Partilhar

Caroço no pescoço de cachorro: o que pode ser?

 
Por Carolina Costa, Médica Veterinária. Atualizado: 3 setembro 2018
Caroço no pescoço de cachorro: o que pode ser?
Fonte: boxer-rescue-la.com

Ver fichas de  Cachorros

Você estava fazendo carícias ao seu cachorro e notou que ele tem um caroço no pescoço? Não se assuste, nem sempre as causas de caroços são malignas.

O essencial a fazer é levar o seu pet e pedir a opinião ao veterinário que vai examiná-lo, fazer um diagnóstico e preparar o tratamento mais adequado.

Neste artigo do PeritoAnimal vamos focar-nos no caroço no pescoço do cachorro: o que pode ser e o que pode fazer quando encontra este problema.

Também lhe pode interessar: Caroço em cachorro: o que pode ser?

Cachorro com caroço no pescoço - e agora?

Muitas vezes, surgem caroços no corpo do animal que suscitam preocupação a qualquer tutor. Se agir rápido e o levar ao veterinário mal identifique um caroço no corpo do cachorro já está a ajudar a possível cura.

Um cachorro com caroço no pescoço é fácil de identificar pois é um lugar muito visível e acessível para tocar. Existem muitos fatores que podem levar a um caroço em cachorro:

  • Microchip: o microchip muitas vezes pode causar confusão quando é detetado. Ele tem o formato de um grão de arroz ou cápsula e, se o sentir, ele se move facilmente na parte de cima do pescoço podendo ser confundido com um caroço.
  • Carrapatos: parasitas muito pequenos e moles que podem ser confundidos com caroços quando se alojam sob a pele. É importante que seja retirado todo o parasita, porque se a boca permanecer pode levar as consequências mais graves como granulomas.
  • Verrugas: em animais mais jovens ou idosos com as defesas mais debilitadas surgem pequenas “couve-flor” de consistência dura. São benignos e geralmente desaparecem depois de alguns meses.
  • Histiocitomas: massas benignas e rígidas muito comum em filhotes, desaparecendo ao final de uns tempos.
  • Reações colaterais a vacinas ou injeções: reações inflamatórias dolorosas e duras resultantes de vacinas aplicadas recentemente e o local mais comum é o pescoço e os membros.
  • Abscessos: dolorosos ou não e moles numa fase inicial e duros em plena infeção. Resultam de infeções de mordidas ou ferimentos mal curados que evoluíram para este tipo de caroços.
  • Hematomas: caroços de sangue acumulado devido a traumatismo, sendo moles no início e endurecendo com o passar do tempo
  • Cistos sebáceos: bloqueio das glândulas sebáceas origina estes cistos de consistência rígida que não costumam causar incômodo ao animal
  • Dermatite alérgica: saliências de consistência variável dependendo da severidade da reação alérgica
  • Linfonodos aumentados: dolorosos e algumas vezes podem estar aderidos à pele, são indicadores de doença, no pescoço os mais fáceis de identificar são os mandibulares (abaixo das orelhas e junto ao bordo inferior da manbídula) e retrofaríngeos (junto ao início do pescoço)
  • Lipomas: acumulações de gordura de consistência dura e que surgem em cachorros obesos e velhinhos. São inofensivos e a cirurgia só é recomendada se o lipoma estiver afetando a qualidade e bem-estar do animal.
  • Tumores de pele malignos: geralmente de consistência mole, após o diagnóstico definitivo, devem ser retirados na totalidade sem deixar tecido afetado para evitar que sobrem células malignas que se espalhem por outros órgãos.

Estes fatores são explicados minuciosamente no artigo correspondente a caroço em cachorro.

Caroço no pescoço de cachorro: o que pode ser? - Cachorro com caroço no pescoço - e agora?

Diagnóstico

Como vimos, as causas podem ser muito variadas, mas determinar as características do caroço na pele do cachorro levam a um diagnóstico mais rápido e preciso. Um caroço mole no pescoço do cachorro pode indicar mais um tumor de pele maligno enquanto que caroço duro no pescoço de cachorro pode estar associado a causas menos graves, contudo é importante realçar que nem todas as situações são assim e existem algumas exceções que só o médico veterinário pode identificar.

Por exemplo, caroço no olho do cachorro está mais relacionado com verrugas, abscessos, cistos de glândulas lacrimais, dermatite alérgica ou tumores.

Assim, caroço no cachorro apesar de ser simples de identificar visualmente, é um assunto muito complexo no que diz respeito a diagnóstico e tratamento. E , por isso, deve fornecer as seguintes informações ao médico veterinário:

  • Historial do animal: vacinas, hábitos, dieta e histórico de doenças.
  • Características do caroço: quando notou que apareceu, se, entretanto, aumentou de tamanho, se houve alterações de cor, tamanho e forma.
  • Se animal apresenta outros sintomas como apatia ou perda de apetite.

Outras questões podem ser colocadas para recolher o máximo de informações e ajudar o diagnóstico.

O médico vai utilizar essas informações e, juntamente com o exame físico, determinará que métodos laboratoriais e exames complementares são precisos para ter uma decisão definitiva:

  • Citologia aspirativa
  • Impressão
  • Biópsia (recolha parcial da massa ou mesmo total)
  • Raio-x
  • Ecografia
  • Tomografia computorizada (TAC)
  • Ressonância magnética (RM)

Tratamento

Quando estamos perante um cachorro com caroço no pescoço temos de ter em consideração que tipo de tratamento vamos aplicar conforme a localização e malignidade do mesmo.

Carrapatos e pulgas podem ser tratados com antiparasitários adequados e abscessos e hematomas drenados e limpos. Em alguns casos, antibióticos e antihistamínicos ou corticosteróides podem ser prescritos.

Normalmente, a remoção cirúrgica é a solução ideal quer para nódulos benignos, quer para malignos, pois a sua remoção retira grande parte das suspeitas de poderem vir a se tornarem malignos ou de se espalharem pelo resto do corpo. Contudo, o pescoço é um local frágil e você e o veterinário devem discutir os riscos envolvidos de cada tipo de tratamento possível. O importante é o bem-estar e a qualidade de vida do animal.

Caroço no pescoço de cachorro: o que pode ser? - Tratamento

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Caroço no pescoço de cachorro: o que pode ser?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas da pele.

Bibliografia
  • Griffin, C; Kwochka, K; Macdonald, J. (1993) Current Veterinary Dermatology. Mosby Publications. Linn, MO
  • Paterson, S. (1998) Skin Diseases of the Dog. Blackwell Science Ltd. London, England

Escrever comentário sobre Caroço no pescoço de cachorro: o que pode ser?

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Caroço no pescoço de cachorro: o que pode ser?
Fonte: boxer-rescue-la.com
1 de 3
Caroço no pescoço de cachorro: o que pode ser?

Voltar ao topo da página