Partilhar

Os gatos têm boa memória?

Por Mariana Castanheira, Médica Veterinária. Atualizado: 4 janeiro 2018
Os gatos têm boa memória?

Ver fichas de  Gatos

Você alguma vez se questionou sobre a memória dos gatos? Alguma vez chamou o seu gato pelo nome e ele não respondeu? Você fica surpreendido como ele consegue voltar a casa mesmo sabendo que ele sai todos os dias para visitar os amigos felinos dele? Será memória ou instinto?

Muitas pessoas pensam que os animais, inclusive aqueles que foram domesticados, não são capazes de recordar as coisas que lhes acontecem nem de aprender coisas novas. Porém, toda a gente que tem um pet ou convive com animais sabe que isso não é verdade. Você gostava de saber se o seu gato tem boa memória? Continue lendo este artigo do PeritoAnimal!

Também lhe pode interessar: Os cachorros têm memória?

Como funciona a memória felina?

Tal como acontece com os outros animais, inclusive os seres humanos, a memória felina reside numa parte do cérebro. O cérebro do gato ocupa menos de 1% da massa corporal dele, mas quando se trata de memória e de inteligência, o determinante é o número de neurônios existentes.

Deste modo, um gato tem trezentos milhões de neurônios. Você não sabe a que isto equivale? Para que você possa ter um termo de comparação, os cachorros possuem cerca de cento e sessenta milhões de neurônios, sendo que biologicamente a capacidade de retenção de informação dos gatos é bastante superior à dos cães.

Alguns estudos comprovaram que a memória a curto prazo dos gatos é por volta de 16 horas, o que lhes permite recordar eventos recentes. Não obstante, para que esses eventos passem para a memória de longo prazo têm de ter uma importância vital para o gato, para que ele seja capaz de realizar a seleção e guardar esse acontecimento como algo que poderia ser útil para o futuro. O mecanismo exato através do qual se realiza este processo, ainda é desconhecido.

A memória dos felinos domésticos para além de ser seletiva é episódica, ou seja, os gatos são capazes de recordar a localização das coisas, certas pessoas, rotinas, acontecimentos positivos ou negativos, entre muitas outras coisas que viveram. É a intensidade com que vivem e sentem determinadas experiências que faz com que armazenem ou não essa informação no cérebro.

Tal como acontece com os seres humanos, alguns estudos demonstraram que os gatos têm capacidades cognitivas que se vão deteriorando ao atingir a velhice. Esta condição é chamada de disfunção cognitiva felina, que afeta, geralmente, gatos com mais de 12 anos.

Os gatos têm boa memória? - Como funciona a memória felina?

A memória permite que o gato aprenda?

A observação e as experiências próprias dos gatos são as que permitem que o felino aprenda tudo o que precisa para viver confortavelmente. Como é que o gato aproveita tudo aquilo que observa e vive? Através da memória que seleciona o que é útil e permite que o gato reaja de maneira mais adequada aos interesses dele na próxima vez que se depare com determinada situação.

A memória do gato funciona desta maneira tanto em gatos domésticos como em selvagens. Desde filhotes, os gatos observam a mãe deles para aprender tudo o que precisam. Neste processo de aprendizagem estão vinculadas as sensações que o gato experiencia durante a vida, sejam boas ou más. Desta forma, o gato é capaz de reagir a estímulos que relaciona com a hora de comer e reconhece os sons daquelas pessoas ou outros pets que tentar machucar ele.

Este sistema permite ao gato se manter a salvo de possíveis perigos, identificar o tutor dele e recordar tudo o que de positivo associa a ele, como a deliciosa comida, o carinho e as brincadeiras.

O que o gato aprende está diretamente relacionado com os benefícios que o gato consegue adquirir através dessa aprendizagem. Se o gato considerar que algo não é útil, é muito provável que essa informação seja eliminada com a memória a curto prazo. Por esta razão, é muito difícil ensinar um gato a deixar de arranhar um local que ele tanto gosta, embora seja possível ensinar o gato a usar um arranhador.

Qual é a capacidade da memória do gato?

Ainda não existem estudos que determinem quanto tempo um gato pode recordar coisas. Algumas investigações apontam apenas para três anos, mas qualquer pessoa que tenha um gato consegue relacionar comportamentos a situações que o gato viveu há muito mais tempo.

A verdade é que ainda não existe nenhuma opinião absoluta a este respeito. O que se sabe é que os gatos não só são capazes de recordar situações favoráveis ou desfavoráveis, para saber se devem ou não repetir, mas também armazenam na memória deles a identidade de pessoas e de outros pets (e as sensações que acompanham as experiências vividas junto deles), para além de que têm memória espacial.

Graças a esta memória espacial, o gato é capaz de aprender muito facilmente a localização dos objetos da casa, sobretudo aqueles que mais lhe interessam, como a cama, caixa de areia, pote de água e comida. Para além disso, são os primeiros a reparar que você mudou algo na decoração.

Você fica surpreendido que o seu gato salte para a cama uns minutos antes de você? Depois de uns dias vivendo em sua casa, o gato aprende rapidamente toda a sua rotina e por isso sabe a hora que você sai, a hora que você levanta, quando pode ir para junto de você dormir, etc.

Os gatos têm boa memória? - Qual é a capacidade da memória do gato?

Se deseja ler mais artigos parecidos a Os gatos têm boa memória?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Escrever comentário sobre Os gatos têm boa memória?

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
3 comentários
SIMONE ROSANA de Oliveira
Me mudei de casa. Cerca de 3 km de distância uma casa da outra. Um determinado dia meu gato desapareceu procurei e não encontrei. Na manhã seguinte minha sogra me liga que ele estava em sua casa onde moravamos. Me senti magoada por ele escolher o seu lugar. Compro ração pra que eles cuidem dele. Tenho medo de levar de volta e nestes passeios ele ser atropelado.Fiquei admirada pela memoria que teve e de se licalizar dentro de uma cidade.
JACQUELINE PREUSS LYRA
Encontrei dois gatinhos bem filhotinhos e os criei juntos. Ambos eram extremamente ligados e sempre estavam juntos , o tempo todo. Passo foi até que um deles sumiu ...alguém o pegou aqui no condomínio e o levou....dois anos depois , uma amiga o encontrou e me devolveu . Hoje é o primeiro dia dele na casa onde ele cresceu se criou ....o irmão dele tentou chegar perto mas ele reuniu , dando a entender que não o reconheceu. Minha pergunta é : ele irá se lembrar do irmão que ele tanto era apegado. Lembrando que hoje é o primeiro dia depois de dois anos fora....
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Jacqueline! O problema é que os gatos são muito territoriais e você tem de ter em conta que passou muito tempo e muitas experiências que você desconhece que podem ter traumatizado ele. Eu aconselho a que faça uma introdução lenta dele em casa, como se tratasse de um novo gato. Veja este artigo com algumas dicas: https://www.peritoanimal.com.br/como-acostumar-um-gato-com-outro-filhote-22413.html
Silvana
Tive que dá o meu gato, quero saber se ele acostumara na sua nova morada e se lembrara de sua antiga morada e de seu dono.
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Silvana! A adaptação à casa nova é possível mas tudo depende de como ela for feita e de como o seu gato for tratado pela nova família. Quanto à recordação da antiga família e do lar, eu acredito que sim, que ele se recorda de onde vivia e dos humanos com quem compartia a vida e lhe davam comida, casa e amor. Embora os gatos não o demonstrem da mesma forma que os cachorros, eles são extremamente gratos e retribuem tudo aquilo que lhes damos. Têm maneira deles de demonstrar afeto e é isso que os torna tão especiais.

Os gatos têm boa memória?
1 de 3
Os gatos têm boa memória?

Voltar ao topo da página