Partilhar

Dicas para tirar o tártaro em cães

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 26 fevereiro 2019
Dicas para tirar o tártaro em cães

Ver fichas de  Cachorros

Já alguma vez notou mau hálito no seu cão? Viu manchas e sujeira nos seus dentes? Se sim, então é porque o seu cachorro tem tártaro acumulado.

Se quer se informar sobre este problema, alguma forma de o prevenir e sobretudo conhecer algumas dicas para tirar o tártaro em cães, continue lendo este artigo do PeritoAnimal e descubra a importância da saúde oral do seu animal de estimação.

Também lhe pode interessar: Castração de coelhos - Cuidados e dicas

O que é o tártaro e que tipo de cães são mais propensos a ele

Na boca dos cachorros acontece o mesmo que na boca das pessoas, todos os dias os dentes se enchem de bactérias que formam placa. Além desta placa, aparecem também diversos restos de comida que se vão decompondo e sais minerais diariamente. Ao longo da vida do animal vai-se acumulando tudo isto e, tudo junto acaba por formar cálculos conhecidos como tártaro. O tártaro acumula-se principalmente no espaço que há entre a gengiva e o dente. A partir daí vai se estendendo e vai afetando o resto das estruturas bucais, podendo derivar em infecções e doenças secundárias.

Quando o nosso cachorro já tem tártaro, é impossível conseguir eliminá-lo com dieta e escovação dos dentes, pelo que é preferível agir de forma preventiva evitando chegar à formação de tártaro. A única forma realmente eficiente que oferece uma solução a fundo do problema é a limpeza bucal, como a que fazemos a nós no dentista, feita por um veterinário profissional.

Todos os cachorros podem ter tártaro, mas alguns tipos de cachorros são mais propensos a ele:

  • Nas raças de tamanho pequeno e toy, o esmalte dental é de uma qualidade mais pobre além de terem os dentes mais pequenos e juntos, algo que dificulta a limpeza normal, pelo que o processa da formação do tártaro é mais rápido.
  • Os cachorros braquicefálicos, devido à forma do seu crânio e a sua mandíbula, têm os dentes muito juntos e isto favorece a formação do tártaro e dificulta a sua limpeza.
  • Independente da raça, os cachorros com mais de 5 anos começam a ter tártaro se não o evitarmos.
Dicas para tirar o tártaro em cães - O que é o tártaro e que tipo de cães são mais propensos a ele

Quais as consequências do tártaro nos cães?

São muitas as consequências que a acumulação de tártaro tem na saúde do nosso cão. De seguida, mostramos-lhe as mais diretas e importantes:

  • O primeiro problema que se apresenta é o mau hálito ou halitose: Produz mau cheiro na boca do cachorro que às vezes se pode detectar a uma certa distância e costuma incomodar bastante, mas saiba que este é um sintoma da formação do tártaro e de outras possíveis doenças. Por isso, deve consultar o veterinário e oferecer ao seu amigo peludo alguma forma de eliminar o mau hálito e prevenir o tártaro.
  • A gengivite é outro problema derivado da formação do tártaro na boca dos nossos animais de estimação. As gengivas ficam vermelhas, inflamam e pouco a pouco vão se retraindo e deixam a raiz do dente exposta. O fato da raiz do dente ficar descoberta faz com que se deteriore e se reabsorva o osso do dente, enfraquecendo a união da peça dental com a mandíbula ou do maxilar e facilitando a perda desta peça.
  • A doença periodontal: Se não se prevenir o tártaro, pode ocorrer a doença periodontal, que começa com a formação deste. Começa na gengivite e halitose e, de seguida o processo avança até ao resto das estruturas da boca (raízes dos dentes, paladar, maxilar, mandíbula, etc). Por fim, ocorre a perda das peças dentais afetadas e a infeção das gengivas. Estas infecções costumam acabar em formações de abcessos que podem continuar avançando nos tecidos da boca, afetando por fim os olhos e o nariz do nosso animal de estimação. A única forma de resolver esta doença é que o nosso veterinário de confiança faça ao nosso cachorro uma limpeza profissional da boca, além de lhe administrar um tratamento antibiótico.
  • Esta série de problemas dentais nos animais podem derivar em infecções graves com risco de morte e inclusive podem derivar em problemas cardíacos, renais, intestinais e hepáticos.
Dicas para tirar o tártaro em cães - Quais as consequências do tártaro nos cães?

Prevenir o tártaro em cães

Como no caso das pessoas, nos nossos companheiros caninos também podemos prevenir o tártaro e suas consequências. Como? Tal como acontece com a nossa boca, seguindo algumas regras de higiene bucais.

É importante que tente prevenir este problema, desta forma evitará ao seu cachorro um período de dor, inflamação e sangramento das gengivas, mau hálito e dificuldade para poder comer e brincar com seus brinquedos favoritos.

Podemos prevenir o tártaro com:

  • Uma escovação diária dos dentes do nosso cão. É muito importante habituá-los desde filhotes para facilitar o processo e escolher um tipo de escova e pasta dentífrica adequados para cada cachorro.
  • Alguns brinquedos, ossos, biscoitos e rações especiais que podem mastigas e, manter assim a boca limpa durante mais tempo. Estes prêmios em forma de ossos, ração, biscoitos, barrinhas, tiras e brinquedos, são compostos por elementos abrasivos para a placa bacteriana que ajudam a eliminar o tártaro da superfície dos dentes.
  • Uma boa saúde física ajudará sempre a prevenir possíveis infecções. Conseguirá esta boa saúde física à base de uma alimentação adequada e exercício físico.

No caso de não poder prevenir o tártaro e que este apareça ainda assim, ainda podemos prevenir a doença periodontal. Quando detectar que há acumulação de tártaro impossível de eliminar com uma escovação normal, deverá consultar o seu veterinário para lhe realizar uma limpeza à boca do nosso animal de estimação. No caso de já estar sofrendo com a doença periodontal, o nosso animal de estimação também passará por este processo de limpeza bucal para poder resolver esta doença.

Esta limpeza nos animais deve ser realizar sempre com anestesia geral com um anestesista, um auxiliar veterinário e um veterinário que realize a limpeza de boca profissional. Com este processo o tártaro será eliminado com um instrumento especial como o ultra-som, que quebra o tártaro sem lesionar o esmalte dental.

Em casos de doença periodontal avançada costumam-se perder-se peças dentais com o processo de limpeza dental, mas não pela ação de limpeza nos dentes, mas sim porque costumam ser peças que já se tinham separado do maxilar ou da mandíbula, mas devido ao excesso de tártaro ficarão coladas ao invés de cair. Como estas peças já não são funcionais e ficam retidas, podem provocar a formação de abcessos e infecções.

Também é muito importante como prevenção, que se observarmos algum dos seguintes sinais no nosso companheiro peludo o levemos ao veterinário:

  • Arranhe a cara ou a boca e não consegue ver nada que o posso estar incomodando.
  • Mau hálito excessivo. É importante saber que a halitose não é causada apenas pelo tártaro e pela doença periodontal. Será fundamental consultar o veterinário para descartar outras possíveis doenças como a diabetes, problemas renais ou a parasitose entre outros.
  • Deixa de comer ou muda os seus hábitos na hora de comer e mastigas.
  • Salivação abundante.
  • Perda de dentes sem dar conta.
  • Depressão: falta de vontade de passear, brincar, comer, etc.
  • Má qualidade dos dentes com descoloração ou quebra destes.
  • Tártaro ao longo da borda da gengiva.
  • Gengivas inflamadas, vermelhas e a sangrar.
  • Altos ou pólipos dentro da boca.
  • Altos debaixo dos olhos, onde começa o focinho.
Dicas para tirar o tártaro em cães - Prevenir o tártaro em cães

Conselhos para prevenir e eliminar o tártaro do seu cachorro

Por fim, no PeritoAnimal queremos dar-lhe alguns conselhos para o ajudar na higiene bucal do seu cachorro, prevenir e eliminar o tártaro:

  • Corrija os maus hábitos alimentares do seu cão que possam favorecer a formação do tártaro. A principal causa da formação de tártaro é o excesso de comida caseira e de comida mole como os patês. Este tipo de comidas ficam muito facilmente nos dentes e nas gengivas. Por isso, o mais indicado para cuidar da boca é o alimento seco ou ração que arranha a superfície do dente em cada mordida ajudando a limpá-los e a deixar muito menos resíduos.
  • Ajude o seu cachorro a habituar-se à escovação diária dos dentes desde filhote. O ideal é fazê-lo diariamente, mas está demonstrado que com um mínimo de três vezes por semana a maioria dos cachorros consegue prevenir o tártaro.

De seguida, contamos-lhe o processo mais simples para conseguir habituar o seu cachorro à escovação dental:

Desde pequeno passe-lhe todos os dias uma gaze esterilizada enrolada no seu dedo pela superfície dos dentes com um pouco de água. Mais para a frente comece a mostrar-lhe a escova para que se comece a familiarizar com ela. De seguida, já poderá começar a usar a escova ao invés da gaze esterilizada e poderá utilizar pasta de dentes especial para cachorros. Visto que eles a engolem deve ser especial para eles e nunca lhe deverá dar a de humanos (deve evitar sobretudo o flúor que é tóxico para eles), assim evitaremos muitos problemas entre eles as úlceras no estômago.

Além disso, existem diferentes sabores de pastas de dentes especiais para eles, o que facilitará a limpeza da boca oferecendo-lhe um sabor que goste. Ao invés da pasta de dentes pode-se utilizar Clorexidina à venda em clínicas veterinárias e em algumas lojas especializadas. A Clorexidina é equivalente ao nosso enxaguante bucal que limpa, desinfeta e amolece os primeiros cálculos do tártaro e, assim podemos retirá-los mais facilmente com a escova. Pode ser que no início o seu cachorro não goste muito da escovação dos dentes e que até lhe custe, mas tenha paciência pois eventualmente ele irá se habitual. É recomendável que no início faça escovações mais curtas e pouco a pouco vá aumentando o tempo.

  • Compre ou crie brinquedos e prêmios especiais que, além de divertir o seu animal de estimação lhe ajudem a manter a saúde da sua boca. Por exemplo, no caso dos brinquedos são muito práticos os feitos com cordas. Os cachorros ao mordê-los limpam os dentes do mesmo modo que quando nós passamos o fio dental. Além disso, o seu cachorro também gostará dos biscoitos e outros tipos de prêmios que tenham componentes especiais para o cuidado da boca.
  • A limpeza da boca profissional muitas vezes acaba sendo necessário apesar de uma correta higiene bucal. Como explicamos anteriormente a única diferença da limpeza que o nosso dentista nos faz é a anestesia geral, que se torna imprescindível para os nossos companheiros peludos uma vez que estes não vão ficar quietos com a boca aberta e, assim evitamos possíveis danos e medos completamente desnecessários.
  • Aproveite as anestesias gerais. Como nunca gostamos, como é óbvio, de submeter os nossos companheiros peludos às anestesias gerais que nos podem parecer desnecessárias, recomendamos que as limpezas de profissionais se tentam fazer ao mesmo tempo que alguma cirurgia necessário. Por exemplo, sempre que o veterinário não vir sérias contraindicações, se pensarmos em esterilizar o nosso cão podemos aproveitar a mesma anestesia para cuidar da higiene dental.
Dicas para tirar o tártaro em cães - Conselhos para prevenir e eliminar o tártaro do seu cachorro

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Dicas para tirar o tártaro em cães, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Prevenção.

Escrever comentário sobre Dicas para tirar o tártaro em cães

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
10 comentários
José Ernani filuszteck
eu queria saber qual o remédio que em casa eu posso cuidar do meu cachorro que está com tártaro .osso cozido e bom
Swene Abreu
Querida procure um veterinário próximo para avaliar seu animal, a avaliação será imprescindivel, no mais procure escovas para pets e gel para escovação para ajudar na eliminação do mesmo,a higiene previne que acometa o aumento do tártaro. Daí saberás se é preciso de remoção por auxílio do veterinário.
Cuide da higiene bucal do seu Pet,abraços e fique com Deus.Médica Veterinária
Jane Werneck
Não encontrei orientação de como melhorar a imunidade de forma natural ou medicamentosa. Podem me ajudar, a veterinária só orientou oferecer figado de boi. Trata se de uma cadela idosa com Hemangioma e que passou por antibiótico terapia e agora apresenta lesões micóticas e bacterianas. Grata.
A sua avaliação:
aNTONIO
EXISTE UM PRODUTO PARA FACILITAR RETIRADA DO TÁRTARO EM CÃES? Eu sei que deve-se levar em um profissional, mas cuido de animais de rua, são muitos com esse problema e é impossível devido aos honorários dos veterinários, que são justos, mas não tenho como bancar tratamento para 38 cães com tártaros. Obrigado
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Antonio! Ainda bem que existem pessoas como você, obrigada por fazer esse trabalho.
O estado desse cachorro é bastante grave. Você já tentou as dicas do artigo?
Outra boa indicação é buscar ajuda de ONGs ou Associações que possam te ajudar com atendimento profissional.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
A sua avaliação:
Norma Soeli
Cães que comem moscas ficam com vermes ja que as varegeiras sao cheios de ovinhos ? Obrigada aguardo contato.
A sua avaliação:
Norma Soeli Pereira da Silva
Gostei muito das informações obrigada.
A sua avaliação:
mercedes henrique
gostei estou desesperada pois minha cachorrinha cristal esta com tartaronão consigo escovar os dente dela porque sangra ela e muito frageo pesa um quilo
Kako
Deram uma necessário muito forte no caral
Liria Dias
Olá meu York tem 7 anos ...esta com tártaro como faço para tirar não quero levar minha amiga levou e o cachorrinho morreu com anestesia Obrigada.
Nídia do Carmo (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Liria! Você já testou as dicas do artigo?
Swene Abreu
Querida compre escovas boas e macias para seu Pet,estou usando infantil Curaprox você acha na Drogasil e é humana e bem macia, gel removedor Tártaro, procure no site Americanas e compre Plaqueoff que ajuda eliminando Placas.Espero que auxilie, cuide diariamente. Em caso de dor antes da escovação passe gel oral com lidocaína de laranja com cotonete vendido em farmacia humana, mas pouca quantidade afim de evitar dor na escovação. Essa escova é uma das mais indicadas para humanos e é macia demais,cuidado na escovação faça devagar, compre um borrifador e coloque agua filtrada para usar no enxague .Abraços , espero ter ajudado. Mas se não melhorar nao hesite em levar ao Médico, a limpeza também pode ser sem anestesicos.Abraços
Zildo Rocha Dias
Como faço para eliminar tártaro em cães velhos e quais os tipos de ração adequada para o mesmo.
Obrigado
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Zildo! O ideal é uma limpeza oral no veterinário e depois seguir cuidando para evitar que o problema volte a aparecer. Já tentou as dicas do artigo? Relativamente à ração, o ideal é uma ração seca e existem algumas marcas com uma gama específica para problemas dentários.
Andrea Cardoso
Minha cachorra está com bastante tártaro na arcada superior e inferior. Como posso fazer para remover com mais facilidade esses tártaro, sem ter que recorrer ao dentista, tendo em vista que ela já é uma cachorra idosa? Obrigada.
juliano
Olá! Vai no açougue e peça a cartilagem do boi que ele jogam fora, é tipo um osso do joelho, qualquer osso. Não compra em loja de pet, pois eles passam o osso por um processo que não é recomendado. Quando chegar em casa dá o osso para o cão, não precisa cozinhar e nem defumar, dá do como está. O tártaro sai todo e não faz mau ao cão, pois é um método do extinto deles, os lobos fazem isso na natureza, por isso não tem tártaro.

Dicas para tirar o tártaro em cães
1 de 5
Dicas para tirar o tártaro em cães

Voltar ao topo da página