Partilhar

Dentição canina: tudo sobre o processo

 
Por Eduarda Piamore. 1 abril 2019
Dentição canina: tudo sobre o processo

Ver fichas de  Cachorros

Os cachorros filhotes, tal como os bebês, nascem sem dentes, embora raramente seja possível encontrar filhotes recém-nascidos com um o dois de leite semi-desenvolvidos. Durante o aleitamento, os pequenos devem se alimentar exclusivamente do leite materno que sugam das mamas da sua progenitora.

Durante as primeiras semanas de vida, os filhotes experimentam o desenvolvimento de uma primeira dentadura que será temporária, que é quando aparecem "os dentes de leite". Posteriormente, estes dentes provisórios caem e nascem os dentes permanentes. A dentição definitiva acompanhará o cachorro durante toda a vida.

A troca de dentes em cachorros é semelhante à dos seres humanos na infância. No entanto, o organismo dos cachorros é diferente e, portanto, o tempo também.

Neste artigo de PeritoAnimal vamos explicar-lhe quando nascem os primeiros dentes dos cachorros, indicando a idade aproximada do desenvolvimento da dentadura, mas também lhe oferecemos algumas dicas para que você saiba como aliviar a dor de dentes em cachorros, entre outros. Continue lendo e descubra a dentição canina: tudo sobre o processo.

Dentição canina de filhotes e adultos

A dentição provisória do cachorro pode ser considerada completa quando apresenta 28 dentes, conhecidos popularmente como "dentes de leite". Esta primeira dentição possui 4 caninos (2 superiores e 2 inferiores), 12 molares (6 inferiores e 6 superiores) e 12 pré-molares (6 inferiores e 6 superiores).

Os dentes temporários se distinguem dos definitivos não só pela composição, mas também pelo aspeto, dado que são mais finos e quadrados.

Esta primeira troca de dentes dos cachorros é parte fundamental da transição alimentar e das adaptações fisiológicas dos filhotes durante o período de desmame, quando o seu organismo se prepara para deixar de consumir leite materno e começar a comer por conta própria.

Os dentes de leite são necessários para que o filhote possa começar a provar alguns alimentos sólidos e se adapte progressivamente à dieta que terá na vida adulta. Contudo, eles necessitam desgastar-se e/ou cair para permitir o desenvolvimento correto dos dentes permanentes, que são adequados para os hábitos alimentares e para as necessidades digestivas do animal.

A dentição permanente do cachorro adulto apresenta 42 dentes no momento em que está completamente desenvolvida.

Dentição canina: tudo sobre o processo - Dentição canina de filhotes e adultos

Dentes de leite no cachorro

O organismo de cada cachorro é único e mostra um metabolismo singular, portanto não existe uma data ou idade predeterminada para que comecem a crescer os dentes de leite dos filhotes. Porém, geralmente os dentes provisionais começam a se desenvolver entre os 15 e os 21 dias de vida. Neste momento, os filhotes começam também a abrir os olhos, os ouvidos, a caminhar e a explorar o ambiente.

Neste período, observamos o aparecimento dos caninos e incisivos superiores de leite. Alguns dias depois, entre o dia de vida 21 e 30 do filhote, é possível ver o crescimento dos incisivos e molares inferiores. Será fundamental que, durante esta fase, os tutores revisem a boca do filhote para garantir o desenvolvimento dos dentes e identificar complicações antecipadamente.

Além disso, as consultas veterinárias serão essenciais não só para certificar a troca de dentes do filhote, mas também para seguir o calendário de vacinas e realizar as primeiras desparasitações, que são cuidados indispensáveis para prevenir o desenvolvimento de doenças comuns nos cachorros e combater as infestações parasitárias internas ou externas.

Com quantos meses o cachorro perde os dentes de leite?

A partir dos 3 meses de vida do filhote, começa a ocorrer um desgaste dos dentes de leite, um fenômeno conhecido como "arrasamento". Novamente, é importante assinalar que o organismo de cada cachorro requer um próprio tempo para começar a desenvolver este processo. Algumas semanas depois, quando o cachorro tem aproximadamente 4 meses de idade, poderemos observar o nascimento dos incisivos centrais superiores e inferiores.

Mas com quantos meses o cachorro perde os dentes de leite? É no oitavo mês de vida que o filhote experimentará a mudança definitiva de caninos e incisivos. Normalmente, esta segunda mudança de dentes do cachorro pode estender-se desde os 3 até os 9 meses de idade, segundo a raça ou o tamanho. No entanto, é possível que os dentes definitivos continuem se desenvolvendo até o primeiro ano de vida do cachorro.

Dentição canina: tudo sobre o processo - Com quantos meses o cachorro perde os dentes de leite?

Cachorro com dor de dente: o que fazer

A troca de dentes em cachorros é um processo natural. Geralmente, o único sintoma de que um filhote está trocando os dentes é a vontade de morder causada pelo desconforto gerado durante a erupção das peças dentais nas gengivas. Em alguns casos, o filhote poderá ter também uma dor leve ou mostrar as gengivas levemente inflamadas durante o crescimento dos dentes.

Você quer saber como aliviar a dor de dentes dos cachorros? O ideal é oferecer mordedores ou brinquedos macios adequados à idade dele. Não esqueça que os brinquedos duros e os ossos não são recomendados para cachorros com menos de 10 meses porque podem danificar as gengivas e comprometer o desenvolvimento correto dos dentes. Você também pode esfriar os brinquedos para diminuir a inflamação.

Além disso, será indispensável que você verifique a boca do seu cachorro diariamente para checar qualquer problema durante este processo. A complicação mais comum na troca de dentes do cachorro ocorre quando a peça dental provisória não consegue separar-se corretamente da gengiva, o que impede que o dente definitivo se desenvolva corretamente.

Quando isso acontece, o filhote geralmente apresenta uma dor de dente mais intensa e pode ocorrer um deslocamento na dentadura do cachorro, o que implica dificuldades em mastigar a comida e, em consequência, problemas digestivos. Também podem se produzir feridas e inflamação das gengivas (gengivite) pelo crescimento inadequado das peças dentais.

Por isso, se você notar que os dentes do seu seu cachorro não nascem ou se observar que apresenta muita dor ou feridas durante este processo, não hesite em consultar um médico veterinário. Em alguns casos, pode ser necessária una pequena cirurgia para desprender a peça temporária e favorecer o pleno desenvolvimento do dente permanente.

Como saber a idade do cachorro pelos dentes

Você sabia que é possível estimar a idade de um cachorro olhando os seus dentes? Como já mencionamos, a dentição dos peludos passa por uma serie de mudanças à medida que o animal cresce e se desenvolve. Por isso, se prestamos atenção à dentição de um cachorro, podemos chegar a calcular a sua idade de forma aproximada.

Por exemplo, se um filhote de cachorro tem menos de 15 dias de vida, é muito provável que ainda não tenha dente nenhum. Mas se já passaram cerca de 3 semanas desde o nascimento, observaremos os caninos e incisivos superiores de leite, que serão mais finos e quadrados que os permanentes. Quando o filhote esteja prestes a completar o seu primeiro mês de vida, já terá também alguns incisivos e os caninos de leite no maxilar inferior.

Por outro lado, se o filhote está prestes a completar os 4 meses de vida, observaremos a erupção dos incisivos centrais nos dois maxilares, o que indica que a dentição permanente já começou a aparecer. No caso que já tenha 9 ou 10 meses de vida, ele deve ter já todas as peças dentais permanentes, embora continuem se desenvolvendo.

Ao redor do primeiro ano de idade, a dentição permanente deve estar completa, com dentes muito brancos, sem presença de tártaro. Nesta idade, os incisivos já não serão tão quadrados como os dentes de leite e apresentarão margens arredondadas, conhecidos como "flor-de-lis".

Dentição canina: tudo sobre o processo - Como saber a idade do cachorro pelos dentes

Se deseja ler mais artigos parecidos a Dentição canina: tudo sobre o processo, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Escrever comentário sobre Dentição canina: tudo sobre o processo

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Dentição canina: tudo sobre o processo
1 de 4
Dentição canina: tudo sobre o processo

Voltar ao topo da página