menu
Partilhar

Cachorro pode comer osso de galinha?

 
Por Carla Moreira, Médica veterinária. 27 novembro 2023
Cachorro pode comer osso de galinha?

Ver fichas de  Cachorros

Cães e gatos são animais anatomicamente carnívoros, pois apresentam caninos bem desenvolvidos, ausência de amilase salivar (enzima que digere o amido), estômago bastante desenvolvido e extremamente ácido. Apesar disso, pela própria história evolutiva do cão, a sua dieta tem característica mais onívora, enquanto a do gato indica uma dieta mais carnívora. Os cães se adaptaram melhor à dieta do homem do que os gatos, que mesmo domesticados, mantêm seu instinto de caça aguçado.

Na natureza, os cães comem as vísceras, os músculos e roem os ossos de suas caças, adquirindo nutrientes em quantidade suficiente para manter suas demandas corporais. E como isso funciona na dieta dos cães domesticados, que comem ração? Esses animais recebem todos os nutrientes necessários na dieta preparada, não sendo preciso usar suplementos, quando utilizados ingredientes de boa qualidade. Mas, mesmo bem nutridos, os cães continuam gostando de roer ossos, pois é um momento de muito prazer e relaxamento para a espécie.

E quais ossos podem ser fornecidos aos cachorros? Pode dar osso de galinha para o cachorro? Ele vai comer o osso inteiro ou vai comer aos poucos? Essas são dúvidas comuns para os tutores de cães que gostam de dar um petisco para o seu amigo entre as refeições. Neste artigo do PeritoAnimal, vamos dar várias dicas sobre o consumo de ossos por cachorros, deixando o tutor mais tranquilo na hora de dar um petisco desse tipo para seu pet. Boa leitura!

Também lhe pode interessar: Os cachorros podem comer ossos cozidos?

Pode dar osso de galinha para o cachorro?

Quando o cachorro caça uma ave na natureza, ele come suas vísceras e sua carcaça crua, sem temperos ou qualquer tipo de cozimento. Com isso, os ossos são mais moles, sendo facilmente triturados pelos dentes. Ao fornecermos um osso de galinha para nosso cachorro, ele terá passado por mudanças em sua constituição devido ao cozimento, que o deixarão mais duro. Com isso, ao morder o osso e quebrá-lo, serão formadas pontas cortantes, que poderão lesionar a boca e outros órgãos internos, como o esôfago, estômago e intestino.

Por isso, é muito perigoso dar osso de galinha para o cachorro. Alguns animais são muito afoitos e engolem o osso inteiro, podendo ocorrer engasgamentos ou até mesmo obstruções. Quanto às cartilagens, fica a mesma dica: evitar! Algumas cartilagens ficam muito duras após o cozimento e podem causar o mesmo dano que os pedaços de ossos. O uso exclusivo de rações para cães evita acidentes com ossos, além de manter uma nutrição adequada ao animal, com todos os nutrientes necessários e em quantidades adequadas.

Caso o pedaço de osso fique encarcerado no estômago ou no intestino, será necessário cirurgia de emergência, para sua retirada o mais breve possível. Quanto mais a cirurgia for postergada, maiores as chances de ser necessário retirar o pedaço do intestino que foi danificado pelo osso, pois esse órgão costuma se necrosar com facilidade. Tanto a cirurgia para retirada de corpo estranho no estômago, quanto no intestino requer cuidados intensivos no pós-operatório, com dietas líquidas e pastosas, além do uso de sondas.

Para não passar por esse inconveniente, o melhor é evitar dar ossos para o cachorro. O uso de brinquedos seguros e fortes pode suprir a necessidade do cão de roer ossos, proporcionando a ele momentos de relaxamento e descontração. Brinquedos frágeis podem ser facilmente rasgados e engolidos, sendo também um problema. Por isso, prefira os produtos mais fortes e seguros, que resistam mais às mordidas do cachorro.

Neste atigo do PeritoAnimal explicamos como "Fazer um osso para cachorro em casa".

Meu cachorro comeu osso de galinha, o que fazer?

Se o seu amigo peludo já comeu o osso e está se sentindo bem, só resta aguardar. Fique observando se ele parece engasgado, se vai vomitar ou ter diarreia. O sintoma de obstrução ou lesão vai depender do local onde o osso vai parar, podendo ser variável de intensidade caso a obstrução não seja completa. Vômito agudo e frequente pode ser um sintoma de obstrução grave, devendo ser investigado o mais breve possível, para evitar desidratação. Alguns animais precisarão de reposição de fluidos por via intravenosa devido à grande perda de líquidos e eletrólitos nos episódios de vômitos e diarreia.

Outra opção é levar o cachorro ao veterinário, que poderá fazer exames como radiografia ou ultrassonografia para tentar localizar o osso e verificar se existe risco de dano a algum órgão específico. Se não for o caso de cirurgia, o ideal é observar as fezes do cachorro para verificar se há presença de sangue e se os ossos foram expelidos.

Alguns cães podem ficar apáticos e sem querer comer, iniciando episódios de vômitos ou diarreia pouco tempo depois. Vômitos e diarreia com sangue são sinais de que algo está ferido dentro do animal, podendo ter acontecido algum tipo de lesão em órgãos como o esôfago, estômago e intestino. Alguns corpos estranhos (incluído ossos) podem perfurar outras vísceras, como o fígado e o baço, tornando o quadro clínico ainda mais grave.

Cachorro pode comer osso de galinha? - Meu cachorro comeu osso de galinha, o que fazer?

Posso dar outros tipos de ossos para meu cão?

Alguns veterinários indicam ossos bovinos ou suínos limpos, cozidos e grandes para os cães. Os ossos devem ser maiores que o crânio do cão, para que ele não o engula de uma só vez, fique roendo e retirando pequenos pedaços. No entanto, mesmo ossos grandes podem ser perigosos para os cães, pois podem ser quebrados em pedaços pontiagudos e cortantes, resultando nos mesmos riscos que os ossos de galinha. Cães muito grandes e com boa dentição podem estraçalhar mesmo os ossos maiores em segundos, além de engolirem grandes pedaços desses ossos, podendo ficar engasgados.

Os ossos de couro cru, muito comuns em lojas de animais, possuem o inconveniente de se tornarem moles quando em contato com a saliva do cão. Quando amolecidos, esses ossos podem grudar nos dentes ou no palato do cachorro, além de se fixar na garganta, provocando engasgos. Por isso, esses petiscos, caso sejam oferecidos ao animal, devem ser supervisionados, para evitar acidentes.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cachorro pode comer osso de galinha?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Dietas caseiras.

Bibliografia
  • Neto, R.F. et al. Nutrição de Cães e Gatos em suas Diferentes Fases de Vida. Colloquium Agrariae, vol. 13, n. Especial, Jan–Jun, 2017, p. 348-363. Disponível em https://journal.unoeste.br/suplementos/agrariae/vol13nr2/NUTRI%C3%87%C3%83O%20DE%20C%C3%83ES%20E%20GATOS%20EM%20SUAS%20DIFERENTES%20FASES%20DE%20VIDA.pdf. Acesso em 22/11/2023.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Cachorro pode comer osso de galinha?
1 de 2
Cachorro pode comer osso de galinha?

Voltar ao topo da página