Partilhar

Convivência entre cães machos e fêmeas

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. 23 novembro 2016
Convivência entre cães machos e fêmeas

Ver fichas de  Cachorros

Os amantes dos cachorros podem afirmar que compartilhar a sua vida com um destes animais é, sem dúvida, uma das melhores decisões que puderam tomar, então podemos afirmar também que compartilhar a sua casa com mais de um cachorro é ainda melhor.

A verdade é que isto depende em grande parte de você e da educação que proporcionar aos seus pets, pois se não se comprometer com a grande responsabilidade que é ter mais de um cachorro, é possível que esta convivência seja desastrosa, em contrapartida, se o fizer de forma adequada, poderá desfrutar junto dos seus cachorros uma experiência maravilhosa.

Talvez esteja pensando em adotar cachorros de sexos diferentes e se esteja questionando sobre como é a convivência entre cachorros machos e fêmea. Continue lendo este artigo do PeritoAnimal e esclareça suas dúvidas.

Também lhe pode interessar: Como saber se o gato é macho ou fêmea

Os machos e fêmeas costumam brigar?

São várias as diferenças entre cães e cadelas, mas é precisamente devido a estas diferenças que dois cães de sexos opostos se podem complementar na perfeição e ter uma convivência harmoniosa e pacífica.

De fato, as brigas entre machos e fêmeas são incomuns, pois a fêmea aceita de forma natural a territorialidade e dominância do macho, por sua vez o macho nunca atacaria a fêmea. No caso de ocorrer uma luta entre eles, esta seria mais perigosa para o macho, que ao se defender poderia acabar gravemente ferido pelo ataque da fêmea. No entanto, a convivência entre cachorros machos e fêmea vai depender de cada situação em concreto e da educação que ambos receberem.

Convivência entre cães machos e fêmeas - Os machos e fêmeas costumam brigar?

A socialização é essencial

Um cachorro que não tenha sido socializado de forma adequada terá muitas dificuldades para se relacionar com outros cachorros (sejam eles machos ou fêmeas), com outros animais e com a sua família humana. Na ausência de uma socialização adequada, mais ainda quando esta ausência afeta ambos os cães, a convivência entre o cachorro macho e o cachorro fêmea pode ser muito complexa, afetando-os não só a eles mas também à família humana.

A socialização do cão é imprescindível para prevenir comportamentos indesejados, como por exemplo a agressividade e, a melhor opção é socializar o cão desde as suas primeiras fases de vida. Mas também deve saber que a socialização de um cão adulto também é possível.

Se quer conviver com um cão macho e outro fêmea o ideal é adotá-los ao mesmo tempo, caso contrário deverá introduzir o novo membro da matilha progressivamente e fazendo a apresentação em um ambiente neutro.

Convivência entre cães machos e fêmeas - A socialização é essencial

Deve castrar o macho se não quiser uma ninhada

Se não quer que os seus cães se reproduzam, é fundamental castrar o seu macho. Esta intervenção consiste na remoção dos testículos, conservando apenas a bolsa escrotal. Trata-se de uma cirurgia mais invasiva mas que oferece melhores resultados, uma vez que apenas através da castração se consegue eliminar o comportamento sexual do cachorro.

Se não castrar cão macho, cada vez que a fêmea entrar no cio tentará montá-lo, como a fêmea normalmente aceita o macho, poderá ocorrer uma reprodução não desejada, o que pode aumentar o abandono animal.

Não é imprescindível castrar ou esterilizar a fêmea para uma boa convivência entre cachorros machos e fêmeas, deve ter apenas em conta que se não o fizer poderá atrair outros cachorros próximos a ele quando entrar no cio.

Convivência entre cães machos e fêmeas - Deve castrar o macho se não quiser uma ninhada

Quer um casal que se reproduza? Pense bem nesta decisão

Pode ter um cão macho e outro fêmea com o objetivo de os reproduzir, mas antes de tomar esta decisão é importante refletir bastante para decidir de uma forma responsável e de respeito para com um animal:

  • Pode garantir que cada um dos filhotes será acolhido no seio de uma família humana que cubra todas as suas necessidades?
  • É consciente de que as famílias que acolherem um desses filhotes, muito provavelmente já não vão adotar um cachorro que está num canil ou abrigo esperando ser adotado?
  • Sabia que uma parte importante dos cães abandonados são cães considerados de raça pura?
  • Está preparando para cuidar da cadela durante a sua gravidez e parto?
  • Está disposto a proporcionar aos filhotes os cuidados que precisam?

Se ao responder a estas perguntas tem dúvidas, então ter um casal com o objetivo de se reproduzirem pode não ser uma boa opção. Poderá desfrutar igualmente dos seus cães sem a necessidade os cruzar.

Convivência entre cães machos e fêmeas - Quer um casal que se reproduza? Pense bem nesta decisão

Se deseja ler mais artigos parecidos a Convivência entre cães machos e fêmeas, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de O que precisa saber.

Escrever comentário sobre Convivência entre cães machos e fêmeas

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
25 comentários
Karla Sperandio
Tenho dois cães, uma fêmea de 4 anos e um nacho de 9meses. De três dias para cá, quando ponho a comida, o macho não come, fica resmungando e olhando para a fêmea. Como devo proceder?
Hugo Luiz Fagundes Siqueira
Tenho um casal de pastor alemão capa preta com 2 anos e meio. Estão sempre juntos no mesmo canil. noto que o macho tem muito ciúmes da fêmea principalmente que soltamos do canil para o pátio. O macho não deixa a fêmea quieta. É ideal manter separados? e Só deixá-los junto no período de cio?
A sua avaliação:
Simone Isaías
Tenho cadela linguiça bem tranquilo mancinha de 4 anos quero adquirir fêmea filhote será cadela com cadela vai dá certo minha linguiça já é cadastrada
A sua avaliação:
Helena
Tenho um casal de show show eles nunca prigaram de um mês pra cá tiveram 2 brigas que se machucaram o que eu faço.
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Helena! Você já tentou as dicas do artigo?
Se essa conduta persistir, o mais indicado é buscar ajuda de um profissional especializado em comportamento canino.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Rita Reis
Olá, estou tendo sérios problemas em casa.
tenho: um pug macho de 1 ano; um puddle macho de 2; uma pug fêmea de 6 meses, e uma Pastor Alemã de 1 ano... e todos estão no cio.
o problema é que, o pug macho está muito violento com puddle ( no momento que eles se vêem, começam a brigar sem parar e se ferem ) então resolvemos separar os dois, o casal de pug fica em casa e os outros dois cachorros ficam no lado de fora.
Queria saber o que fazer pra o pug macho parar de ser violento com o outro cachorro. Meu pai estava pensando em castrar o puddle pq ele não tem vontade de cruzar, fazemos isso mesmo ou tem outra alternativa ??
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Rita! Temos um artigo que pode te ajudar a entender se é preciso castrar os cachorros machos para melhorarem o comportamento: https://www.peritoanimal.com.br/e-preciso-castrar-os-cachorros-machos-para-melhorarem-o-comportamento-21242.html
Temos também, outro artigo sobre o que devo fazer se meu cachorro atacar outro cachorro que pode te interessar: https://www.peritoanimal.com.br/o-que-devo-fazer-se-meu-cachorro-atacar-outro-cachorro-1788.html
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Delma
Bom dia.
Eu tinha 2 labradores e 1pitbull que conviviam muito bem.Os labradores velhinhos,morreram com intervalo de 1 mês.Meu pitbull ficou muito deprimido.
Alguns meses depois ganhamos uma fêmea de pitbull da mesma idade dele,5anos.Eles se deram muito bem.Acabaram cruzando e parte da ninhada morreu nas primeiras 48hs.Sobraram apenas 2filhotes e acabamos ficando com eles.
Ficou uma grande família e todos se davam bem,até que a fêmea começou a avançar no macho e não pode vê -ló que já parte para o ataque.Ela chega a machuca-lo bastante.
Estamos separando os 2 ,mas não sei o que fazer para ressocializa-los
Pensei em colocar 1 focinheira em cada um e soltá-los para que se acostumem novamente mas não sei se é uma boa ideia..Gostaria de ajuda.
Obs :castramos a fêmea mas seu comportamento não mudou.
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Delma! Esse artigo pode te ajudar: https://www.peritoanimal.com.br/o-que-devo-fazer-se-meu-cachorro-atacar-outro-cachorro-1788.html
No entanto, se esse comportamento persistir, o mais indicado é buscar ajuda de um profissional.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
A sua avaliação:
Beatriz
Olá, eu resgatei uma cachorrinha vira-lata da rua e a trouxe pra casa:; Não tinha pensando quão díficil seria ter um cão macho e outra fêmea no mesmo ambiente. O macho está passando pela puberdade, então qualquer oportunidade já está montando na cachorrinha. Ainda não sei a idade dela mas diria que está entre uns 5-6 meses, mesmo que ela seja pequena. Para evitar os filhotinhos (pois não tenho espaço nem pra ela, imagina pros filhos) li que seria mais beneficente castrar o macho, mas me preocupo dele estar na juventude e já ter passado da idade correta de castrar. Se eu castrá-lo agorana puberdade, irá prejudicá-lo?
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Ola Beatriz! Qual a idade do seu cachorro?
Silvia
Tenho uma cadela que teve filhotes a cinco meses, fiquei com 2 filhotes, 1 macho e 1 femea, a mãe entrou no cio novamente, mas ainda não castrei o macho, pois está com cinco meses, tem alguma possibilidade de cruzarem?Com quanto meses devo castra-lo? Estou preocupada com a situação, pois imaginei que iria castra lo antes do cio dela que geralmente é de 8 em 8 meses, mas entrou antes.
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Sílvia! Sendo que ela está com o cio e com 5 meses já existe algum risco de ele tentar montar, fale com o seu médico veterinário para agendar a castração o quanto antes. Por agora, o melhor é manter os dois separados, para evitar qualquer tipo de acidente.
alexandre magno moreira rocha
Temos um Yorshire terrier, ele tem 12 anos, muito bem tratado, saúde em dia, ele é grande, pesa cerca de 6kilos. sempre esteve sozinho em nossa casa, temos uma casa bem grande. ganhamos uma fêmea, ela é novinha, tem 6 meses, estamos preocupados pois ele quer de qualquer maneira cruzar com ela, ele não dá nenhum sossego para ela, a pobrezinha chega ao ponto de querer morder ele. minha pergunta é: será que eles vão ter uma boa convivência? será que ele vai dar sossego para ela? ontem foi o primeiro dia dela lá em casa.
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Alexandre! Nenhum deles está esterilizado?
Alexandre
Nenhum
A sua avaliação:
Milena Moura
Olá, estou precisando urgente de orientação. Eu tenho uma cadela de 5 anos e agora adotei um cachorro de 1 ano, eles ficaram juntos até colocar a comida, quando eu coloquei a comida o macho avançou na cadela e não foi de leve, foi bem feio. Arrancou a pela do pescoço e um pedaço da orelha, depois disso eu separei e eles se estranham. Gostaria de saber se ainda é possível uma convivência pacífica entre os dois?
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Milena! Devido à gravidade da situação, é importante que você consulte um profissional, um adestrador canino ou um especialista em comportamento animal. Por agora, vigie sempre a interação entre os dois e separe os recursos deles. Água e comida em sítios distintos, etc. Assim, você evita qualquer tipo de agressividade por territorialidade.

Convivência entre cães machos e fêmeas
1 de 5
Convivência entre cães machos e fêmeas

Voltar ao topo da página