Partilhar

Como cuidar de um gecko leopardo

 
Por Mariana Castanheira, Médica Veterinária. 29 setembro 2017
Como cuidar de um gecko leopardo

O gecko leopardo, também conhecido como lagartixa leopardo é um dos répteis mais comuns como pet. Estes animais são muito apreciados principalmente devido às suas diferentes colorações e combinações genéticas, desde amarelos, laranjas, diferentes formas de pintas, etc.

Ter um destes animais requer cuidados específicos, assim como tempo e paciência. Estes animais podem viver até 20 anos, por isso, tal como adquirir qualquer tipo de animal, é preciso assumir uma grande responsabilidade e estar preparado para ter todo o tipo de condições necessárias para que o animal viva sem problemas de saúde e num ambiente que promova tanto o seu bem-estar físico como psicológico.

Você já decidiu que vai adotar um destes animais ou acabou de adotar um? O PeritoAnimal escreveu este artigo com todas as informações necessárias sobre como cuidar de um gecko leopardo.

Também lhe pode interessar: Cuidados da Iguana

Gecko leopardo é legalizado no Brasil?

O Eublepahris macularius (nome científico dele) é um lagarto originário do Oriente médio. No Brasil, a venda de animais exóticos está totalmente proibida, por esse motivo não existe de momento forma legal de comprar ou criar um gecko leopardo.

Porém, há alguns anos atrás, o comércio destes animais era permitido no Brasil e ainda algumas pessoas possuem estes animais com notas fiscais. De qualquer forma, a reprodução em cativeiro está totalmente proibida. Assim, se você é residente no Brasil e está pensando adquirir um destes animais, o PeritoAnimal desaconselha essa escolha porque somos contra tudo o que incentive o comércio e tráfico ilegal de espécies exóticas. Se gostava de adquirir um réptil, pondere adotar animais que possam ser vendidos legalmente, como a iguana, por exemplo!

Como cuidar de um gecko leopardo - Gecko leopardo é legalizado no Brasil?

Habitat do gecko leopardo

Como já referimos, o gecko leopardo é originário do Oriente médio e pode ser encontrado em países como a Índia e o Paquistão. Apesar de serem encontrados no deserto, isso não significa que a melhor escolha de substrato seja a areia.

O substrato ideal deve ser barato, fácil de limpar, absorvente e possível de digerir caso seja ingerido pelo gecko. Alguns exemplos de substrato são jornais, folhas de papel de cozinha, esteiras próprias para répteis e cortiça. Não utilize aparas, milho, areia de gato, nem nada que contenha pesticidas ou fertilizantes. O principal perigo de utilizar areia ou outros substratos de pequenas partículas é o risco de serem ingeridos, acumulando-se nos intestinos podendo causar graves obstruções.

Para oferecer condições ao seu gecko que se aproximem mais do habitat natural dele, opte por utilizar rochas e troncos, para que ele consiga trepar. Para além disso, é extremamente importante que ele tenha onde se esconder. Você pode utilizar simples caixas de cartão ou rolos de papelão. Idealmente deve oferecer mais do que um esconderijo para ele.

A utilização de plantas apropriadas no terrário também é indicada pois fornecem umidade, sombra e segurança para o seu gecko. Para além de darem um aspeto bem legal ao seu terrário! Você tem apenas de se certificar que escolhe plantas apropriadas e que não sejam tóxicas caso ele as coma.

Como cuidar de um gecko leopardo - Habitat do gecko leopardo

Terrário para gecko leopardo

O terrário do gecko leopardo deve ser grande para poder colocar todos os troncos e esconderijos que já referimos. Estes animais podem ser alojados isoladamente ou em grupo. Porém, nunca deve ter mais do que um macho no terrário, para evitar a agressividade e luta entre eles. Para alojar dois geckos deverá ter um terrário com um mínimo de 40L de capacidade, cerca de 90x40x30 cm.

Estes animais têm capacidade de trepar até em superfícies lisas, como já referimos, por isso é essencial que o terrário seja coberto para evitar possíveis fugas.

Iluminação

Uma vez que este animal tem hábitos noturnos, não é essencial utilizar luz ultravioleta. Porém, é imprescindível uma forma de aquecimento do terrário, que pode ser conseguido através de placa ou lâmpada de aquecimento. Você deverá ter dois termômetros em pontas opostas do terrário de forma a controlar as temperaturas que devem estar entre 21ºC na extremidade mais fria e entre 29 e 31ºC na extremidade mais quente.

Relativamente ao período de iluminação, este não deve ser superior a 12 horas diárias.

Algo importante que você deve saber sobre os geckos é o facto de eles, em ambiente selvagem, terem um período de menor atividade no inverno, chamado de brumação. Para simular esse período em cativeiro, você deverá reduzir para 10 horas de iluminação diária e temperaturas no máximo de 24 a 27ºC, durante dois ou três meses.

Umidade

É importante manter um ambiente úmido no terrário, especialmente para facilitar a muda de pele, característica destes répteis. Você pode utilizar um spray de água para ir mantendo o ambiente relativamente úmido. Cerca de 70% de umidade será o suficiente para manter o seu gecko confortável.

Como cuidar de um gecko leopardo - Terrário para gecko leopardo

Dieta do gecko leopardo

As lagartixas leopardo alimentam-se exclusivamente de insetos. A dieta base destes animais poderá ser composta por grilos, tenébrios larvas ou até mesmo baratas. Você deve alimentar as presas com uma dieta de alta qualidade, desse modo irá aumentar o aporte nutricional do seu gecko.

Os geckos mais jovens devem ser alimentados a cada 24 ou 48h. Porém, os indivíduos adultos devem comer apenar 2 ou 3 vezes por semana.

O seu gecko deverá ter sempre água limpa e fresca à disposição, que deve ser mudada diariamente.

Como cuidar de um gecko leopardo - Dieta do gecko leopardo
Fonte: reptilesmagazine.com

Tipos de gecko leopardo

Em relação ao tamanho, existem apenas dois tipos de geckos leopardos. O gecko comum, que possui entre 20 e 25 cm aproximadamente o gecko gigante, chamado Giant Leopard gecko, que podem ser consideravelmente maiores que os anteriores.

Na natureza, existem mais de 1500 espécies de geckos conhecidas, pertencentes a 7 famílias distintas, dentro das quais se inclui o famoso gecko leopardo.

Estes são alguns dos geckos leopardos comuns que podem ser encontrados em cativeiro:

  • Bell Albino Leopard Gecko
  • RainWater Albino Leopard Gecko
  • Tremper Albino Leopard Gecko
  • Bold Striped Leopard Gecko
  • Raining Red Stripe Leopard Gecko
  • Tremper Albino Leopard Gecko
  • Bold Striped Leopard Gecko
  • Red Striped Leopard Gecko
  • Reverse Striped White and Yellow Sykes Emerine
  • Aptor Leopard Gecko
  • Bandit Leopard Gecko
  • Blizzard Leopard Gecko
  • Diablo Blanco Leopard Gecko
  • High Yellow Leopard Gecko
  • Mack Snow
  • Murphy Patternless Leopard Gecko
  • Nova Leopard Gecko
  • Radar Leopard Gecko
  • Super Hypo Tangerine Carrot Tail Leopard Gecko
  • Raptor Leopard Gecko

Também existem diferentes padrões dentro dos Giant Leopar Geckos:

  • Godzilla Super Giant Leopard Gecko
  • Super Giant Leopard Gecko
  • Dreamsicle Leopard Gecko
  • Halloween Leopard Gecko
Como cuidar de um gecko leopardo - Tipos de gecko leopardo

Doenças do gecko leopardo

Não existem vacinas para geckos mas a maioria dos veterinários especialistas em animais exóticos aconselha a desparasitação anual contra parasitas internos. O mais aconselhado é fazer uma análise às fezes para detectar que parasitas estão presentes no seu animal e escolher um antiparasitário adequado.

Para assegurar que o seu gecko se encontra bem, é essencial procurar um veterinário especialista em animais exóticos, que possa acompanhar desde o início o seu gecko. Os check-ups anuais no veterinário, tal como em todas as espécies de animais, são o ponto essencial para prevenir qualquer doença através das dicas do seu veterinário e da prática de medicina preventiva. Para além disso, o que por vezes pode passar despercebido aos seus olhos, não passará no olho clínico do veterinário. Quanto mais cedo for detectado um problema, mais rapidamente podemos iniciar um tratamento e melhor será o prognóstico.

Infelizmente, a maioria dos geckos quando visita o médico veterinário já se encontra num estado clínico avançado!

Os geckos podem sofrer de doenças de qualquer tipo, como qualquer outro réptil. Desde doenças parasitárias, infecciosas, do foro reprodutivo, intestinais, etc. Por isso é tão importante que ele tenha um acompanhamento médico regular.

A melhor forma de prevenir todo o tipo de problemas é fornecer uma dieta e condições adequadas como referimos. Para além disso, você deverá estar atendo a qualquer alteração comportamental do seu pet, que pode indicar que algo de errado está passando. Se o seu gecko está se movendo mais lentamente, come substrato e anda arrastando o ventre, pode indicar que está sofrendo de falta de cálcio, um problema muito comum nestes animais. O médico veterinário poderá ter de prescrever uma suplementação.

Outro problema bastante comum dos geckos é a gastroenterite específica destes animais, que não tem cura e é altamente contagiosa e o prolapso que você pode detectar se vir alguma víscera saindo pelo ânus do animal. Estes são dois problemas que precisam de atenção veterinária imediata devido à sua gravidade e que podem provocar a morte do animal.

Como cuidar de um gecko leopardo - Doenças do gecko leopardo

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como cuidar de um gecko leopardo, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Cuidados básicos.

Escrever comentário sobre Como cuidar de um gecko leopardo

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Como cuidar de um gecko leopardo
Fonte: reptilesmagazine.com
1 de 7
Como cuidar de um gecko leopardo

Voltar ao topo da página