Partilhar

Suplementos alimentares para cães

Por Liliana Ramos, Jornalista especializada em mundo animal. Atualizado: 20 junho 2018
Suplementos alimentares para cães

Ver fichas de  Cachorros

Na hora de fazer uma dieta caseira para o nosso cachorro, temos de ser conscientes de que vamos precisar de um controlo veterinário e de determinados suplementos que evitem carências nutricionais. É muito importante entender que não podemos prescindir de suplementos na dieta, porque caso optemos por uma dieta caseira sem nenhum tipo de suplemento podemos colocar em risco a saúde do cachorro.

No PeritoAnimal, explicamos quais são os possíveis suplementos alimentares para cães. Descubra como adicionar estes suplementos na dieta, a frequência com que você os deve administrar e quais são os mais importantes.

Também lhe pode interessar: Alimentação do porquinho da Índia

Óleos

No caso dos cachorros que se alimentam à base de receitas caseiras, devemos considerar os óleos como um dos pilares da alimentação deles. Os óleos são uma fonte importantíssima de ácidos gordos como o Omega 3 e 6, DHA e EPA, que aportam a energia necessária para a realização das funções vitais. Para além disso, estes óleos melhoram a qualidade do pelo e da pele e ajudam na lubrificação das articulações.

Exitem diferentes fontes de omega 3 para cachorros, como por exemplo a soja. Ao contrário do ômega 3, o ômega 6 é um ácido gordo essencial e por isso deve estar presente na dieta.

Existem várias opções. Estas são algumas das melhores opções em termos de aporte nutricional:

  1. Óleo de girassol ou óleo de milho: embora o mais comum seja oferecer azeite de oliva, tanto o óleo de girassol como o de milho são ricos em ômega 6, um nutriente essencial para o cachorro e que nunca deve faltar na dieta dele.
  2. Óleo de peixe: mais conhecido como óleo de salmão, mas também existe de sardinha, por exemplo. Estes óleos também são ricos em ômega 6. Atenção, não confunda com o óleo de fígado de bacalhau. Costumam ser vendidos em frascos ou garrafas com derramadores para evitar que oxidem. Ofereça uma colher por dia (dividir pela quantidade de vezes que o seu cachorro come). Caso você observe uma película brilhante nas fezes, deve reduzir imediatamente a dose para metade.
  3. Azeite de oliva virgem: O azeite de oliva pode ser utilizado em substituição dos óleos anteriores. Apesar de ser menos rico em nutrientes, é muito útil em constipação e melhora consideravelmente a saúde da pele.
Suplementos alimentares para cães - Óleos

Probióticos

Os probióticos para cachorros são produtos formulados que contêm bactérias benéficas que já estão naturalmente presentes no intestino do cachorro. Não devemos confundir com pré-bióticos, que são mais indicados para cachorros com a flora intestinal alterada (situação mais frequente em cachorros que comem exclusivamente uma dieta caseira).

Podemos encontrar probióticos no kéfir ou no iogurte natural. Você deve sempre optar pelas opções bio, sem açúcares e sem conservantes, o mais puras possível. Recomendamos uma colher de sopa por cada 20 kg de peso do cachorro, 2 a 3 vezes por semana, misturado com a comida dele.

Suplementos alimentares para cães - Probióticos

Cúrcuma

A cúrcuma, ou açafrão-da-terra, é uma das especiarias mais utilizadas e recomendadas. Tem propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes e anticancerígenas tanto para cachorros como para humanos.

Segundo o estudo Canine Performance Nutrition, publicado em 2014 no Today’s Veterinary Practice da Universidade Veterinária de Florida, o uso da cúrcuma ajuda a prevenir o câncer da próstata em cachorros. Também é utilizado como tratamento nutricional para a artrite.

Tal como acontece com todos os suplementos, não devemos abusar nem utilizar a cúrcuma todos os dias. O equilíbrio está na base de uma alimentação vital e energética. O ideal é adicionar esporadicamente uma colher de cúrcuma em receitas caseiras.

Suplementos alimentares para cães - Cúrcuma

Outros ingredientes que podemos utilizar

Para terminar esta lista de suplementos naturais para cachorros, escolhemos para você alguns produtos extra que também são muito benéficos:

  • Gengibre: é muito utilizado para tratar problemas digestivos como os vômitos, mas também serve para ajudar cachorros que querem vomitar e não conseguem, ou seja, que estão com náuseas. É um bom protetor gástrico. Se o seu cachorro está com dores evidentes de estômago, é indicado você preparar algo com esta raiz. Ela também atua no pâncreas, pelo que é ideal incluir em dietas de animais com insuficiência pancreática. É uma solução fácil e econômica.
  • Orégano: não adiciona muito sabor na comida mas é um potente antifúngico. Por esta razão, é recomendado como suplemento alimentar em cachorros que sofrem de infeções de origem fúngica na pele ou nos ouvidos. Também têm ação anti-inflamatória e expectorante, sendo por isso aconselhados em situações de bronquite ou muco nos pulmões. Outra função do orégano é a eliminação de gases na ultima parte do aparelho digestivo. Uma colher se sopa de orégano na dieta do seu cachorro pode trazer grandes benefícios.
  • Levedura de cerveja: Este alimento é rico em vitaminas do complexo B, que servem principalmente para regular o sistema nervoso e favorecer o estado da pele, pelo e unhas. É indicado para cachorros com falta de ferro e para além disso aporta grandes quantidades de fibra e proteína.
  • Salsinha: A salsa ou salsinha tem excelentes propriedades diuréticas e depurativas e ajuda a combater agentes estranhos ao organismo e a eliminar as toxinas. É muito rico em vitamina C, ácido fólico (vitamina B) e vitamina A. É muito útil em cachorros anêmicos, uma vez que facilita a absorção de ferro. Também ajuda a regular a proliferação de colestrol LDL.
  • Mel e pólen: muito utilizados para suplementar animais muito debilitados, já que são uma fonte rápida de energia. Ajudam em problemas de anorexia ou caquexia. Você pode, colocar um pouco de mel na boca do animal com o dedo. O mel vai estimular o apetite do cachorro provocar uma rápida subida dos níveis de açúcar no sangue.
  • Espirulina: A espirulina é uma alga com propriedades extraordinárias. Tem um alto valor proteico e contém os oito aminoácidos essenciais que o cachorro precisa para sobreviver. Também é rica em vitaminas e aminoácidos não essenciais, igualmente benéficos para a saúde do seu cachorro.
  • Aloé Vera: O Aloé Vera é muito comum em produtos e alimentos destinados a pessoas. Esta planta tem imensos benefícios para a sua saúde e do seu cachorro. É um potente antimicrobiano, antisséptico, antibiótico, antifúngico, cicatrizante e balsâmico. Ajuda a regulação da flora intestinal, o que faz dele muito útil no tratamento de obstipação e diarreia. Segundo um estudo apresentado na conferência IASC, no Texas em 1997, os animais que consomem o suco de Aloé Vera recuperam melhor de doenças como a leucemia, insuficiência renal e cardiopatias.
  • Alho: O alho é um dos alimentos proibidos para cachorros. Porém, este alimento é um excelente antibiótico, antifúngico, antiviral, antisséptico, que combate diferentes bactérias, fungos e vírus. Também regula a flora intestinal, combate algumas infecções urinárias e reduz o colesterol. Para além disso, é um excelente desparasitante natural, já que repele tanto parasitas internos como externos. Se você quiser mais sobre os usos benéficos do alho, consulte o estudo "Garlic: Friend or Foe?" publicado na Dogs Naturally Magazine, em abril de 2014.
Suplementos alimentares para cães - Outros ingredientes que podemos utilizar

Se deseja ler mais artigos parecidos a Suplementos alimentares para cães, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Dietas caseiras.

Escrever comentário sobre Suplementos alimentares para cães

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
Gabriela Coimbra
Boa noite! Tenho uma shitszu de 3 anos e desde que a ganhei (ela tinha pouco menos de 1 ano) venho incomodada com o seu baixo peso (4kg) e por ela só querer ficar deitada dormindo, já troquei sua ração para uma super premium e específica da raça e também estou utilizando um polivitamínico infantil (kalyamon kids). Gostaria de saber se vocês têm alguma dica para me ajudar a dar mais ânimo a ela?
E também tenho problemas com mau hálito, fiz a limpeza dos tártaros a um ano e o mau cheiro voltou novamente. Alguma dica?
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Gabriela! Nas consultas de acompanhamento veterinário foi descartado qualquer problema que possa causar essa apatia dela?
MARIA VICTORIA
Bom dia! Gostaria de saber se vocês conhecem e indicam o probiótico Kombuchá para cães. e se sabem da eficiência em comer o scoby.
Meu cachorro tem uma doença rara, auto imune, ele era tratado como se portador de Lúpus, até que fizemos três exames e comprovamos que é DERMATOMIOSITE. Tenho que fazer dieta caseira, ele no momento só come arroz e frango. Toma um probiótico/prebiótico pronto próprio para animais, Estou preocupada com essa alimentação pobre, dou também uma geleia de pé galinha com cúrcuma.
Ele apresenta sempre um quadro de instabilidade intestinal, normalmente tem diarreia. A doença dele ataca a pele, músculos e nervos. É rara aqui no Brasil e os veterinários estão com dificuldade de achar tratamento e alimentação correta. Desde já agradeço qualquer ajuda. Maria Victoria
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Bom dia Maria Victória! Não tenho conhecimento da utilização desse probióticos em cães, nem de estudos que comprovem a sua eficácia. De qualquer forma, o meu conselho é que consulte um veterinário de medicina natural que possa ajudar com diferentes alternativas para o caso do seu cachorro.

Suplementos alimentares para cães
1 de 5
Suplementos alimentares para cães

Voltar ao topo da página