Partilhar

A iguana como animal de estimação

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 4 dezembro 2017
A iguana como animal de estimação

A iguana como animal de estimação é cada vez mais popular. No entanto, antes de a adotar deve conhecer toda a sua morfologia e tipo de vida. Alguns compradores compram-na pela cor verde chamativa dos animais jovens e devido ao seu tamanho próximo dos 50 cm.

Mas com o tempo podem chegar a medir 1,80 metros, um tamanho considerável que já será difícil de manter se contar com um apartamento pequeno. Quer saber mais sobre este fantástico animal que é a iguana? Informe-se de tudo sobre as iguanas e descubra se este é o pet ideal para si neste artigo do PeritoAnimal.

Também lhe pode interessar: A chinchila como animal de estimação

Morfologia da Iguana

A iguana é um réptil aborícola. Quando é jovem tem uma cor verde brilhante muito atrativa, que se torna em um tom cinza apagado à medida que se torna adulta. Vive sempre perto da água e quando se sente em perigo não hesite em se lançar a ela, pois nada muito bem.

Tal como as lagartixas e outros répteis, a iguana tem a capacidade de produzir a autonomia, ou seja, é capaz de lançar a sua cauda se sentir ameaçada para atrair o pedrador e fugir. Depois a cauda regenera-se e volta a crescer, no entanto, nunca o fará de forma tão grande e bonita como a original. Além disso, se voltar a perdê-la não voltará a crescer mais.

A iguana vive desde as costas mexicanas até à América do Sul. Ela vive aproximadamente 13 anos.

A iguana como animal de estimação - Morfologia da Iguana

Iguana doméstica

Para ambientar a iguana à sua casa, terá que recriar principalmente todas as condições de temperatura e umidade ideais para a sobrevivência do animal. Tendo sempre em conta que os 50 cm que a iguana terá quando a adotar, se irão transformar rapidamente em 1,80 metros.

Antes de adquirir a iguana, tenha em conta se ela e a sua família contam de espaço suficiente para conviver juntos. Os vossos filhos também irão crescer e vão precisar de mais espaço ao se tornarem maiores. Avalie tudo isto antes da sua aquisição.

A iguana como animal de estimação - Iguana doméstica

O terrário para a iguana

As dimensões mínimas do terrário para a sua iguana adulta deverão ser de pelo menos 150x160x75 cm. Tendo em conta que é mais importante a altura que a largura do terrário, visto que no interior deverá colocar um tronco com ramos para o animal trepar.

A temperatura no interior do terrário deverá oscilar entre os 28ºC e os 32ºC. Durante a noite quando o animal está inativo poderá baixar a temperatura até aos 25ºC.

No fundo do terrário poderá colocar uma camada de cascalho de cerca de 11-15 cm, sob a qual passarão todos os cabos: o do aquecedor, o da luz UBV fluorescente de 0,5, para que a iguana sintetize corretamente a vitamina D.

A umidade deve oscilar entre 70-85% e para além do bebedouro, em que deve mudar a água diariamente, é conveniente contar com um recipiente pouco profundo e largo para tomar banho.

Para além do tronco, pode colocar umas pedras planas sem arestas e algumas plantas não tóxicas para decorar o terrário.

A iguana como animal de estimação - O terrário para a iguana

Alimentação da iguana doméstica

Quando a iguana é jovem come com mais frequência do que quando é adulta. Para além de insetos, come frutas, verduras, folhas e plantas.

A frequência com que a devemos alimentar é de 3 vezes por semana, de preferência ao final da tarde ou pela manhã. Quando alcança a idade adulta come com menos frequência. As iguanas adultas são herbívoras. O seu veterinário irá indicar-lhe as quantidades de comida adequadas para a sua iguana.

A iguana como animal de estimação - Alimentação da iguana doméstica

A saúde da iguana doméstica

A sua iguana deve ser sempre controlada pelo veterinário. Perante uma mudança de cor, o fato do brilho da sua pele se apagar, ou qualquer outra mudança deve consultar o seu veterinário para avaliar a alteração descartar algumas das doenças mais comuns das iguanas.

Ocasionalmente devem ser administrados complementos vitamínicos, receitados sempre pelo veterinário. O veterinário também lhe deverá cortar periodicamente as unhas para que as garras não crescerem torcidas.

Deve evitar as correntes de ar e as descidas bruscas de temperatura, pois a iguana pode sofrer de infecções respiratórios devido a patógenos.

Se vir que na pele da sua iguana crescem uns pontos brancos, é sinal de que os ácaros estão colonizando a pele da sua iguana. Deverá dar banho à sua iguana com água morna e depois limpar a fundo o terrário.

As iguanas podem sofrer da presença de carrapatos, poderá tirá-los com uma pinça.

A iguana como animal de estimação - A saúde da iguana doméstica

Interagindo com a iguana doméstica

Para interagir corretamente com a sua iguana, a primeira coisa a fazer será aprender a pegar nela de forma correta. Nunca pegue na sua iguana pela cauda, pois pode sair com muita facilidade.

Deverá pegar nela com suavidade pela barriga à altura das patas de trás. Vá vendo como a iguana reage, se tentar acertar em você usando a sua cauda como um chicote ou abrir agressivamente a sua boca, é porque não deseja ser incomodada.

Algo que deverá fazer que ajudará na interação com a sua iguana, é deixá-la andar fora do terrário durante uma hora por dia, sempre sob a sua supervisão.

Adotou recentemente um destes animais? Veja o nosso artigo com nomes para iguana verde!

A iguana como animal de estimação - Interagindo com a iguana doméstica

Se deseja ler mais artigos parecidos a A iguana como animal de estimação, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de O que precisa saber.

Escrever comentário sobre A iguana como animal de estimação

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

A iguana como animal de estimação
1 de 7
A iguana como animal de estimação

Voltar ao topo da página