menu
Partilhar

Porquinho-da-índia himalaio

Atualizado: 11 junho 2021
Porquinho-da-índia himalaio

O porquinho-da-índia himalaio teve sua origem na América do Sul, não no Himalaia, mais especificamente na cordilheira dos Andes. Com o tempo, foi entrando em nossas vidas, e hoje é um dos porquinhos mais conhecidos do mundo. A característica que o difere de outras porquinhos-da-índia é o fato de ser albino, por isso nasce totalmente branco e com olhos vermelhos, embora com o passar dos meses certas áreas de seu corpo, como o nariz, orelhas e pernas, se tornem pigmentadas. A aparência final deste porquinho-da-índia é muito semelhante à do gato Himalaio.

Continue lendo esta ficha de raça do PeritoAnimal para aprender todas as características do porquinho-da-índia himalaio, sua origem, personalidade, cuidado e saúde.

Origem
  • América
  • Argentina
  • Chile
  • Colômbia
  • Equador
  • Peru
  • Venezuela

Origem do porquinho-da-índia himalaio

O porquinho-da-índia himalaio, a despeito do que seu nome possa indicar, é originário da América do Sul, especificamente da cordilheira dos Andes. Suspeita-se que surgiu a partir de um porquinho-da-índia silvestre chamado porquinho-da-índia das montanhas (Cavia tschudii), que é considerado seu ancestral por serem estreitamente relacionados.

O porquinho-da-índia himalaio é um dos mais populares, e hoje pode ser encontrado em todo o mundo, com cada vez mais pessoas se interessando por estes roedores devido ao seu caráter nobre, dócil e amigável aliado à sua característica aparência tão peculiar.

O nome "porquinho-da-índia himalaio" foi adquirido a partir da raça de gatos himalaios, uma vez que ambos apresentam a mudança de cor característica em certas áreas do corpo em função da temperatura, assim como ocorre com os gatos siameses.

Características do porquinho-da-índia himalaio

Trata-se de um dos maiores porquinhos-da-índia que existem, com ombros largos, cabeça grande, corpo longo e grosso e pernas curtas. O porquinho himalaio pode pesar até 1,6 kg.

O porquinho-da-índia himalaio se caracteriza por ser uma raça albina, que só apresenta pigmento nas patas, nariz e orelhas, devido à ocorrência de uma mutação genética espontânea. Assim, ao nascer, ele é completamente branco, e essas áreas vão ganhando cores com o passar do tempo. A coloração se desenvolve nos primeiros meses de vida do porquinho, e a intensidade varia de acordo com doenças, temperatura e ambiente. Por exemplo, se o porquinho está em um lugar frio, a cor se intensifica, mas se vive em um lugar quente, a tonalidade fica mais clara.

Cores do porquinho-da-índia himalaio

Em geral, possui pelos curtos, lisos e totalmente brancos, exceto nas pernas, nariz e orelhas, que são de cor chocolate ou preta. Os olhos são vermelhos, característica que é dada pelo albinismo, e as almofadas das patas podem ser rosa ou pretas.

Personalidade do porquinho-da-índia himalaio

O porquinho-da-índia himalaio é um roedor ideal como companheiro de vida, uma vez que é muito nobre, calmo, amigável e brincalhão. Ele adora sair de seu cantinho e explorar e brincar com seus tutores, incluindo crianças. Podem ser utilizados brinquedos destinados a porquinhos-da-índia, que conseguem liberar seu instinto brincalhão e garantir a prática de exercício, a melhor prevenção para o excesso de peso.

É muito sociável e não hesitará em solicitar a companhia de seus companheiros humanos usando seus guinchos (sons agudos) como um alerta. Esses guinchos também podem ser emitidos ​​durante a brincadeira, mas não devem ser motivo de preocupação, pois são algo natural nesses animais e um sinal de que se sentem bem e felizes brincando com você, ou de que sentem falta da sua proximidade física.

Cuidados do porquinho-da-índia himalaio

O porquinho-da-índia himalaio deve ter uma gaiola protegida em um local tranquilo da casa e que tenha o mínimo de espaço para se mover e ficar confortável. As medidas mínimas que uma gaiola de porquinho-da-índia deve ter são 40 cm de largura x 80 cm de comprimento, não sendo muito altas. É importante que seja lisa e não tenha grades, pois elas podem causar ferimentos no porquinho. A gaiola deve ter um espaço suficiente para ele dormir e descansar.

Assim como acontece com todos os porquinhos-da-índia, se você quer oferecer os melhores cuidados ao himalaio, deve ter em mente que ele precisa passar um tempo fora da gaiola e não deve ficar trancado nela por mais de um dia inteiro sem sair, porque isso levará ao desenvolvimento de problemas sérios. Esta raça adora especialmente sair para explorar e brincar, então, este é um cuidado básico. Da mesma forma, é mais do que aconselhável oferecer a ele uma variedade de brinquedos e, claro, dedicar parte do seu dia para brincar com ele, pois já vimos que é um porquinho que requer atenção dos seus humanos.

O cuidado básico dos porquinhos-da-índia himalaios, assim como das demais raças, consiste na limpeza e exames periódicos dos dentes e orelhas para a detecção precoce e prevenção de anomalias dentárias, como a má oclusão, ou infecções de ouvido. As unhas devem ser cortadas sempre que estiverem longas, o que geralmente ocorre a cada mês ou um mês e meio. Sua pelagem deve ser escovada de uma a duas vezes por semana, e lavada com um shampoo especial para roedores quando estiver suja. Por ser albino, a pelagem parece suja rapidamente, e pode ser eficaz, principalmente nos meses mais frios do ano, esfregar panos úmidos em vez de dar banho. Contudo, o resultado não será tão bom.

Os exames de rotina no veterinário são importantes para manter a saúde do seu porquinho-da-índia.

Alimentação do porquinho-da-índia himalaio

Os problemas digestivos são uma das maiores preocupações desses animais, e a melhor forma de evitá-los é com uma alimentação correta. A alimentação de um porquinho-da-índia himalaio deve ser baseada no seguinte:

  • Feno: deve compor 65-70% do total da dieta. É o principal alimento e é indispensável.
  • Frutas e hortaliças: 20-25% do total da dieta. São uma boa fonte de vitaminas e micronutrientes. Algumas que podem ser oferecidas com segurança são aipo, pimentão, cenoura, repolho, tomate, acelga, cerejas e morangos. Descubra a lista completa de frutas e verduras para porquinhos-da-índianeste outro artigo.
  • Ração para porquinhos-da-índia: 5-10% da dieta total. A ração é essencial para conseguir uma dieta totalmente balanceada e com todos os nutrientes necessários. Deve ser específica para porquinhos-da-índia, geralmente suplementada com vitamina C, fundamental para esses roedores, pois não podem sintetizá-la e precisam obtê-la a partir do consumo de frutas, vegetais e ração.

A água deve estar sempre disponível para os porquinhos-da-índia, e é preferível colocá-la no bebedouro para roedores do que em um recipiente na gaiola, já que lá ela terá maior chance de ficar parada por mais tempo e ele poderá perder o interesse de beber a água envelhecida.

Saúde do porquinho-da-índia himalaio

A expectativa de vida dos porquinhos-da-índia himalaios é de 5 a 7 anos com qualidade de vida adequada e sem doenças. Algumas doenças comuns em porquinhos-da-índia himalaios são as seguintes:

  • Escorbuto: consiste na deficiência de vitamina C. Esses animais correm o risco de desenvolver essa doença porque não conseguem sintetizar a vitamina sozinhos, por isso, devem ingeri-la diariamente com os alimentos. Em caso de dietas desequilibradas ou inadequadas, esta doença pode se desenvolver, e o porquinho começará a apresentar sintomas como imunossupressão, hemorragia interna, doenças do sistema respiratório, hipersalivação, pododermatite, anorexia, problemas na pelagem e pele, fraqueza ou dificuldade para andar.
  • Parasitas externos (pulgas, piolhos, ácaros, carrapatos). Além dos danos físicos à pele do nosso porquinho-da-índia, eles podem ser transmissores de doenças. Por isso é necessário realizar uma correta desparasitação do porquinho-da-índia.
  • Problemas digestivos como a disbiose cecal: consiste na troca da flora (bactérias comensais) do cólon por outras diferentes ou por microrganismos patogênicos. Os fatores que podem predispor a esta patologia ao diminuir a motilidade do cólon são uma ingestão excessiva de carboidratos altamente fermentáveis, uma dieta pobre em fibras ou infecções por Clostridium piriforme.
  • Problemas respiratórios: frequente em épocas de frio, por friagem após um banho, má localização da gaiola ou quando expostos a correntes de ar. Ocorrem sintomas como corrimento nasal, tosse, febre, falta de ar, espirros e ruídos respiratórios.
  • Má oclusão dental: ocorre quando os dentes não se encaixam bem porque não cresceram de forma correta e perderam o alinhamento. Isso afeta a ingestão adequada de alimentos e pode causar lesões e infecções.

A grande maioria das doenças dos porquinhos-da-índia pode ser prevenida com um bom manejo, por isso é muito importante, antes de se adotar um animal exótico cujos cuidados não conhecemos realmente, nos informar com profissionais da área para garantir que tenham a qualidade de vida que merecem.

Fotos de Porquinho-da-índia himalaio

Artigos relacionados

Suba a sua foto de Porquinho-da-índia himalaio

Suba a foto do seu Pet

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
Como avalia esta raça?

Porquinho-da-índia himalaio
1 de 3
Porquinho-da-índia himalaio

Voltar ao topo da página