menu
Partilhar

Cachorro pode comer mirtilo?

Por Marta Sarasúa, Etóloga e auxiliar veterinária. 22 fevereiro 2022
Cachorro pode comer mirtilo?

Ver fichas de  Cachorros

Mirtilos, também conhecidos como blueberry, são pequenas frutas fonte de fibras, vitaminas e outros compostos antioxidantes. Os cães podem se beneficiar de seu sabor e valor nutricional, pois não contêm nenhum composto tóxico para seu organismo. Entretanto, quando estas frutas são incluídas na dieta dos cães, é importante levar em conta uma série de considerações para evitar quaisquer efeitos indesejáveis.

Então será que cachorro pode comer mirtilo? Não perca este artigo do PeritoAnimal no qual explicamos quais são seus benefícios para os cães e como eles devem ser oferecidos.

Também lhe pode interessar: Cachorro pode comer acelga?

Cachorro pode comer mirtilo?

Mirtilos ou blueberrys são frutos de baixo teor calórico e ricos em fibras, vitaminas e outros compostos antioxidantes. Além disso, não contêm substâncias tóxicas para o organismo dos cachorros. Por isso, sim, cachorro pode comer mirtilo.

Entretanto, como todas as outras frutas aptas para cães, os mirtilos devem ser oferecidos com moderação. Incluí-los na dieta como um prêmio ou recompensa é uma ótima estratégia para que os cães se beneficiem de seu sabor e valor nutricional.

Se você quiser saber mais sobre fibras para cachorros: importância, alimentos e suplementos, não hesite em dar uma olhada neste outro artigo que recomendamos.

Benefícios do mirtilo para cachorros

Você já viu que cachorro pode comer mirtilo e vale ressaltar que a inclusão de mirtilos na dieta de um cachorro tem uma série de benefícios, que detalharemos a seguir:

  • Os mirtilos ou blueberrys são frutas de baixas calorias: contam com níveis moderados de carboidratos e baixos níveis de proteína e gordura. Isto significa que eles podem ser oferecidos como um prêmio de baixa caloria para cães obesos ou com excesso de peso que requerem dietas de baixa energia.
  • São uma boa fonte de fibra, que é um nutriente chave na dieta de um cachorro. Em particular, a fibra fornece volume à ração e cria uma sensação de saciedade, acelera a velocidade do trânsito intestinal, regula a consistência das fezes e promove a manutenção de microbiota intestinal benéfica. Vale destacar que é importante manter níveis de fibra de 2-5% na dieta dos cães.
  • Contêm um alto nível de vitamina A, vitamina K e vitamina E: a vitamina A mantém a integridade da pele e das mucosas e contribui para o bom funcionamento do sistema imunológico, da visão, da reprodução e do sistema urinário. A vitamina K está envolvida na coagulação do sangue e na manutenção dos ossos. A vitamina E é um poderoso antioxidante e também está envolvida no metabolismo da gordura. Por isso, cachorro pode comer mirtilo para se beneficiar destas vitaminas. Descubra mais sobre as melhores vitaminas para cachorros neste outro artigo.
  • São ricos em manganês: um oligoelemento essencial para o bom funcionamento do cérebro e para a produção de hormônios da tireóide.
  • Os mirtilos estão entre os alimentos com maior poder antioxidante: devido à ação combinada de suas vitaminas, minerais e cerca de quinze antocianinas, incluindo delfinidina, motilina, malvidina e petunidina. Esses antioxidantes protegem contra danos celulares causados por radicais livres, retardando assim o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, tumores e doenças neurodegenerativas. Podemos dizer, assim, que cachorro pode comer mirtilo para se proteger contra diversas doenças.
  • Contam com ácido hippúrico e proantocianidina: que preveninem o desenvolvimento de infecções do trato urinário, reduzindo a capacidade da E. coli de aderir ao urotelium da bexiga.

Como dar mirtilo para um cachorro

Quando decidimos oferecer mirtilos ao cachorro, há uma série de considerações a serem levadas em conta, tais como as quantidades de mirtilos que vamos dar a ele. Vamos agora dar uma olhada em alguns destes aspectos.

Quantidade de mirtilos e frequência

Primeiro, precisamos considerar quanto e com que frequência o cachorro pode comer mirtilo. A quantidade dependerá principalmente do tamanho da raça. Neste sentido, podem ser oferecidos aos cães de pequeno porte 3 ou 4 mirtilos e, aos cães grandes, até 8 ou 9. Quanto à frequência, os mirtilos devem ser oferecidos com moderação, como todas as outras frutas adequadas para cães. A melhor opção é incluí-los na dieta do cachorro de forma ocasional.

Mirtilos frescos e limpos

A melhor opção é oferecer mirtilos frescos, pois bagas congeladas podem ser um risco de asfixia, especialmente para cães pequenos. Naturalmente, os mirtilos também não devem ser oferecidos na forma de geleias ou compotas, pois são preparações com alto teor de açúcar e estes produtos podem conter substâncias tóxicas para cães, tais como xilitol.

Por outro lado, antes de oferecer mirtilos ao cachorro, é aconselhável lavar bem as blueberrys com bastante água para remover quaisquer contaminantes ou pesticidas de sua superfície. Se você mesmo colher as bagas, tente selecionar bagas que estejam longe de fontes de contaminação, tais como estradas ou rodovias.

Mirtilos não misturados

Embora existam várias bagas que são adequadas para cães (sim, cachorros podem comer amoras pretas e framboesas), existem outras, como groselhas, que são altamente tóxicas para os cães. Portanto, sempre que você decidir oferecer mirtilos ao cachorro, certifique-se de que eles não sejam misturados com outras frutas que possam ter efeitos prejudiciais à sua saúde. É comum encontrar nos supermercados as chamadas "frutas vermelhas" congeladas. Verifique bem quais são essas frutas.

Em qualquer caso, lembre-se de que sempre que você acrescentar um novo alimento à dieta do cachorro, você deve fazê-lo com moderação e prestar atenção especial ao aparecimento de quaisquer efeitos indesejáveis.

Cachorro pode comer amora? Descubra a resposta neste outro artigo que sugerimos.

Contraindicações dos mirtilos para cachorros

Embora a blueberry seja uma fruta que pode ser incluída na dieta dos cães, há algumas situações em que sua ingestão não é recomendada:

  • Alergias alimentares: cães com alergias alimentares devem seguir uma dieta rigorosa baseada em ração com proteínas hidrolisadas, e é contraproducente incorporar novos alimentos à dieta desses cachorros. Saiba mais sobre a alergia alimentar em cães, seus sintomas e tratamento neste outro post do PeritoAnimal.
  • Patologias gastrointestinais crônicas: tais como gastrite crônica ou doença inflamatória intestinal. Para mais informações sobre gastrite em cães, seus sintomas e tratamento, não hesite em ler este outro artigo.
  • Intolerâncias alimentares ou com um sistema digestivo particularmente sensível a mudanças nos alimentos.

Agora que você já sabe que cachorro pode comer mirtilo (blueberry) e conheceu seus benefícios e contraindicações, não perca o vídeo a seguir em que mostramos 8 frutas recomendadas para cachorros:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cachorro pode comer mirtilo?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Dietas caseiras.

Bibliografia
  • Chou, H.I., Chen, K.S., Wang, H.C., Lee, W.M. (2016). Effects of cranberry extract on prevention of urinary tract infection in dogs and on adhesion of Escherichia coli to Madin-Darby canine kidney cells. American Journal of Veterinary Research; 77(4):421-7
  • Federación Europea de Fabricantes de Alimentos para Animales de Compañía. (2017). Guías nutricionales para alimentos completos y complementarios para perros
  • Fundación Española de Nutrición. (2018). Frutas y hortalizas. Disponível em: <https://www.fen.org.es/storage/app/media/imgPublicaciones/informe_frutas_y_hortalizas_fen_2018-v1.pdf>. Acesso em 22 de fevereiro de 2022.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Isaque costa
Olá Perito Animal! Parabéns pelo conteúdo! Bom saber que cachorro pode comer mirtilo...
Cachorro pode comer mirtilo?
Cachorro pode comer mirtilo?

Voltar ao topo da página