menu
Partilhar

Minha gata castrada urina em todos os lugares - Causas

 
Por Laura García Ortiz, Veterinária especializada em medicina felina. 7 junho 2022
Minha gata castrada urina em todos os lugares - Causas

Ver fichas de  Gatos

Mesmo que as gatas estejam castradas e não tenham sinais de cio, como urinar fora da caixa de areia, esse sintoma pode acontecer por muitas outras causas além dos ciclos dos hormônios sexuais e maiores níveis de estrógeno na fase do cio. Assim, as gatas castradas podem urinar em locais inadequados por vários motivos como estresse, doenças do trato urinário inferior, problemas de marcação de território, doenças, ou simplesmente porque existe algum problema na sua caixa de areia.

Se você percebeu que a gata castrada começou a urinar em vários locais ou em algum lugar determinado e indesejado, continue lendo esse artigo do PeritoAnimal para conhecer as causas que explicam por que a felina está urinando onde não deve, bem como as medidas para evitar esse comportamento indesejado.

Doenças urinárias

As principais doenças que podem interferir nos hábitos urinários de uma gata castrada são as que afetam o trato urinário inferior e se classificam dentro do que conhecemos como DTUIF (Doença Felina do Trato Urinário Inferior). Essas doenças incluem sintomas comuns como micções curtas e frequentes, sangue na urina, dor ao urinar, dificuldade para urinar ou micções inadequadas fora da caixa de areia. Este último pode ser o único sinal clínico detectado pelos cuidadores de gatos, ao menos costuma ser percebido primeiro, e geralmente acontece porque a gata está associando a dor ao urinar com a caixa de areia devido ao seu problema de saúde.

Algumas das doenças que podem provocar DTUIF nos gatos são as seguintes:

  • Cistite idiopática felina (50-70%)
  • Urolitíase (15-20%)
  • Tampões uretrais (10-20%)
  • Má formações (10%)
  • Infecções do trato urinário (1-8%)
  • Tumores do trato urinário inferior (1-2%)

No entanto, as micções inadequadas fora da caixa de areia são mais frequentes nos casos de cistite idiopática, urolitíase, infecções do trato urinário e os tumores do trato inferior.

Cistite idiopática felina

A cistite idiopática felina é uma doença que afeta a bexiga e está muito relacionada ao estresse. Falaremos mais sobre ela na próxima seção.

Urolitíase

A urolitíase ou a criação de sedimentos nas vias urinárias dos felinos, chamados cálculos ou urólitos, podem também afetar o trato urinário superior, ou seja, os rins e ureter, e são produzidos quando alguns minerais presentes na urina estão em excesso. Na espécie felina, os urólitos mais frequentes são a estruvita e oxalato de cálcio.

Os cálculos de estruvita raramente estão associados com a infecção bacteriana, diferente do que ocorre com os cachorros, e são formados por fosfato, amônio e magnésio, aparecendo mais frequentemente nos gatos orientais de 3-6 anos que ingerem pouca quantidade de água, tem sobrepeso e sedentarismo e urina alcalina com pH superior a 6,5. Enquanto que os cálculos provocados por oxalato de cálcio se formam quando a urina está ácida e com excesso de cálcio e oxalato, são mais frequentes nos machos, embora possam surgir nas fêmeas castradas com sobrepeso e sedentárias com hipercalcemia e pouco consumo de água. Esse problema causa dor na micção e provoca eliminação inadequada de urina em vários locais.

Infecções do trato urinário

As infecções do trato urinário, ou contaminação bacteriana do mesmo, são produzidas geralmente por bactérias como E.coli, Streptococcus, Staphylococcus y Proteus spp. Mesmo que pouco frequentes, aparecem mais em fêmeas e geralmente em gatos com baixa imunidade, má formação anatômica na capa de glicosaminoglicanos da bexiga ou devido a alterações na urina ou micção, bem como secundariamente a doenças como a doença renal crônica, uso de fármacos imunossupressores como corticoides ou quimioterápicos, o hipertireoidismo, o hiperadrenocorticismo, diabetes ou carcinoma das células de transição da bexiga.

A micção inadequada fora da caixa de areia é um sintoma de infecção urinária, assim como a micção dolorosa e em pequena quantidade (gota a gota), a incontinência e a presença de sangue na urina.

Tumores do trato urinário inferior

Os tumores do trato urinário inferior têm uma baixa prevalência e podem afetar a bexiga, sendo o mais frequente o carcinoma de células de transição. É muito agressivo, invade profundamente a mucosa da bexiga e pode produzir metástases no fígado, pulmões e outros órgãos. Os sinais clínicos podem ser micção dolorosa, sangue na urina, micção escassa e inadequada.

Para prevenir essas doenças é importante que as gatas tenham seu peso adequado, façam atividade física diariamente e tenham boa hidratação.

Estresse

Os gatos adoram as rotinas, de forma que tudo o que interfere nos seus hábitos e costumes é um motivo de estresse, como a introdução de uma pessoa ou animal novo em casa, reformas, mudanças na mobília, barulhos estranhos, mais ausências em casa, etc. O estresse nos gatos tem muitas consequências negativas, entre elas os problemas de comportamento, sendo um deles urinar em vários locais menos na sua caixa de areia para se sentirem mais "seguros" com a nova situação que estão passando. Desta forma, uma gata castrada marca território para manter a casa com seu odor e se sentir mais familiarizada. Outros sinais que os gatos estressados podem apresentar, além das micções inadequadas, são se esconder, reduzir ou aumentar a auto-limpeza, marcar com unhas e agressividade.

A cistite idiopática felina (CIF) é a causa mais frequente de DTUIF e está relacionada com estímulos estressantes para o gato afetado, que causam uma resposta deficiente dos hormônios e do sistema nervoso simpático, sendo mais prevalente nos gatos jovens ou de meia idade, castrados e com sobrepeso, alimentados com alimentos secos exclusivamente. Também pode aparecer de forma secundária a alterações na bexiga, diminuição da capa de glicosaminoglicanos vesicais que protegem a parede da bexiga e por uma alta concentração de compostos na urina que induzem a inflamação. A cistite idiopática consiste em uma inflamação não infecciosa da bexiga com períodos de remissão e recidivas, que se manifesta com sinais como micções inadequadas, dificuldade ou dor para urinar e urina frequente e em poucas quantidades.

Por isso, esta pode ser a causa mais comum que explica o porquê que uma gata castrada marca território urinando em vários locais, se esconde ou tenha comportamentos não habituais.

Minha gata castrada urina em todos os lugares - Causas - Estresse

Marcação de território

"Meu gato castrado marca território" é algo que os tutores de gatos castrados podem observar quando arranham cortinas ou o sofá além do seu arranhador, mas o que você pode não saber é que gatos castrados também podem marcar com urina. A marcação é utilizada pelos gatos para mostrar ao demais que ali é seu território e para assuntos relacionados com a reprodução, por esse motivo é mais comum que seu gato urine pela casa se não foi castrado. Assim, o mais habitual é que seja uma gata no cio que urine em vários locais.

No entanto, os gatos também podem marcar a casa com urina com finalidades não reprodutivas, como por exemplo, por medo, insegurança ou estresse, como mencionamos anteriormente. Pare e pense se ocorreram mudanças importantes na sua vida que estejam repercutindo na saúde mental do gato castrado, como se o seu edifício está em obras, ou se comprou novos objetos que foram marcados com urina pelo seu gato como forma de "boas vindas".

Problemas com a caixa de areia

Os gatos são animais requintados e o gosto por sua caixa de areia não é diferente. Mesmo que alguns gatos sejam mais adaptáveis, que aceitam qualquer tipo de areia, tamanho e forma de caixa, existem outros que não toleram certos tipos de areia ou caixa. Isto pode estar acontecendo com sua gata castrada ou esterilizada, que como forma de rejeição, pode estar urinando em vários locais menos onde deveria.

Se quer acertar na caixa de areia do gato, você deve saber que as descobertas são muito melhores que as cobertas e devem ser suficientemente grandes para que o gato possa andar em voltas dentro sem bater em nenhum local. Mesmo assim, deve estar em um local familiar e tranquilo para o gato e com uma distância boa do local onde fica a comida e água para que não passe os odores para o alimento. Além disso, a areia deve ser sem cheiro a fim de evitar irritações e rejeição devido ao odor forte e artificial e, se possível, que não compartilhe a caixa de areia com outro gato da casa.

Se recomenda uma caixa de areia para cada gato e mais uma extra, ou seja, se você vive com dois gatos, vai precisar de três caixas, se tem três gatos, quatro caixas e assim por diante. Ainda, caso o gato castrado tenha algum problema de mobilidade ou dor articular, as bordas precisam ser baixas para que possa entrar e sair sem dificuldade.

É importante também que a caixa de areia tenha uma boa higiene, sendo diariamente retiradas as excreções, trocando a areia e lavando a caixa frequentemente, pois isso também pode levar o gato castrado a urinar em vários locais, inclusive em sua cama ou sofá.

Outras doenças

Além dos problemas do trato urinário inferior, os gatos castrados podem urinar por todos os lados por outros tipos de doenças orgânicas em que se aumentam a sede e a vontade de urinar, como a diabetes mellitus, o hipertireoidismo e a doença renal, mais frequentes em gatos mais velhos, mas mesmo nos jovens podem acontecer.

Outros problemas que podem levar seu gato a urinar em locais inapropriados são os que produzem incontinência, como alguns problemas neurológicos que afetam a medula espinhal da região lombossacra e nos nervos hipogástrico, pudendo ou pélvico, bem como alterações nos esfíncteres da uretra.

O que fazer se minha gata urina em vários locais?

Antes de ficar bravo com a gata por urinar onde não deve, tente investigar o motivo deste comportamento. Como já vimos, as causas podem ser variadas e algumas bem graves, por isso o primeiro que você deve fazer é procurar um centro veterinário para que a felina seja examinada e a causa investigada.

Algumas das coisas que você pode fazer para evitar que a gata urine fora da caixa de areia são as seguintes:

  • Trocar a caixa de areia e a areia por outra do agrado da gata e colocar em um lugar tranquilo longe dos alimentos e água. Não se esqueça da limpeza frequente da mesma. Neste outro post falamos sobre os Tipos de areia para gatos e te ajudamos a escolher.
  • Se a fonte de estresse pode ser eliminada, retire ou a evite e, se não for possível, reduza os níveis de estresse mediante o uso de feromônios felinos para criar um ambiente mais calmo, traquilo e feliz para o gato. Coloque mais arranhadores para que marque esses locais e que o seu gato tenha locais altos e que possa se esconder. Também compartilhamos um vídeo com diferentes maneiras de relaxamento para seu gato.
  • Tratar a doença felina do trato urinário inferior que está causando a eliminação inadequada. Se tem cálculos de estruvita, a dieta urinária associada com uma maior hidratação e atividade física pode resolver, enquanto que os de oxalato de cálcio requer cirurgia e tratar a hipercalcemia. Nas infecções de urina se deve colher uma amostra de urina e realizar uma urocultura e antibiograma e aplicar o tratamento com antibiótico durante 10-14 dias, sendo que o tratamento pode chegar a 4-6 semanas nos casos crônicos ou que já afetaram o rim. Os tumores devem ser tratados com cirurgia ou quimioterapia dependendo da gravidade. Para tratar a cistite idiopática felina se deve reduzir o estresse, aumentar a ingesta de água, reduzir o peso e aumentar as atividades físicas, e em alguns casos, se deve utilizar fármacos opioides, glicosaminoglicanos ou antidepressivos tricíclicos por suas propriedades anticolinérgicas, aumentando a capacidade da bexiga e o relaxamento dos ureteres e uretra.
  • Tratar a doença orgânica, endócrina ou neurológica, se esta é a causa, mediante um tratamento específico para o problema em questão.

Agora que você já sabe por que as gatas castradas marcam território e viu o que fazer, deixamos este vídeo sobre as maneiras para acalmar um gato:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Minha gata castrada urina em todos os lugares - Causas, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas de comportamento.

Bibliografia
  • S. Atencia. (2020). Urología en felinos II, enfermedades del tracto urinario inferior del gato. Improve International.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Minha gata castrada urina em todos os lugares - Causas
1 de 2
Minha gata castrada urina em todos os lugares - Causas

Voltar ao topo da página