menu
Partilhar

Predadores marinhos - Exemplos e características

 
Por María Luz Thomann, Bióloga e ornitóloga. 12 fevereiro 2024
Predadores marinhos - Exemplos e características

Os oceanos do mundo abrigam um vasto e fascinante reino de criaturas, algumas das quais se destacam como autênticos predadores marinhos. Estas espécies evoluíram para serem mestras da caça no imprevisível mundo aquático e compartilham características comuns que as tornam mestras do oceano.

Estes predadores exibem uma surpreendente diversidade de adaptações morfológicas, como barbatanas afiadas, corpos hidrodinâmicos e mandíbulas especializadas, permitindo-lhes manobrar agilmente e capturar presas de forma eficiente. Além disso, uma visão aguçada, audição afinada e, em alguns casos, eletrocepção, permitindo-lhes localizar e seguir presas em locais desafiadores.

Todos pensamos em tubarões quando falamos de predadores marinhos, mas você alguma vez já se perguntou que outras criaturas predadoras existem no oceano? Se quiser conhecer mais, não perca este artigo do PeritoAnimal e junte-se a nós nesta fascinante jornada pelo reino dos predadores marinhos, suas características e exemplos!

Tubarão branco (Carcharodon carcharias)

O tubarão branco é o predador supremo dos oceanos. Com sua temível presença e mandíbulas repletas de dentes serrilhados, o tubarão branco está no topo da lista de animais predadores marinhos. Ele vive em águas quentes e temperadas ao redor do planeta, incluindo as costas da América do Norte, África do Sul, Austrália e o Mediterrâneo.

Com comprimentos que podem superar os 6 metros, este tubarão apresenta uma aparência imponente, com um corpo robusto, barbatanas dorsais pronunciadas e uma mandíbula cheia de dentes serrilhados e afiados.

Sua dieta é carnívora e consiste principalmente de focas, leões-marinhos e peixes, utilizando uma tática de caça conhecida como "mordida de emboscada". Este predador oportunista se aproxima silenciosamente de suas presas desde as profundezas antes de se lançar rapidamente para cima para capturá-las.

Equipado com sentidos aguçados, que incluem uma visão aguda, um olfato altamente sensível e eletro-receptores para detectar campos elétricos gerados por potenciais presas, o tubarão branco é um caçador formidável.

Este tubarão também exibe comportamentos migratórios, com indivíduos rastreados realizando longas travessias, como aqueles que viajam da África do Sul até as águas do Oceano Índico.

No entanto, apesar do seu status como predador de topo, o tubarão branco enfrenta ameaças significativas, incluindo a pesca não regulamentada e a perda de seu habitat, o que levou sua classificação como "Vulnerável" na Lista Vermelha de Espécies Amaçadas da UICN. Sua preservação é essencial não somente por sua importância ecológica, mas também pelo papel que desempenha na fascinante e diversificada vida marinha.

Predadores marinhos - Exemplos e características - Tubarão branco (Carcharodon carcharias)

Orca (Orcinus orca)

A orca, comumente conhecida como baleia assassina, é uma das criaturas mais extraordinárias que habitam nossos oceanos. Com uma distribuição global, estas majestosas criaturas se encontram em diversos habitats, desde águas polares até tropicais.

Fisicamente impressionantes, as orcas possuem um corpo robusto, uma nadadeira dorsal distintiva e um padrão de coloração preto e branco que as tornam facilmente reconhecíveis. Sua inteligência é assustadora; as orcas possuem cérebros altamente desenvolvidos e sistemas sociais complexos.

Estes mamíferos marinhos são predadores supremos, com uma dieta versátil que inclui peixes, lulas, focas e baleias menores. Exibem técnicas de caça cooperativas e estratégias especializadas segundo sua região e presas locais.

Outro traço das orcas é que são conhecidas por suas habilidades de comunicação avançadas. Estes predadores marinhos utilizam uma variedade de sons, desde estalos até chamados melódicos, para coordenar a caça e manter a coesão social em seus grupos, conhecidos como "pods".

Apesar de sua imponente reputação como predadores, as orcas não representam uma ameaça significativa para os humanos na natureza. No entanto, devemos recordar que são animais silvestres imponentes que não devem ser perturbados caso tenhamos a possibilidade de observá-los em seu habitat. Você poderá encontrar mais detalhes sobre isso em nosso artigo "As orcas atacam os humanos?".

Na natureza,, as orcas são essenciais para o equilíbrio dos ecossistemas marinhos. Seu papel como predadores de topo ajuda a regular as populações de presas e contribui para a saúde geral dos oceanos.

Predadores marinhos - Exemplos e características - Orca (Orcinus orca)

Lula gigante (Architeuthis dux)

A lula gigante é uma criatura misteriosa que habita nas profundezas abissais dos oceanos globais. Este cefalópode e predador marinho, conhecido por seu tamanho imponente, pode alcançar comprimentos de até 12 metros ou mais. Sua distribuição abarca diversas zonas oceânicas preferindo habitats profundos onde a pressão da água é extrema.

Fisicamente, a lula gigante apresenta um corpo alongado, olhos grandes e tentáculos longos, características que a distinguem nas profundezas marinhas. Ela utiliza a bioluminescência para criar luz na escuridão das profundezas, possivelmente com a finalidade de comunicação ou atração de presas. Além disso, conta com células pigmentares especializadas que lhes permitem mudar de cor, facilitando sua capacidade de se camuflar e de se esconder em seu habitat.

Apesar do seu tamanho e presença imponente, a lula gigante segue sendo uma das criaturas menos compreendidas dos oceanos. Sua vida em habitats extremos torna difícil o seu estudo em seu habitat natural. A biologia e comportamento desta criatura seguem sendo objeto de investigação, e seu papel nos ecossistemas marinhos profundos agrega um toque adicional de mistério ao nosso entendimento do vasto reino marinho.

Predadores marinhos - Exemplos e características - Lula gigante (Architeuthis dux)

Tubarão martelo (Sphyrna mokarran)

Conhecido como tubarão-martelo gigante, esta é uma espécie impressionante que pertence à família Sphyrnidae. Sua distribuição abarca águas tropicais e subtropicais em todo o mundo, e é encontrado em áreas costeiras e oceânicas. Este tubarão se destaca por sua distintiva cabeça em forma de martelo, uma estrutura única que abriga órgãos sensoriais em suas extremidades, proporcionando-lhe um amplo campo de visão e uma capacidade notável para detectar sinais elétricos na água.

Com tamanhos que podem superar os 6 metros, o tubarão-martelo gigante é uma das maiores espécies de tubarões-martelo. Sua forma aerodinâmica e sua capacidade de giro rápido fazem dele um predador eficiente, especializado na caça de arraias e outros peixes.

Este tubarão é uma espécie migratória que viaja longas distâncias em busca de alimentos e para reprodução. Observou-se que forma grandes grupos durante suas migrações, o que sugere comportamentos sociais complexos. Aqui você pode encontrar uma lista de outros animais migratórios: "Animais que migram: motivos e exemplos".

Lamentavelmente, o tubarão-martelo gigante enfrenta ameaças significativas, inclusive a pesca excessiva e a demanda por suas barbatanas gigantes. Sua população diminuiu em algumas regiões, levando a esforços de conservação para proteger esta espécie. Iniciativas para limitar a pesca indiscriminada e promover a preservação de seu habitat são cruciais para garantir a sobrevivência a longo prazo do tubarão-martelo gigante, e manter o equilíbrio dos ecossistemas marinhos.

Não hesite em dar uma olhada no seguinte post do PeritoAnimal sobre "Tipos de tubarão - Espécies e suas características".

Predadores marinhos - Exemplos e características - Tubarão martelo (Sphyrna mokarran)

Barracuda gigante (Sphyraena barracuda)

Trata-se de um dos peixes predadores marinhos mais vorazes encontrados em águas salgadas e subtropicais em todo o mundo. Este peixe é conhecido por seu aspecto esbelto e aerodinâmico, com uma forma alongada e afilada.

As barracudas são habitantes versáteis e podem ser encontradas em diversos ambientes marinhos, desde recifes de coral até áreas de águas abertas. Sua distribuição global abarca zonas costeiras e oceânicas, e são particularmente comuns em águas quentes.

Com um corpo prateado ou esverdeado e uma linha escura nos lados, as barracudas possuem uma aparência distintiva. Sua boca está cheia de dentes afiados e pontiagudos, tornando-as predadores marinhos eficientes na cadeia trófica marinha.

As barracudas são caçadoras ágeis e predadoras oportunistas. Alimentam-se de uma variedade de presas, incluindo peixes menores e até mesmo outras barracudas. Utilizam sua velocidade e agilidade para emboscar suas presas, sendo conhecidas por seus rápidos ataques.

Apesar da sua reputação como predadores marinhos ferozes, as barracudas geralmente não representam uma ameaça para os humanos, mas é aconselhável cautela, já que, em algumas circunstâncias, podem ser atraídas por objetos brilhantes e metálicos.

Esses peixes desempenham um papel importante nos ecossistemas marinhos ao regular as populações de peixes menores. Embora às vezes sejam caçadas por sua carne, em alguns lugares foram implementadas medidas de conservação para manter o equilíbrio de suas populações e preservar a biodiversidade marinha.

Predadores marinhos - Exemplos e características - Barracuda gigante (Sphyraena barracuda)

Leão marinho sul-americano (Otaria flavescens)

Ainda que pacíficos na superfície, os leões-marinhos são predadores eficientes que caçam uma variedade de peixes e cefalópodos, demonstrando destreza tanto em água como em terra. Conhecido como lobo-marinho-comum do sul, é uma espécie fascinante de mamífero marinho que habita as costas da América do Sul.

Fisicamente, eles apresentam uma pelagem espessa que varia de cor, desde marrom escuro até cinza claro. Os machos adultos desenvolvem uma juba distintiva no pescoço e nos ombros, o que lhes confere uma aparência característica.

Eles são caçadores ágeis e eficientes na água, utilizando suas habilidades de natação e suas nadadeiras para buscar e capturar presas, podendo mergulhar a profundezas significativas em busca de alimentos, que consistem principalmente de peixes e lulas. Sua estrutura física lhes permite mover-se habilmente tanto na terra como na água, utilizando suas nadadeiras dianteiras.

Historicamente, foram caçados por sua pele e óleo, mas, atualmente, estão protegidos em muitos países e sua caça está regulamentada. No entanto, enfrentam ameaças com a contaminação, a pesca incidental e a diminuição de seus recursos alimentícios.

Estes mamíferos desempenham um papel essencial nos ecossistemas costeiros, contribuindo para a biodiversidade e sendo uma atração destacada no ecoturismo.

Predadores marinhos - Exemplos e características - Leão marinho sul-americano (Otaria flavescens)

Vespa do mar (Chironex fleckeri)

A vespa do mar é uma espécie de água-viva que se encontra em águas do norte da Austrália, especialmente em áreas próximas à costa e aos estuários. Apesar de seu nome, não é uma vespa no sentido convencional, mas sim uma água-viva com características distintivas.

Chironex fleckeri apresenta um corpo grande que pode alcançar até 30 centímetros de diâmetro e tentáculos que podem se estender por vários metros. Sua aparência transparente e elegante pode enganar os banhistas desprevenidos, já que sua picada pode ser extremamente perigosa e pode ser potencialmente letal.

Contém toxinas que afetam o sistema nervoso e cardiovascular, causando dor intensa, dificuldades respiratórias e, em casos severos, parada cardíaca. Estes predadores marinhos são considerados como uma das águas-vivas mais venenosas do mundo.

Para prevenir as picadas, é recomendável evitar em áreas conhecidas pela presença de Chironex fleckeri durante a temporada de águas-vivas. Em caso de picada, deve-se buscar ajuda médica imediatamente. As medidas de prevenção, com o uso de roupas de banho protetoras, também são comuns em áreas onde esta espécie está presente.

Se quiser saber mais sobre Os animais marinhos mais perigosos do mundo, não deixe de conferir este artigo do PeritoAnimal.

Predadores marinhos - Exemplos e características - Vespa do mar (Chironex fleckeri)
Imagem: Águas-vivas

Peixe-sapo abissal (Melanocetus johnsonii)

Também conhecido como "diabo negro", o peixe-sapo abissal é um predador marinho fascinante que habita a escuridão das profundezas oceânicas. Sua distribuição abarca diferentes oceanos e mares ao redor do mundo, principalmente em áreas que oscilam entre os 200 e 2.000 metros de profundidade.

Este exemplo de peixe abissal apresenta adaptações notáveis para seu habitat escuro e de baixa luminosidade. Sua característica mais distintiva é um apêndice carnoso que sobressai de sua cabeça, chamado "ilicium", que atua como uma espécie de vara de pescar. Na extremidade desse "ilicium", existe um isco bioluminescente que emite luz para atrair presas até a boca do peixe.

Sua aparência é grotesca, com uma cabeça e boca grande, proporcionando-lhe a capacidade de engolir presas de tamanho considerável com seu próprio corpo. Sua pele é fina e translúcida, permitindo que a luz bioluminescente irradie de seu isco e atraia presas até as profundezas escuras.

O peixe-sapo abissal é conhecido por seu comportamento solitário e sua habilidade de esperar pacientemente que as presas se aproximem atraídas pela luz de sua "vara". Alimenta-se de outros peixes e organismos marinhos que são atraídos pelo isco bioluminescente.

Esta espécie de peixe abissal desenvolveu adaptações únicas para sobreviver em um dos ambientes mais extremos da Terra. Sua capacidade de utilizar a bioluminescência como uma estratégia de caça demonstra a incrível diversidade e adaptabilidade da vida nas profundezas marinhas.

Predadores marinhos - Exemplos e características - Peixe-sapo abissal (Melanocetus johnsonii)

Tubarão-tigre (Galeocerdo cuvier)

O tubarão-tigre também é conhecido como "tigre-da-areia", e trata-se de uma espécie de tubarão amplamente distribuída em águas tropicais e subtropicais ao redor do mundo. Seu aspecto distintivo inclui um padrão de listras escuras ao longo de seu corpo, similar à pelagem de um tigre, o que lhe valeu seu nome comum.

Este predador marinho apresenta um corpo robusto com uma cabeça larga e barbatanas peitorais longas. Caracteriza-se por ser um predador marinho oportunista que pode caçar ativamente ou esperar sigilosamente as suas presas.

Possuem adaptações sensoriais notáveis, como uma excelente visão noturna e receptores eletro-sensíveis, que lhes permitem localizar presas eficientemente em diversas condições de luz e ambiente marinho.

Em termos reprodutivos, esta espécie é ovovivípara, o que significa que os ovos se desenvolvem dentro do corpo da fêmea, e as crias nascem como tubarões jovens. As ninhadas podem variar em tamanho, e os filhotes são autossuficientes desde o momento do nascimento.

É uma espécie de tubarão que se encontra catalogada como Quase Ameaçada (NT, UICN-União Internacional para a Conservação da Natureza), já que enfrenta ameaças devido à pesca intensiva e à degradação de seu habitat.

Predadores marinhos - Exemplos e características - Tubarão-tigre (Galeocerdo cuvier)

Espadarte (Xiphias gladius)

Xiphias gladius, conhecido como espadarte ou meca, é uma espécie de peixe predador marinho altamente migratório e apreciado tanto na pesca comercial como na esportiva. Este peixe se encontra em águas tropicais e temperadas dos oceanos Atlântico, Índico e Pacífico, realizando extensas migrações ao longo de sua vida.

O peixe-espada é facilmente reconhecível por seu corpo alongado e sua mandíbula alongada, que forma uma distintiva espada. Sua pele é prateada e sua parte inferior possui uma tonalidade mais clara. Esta espécie pode crescer até tamanhos significativos, superando os 3 metros de comprimento.

É um predador marinho ágil e voraz que se alimenta de uma variedade de presas, incluindo lulas e peixes. Sua capacidade de nadar rapidamente e sua aguda visão fazem dele um caçador eficiente nas profundezas dos oceânicas.

O peixe-espada é objeto de uma pesca comercial importante devido à sua apreciada carne. Também é uma espécie popular entre os pescadores esportivos devido ao seu tamanho e resistência na linha. A pesca do peixe-espada está regulamentada para garantir a sustentabilidade de suas populações.

A pressão contínua da pesca e a captura incidental apresentam desafios para sua conservação e fizeram com que esta espécie fosse atualmente classificada como "Quase Ameaçada" segundo a UICN. A gestão adequada das populações de peixe-espada é essencial para manter o equilíbrio nos ecossistemas marinhos e garantir sua sobrevivência a longo prazo.

Predadores marinhos - Exemplos e características - Espadarte (Xiphias gladius)

Outros predadores marinhos

Após vermos estes exemplos de animais marinhos predadores, vamos seguir com outra breve lista:

  • Megalodon (Carcharocles megalodon): este gigantesco tubarão é possivelmente o predador marinho mais conhecido de todos os tempos. É uma espécie extinta que viveu entre 23 e 3.6 milhões de anos atrás durante o período Cenozoico. Com comprimentos que superavam os 20 metros, o megalodonte foi um predador temível que caçava baleias e outros grandes animais marinhos.
  • Bacalhau-do-Atlântico (Gadus morhua): um predador fundamental nas águas frias do Atlântico, o bacalhau é conhecido por seu papel na cadeia alimentar e sua astuta caça nas profundidades oceânicas.
  • Cachalote (Physeter macrocephalus): o cachalote talvez seja considerado um predador marinho pouco comum, mas é um hábil caçador que se alimenta principalmente de lulas gigantes. Possui uma cabeça distintiva que constitui uma terceira parte do seu comprimento total. Utiliza sons para caçar nas profundezas oceânicas.
  • Crocodilo-marinho (Crocodylus porosus): o crocodilo-marinho é o maior réptil e é capaz de viver em ambientes salgados e de água doce. Embora sejam mais comuns em áreas costeiras e estuários, às vezes se aventuram no oceano em busca de presas.
  • Peixe-vela (Istiophorus platypterus): com sua distintiva nadadeira dorsal longa, o peixe-vela é um predador ágil que se encontra em águas tropicais e subtropicais. Sua dieta consiste principalmente de peixes de superfície, e são conhecidos por sua velocidade na água.
  • Anêmona-do-mar (Actiniaria sp.): ainda que não seja um predador típico, a anêmona-do-mar é carnívora e captura presas como peixes pequenos e crustáceos, utilizando tentáculos urticantes. Vivem em associação com caranguejos eremitas para obter proteção e alimentos.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Predadores marinhos - Exemplos e características, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • Collette, B.B., Di Natale, A., Fox, W., Graves, J., Juan Jorda, M., Pohlot, B., Restrepo, V. & Schratwieser, J. (2022). Xiphias gladius. The IUCN Red List of Threatened Species 2022: e.T23148A46625751. https://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2022 1.RLTS.T23148A46625751
  • Ferreira, L.C. & Simpfendorfer, C. (2019). Galeocerdo cuvier. The IUCN Red List of Threatened Species 2019: e.T39378A2913541. https://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2019-1.RLTS.T39378A2913541
  • Hazen, E. L., Abrahms, B., Brodie, S., Carroll, G., Jacox, M. G., Savoca, M. S., ... & Bograd, S. J. (2019). Marine top predators as climate and ecosystem sentinels. Frontiers in Ecology and the Environment, 17(10), 565-574.
  • Heithaus, M. R., Frid, A., Wirsing, A. J., & Worm, B. (2008). Predicting ecological consequences of marine top predator declines. Trends in ecology & evolution, 23(4), 202-210.
  • Jefferson, T. A., Stacey, P. J., & Baird, R. W. (1991). A review of killer whale interactions with other marine mammals: predation to co‐existence. Mammal review, 21(4), 151-180.
  • Rigby, C.L., Barreto, R., Carlson, J., Fernando, D., Fordham, S., Francis, M.P., Herman, K., Jabado, R.W., Jones, G.C.A., Liu, K.M., Lowe, C.G, Marshall, A., Pacoureau, N., Romanov, E., Sherley, R.B. & Winker, H. (2022). Carcharodon carcharias (amended version of 2019 assessment). The IUCN Red List of Threatened Species 2022: e.T3855A212629880. https://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2022-1.RLTS.T3855A212629880

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Predadores marinhos - Exemplos e características
Imagem: Águas-vivas
1 de 11
Predadores marinhos - Exemplos e características

Voltar ao topo da página