menu
Partilhar

Animais em perigo de extinção - Definição, classificação e exemplos

 
Por Nick A. Romero H., Biólogo e educador ambiental. 12 fevereiro 2024
Animais em perigo de extinção - Definição, classificação e exemplos

A extinção é um processo que acompanhou a história evolutiva da vida na Terra, de modo que uma quantidade inconcebível de espécies desapareceu. Os cientistas concordam que houve cinco extinções em massa globalmente, que ocorreram mesmo antes da evolução dos seres humanos no planeta. Essas extinções foram causadas por diversos fatores, como mudanças globais no ambiente, complicações reprodutivas devido à endogamia genética, reprodução inadequada ou falta de adaptação, entre outros.

A principal autoridade global sobre o estado de conservação das espécies é a União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN), que relata que atualmente mais de 44 mil espécies de vida no planeta estão ameaçadas de extinção. A diferença reside no fato de que as atividades humanas são a principal razão que ameaça a biodiversidade, sugerindo que estamos enfrentando a sexta extinção em massa. Convidamos você a continuar lendo este artigo do PeritoAnimal, no qual explicamos o que é uma espécie em risco de extinção.

Também lhe pode interessar: Animais marinhos em perigo de extinção

O que significa dizer que uma espécie está em risco de extinção?

Há décadas, a nível global, tem sido relatado que muitas espécies estão ameaçadas, e a palavra "extinção" tornou-se muito comum em diversos contextos. Mas o que significa quando uma espécie está em risco de extinção? A seguir, explicamos o que é isso.

Uma espécie está em risco de extinção quando, por razões naturais ou de origem antropogênica (ou seja, devido a ações humanas), seus níveis populacionais diminuem para um estado crítico, ameaçando a sobrevivência desses animais (também se aplica a plantas), seja em uma região específica ou globalmente. Assim, uma espécie animal está em risco de extinção quando restam muito poucos indivíduos, resultando em uma população baixa e em risco iminente de desaparecimento permanente.

Animais em perigo de extinção - Definição, classificação e exemplos - O que significa dizer que uma espécie está em risco de extinção?

Quando se considera que uma espécie está em risco de extinção?

O desenvolvimento industrial a nível global provocou uma transformação excessiva do meio ambiente pelos seres humanos. Dessa forma, o desmatamento, a alteração de cursos de água, a construção de cidades e estradas, a instalação de represas, o aumento industrial tanto na pecuária quanto na agricultura, a emissão de gases de efeito estufa responsáveis pelo aquecimento global e, consequentemente, pelas mudanças climáticas, assim como a exploração de espécies animais, seja para alimentação, comercialização como animais de estimação ou entretenimento, e até mesmo para a utilização de partes de seus corpos com o objetivo de obter algum produto, entre outras razões, têm ameaçado a vida de milhares de espécies no planeta.

No entanto, a extinção é um processo que começa com ameaças que há muito tempo podem ser identificadas e relatadas. Por isso, a UICN estabeleceu um sistema de classificação ou critérios para indicar o risco ou o nível de ameaça que uma espécie enfrenta. Assim, a nível global, são aceitas as seguintes categorias, que, de acordo com um estudo prévio da espécie, permitem atribuí-la a uma ou outra:

  • Dados deficientes (DD): quando não há dados suficientes para realizar a avaliação, seja diretamente ou indiretamente;
  • Pouco preocupante (LC): quando uma unidade taxonômica foi avaliada e não se enquadra em nenhuma categoria de risco estabelecida pela UICN;
  • Quase ameaçado (NT): esta categoria é atribuída a uma unidade taxonômica que, embora tenha sido avaliada e não se qualifique para as categorias de maior ameaça, está próximo de se qualificar ou pode fazê-lo em um futuro próximo. Inclui espécies que exigem medidas de conservação para evitar que passem para outra categoria de ameaça;
  • Vulnerável (VU): quando a espécie atende aos critérios da categoria e corre o risco de enfrentar a extinção na natureza. Incluem-se espécies que sofreram uma significativa diminuição populacional ou tiveram sua distribuição natural fragmentada;
  • Em perigo (EN): esta categoria é atribuída a espécies que atendem a todos os critérios da categoria e enfrentam o risco de desaparecer global ou regionalmente, devido à perda de habitat ou contrabando, entre outros fatores;
  • Criticamente em perigo (CR): as espécies atribuídas a esta categoria enfrentam um risco extremamente alto de desaparecer da vida selvagem. Incluem-se espécies que experimentaram uma diminuição nos últimos 10 anos ou 3 gerações de 80 a 90%. Descubra neste outro artigo quais são os animais em extinção no mundo;
  • Extinto na natureza (EW): esta categoria é atribuída a animais que, após um estudo exaustivo, não podem ser encontrados em nenhum indivíduo em seu habitat natural. Apenas indivíduos em cativeiro ou populações naturalizadas introduzidas em áreas não nativas são encontrados;
  • Extinto (EX): esta categoria é atribuída quando não há dúvida razoável de que o último indivíduo da espécie morreu;
  • Não avaliado (NE): esta categoria é atribuída quando uma unidade taxonômica não foi avaliada de acordo com os critérios estabelecidos.
Animais em perigo de extinção - Definição, classificação e exemplos - Quando se considera que uma espécie está em risco de extinção?

Quando uma espécie é declarada como em risco de extinção?

Agora que sabemos o que é uma espécie em risco de extinção e os diferentes graus que existem, quando ela realmente é declarada como tal? Uma vez que a UICN avaliou uma espécie e determina que ela enfrenta um risco extremamente alto de desaparecer ou se extinguir em seu estado selvagem, ela é declarada como em risco de extinção. As avaliações determinam se a espécie experimentou fortes flutuações populacionais, resultando em uma queda de 80 a 90% da população nos últimos anos. Geralmente, considera-se um limiar populacional abaixo de 250 indivíduos maduros ou adultos.

Atualmente, a UICN registra um total de 89.856 animais na categoria "em perigo" e 4.008 em "criticamente em perigo".

O que se faz quando uma espécie está em risco de extinção?

Quando uma espécie está em risco de extinção, diversas instituições e governos estabelecem medidas de conservação, como leis que proíbem a caça ou o comércio desses animais. Também são criados espaços protegidos para garantir uma maior proteção às espécies, e tratados internacionais são negociados para frear a exploração. No entanto, embora em certos casos essas medidas ajudem a diminuir o risco, nem sempre produzem os efeitos esperados devido à complexidade do problema, e em muitos países as medidas de conservação estabelecidas não são adotadas ou as ações ilegais não são impedidas.

Por outro lado, também se promove a sensibilização por meio da educação, com o objetivo de que as pessoas evitem comprar animais em risco de extinção ou produtos elaborados com seus corpos ou partes dele. Além disso, incentiva-se a decisão de não visitar zoológicos ou parques que não sigam diretrizes de conservação das espécies.

Neste outro post, falamos sobre 15 animais ameaçados de extinção no Brasil.

Exemplos de espécies em risco de extinção

Você agora já sabe que existem milhares de animais em uma das categorias mencionadas anteriormente, especialmente na categoria "em perigo" ou "criticamente em perigo". No entanto, se quiser conhecer exemplos de espécies em risco de extinção, abaixo mencionamos algumas das mais ameaçadas com base em sua classificação. Começando pelos animais classificados como "em perigo", alguns exemplos são:

  • Tartaruga-verde (Chelonia mydas);
  • Tubarão-baleia (Rhincodon typus);
  • Pinguim-das-galápagos (Spheniscus mendiculus);
  • Golfinho-de-hector (Cephalorhynchus hectori);
  • Boto-cor-de-rosa (Inia geoffrensis);
  • Tigre (Panthera tigris);
  • Hipopótamo-pigmeu (Choeropsis liberiensis);
  • Baleia-azul (Balaenoptera musculus);
  • Cardeal-amarelo (Gubernatrix cristata);
  • Cavalo-marinho-de-White (Hippocampus whitei);
  • Lontra-marinha (Enhydra lutris);
  • Ariranha (Pteronura brasiliensis);
  • Leão-marinho-da-nova-zelândia (Phocarctos hookeri);
  • Diabo-da-Tasmânia (Sarcophilus harrisii);
  • Elefante-asiático (Elephas maximus);
  • Elefante-da-savana (Loxodonta africana);
  • Coala (Phascolarctos cinereus);
  • Panda-vermelho (Ailurus fulgens);
  • Anta da montanha (Tapirus pinchaque);
  • Cirroctopus hochbergi.

Por outro lado, na categoria "criticamente em perigo", encontramos exemplos como estes:

  • Tubarão-martelo-panã (Sphyrna mokarran);
  • Peixe-anjo (Squatina oculata);
  • Gorila-do-ocidente (Gorilla gorilla);
  • Gorila-do-oriente (Gorilla beringei);
  • Tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata);
  • Rinoceronte-negro (Diceros bicornis);
  • Lobo-vermelho (Canis rufus);
  • Lince-ibérico (Lynx pardinus);
  • Gato-andino (Leopardus jacobita);
  • Vaquita-marinha (Phocoena sinus);
  • Macaco-aranha-marrom (Ateles hybridus);
  • Orangotango-de-sumatra (Pongo abelii);
  • Vombate-de-nariz-peludo-do-norte (Lasiorhinus krefftii);
  • Maçarico-esquimó (Numenius borealis);
  • Condor-da-califórnia (Gymnogyps californianus);
  • Visão-europeu (Mustela lutreola);
  • Crocodilo-de-focinho-delgado (Mecistops cataphractus);
  • Axolote (Ambystoma mexicanum);
  • Albatroz-das-galápagos (Phoebastria irrorata);
  • Litoria castanea.
Animais em perigo de extinção - Definição, classificação e exemplos - Exemplos de espécies em risco de extinção

Se deseja ler mais artigos parecidos a Animais em perigo de extinção - Definição, classificação e exemplos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Animais em perigo de extinção.

Bibliografia
  • Gittleman, J. L. (2024). Extinction. Encyclopedia Britannica. Disponible en: https://www.britannica.com/science/extinction-biology
  • IUCN (2024). The IUCN Red List of Threatened Species. Version 2023-1. Disponible en: https://www.iucnredlist.org

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Animais em perigo de extinção - Definição, classificação e exemplos
1 de 4
Animais em perigo de extinção - Definição, classificação e exemplos

Voltar ao topo da página