menu
Partilhar

Por que os cachorros se cheiram?

 
Por Equipe editorial do PeritoAnimal. 23 fevereiro 2022
Por que os cachorros se cheiram?

Ver fichas de  Cachorros

Com certeza já aconteceu de você estar passeando com seu companheiro peludo e, ao passar por outros cães, eles começam a interagir de uma forma que não é muito comum entre os humanos e você se pergunta: por que os cachorros se cheiram? A resposta é mais complicada do que você pensa e tem tudo a ver com "química".

Se você quer saber porque os cães cheiram uns aos outros, não perca este artigo do PeritoAnimal em que explicamos em detalhes as razões pelas quais os cães sempre seguem este ritual quando se cruzam com outros da mesma espécie.

Também lhe pode interessar: Por que os gatos cheiram o nosso nariz?

Por que o cachorro cheira o outro?

Observar dois cachorros cheirando o ânus um do outro não é muito confortável para os tutores, mas a verdade é que é assim que os cães coletam todas as informações pessoais sobre seus companheiros caninos. Desde a idade, gênero, o que comeram, a raça ou mesmo sua situação hormanal, os cães são capazes de reunir todos esses dados cheirando a parte íntima de outros cães.

Ao contrário dos seres humanos, cujo olfato é muito menos avançado, os melhores amigos do homem têm um olfato entre 10.000 e 100.000 vezes mais desenvolvido do que o nosso. Assim, quando um cachorro cheira as partes íntimas de outros peludos, ele está reunindo as informações necessárias para conhecer melhor seu companheiro canino para que possa socializar adequadamente com ele. Isto é chamado de "comunicação química", um termo cunhado pela American Chemical Society (ACS), que descobriu que os cães, como muitos animais, se relacionam e se comunicam através da química de seus corpos com odores.

Por que os cachorros se cheiram? - Por que o cachorro cheira o outro?

As glândulas anais e o órgão vomeronasal

Por que os cachorros podem reunir todas essas informações apenas farejando o ânus de seus companheiros? A resposta são as glândulas anais. Estes sacos anais, ou glândulas anais, são duas pequenas bolsas localizadas em ambos os lados do ânus do animal que contêm todas as informações químicas de seu ânus através das secreções que ele produz.

Em 1975, o dr. George Preti, químico do Monell Chemical Senses Center no estado americano da Filadélfia, estudou as secreções das glândulas anais de coiotes e cães e descobriu os principais compostos químicos e aromas que os compõem. Assim, acontece que a via de comunicação química destes animais é um composto formado por trimetilamina e vários ácidos graxos, que, através de seu cheiro, permite conhecer sua genética e estado imunológico. Desta forma, cada cachorro emite um odor característico porque cada um tem uma dieta particular e um sistema imunológico e emocional diferente.

Além do olfato, os cães (como muitos outros vertebrados, como as cobras) têm um sistema olfatório auxiliar, que é o órgão de Jacobson ou órgão vomeronasal. Este membro está localizado entre o nariz e a boca dos cães, especificamente no osso vômer, e graças a seus neurônios sensoriais que enviam as informações coletadas diretamente ao cérebro do animal, é capaz de detectar diferentes compostos químicos, geralmente feromônios. Os cães são, portanto, especializados em farejar as glândulas anais de seus companheiros para reconhecer suas emoções e seu estado físico.

Por que os cachorros se cheiram? - As glândulas anais e o órgão vomeronasal

O olfato e a memória olfativa

O sentido mais desenvolvido dos cães, como é bem conhecido, é seu olfato, que é 10.000 vezes mais sensível que seu paladar, por exemplo. Como nascem cegos e surdos, os filhotes recém-nascidos já o utilizam porque precisam encontrar os mamilos de sua mãe cheirando-os para se alimentarem.

Quando crescem e se tornam adultos, os cães têm entre 150 e 300 milhões de células receptoras de odores (contra 5 milhões em humanos) e isto os torna especialistas em detectar todos os tipos de cheiros. Por esta razão, estes animais são usados como cães para procurar pessoas, para detectar explosivos, para rastrear drogas, ou mesmo para detectar doenças em humanos. Além disso, o olfato tem uma função muito importante para a reprodução dos cães e quando as fêmeas estão no cio, suas glândulas liberam certos feromônios para que os machos saibam que estão receptivos.

Além de ser o sentido mais desenvolvido, os cães também têm uma memória olfativa muito eficaz e são capazes de lembrar o cheiro de outro cão, mesmo que já tenham passado anos desde que se viram, pois cheiram um ao outro como um hábito sempre que se encontram novamente. Sua área olfativa chega a 150 cm2, enquanto a área humana é de 5 cm2, assim eles sempre usarão os cheiros para reconhecer e lembrar de nós e de outros animais.

Agora que você já sabe dizer por que os cachorros se cheiram, talvez possa se interessar por este outro artigo sobre os 10 cheiros que os cachorros não gostam.

Por que os cachorros se cheiram? - O olfato e a memória olfativa

No vídeo abaixo continuamos falando sobre o por quê dos cachorros cheirarem suas partes íntimas:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Por que os cachorros se cheiram?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • BBC. Por qué los perros se huelen el trasero. Disponível em: <https://www.bbc.com/mundo/noticias/2014/07/140729_ciencia_perros_huelen_trasero_np>. Acesso em 23 de fevereiro de 2022.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Por que os cachorros se cheiram?
1 de 4
Por que os cachorros se cheiram?

Voltar ao topo da página