menu
Partilhar

Dandie Dinmont Terrier

Atualizado: 15 fevereiro 2022
Dandie Dinmont Terrier

Vindo da mesma família que outras raças caninas como os silky terrier ou o yorkshire terrier, o dandie dinmont terrier é mais um dos que fazem parte da grande família de cães terrier. Esses pequenos cães de pelo comprido e denso são uma das raças mais antigas do Reino Unido, de onde são originários. Depois de tantos anos de história e de terem feito parte do lar de várias famílias nobres da época, é uma pena que os dandie dinmont terrier estejam catalogados como uma raça canina vulnerável, uma vez que só nascem cerca de 300 deles ao ano na Irlanda e no Reino Unido.

Quer saber mais sobre essa raça que, apesar de ser tão antiga, é tão desconhecida? Então continue lendo, pois no PeritoAnimal iremos te contar tudo sobre o dandie dinmont terrier.

Origem
  • Europa
  • Reino Unido
Classificação FCI
  • Grupo III
Características físicas
Altura
  • 15-35
  • 35-45
  • 45-55
  • 55-70
  • 70-80
  • Mais de 80
Peso adulto
  • 1-3
  • 3-10
  • 10-25
  • 25-45
  • 45-100
Esperança de vida
  • 8-10
  • 10-12
  • 12-14
  • 15-20
Atividade física recomendada
  • Baixa
  • Média
  • Alta
Clima recomendado
Tipo de pelo

Origem do dandie dinmont terrier

Os dandies são uma raça canina muito antiga, pois já no século XVIII existiam exemplares deça, uma vez que foi nessa época que nasceram os primeiros cães dandie dinmont terrier. Esses cachorrinhos nasceram na fronteira entre a Inglaterra e a Escócia, e a raça advém de cruzamentos entre o bedlington terrier, skye terrier e o atualmente desaparecido terrier escocês.

Essa raça sempre foi uma grande desconhecida, mas se tornou relativamente popular entre os fazendeiros da região devido às suas habilidades para acabar com as pragas que causavam perdas econômicas, e também por suas habilidades como caçador de lontras e texugos. Foi no ano de 1814 que, graças à aparição da raça no livro Guy Mannering do autor Sir Walter Scott, a população em geral começou a conhecer o pequeno dandie dinmont terrier.

Contudo, a raça continua sendo incomum, mesmo sendo reconhecida desde 1875, quando foi criado o clube da raça dandie dinmont terrier, o terceiro mais antigo de todo o mundo. O dandie dinmont terrier encontra-se registrado no Kennel Club como uma das raças nativas das ilhas britânicas em estado de vulnerabilidade, já que menos de 300 são registrados ao ano, levando em conta os registros de toda a Irlanda e do Reino Unido.

Dandie dinmont terrier: características

O dandie dinmont terrier é um cão de pequeno porte, com um peso que varia entre 8 e 11 quilogramas e uma altura que oscila entre 20 a 28 centímetros. A expectativa de vida dessa espécie é de aproximadamente 12 a 15 anos.

O corpo do dandie dinmont terrier é comprido, com formas arredondadas e extremidades flexíveis. Suas costas são baixas e curvadas e suas pernas são curtas e musculosas. A cauda também é curta, tendo entre 20 e 25 centímetros, maior na base do que na ponta e sempre reta. A cabeça dessa raça é grande, mas proporcional ao resto do corpo. O dandie dinmont terrier possui mandíbulas fortes, músculos muito desenvolvidos, é mais larga nas costas e estreita-se na região dos olhos. Cabe destacar que toda a cabeça deve estar coberta de pelo. Os olhos são grandes, brilhantes e redondos, de um tom de avelã muito intenso. Suas orelhas são baixas, penduradas e distantes entre si.

Apesar de todas as características anteriores, o que mais se destaca no dandie dinmont terrier é seu pelo. O pelo de um dandie é composto por uma dupla camada: uma inferior e lanosa que serve de isolamento e proteção térmica, e outra exterior mais dura e um tanto quanto áspera ao toque. O pelo se distribui em tufos, sendo mais comprido nos membros anteriores, onde forma franjas de cerca de 5 centímetros de comprimento. As cores aceitas são pimenta ou mostarda, em ambos os casos o tom é mais claro nas franjas das pernas dianteiras, assim como na parte inferior da cauda, que forma outra franja de pelos mais compridos e macios.

Personalidade do dandie dinmont terrier

Os dandies dinmont terrier são cães realmente decididos, apresentando uma forte personalidade independente e empreendedora, sendo ainda incrivelmente corajosos, e às vezes até mesmo imprudentes. Contudo, que essas características não nos façam pensar que os dandies dinmont terrier são animais que não precisam de atenção, porque isso não poderia estar mais distante da realidade, uma vez que eles amam ser mimados e acariciados, além de que brinquemos com eles e que dividamos todo o tempo em família possível, já que são realmente carinhosos!

Esses pequenos são muito dóceis e inteligentes, o que tornará fácil ensinar-lhes padrões de comportamento e obter uma excelente convivência com crianças, idosos, mascotes, outros cachorros... Quando ao local onde podem viver, o leque de possibilidades é bastante amplo, pois se adaptam tanto a espaços menores e fechados, como apartamentos na cidade, quanto a locais mais amplos e abertos, como fazendas ou casas com quintal.

Agora que conhecemos o temperamento do dandie dinmont, vamos ver a seguir os cuidados mais importantes a ter com essa raça.

Cuidados do dandie dinmont terrier

Algo que devemos levar em conta se tivermos um dandies dinmont terrier como animal de estimação é o cuidado com seu pelo, pois devido ao seu comprimento e à presença da dupla camada, temos que escová-lo com bastante frequência para evitar que fique embolado e acumule sujeira. Dessa forma, o melhor é escová-lo diariamente. Em relação aos banhos, recomenda-se dar banhos ao dandies dinmont terrie uma vez por mês, usando um xampu especial para cachorros.

Uma característica importante é que, por não soltarem pelo, o dandie dinmont terrier é considerada uma das raças hipoalergênicas de cachorro, sendo ideal para pessoas alérgicas.

Além do citado anteriormente, os cuidados com o dandie dinmont terrier se centrarão na necessidade da prática diária de exercício, composto por brincadeiras e passeios, para manter sua personalidade em equilíbrio e evitar que sofra de sobrepeso. Da mesma forma, temos que alimentar nosso mascote com uma alimentação de qualidade, rica em proteínas animais e que proporcione ao dandie dinmont terrier a energia necessária para seguir ativo e alegre.

Educação do dandie dinmont terrier

No que diz respeito ao adestramento dos dandie dinmont terrier, não devemos nos preocupar com possíveis dificuldades, já que se considera que esses cães são relativamente fáceis de serem treinados. Inteligentes e atentos, não necessitam que sejam feitas muitas repetições para que se alcance a aprendizagem desejada, tanto que a raça vem sendo utilizada em múltiplas ocasiões como cão de terapia para portadores de diferentes doenças, como pessoas tetraplégicas, com paralisia cerebral, crianças com autismo, entre muitos outros.

O treinamento será mais simples se o animal fizer exercício físico o suficiente para estar tranquilo e relaxado, pois caso contrário a energia acumulada pode fazer com que o adestramento seja mais difícil. O mesmo aconteceria se o animal estivesse muito cansado e exausto. Por último, cabe destacar que é preciso levar adiante técnicas de adestramento que respeitem o bem estar do animal, motivo pelo qual o adestramento positivo é o mais adequado para educador um dandie dinmont terrier ou qualquer outro cão, devendo-se rejeitar técnicas que envolvam castigos ou violência.

Saúde do dandieDinmont Terrier: saúde

Esses pequenos terrier têm propensão a determinadas doenças, sendo uma delas conhecida como síndrome de Cushing. Essa doença consiste em uma alteração das glândulas supra-renais, afetando a produção do hormônio cortisol. Os efeitos desta alteração são: aumento de peso, chegando a obesidade; hipertensão; doenças na pele e osteoporose, bem como alguns transtornos psicológicos.

Outra das doenças do dandie dinmont terrier que pode nos preocupar é o hipotireoidismo, que levaria a uma produção insuficiente do hormônio da tireoide. Um dos sintomas é, novamente, o aumento do peso corporal. O dandie dinmont terrier também pode sofrer de distúrbios de visão como o glaucoma, que pode chegar a provocar cegueira; além de doenças como câncer ou hérnia de disco, que causa uma irritação no nervo ciático, provocando desconforto e dores muito intensas.

Por isso, é de vital importância que se faça visitas regulares a um veterinário de confiança, para dessa forma poder detectar os sintomas que mostrem a presença de qualquer uma dessas condições, ou de qualquer outra não mencionada nesse artigo. Normalmente em todos os casos o diagnóstico precoce é decisivo, melhorando assim o prognóstico dessas doenças.

Bibliografia
  • FCI. Dandie Dinmont Terrier. 2019, de Fédération Cynologique Internationale. Disponível em: <http://www.fci.be/Nomenclature/Standards/168g03-es.pdf>. Acesso em 15 de fevereiro de 2022.
  • AKC. Dandie Dinmont Terrier. 2019, de American Kennel Club. Disponível em: <https://www.akc.org/dog-breeds/dandie-dinmont-terrier/>. Acesso em 15 de fevereiro de 2022.

Fotos de Dandie Dinmont Terrier

Artigos relacionados

Suba a sua foto de Dandie Dinmont Terrier

Suba a foto do seu Pet

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
Como avalia esta raça?
Dandie Dinmont Terrier
1 de 4
Dandie Dinmont Terrier

Voltar ao topo da página