Partilhar

Comida natural para cachorro - Quantidades, receitas e dicas

Por Cristina Pérez Simón, Bióloga e médica. 3 outubro 2020
Comida natural para cachorro - Quantidades, receitas e dicas

Ver fichas de  Cachorros

A comida natural para cachorro tornou-se muito popular nos últimos anos. Trata-se de alimentos de origem natural, sem aditivos e com o mínimo de processamento possível. Para isso, algumas pessoas começaram a elaborar sua própria comida caseira. Outras preferem comprar o alimento já preparado por empresas especializadas, que fabricam alimentos baseados em estudos nutricionais.

Neste artigo do PeritoAnimal, contamos por que esse tipo de alimentação está em alta, o que é e quais são seus benefícios e riscos. Além disso, vamos indicar caminhos para que você possa elaborar receitas de comida natural para cães com dicas e quantidades necessárias.

Também lhe pode interessar: Alimentação natural para gatos

A alimentação do cachorro

Os cães e os lobos pertencem à mesma espécie (Canis lupus), embora sejam considerados subespécies diferentes. Muitos pets, inclusive, se parecem com seus parentes selvagens. O cachorro começou a ser domesticado há cerca de 15 mil anos[1] e, como o lobo, é considerado um animal carnívoro e sua alimentação deve ser baseada em ingredientes de origem animal.

No entanto, a alimentação do cachorro não deve ser equiparada à dos lobos. Isso porque, com a domesticação, os cães mudaram seu estilo de vida e tiveram que se adaptar a uma dieta mais parecida com a dos seres humanos. Assim, adquiriram a capacidade de digerir certos nutrientes de origem vegetal[2], que devem constituir apenas 30%[3] de sua dieta, diminuindo sua necessidade de proteínas.

Comida natural para cães ou ração?

Atualmente, as rações mais vendidas geralmente contêm cereais pouco digestivos para os cães, como o milho[4]. Além disso, é comum que componham o principal ingrediente, substituindo a carne. Também é comum que ingredientes de origem animal não sejam certificados como aptos para o consumo humano, o que significa que podem conter partes de resíduos, como bicos e patas.

Outra característica das rações convencionais é que geralmente são produtos ultra processados, que passam por grande quantidade de processos físico-químicos. Como resultado, diminui a biodisponibilidade de nutrientes e reduz a apetibilidade natural do alimento[3].

Embora existam rações elaboradas com ingredientes naturais e de qualidade, sua textura é muito diferente da carne e dos ossos. Sua ingestão é importante porque o processo natural de rasgar a carne ajuda a limpar os dentes dos cães e previne doenças periodontais[5].

Por esses motivos, a comida natural para cães é muito recomendável para a saúde de nossos melhores amigos.

Comida natural para cachorro - Quantidades, receitas e dicas - A alimentação do cachorro

Comida natural para cachorro

Existem muitas pessoas que desejam cuidar e melhorar a saúde de seus cães por meio da alimentação. Por este motivo, muitas empresas lançaram-se na elaboração de comida natural para cachorro. É o caso das rações com ingredientes de origem natural. No entanto, muitas vezes são alimentos processados, por isso muita gente não os considera saudáveis.

Outra opção são os alimentos naturais cozidos, que podemos fazer em casa ou comprá-los já prontos. Ao cozinhar os ingredientes, todos os agentes causadores de doenças que possam ter são eliminados, portanto, além de ser natural, é um alimento completamente seguro. No entanto, devido ao calor, pode reduzir a quantidade de nutrientes, como as vitaminas. É por essa razão que algumas pessoas preferem dar aos seus cães alimentos crus, conhecidos como dieta BARF para cachorros.

O que é a dieta BARF

A comida natural para cachorros BARF tornou-se um dos alimentos caninos mais populares. Seu nome vem da sigla BARF, que em inglês significa “comida crua biologicamente apropriada” ou “ossos e comida crua”. Foi idealizada por Ian Billinghurst, um veterinário que defende que os cães, como seus ancestrais, devem consumir exclusivamente alimentos crus.

Esse tipo de comida é baseado em carne, peixe, ossos moles e vísceras cruas misturados com pequenas quantidades de vegetais. Comparado com as rações processadas, este tipo de alimentação pode ter consequências positivas na saúde dos cachorros, como a melhora de sua flora intestinal[6]. No entanto, ainda não existem evidências científicas suficientes para afirmar que produz outro tipo de melhoras.

A comida natural para cachorros Barf também está associada com certos riscos à saúde dos cães. Isso porque, muitas vezes, é elaborada por pessoas inexperientes, podendo causar desnutrição no animal[7]. Além disso, uma manipulação incorreta da carne crua tem sido relacionada com várias infecções bacterianas e parasitárias[8].

Por esses motivos, se você não tem o conhecimento suficiente sobre como fazer comida natural para cachorro, o mais recomendável é que você peça assessoramento de um profissional.

Onde comprar comida natural para cachorro?

É possível adquirir o alimento BARF já elaborado e baseado em estudos de nutrição canina. Muitas empresas oferecem cardápios para cachorro compostos por ingredientes crus cuidadosamente selecionados, obtendo um alimento completo e adequado para a saúde de nossos cães.

Em algumas delas, você pode encontrar tanto produtos congelados crus como cozidos para filhotes, adultos e idosos. Da mesma forma, dispõem de complementos ou snacks também totalmente naturais que você pode utilizar como recompensa.

Antes de comprar em uma dessas lojas, verifique se há profissionais de confiança responsáveis pela elaboração dos alimentos, como está a limpeza e higiene do local e como a comida é armazenada.

Comida natural para cachorro - Quantidades, receitas e dicas - Comida natural para cachorro

Quantidade de comida natural para cachorro

Preparar comida natural para cães não é nada fácil, pois se deve levar em consideração uma grande quantidade de fatores. Cada cachorro tem necessidades nutricionais diferentes que dependem de sua idade, tamanho, musculatura, atividade física e saúde.

De forma geral, um cão em boa forma física e estado de saúde requer cerca de 81,5 quilocalorias por dia para cada quilograma de peso corporal[9]. Basta multiplicar esse número pelo peso de nosso cão e teremos a energia diária que deve consumir. Obviamente, é importante levar em consideração que quanto mais atividade física realizar, mais calorias necessitará.

Depois de realizar o cálculo indicado, devemos selecionar as proporções de cada tipo de alimento. O mais importante é que o ingrediente principal seja de origem animal, supondo entre 70% e 80% do alimento diário. O restante corresponde a vegetais aptos para o consumo canino, tendo em vista que existem muitos alimentos proibidos para cães.

Como fazer comida natural para cachorro

A maior parte da comida natural para cachorro que é elaborada nos lares é deficiente em alguns nutrientes[10]. Por isso, antes de colocar as mãos na massa, é muito importante consultar um profissional. As quantidades que vamos indicar aqui são apenas orientativas.

A elaboração da comida natural para cachorro pode contar com as carnes bovina, suína, de frango ou peixe, inclusive utilizando o coração, língua, moela, carnes de miúdo e fígado[10].

Então, para te ajudar a fazer comida natural para seu cachorro, compartilhamos duas receitas simples. Ambas podem ser dadas cruas se você tiver os conhecimentos necessários. Há a opção de cozinhar os ingredientes para eliminar os patógenos que possam existir na carne. O mais recomendável, em qualquer caso, é elaborar uma grande quantidade e congelá-la para tê-la sempre disponível.

Receita de comida caseira de peru

A carne de peru é muito digestiva e uma das mais saudáveis. Para cada 100 gramas de comida, deveríamos fornecer as seguintes quantidades de ingredientes:

  • 64 gramas de carne de peru
  • 15 gramas de vísceras de peru (coração, fígado, etc.)
  • 1 pescoço de peru
  • 9 gramas de cenoura
  • 5 gramas de espinafre
  • 4 gramas de maçã
  • 2 gramas de abóbora
  • 1 grama de azeite de oliva

Receita de comida caseira de frango e vitela

Misturar diferentes tipos de carne também é uma excelente opção. Dessa maneira, forneceremos mais nutrientes à dieta de nosso cão. Como no caso anterior, essas são as quantidades para cada 100 gramas de produto:

  • 70 gramas de carne de frango
  • 20 gramas de vísceras de vaca
  • 5 gramas de abóbora
  • 4 gramas de beterraba
  • 1 grama de azeite de oliva

Novamente, se você quer entrar no mundo da comida natural para cães, mas você considera que não possui os conhecimentos adequados, lembre-se que você pode consultar um veterinário especializado em nutrição ou procurar empresas confiáveis que vendam esse tipo de alimento já elaborado.

Neste vídeo, veja como preparar uma receita de comida natural para o seu amigo peludo:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Comida natural para cachorro - Quantidades, receitas e dicas, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Dietas equilibradas.

Referências
  1. Frantz, L. A., Mullin, V. E., Pionnier-Capitan, M., Lebrasseur, O., Ollivier, M., Perri, A., ... & Tresset, A. (2016). Genomic and archaeological evidence suggest a dual origin of domestic dogs. Science, 352(6290), 1228-1231.
  2. Axelsson, E., Ratnakumar, A., Arendt, M. L., Maqbool, K., Webster, M. T., Perloski, M., ... & Lindblad-Toh, K. (2013). The genomic signature of dog domestication reveals adaptation to a starch-rich diet. Nature, 495(7441), 360-364.
  3. Buff, P. R., Carter, R. A., Bauer, J. E., & Kersey, J. H. (2014). Natural pet food: A review of natural diets and their impact on canine and feline physiology. Journal of animal science, 92(9), 3781-3791.
  4. Kore, K. B., Pattanaik, A. K., Das, A., & Sharma, K. (2009). Evaluation of alternative cereal sources in dog diets: effect on nutrient utilisation and hindgut fermentation characteristics. Journal of the Science of Food and Agriculture, 89(13), 2174-2180.
  5. Watson, A. D. J. (1994). Diet and periodontal disease in dogs and cats. Australian Veterinary Journal, 71(10), 313-318.
  6. Kim, J., An, J. U., Kim, W., Lee, S., & Cho, S. (2017). Differences in the gut microbiota of dogs (Canis lupus familiaris) fed a natural diet or a commercial feed revealed by the Illumina MiSeq platform. Gut Pathogens, 9(1), 68.
  7. Freeman, L. M., Chandler, M. L., Hamper, B. A., & Weeth, L. P. (2013). Current knowledge about the risks and benefits of raw meat–based diets for dogs and cats. Journal of the American Veterinary Medical Association, 243(11), 1549-1558.
  8. Davies, R. H., Lawes, J. R., & Wales, A. D. (2019). Raw diets for dogs and cats: a review, with particular reference to microbiological hazards. Journal of Small Animal Practice, 60(6), 329-339.
  9. Bermingham, E. N., Thomas, D. G., Cave, N. J., Morris, P. J., Butterwick, R. F., & German, A. J. (2014).
  10. DONADÃO, Fabíola; MOTTA, Jacquelyne. Alimentação&

Escrever comentário sobre Comida natural para cachorro - Quantidades, receitas e dicas

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
A sua avaliação:
Vitor
O vídeo vai contra tudo o que está escrito na matéria! Só arroz e vegetais, sem carne! 🤷🏻‍♂️
Equipe editorial do PeritoAnimal (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi, Vitor. Como explicamos, uma dieta caseira de comida natural para cachorro deve ser sempre orientada por uma pessoa profissional seguindo as necessidades de cada animal. Neste post explicamos um pouco sobre como funcionam as dietas vegetarianas para cachorros: https://www.peritoanimal.com.br/cachorro-vegetariano-ou-vegano-pros-e-contras-22940.html
A sua avaliação:
Tere
Ótima orientação! Já dou comida natural pros meus Pets, só gostaria de mais receitas!

Comida natural para cachorro - Quantidades, receitas e dicas
1 de 3
Comida natural para cachorro - Quantidades, receitas e dicas

Voltar ao topo da página