menu
Partilhar

Mangustos - O que são, tipos, características e hábitat

 
Por Nick A. Romero H., Biólogo e educador ambiental. 18 outubro 2021
Mangustos - O que são, tipos, características e hábitat

Estes animais peculiares são ágeis caçadores, capazes até mesmo de enfrentar serpentes venenosas. Todos os mangustos estão agrupados em uma mesma família que conta com uma ampla diversidade de gêneros. Contudo, embora de maneira geral sejam chamados assim, existe um grupo que é comumente conhecido como o dos suricatos, que é um gênero dentro da mesma família.

Mas, afinal, você sabe o que é um mangusto? Continue lendo este artigo do PeritoAnimal e venha conosco conhecer dados interessantes sobre os mangustos, o que são, quais são os tipos e as principais características do grupo.

O que é um mangusto?

Os mangustos são mamíferos carnívoros, caracterizados por sua peculiar agilidade e habilidade para caçar. Em geral, é uma espécie pequena (com algumas exceções). O mangusto é predominantemente terrestre e, embora tenda a atuar sozinho, pode se agrupar para otimizar os tempos de caça, o que indica sua peculiaridade e sucesso como animal caçador.

Classificação taxonômica

Os mangustos estão divididos em um número significativo de gêneros, 14 no total, com 33 espécies, de acordo com o relato de espécies de mamíferos do mundo [1].

Neste sentido, a classificação taxonômica dos mangustos é a seguinte:

  • Reino: animal
  • Filo: cordado
  • Clase: mamífero
  • Orden: carnívoro
  • Familia: herpestidae

Como mencionamos, geralmente todas as espécies são chamadas de mangustos. No entanto, existe um grupo da mesma família cujos integrantes são conhecidos como suricatos, que correspondem ao gênero Suricata, no qual existe apenas uma espécie.

O grupo dos mangustos está taxonomicamente relacionado até o nível de subordem com o grupo Viverridae. Agora que você já saber o que é um mangusto, vamos falar um pouco sobre suas características a seguir.

Características dos mangustos

Esses animais costumam ser pequenos, com comprimentos que variam de 23 a 75 cm e peso variando de 1 a 6 kg. Quanto à coloração, pode ser cinza ou marrom com diferentes intensidades, e excepcionalmente algumas espécies podem apresentar listras. Possuem uma pelagem não muito longa que cobre todo o corpo, incluindo a cauda, ​​e que tende a se estreitar ao redor dos olhos, nariz e boca.

A cabeça é pequena, assim como o focinho pontudo. O nariz e as orelhas também são menores, sendo estas últimas particularmente eretas. Um traço característico é a presença de glândulas anais que secretam um odor bastante desagradável, como ocorre nos viverrídeos, embora neste último grupo isso ocorra devido às glândulas perianais. Eles também têm garras que não são retráteis.

Tipos de mangustos

Em função dos diversos gêneros que formam a família Herpestidae, podemos mencionar alguns tipos de mangustos:

  • Bdeogale: este é um gênero composto por três espécies, caracterizadas por seus pelos mais longos, ao contrário da maioria do resto do grupo, bem como por sua peculiar cauda peluda. As espécies são o mangusto-de-cauda-espessa (Bdeogale crassicauda), o mangusto-de-Jackson (Bdeogale jacksoni) e o mangusto-de-patas-pretas (Bdeogale nigripes).
  • Crossarchus: neste grupo encontramos animais que também são conhecidos como kusimanses, como o kuzimanse-comum (Crossarchus obscurus), que é um animal de tamanho pequeno.
  • Galerella: comumente são conhecidos como mangustos-esbeltos, e aqui encontramos, entre outras espécies, o mangusto-cinzento-pequeno (Galerella pulverulenta).
  • Herpestes: os membros deste gênero são conhecidos como sacarrabos, e é formado por uma ampla variedade de espécies. Alguns exemplos são o mangusto-cinzento-indiano (Herpestes edwardsii) e o sacarrabos ou rato-de-faraó (Herpestes ichneumon).
  • Suricata: neste grupo encontramos alguns dos mangustos de menor tamanho, conhecidos normalmente como suricatos, e é onde está localizada uma única espécie: Suricata suricatta.
Mangustos - O que são, tipos, características e hábitat - Tipos de mangustos
Imagem: Herpestes ichneumon/Wikimedia Commons

Costumes dos mangustos

Alguns mangustos costumam ter hábitos solitários. Contudo, por outro lado, certas espécies se agrupam formando colônias numerosas de até 50 indivíduos. Nestes casos, é comum que formem complexos sistemas de tocas. Outro aspecto que diz respeito aos seus costume é que alguns podem ter hábitos arborícolas.

São principalmente diurnos e terrestres, embora possam, quando habitam próximo a corpos d'água, nadar para encontrar alimento. Algumas espécies mais suscetíveis à predação desenvolvem sistemas de vigilância, onde membros do grupo guardam a área e avisam caso haja presença de algum perigo.

Onde vivem os magustos?

O mangusto é um animal nativo da África, Ásia e Europa, de modo que tem um amplo alcance de distribuição nestas regiões, de acordo com as diversas espécies que formam o grupo.

O hábitat do mangusto pode ser variado, desenvolvendo-se em diversos ecossistemas, tais como bosques tropicais, savanas, desertos, pastagens, áreas pantanosas, margens de rios e lagos.

De que se alimentam os mangustos?

O mangusto é um predador carnívoro, tendo uma dieta bastante ampla neste sentido. Desta forma, alimenta-se de pequenos mamíferos, aves, ovos, répteis, peixes, caranguejos, uma extensa variedade de insetos, e algumas espécies também podem consumir frutas.

Este animal peculiar costuma ser conhecido por sua capacidade de matar e devorar certas espécies de cobras venenosas, chegando inclusive a sair ileso do ataque recebido nesses enfretamentos. A respeito de sua possível imunidade ao venenos destes répteis, existem duas possíveis explicações.

A primeira indica que podem ser afetados por esta substância tóxica, mas que se livram dela graças a seus movimentos rápidos e ágeis, conseguindo assim evitar a picada.

A segunda explicação é sustentada por alguns estudos [2] que evidenciaram a presença de um tipo específico de molécula nas células musculares dos mangustos, que impedem a fixação de certos venenos e assim evitam a paralização do músculo que comumente antecede a morte neste tipo de feridas.

Reprodução dos mangustos

Nem todos os aspectos reprodutivos sobre diversas espécies de mangustos são conhecidos com precisão. Em geral, esses animais têm um período de gestação que pode durar de 42 até 105 dias, aproximadamente. As ninhadas tendem a ser de dois filhotes, mas há casos em que podem ser maiores, de até cinco.

Alguns tipos de mangustos demonstram agressividade entre os machos quando uma fêmea está disposta à reprodução. Por outro lado, membros de alguns grupos também apresentam comportamento de cortejo, no qual a fêmea realiza movimentos e corre na frente do macho para atraí-lo.

A maturidade sexual varia, em alguns é alcançada de forma relativamente rápida, aos 9 meses, enquanto que em outros pode demorar até os dois anos.

Estado de conservação dos mangustos

Em geral, os mangustos não estão nas categorias de alerta na lista vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza.

Contudo, atualmente existem algumas espécies às quais é importante acompanhar porque de fato apresentam certos riscos, como é o caso de Bdeogale jacksoni e Bdeogale crassicauda, que se enquadram nas categorias de quase ameaçado e vulnerável, respectivamente, aspectos que estão relacionados à alteração do habitat desses animais.

Agora que você já sabe o que é um mangusto e conheceu melhor as características destes mamíferos, talvez o vídeo a seguir com animais da África pode te interessar:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Mangustos - O que são, tipos, características e hábitat, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Referências
  1. Hedges, S. (1997). Ciencia: El secreto de las mangostas es copiar a su presa. Boletenis News Scientist. Disponível em: <https://www.newscientist.com/article/mg15320642-500-science-mongooses-secret-is-to-copy-its-prey/?ignored=irrelevant>. Acesso em 14 de outubro de 2021.
  2. Wilson, Don E.; Reeder, DeeAnn M., eds. (2005). «Family Herpestidae». Mammal Species of the World. Disponível em: <https://www.departments.bucknell.edu/biology/resources/msw3/browse.asp?id=14000477>. Acesso em 14 de outubro de 2021.
Bibliografia
  • De Luca, W., Rovero, F. & Do Linh San, E. (2015). Bdeogale jacksoni. The IUCN Red List of Threatened Species 2015:
  • e.T2675A45196818. Disponível em: <https://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2015-4.RLTS.T2675A45196818.en.>. Acesso em 14 de outubro de 2021.
  • Myers, P. (2000). "Herpestidae". Animal Diversity Web. University of Michigan, Museum of Zoology. Disponível em: <https://animaldiversity.org/accounts/Herpestidae/>. Acesso em 14 de outubro de 2021.
  • Myers, P., R. Espinosa, CS Parr, T. Jones, GS Hammond y TA Dewey. (2021). Información taxonómica Herpestidae. The Animal Diversity Web. University of Michigan, Museum of Zoology. Disponível em: <https://animaldiversity.org/search/?q=Herpestidae&feature=INFORMATION>. Acesso em 14 de outubro de 2021.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Mangustos - O que são, tipos, características e hábitat
Imagem: Herpestes ichneumon/Wikimedia Commons
1 de 2
Mangustos - O que são, tipos, características e hábitat

Voltar ao topo da página