Partilhar

Aves de rapina: espécies e características

 
Por Ana Diaz Maqueda. 8 agosto 2019
Aves de rapina: espécies e características

As aves de rapina diurnas, também conhecidas como aves raptoriais, são um extenso grupo de animais pertencentes à ordem dos Falconiformes, composta por mais de 309 espécies. Elas se diferenciam das aves de rapina noturnas, que pertencem ao grupo Estrigiformes, principalmente por seu estilo de voo, que neste último grupo é totalmente silencioso devido ao formato de seu corpo.

Neste artigo do PeritoAnimal, vamos explicar os nomes de aves de rapina diurnas, suas características e muito mais. Além disso, também vamos nos falar sobre as diferenças em relação às aves de rapina de hábito noturnos.

O que são aves de rapina

Para começar a explicar o que são aves de rapina, você deve saber que o grupo das aves rapinas diurnas é muito heterogêneo, e elas apresentam pouco parentesco entre si. Apesar disso, compartilham certas características que as distinguem de outras aves:

  • Apresentam uma plumagem críptica, que lhes permite se camuflarem de forma excepcional em seu ambiente.
  • Possuem garras fortes e muito afiadas para prender suas presas, que servem para segurar e arrancar a carne. Em alguns casos as pernas podem ser emplumadas para proteger a ave se ela vive em climas frios.
  • Possuem um bico curvo e afiado, que usam, principalmente, para rasgar e despedaçar as presas. O tamanho do bico varia de acordo com a espécie e o tipo de presa que a ave caça.
  • O sentido de visão é muito aguçado nessas aves, cerca de dez vezes melhor que o do ser humano.
  • Algumas aves de rapina, como os abutres, têm um sentido de olfato extremamente desenvolvido, o que lhes permite detectar animais em decomposição a vários quilômetros de distância.

Aves de rapina: diferenças entre diurnas e noturnas

Tanto as aves de rapina diurnas quanto as aves de rapina noturnas apresentam características comuns, como a garra e o bico. No entanto, possuem também personalidades distintas, capazes de diferenciá-las facilmente:

  • As aves de rapina noturnas têm a cabeça mais arredondada, o que lhes permite captar melhor os sons.
  • Outra característica que as distingue é que podem compartilhar espaço, mas não o tempo, ou seja, quando as aves diurnas vão para seu local de descanso, as aves de rapina noturnas começam sua rotina diária.
  • A visão das aves de rapina noturnas é adaptada à escuridão, podendo enxergar na escuridão total. As diurnas têm um excelente sentido de visão, mas precisam da luz para enxergar.
  • As aves de rapina noturnas são capazes de detectar o mínimo som devido à fisionomia de seus ouvidos, localizados em ambos os lados da cabeça, mas em alturas diferentes.
  • As plumas das aves noturnas são diferentes das diurnas porque têm uma aparência aveludada, que serve para diminuir o som que elas emitem durante o voo.

Conheça 10 aves que não voam e suas características nesse artigo do PeritoAnimal.

Aves de rapina: espécies e características - Aves de rapina: diferenças entre diurnas e noturnas

Nomes de aves de rapina

O grupo de aves de rapina diurnas é composto por mais de 300 espécies diferentes, por isso, vamos a alguns detalhes sobre as características e também algumas fotos das aves de rapina. Confira a nossa lista:

Urubu-de-cabeça-vermelha (Cathartes aura)

O urubu-de-cabeça-vermelha é o que conhecemos como "abutre do novo mundo" e pertence à família cathartidae. Suas populações se estendem por todo o continente americano, com exceção do norte do Canadá, mas suas áreas de reprodução estão limitadas às Américas Central e do Sul. É um animal carniceiro. Tem plumagem preta e a cabeça vermelha e depenada, sua envergadura é de 1,80 metros. Vive em muitos habitats diferentes, desde a floresta amazônica até as Montanhas Rochosas.

Aves de rapina: espécies e características - Urubu-de-cabeça-vermelha (Cathartes aura)

Águia-Real (Aquila chrysaetos)

A águia-real é uma ave de rapina bastante cosmopolita. É encontrada em todo o continente asiático, na Europa, em certas áreas do norte da África e na parte ocidental dos Estados Unidos. Esta espécie ocupa uma ampla variedade de habitats, planos ou montanhosos, desde o nível do mar até aos 4.000 metros. No Himalaia, já foi vista há mais de 6 200 metros de altitude.

É um animal carnívoro com uma dieta muito variada, podendo caçar mamíferos, aves, répteis, peixes, anfíbios, insetos, e também carniça. Suas presas não excedem os 4 quilos. Elas costumam caçar em pares ou pequenos grupos.

Aves de rapina: espécies e características - Águia-Real (Aquila chrysaetos)

Açor-comum​ (Accipiter gentilis)

O açor-comum ou açor-do-norte habita todo o hemisfério norte, com exceção da zona polar e circumpolar. É uma ave de rapina de tamanho médio, com cerca de 100 centímetros de envergadura. É caracterizado por sua barriga manchada das cores preto e branco. A parte dorsal de seu corpo e as asas são cinza escuro. Habita florestas, preferindo as áreas perto da borda da floresta e das clareiras. Sua dieta tem como base pequenas aves e micro mamíferos.

Aves de rapina: espécies e características - Açor-comum​ (Accipiter gentilis)

Gavião-da-europa (Accipiter nisus)

O gavião-da-europa habita muitas regiões do continente eurasiano e o norte da África. São aves migratórias, no inverno elas migram para o sul da Europa e Ásia, e no verão eles voltam para o norte. São aves de rapina solitárias, exceto quando nidificam. Seus ninhos são colocados nas árvores das florestas onde vivem, perto de áreas abertas onde podem caçar pequenos pássaros.

Aves de rapina: espécies e características - Gavião-da-europa (Accipiter nisus)

Abutre-real (Torgos tracheliotos)

Mais um exemplo na lista de aves de rapina está o abutre-real, também conhecido como abutre-torgo, é uma espécie endêmica da África e está em perigo de extinção. Na verdade, essa ave já desapareceu de muitas regiões que costumava habitar.

Sua plumagem é marrom e ele tem um bico maior, mais duro e mais forte que as outras espécies de abutres. Esta espécie vive em savanas secas, planícies áridas, desertos e encostas abertas de montanhas. É principalmente um animal carniceiro, mas também é conhecido por caçar pequenos répteis, mamíferos ou peixes.

Conheça mais sobre os 10 animais mais rápidos do mundo nesse artigo do PeritoAnimal.

Aves de rapina: espécies e características - Abutre-real (Torgos tracheliotos)

Secretário​ (Sagittarius serpentarius)

O secretário é uma ave de rapina encontrada na África Subsaariana, desde o sul da Mauritânia, Senegal, Gâmbia e o norte da Guiné a leste, até o sul da África. Essa ave vive em campos, de planícies abertas até savanas levemente arborizadas, mas também é encontrado em áreas agrícolas e sub-desérticas.

Se alimenta de uma grande variedade de presas, principalmente insetos e roedores, mas também de outros mamíferos, lagartos, cobras, ovos, aves jovens e anfíbios. A característica principal desta ave de rapina é que, embora voe, ela prefere andar. Na verdade, ela não caça suas presas no ar, e sim as golpeia com suas pernas fortes e longas. A espécie é considerada vulnerável à extinção.

Aves de rapina: espécies e características - Secretário​ (Sagittarius serpentarius)

Outras aves de rapina diurnas

Quer conhecer mais espécies? Então aqui vão os nomes de outras aves de rapina diurnas:

  • Condor-dos-andes (Vultur gryphus);
  • Urubu-rei (Sarcoramphus papa);
  • Águia-imperial-ibérica (Aquila adalberti);
  • Águia-gritadeira (Clanga clanga);
  • Águia-imperial-oriental​ (Aquila heliaca);
  • Águia-rapace (Aquila rapax);
  • Águia-negra-africana​ (Aquila verreauxii);
  • Águia-dominó (Aquila spilogaster);
  • Abutre-preto (Aegypius monachus);
  • Abutre-fouveiro (Gyps fulvus);
  • Abutre-barbudo (Gypaetus barbatus);
  • Abutre-de-bico-longo (Gyps indicus);
  • Abutre-de-rabadilha-branca (Gyps africanus);
  • Águia-pesqueira​ (Pandion haliaetus);
  • Falcão-peregrino (Falco peregrinus);
  • Peneireiro-vulgar (Falco tinnunculus);
  • Peneireiro-das-torres (Falco naumanni);
  • Ógea (Falco subbuteo);
  • Esmerilhão (Falco columbarius);
  • Falcão-gerifalte (Falco rusticolus).

Para conhecer mais sobre o mundo animal, veja nosso artigo sobre os tipos de canários.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Aves de rapina: espécies e características, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • BirdLife International 2016. Accipiter gentilis. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22695683A93522852.
  • BirdLife International 2016. Accipiter nisus. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22695624A93519953.
  • BirdLife International 2018. Cathartes aura. La Lista Roja de la UICN de Especies Amenazadas 2018: e.T22697627A131941613.
  • BirdLife International 2016. Sagittarius serpentarius. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22696221A93549951.
  • BirdLife International 2017. Torgos tracheliotos (amended version of 2016 assessment). The IUCN Red List of Threatened Species 2017: e.T22695238A118631696.
  • Ferrer, J.I. y Llopis, F.J. (2015). Rapaces en el Parque de las Ciencias. Parque de las Ciencias. Consejería de Educación Junta de Andalucía.

Vídeos de Aves de rapina: espécies e características

1 de 3
Vídeos de Aves de rapina: espécies e características

Escrever comentário sobre Aves de rapina: espécies e características

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Aves de rapina: espécies e características
1 de 8
Aves de rapina: espécies e características

Voltar ao topo da página