animal. Atualizado: 7 setembro 2017
Peixes de água fria

Existe uma opção muito boa para todas aquelas pessoas que gostam de desfrutar do mundo anima mas não têm tempo suficiente para lhe dedicar: ter um aquário é a solução!

Muitas pessoas devido ao pouco tempo que estão em casa não podem ter um gato e muito menos um cão. Os peixes são animais que não nos dão dores de cabeça e além disso deliciam-nos com uma bela paisagem ao vê-los nadas. Não precisam de atenção constante dos seus donos, comem e habitam tranquilamente no seu espaço. Ainda assim devemos ter uns conhecimentos básicos para nos assegurarmos que os nossos novos inquilinos se desenvolvem corretamente. Devemos conhecer as necessidades principais que os peixes de água fria precisam.

Também lhe pode interessar: Peixes de água salgada

Como são os peixes de água fria

Os peixes de água fria sobrevivem perfeitamente em águas de temperatura ambiente e suportam (dentro da normalidade) as oscilações que o tempo provoca nas suas águas. Essa é a grande diferença que os distingue de peixes de águas tropicais, os quais requerem a água perfeitamente regulada para não sofrerem nenhuma carência. Por este motivo os peixes de água fria são muito mais fáceis de manter e cuidar.

Regra geral os peixes de água fria suportam temperaturas que oscilam entre os 16 e os 24ºC. Existem algumas espécies concretas como o Dojô (peixe cobra) que aguentam até aos 3ºC, ou seja, é necessário informar-se sobre cada espécie. Podemos afirmar que os peixes de água fria são muito resistentes e isso acontece pelo fato de muitos deles terem métodos e características físicas que lhes permitem adaptar-se a situações extremas.

Os peixes que vivem em água frias são muito diferentes e diversificados graças às mutações e controlos de reprodução dos seus criadores. Podemos encontrar uma grande variedade de cores e tamanhos, assim como várias formas de barbatanas.

Por outro lado devemos ter em conta os seguintes conselhos:

  • Verifique que todos os peixes de um mesmo aquário comem e nadam entre si (não se isolam), o isolamento ou a falta de apetite pode advertir-nos sobre algum tipo de doença ou problema.
  • Devemos sempre perguntar ao perito da loja as compatibilidades das diferentes espécies antes de a libertar no mesmo espaço. Se não o fizer pode resultar na morte de um ou mais indivíduos.
  • As lutas entre diferentes peixes (da mesma ou diferentes espécies) quando não deveria ocorrer pode significar alguma doença nesse mesmo peixe. É conveniente isolá-lo do resto do cardume para que possa melhorar.
  • As escamas de um peixe revelam o seu estado de saúde, se verificar mudanças drásticas ou estranhas também o deve isolar do resto do grupo.
Peixes de água fria - Como são os peixes de água fria

Necessidades dos peixes de água fria

Para começar a acondicioná-los confirme que a temperatura da água está a uns 18ºC, com um pH7. Nas lojas especializadas podemos encontrar uma diversidade de aparelhos de teste para verificar os níveis da água e se os seus componentes estão corretos.

É muito importante ter um filtro no aquário, uma vez que a renovação da água é muito importante (mais que no caso dos peixes tropicais). Para os aquários que têm este tipo de peixes recomendamos o filtro mochila, uma vez que, tanto a manutenção como a instalação é muito fácil e não interferem com a decoração interior do aquário. Ter o filtro obriga a mudar 25% da água a cada uma ou duas semanas.

É aconselhável colocar uns 3 ou 5 cm de cascalho no fundo do aquário e preferivelmente escolher uma decoração artificial, porque além de não precisar de ser mudada, os peixe poderiam comer as plantas e algas naturais, alguma delas nada boas para o seu organismo.

Também podemos adicionar enfeites de todo o tipo e tamanho (sempre que o peixe tenha espaço para nadar), recomendamos que antes limpe os enfeites em água a ferver para evitar contaminações da água.

Por serem peixes de água fria não precisamos de aquecedores para manter a água a uma determinada temperatura, mas ainda assim, podemos ter um termômetro para controlar melhor o dia a dia dos nossos peixes.

O Goldfish (Peixinho dourado)

O Goldfish é descendente da carpa comum e provém da Ásia. Ao contrário do que muitos acreditam, o Goldfish laranja não é o único peixe de água fria desta espécie, existem em várias cores e formas. Pelo fato de precisarem de muito oxigênio recomenda-se que habitem num aquário grande e sempre com pelo menos um companheiro.

Precisam de dietas e rações especificas que encontrará facilmente no mercado. Com os cuidados básicos mencionados, podemos assegurar que vai ter um peixe resistente e saudável que pode chegar a viver entre 6 a 8 anos.

Peixes de água fria - O Goldfish (Peixinho dourado)

O Néon chinês

Originário das montanhas de Baiyun (montanha Nuvem Branca) em Hong Kong, este pequeno peixe chamado comummente Néon Chinês deslumbra com as suas cores brilhantes e chamativas. Medem aproximadamente entre 4 a 6 centímetros, tem um vistoso marrom esverdeado com uma linha amarela-avermelhada e barbatanas amarelas ou vermelhas.

São peixes resistentes que normalmente vivem em grupos de 7 ou mais indivíduos da mesma espécie. Regra geral convivem bem com outros peixes como por exemplo o Goldfish, permitindo assim te rum aquário variado e chamativo.

A sua venda é muito popular devido à sua facilidade de cuidados. Aceitam comida de todo o tipo sempre que seja pequena e requerem uma temperatura entre os 15 e 20 graus Celsius, ideal para uma casa. Não costumam ter doenças nem problemas, o que faz com que sejam muito fáceis de cuidar.

Devemos ter cuidado com esta espécie uma vez que este tipo de peixe está muito habituado a "saltar" e portanto devemos ter sempre o aquário tampado.

Peixes de água fria - O Néon chinês

As Carpas Koi

A Carpa Koi é parente da carpa comum, embora seja originária da China ficou conhecida no mundo inteiro através do Japão e habitam em todos os continentes excepto na Antártida.

O significado de Koi pode ser traduzido para o português como "afeto" e inclusivamente "amor", o cultivo deste tipo de carpa ornamental de água fria floresceu na China durante a dinastia King e no Japão na era Yayoi. Na Ásia considera-se este tipo de carpa como um animal de boa sorte.

É o peixe de tanques mais popular graças à sua resistência física e podemos encontrá-lo sem dificuldade em qualquer loja especializada em peixes. Podem chegar a atingir os 2 metros, embora regra geral cresçam até 1,5 metros em tanques grandes (até 70 cm em aquários grandes). Tem diversas cores brilhantes e únicas em cada exemplar. Utilizando a criação seletiva conseguem-se exemplares fantásticos sendo avaliados, em casos muito concretos, em valores até aos R$ 400.000.

Trata-se de um animal de estimação excelente pela pouca complexidade de cuidados, a carpa koi convive muito bem com outros exemplares do seu tamanho, mas devemos ter cuidado porque alimentam-se de outras espécies mais pequenas. Além deste fator que devemos ter em conta, as carpas koi alimentam-se de pequenos invertebrados, algas, crustáceos de água fria, etc. Podemos dar-lhes diariamente "comida em escamas" especial para peixes de tamanho médio e grande e outros complementos mais específicos para que a sua dieta seja variada.

A esperança de vida das carpas koi estima-se entre os 25 e 30 anos, mas podem viver muito mais em condições favoráveis.

Peixes de água fria - As Carpas Koi

Kinguio Bolha

Os Kinguio Bolha ou peixes olhos bolha são originários da China e proveem dos GoldFish. Tem uma estranha forma nos olhos que lhes dá um aspeto único. As bolhas são enormes bolsas cheias de líquido onde têm os olhos, sempre olhando para cima. As bolsas podem estalar com facilidade ao roçar noutros peixes ou elementos do meio ambiente e por isso considera-se um peixe solitário. Não nos devemos preocupar com isso, uma vez que regra geral voltam a crescer em pouco tempo.

Costumam ter entre 8 a 15 centímetros e nadam lenta e pausadamente. Recomenda-se que vivam sozinhos ou junto com outros peixes da mesma espécie para que não sofram de desnutrição ou agressões e que além disso não tenham troncos nem elementos no seu habitat que possam danificar os seus olhos (pode ter vegetação natural). Adapta-se perfeitamente às águas frias.

Pode ter diversas cores como o azul, vermelho, chocolate, etc. O alimento deve ser dado perto do local onde estiverem para que não passe despercebido. Come de forma voraz e adapta-se facilmente a diferentes tipos de alimentos como por exemplo comida em escama ou floco básica, papas, parasitas, etc, sempre que a mesma seja posta ao seu alcance.

Peixes de água fria - Kinguio Bolha

Os Betta Splendens

Os Betta Splendens conhecem-se também como "Peixe de briga" pelo seu caráter agressivo e comportamento com outros peixes. Os machos medem aproximadamente uns 6 centímetros e as fêmeas um pouco menos.

Trata-se de um peixe de água tropical mas muito resistente que se adapta a todo o tipo de águas, como a água fria. Desenvolve-se e reproduz-se facilmente e existe em centenas de cores e combinações tanto em cativeiro como em estado selvagem.

Aconselhamos que convivam em grupos de, por exemplo, um macho e 3 fêmeas ou várias fêmeas, jamais misture dois machos, isso pode levar a uma luta de morte. Também recomendamos plantas exuberantes na parte inferior do aquário para proteger a fêmea dos ataques do macho. A sua esperança de vida situa-se entre os 2 e 3 anos.

Para a alimentação será suficiente alguns compostos comerciais que temos ao nosso alcance em qualquer loja, também podemos acrescentar alimentos vivo como larvas, pulgas de mar, etc.

Embora o Betta seja um peixe bastante fácil de cuidar é importante que se informe sobre os cuidados do peixe betta para conhecer a sua alimentação, o tipo de aquário e as misturas de diferentes peixes que pode tolerar.

Peixes de água fria - Os Betta Splendens

O Peixe Telescópio

O Peixe Telescópio ou Demekin é uma variedade que provém da China. A sua principal característica física são os olhos que sobressaem da cabeça, tendo um aspeto muito singular. O telescópio preto, também conhecido como Mouro Negro devido à sua coloração e seu aspeto aveludado. Podemos encontrá-los de todas as cores e variedades.

Estes peixes de água fria precisam de aquários grandes e espaçosos mas (excepto o Mouto Negro) jamais podem viver em espaços onde possam ter temperaturas muito baixas, se isso acontecer podem morrer. Tal como o Peixe Olho Bolha, não devemos ter elementos no aquário demasiado pontiagudos ou pungentes para não danificar os seus olhos. Como último elemento a ter em conta no meio onde vai residir é certificar-se que os filtros não criam nenhum tipo de movimento excessivo nas suas águas, isso poderá destabilizar o peixe.

São peixes omnívoros que devem comer pequenas quantidades de alimentos mas em vários momentos do dia. Recomenda-se variar a comida regularmente para que não desenvolvam problemas de bexiga. Podemos dar-lhes diferentes produtos que existem no mercado, isso será suficiente.

Tenha em conta que a sua esperança de vida vai dos 5 a 10 anos aproximadamente.

Peixes de água fria - O Peixe Telescópio

Se deseja ler mais artigos parecidos a Peixes de água fria, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de O que precisa saber.

Escrever comentário sobre Peixes de água fria

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Peixes de água fria
1 de 8
Peixes de água fria

Voltar ao topo da página