menu
Partilhar

Tipos de patas de aves

 
Por María Luz Thomann, Bióloga e ornitóloga. 9 novembro 2021
Tipos de patas de aves

Você sabe como se chamam as patas dos pássaros? E quais os tipos de adaptação das patas das aves? Uma das características das aves é, sem dúvidas, o formato de suas patas. E entre todas as adaptações anatômicas que as aves possuem, a configuração de seus dedos e o formato de suas patas dependerão de seu modo de vida.

Graças a todas essas especializações, as aves tiveram grande sucesso evolutivo e puderam colonizar diversos habitats, muitos deles lugares onde outros animais não conseguem chegar. Da mesma forma, as diferentes guildas tróficas (ou seja, espécies que ocupam o mesmo nível trófico e que compartilham os mesmos recursos) utilizam essas adaptações anatômicas para ter acesso aos alimentos, bem como para se deslocar, e neste sentido a disposição dos dedos e patas são um componente chave.

Se você quiser aprender mais sobre os tipos de patas de aves e suas características e estrutura, continue lendo este artigo do PeritoAnimal e vamos te contar tudo!

Também lhe pode interessar: Tipos de patos

Características e estrutura das patas das aves

Como já mencionamos, o corpo das aves possui uma série de adaptações que permitem que esses animais tenham tamanha amplitude em seus estilos de vida. Neste sentido, as patas desempenham um papel muito importante.

Os membros posteriores são constituídos pelo osso fêmur, que é relativamente curto na maioria das aves. A parte visível da pata, ou seja, sem penas, é composta por ossos metatarsais fundidos (homólogos ao pé humano), formando o tibiotarso, que é a parte mais longa da perna. Os ossos seguintes também se fundiram originando o tarsometatarso, onde os dedos da pata se encontram. As aves têm a particularidade de andar na ponta dos pés devido à configuração de seus dedos, portanto, pode-se dizer que são digitígradas.

A maioria delas possui quatro dedos, mas em algumas pode haver três, sendo o primeiro dedo o hálux. O avestruz (Struthio camelus) é a única ave viva que possui apenas dois dedos. As aves que possuem três dedos geralmente são ratitas, como a ema, emu, kiwis e algumas aves limícolas como as tarambolas (ordem Charadriiformes), entre outras.

Assim como há diferentes tipos de patas de aves, o formato de seus bicos também varia de acordo com os hábitos e a dieta de cada espécie. Se você quiser saber mais, você pode consultar este outro artigo do PeritoAnimal sobre tipos de bicos de aves.

Tipos de patas de aves - Características e estrutura das patas das aves

Tipos de patas das aves

As patas de aves podem ser classificadas em 5 tipos, dependendo também do tipo de ave, como veremos um pouco mais a frente. Dependendo do número e da disposição dos dedos, eles são contados de fora para dentro, e o hálux é considerado o primeiro dedo. Dentro de cada tipo, existem configurações altamente variáveis ​​entre as diferentes ordens e famílias de aves, onde cada uma tem um arranjo particular de dedos ou outra característica distinta. Além disso, as unhas ou garras nas quais os dedos dos pés terminam frequentemente refletem os hábitos da ave. A seguir, vamos explicar as diferentes configurações dos dedos e os tipos de patas presentes nas aves.

Patas anisodáctilas

A configuração típica da pata de uma ave, com quatro dedos no total sendo o hálux (primeiro dedo) orientado para trás, e os outros três para a frente. Esta disposição é comum em Passeriformes (os pássaros, como melros, chapim-azul, pardais, entre outros), as pombas (Columbiformes), falcões (Falconiformes), entre muitas outras aves. Possuem um hálux muito forte, que lhes permite empoleirar em galhos confortavelmente.

Como curiosidade, você também pode consultar este outro artigo em que apresentamos nomes de pássaros de A a Z.

Patas zigodáctilas

Nesse caso, essas patas de aves têm dois dedos para a frente e dois para trás. Geralmente, o quarto dedo e o hálux são os que ficam voltados para trás. Esta forma de pata é encontrada nos cucos (Cuculiformes), nos pica-paus (Piciformes) e nos papagaios (Psittaciformes), entre outros. Também é comum em corujas (Strigiformes), embora possa variar dentro do grupo. As espécies trepadeiras, como os pica-paus, costumam ter unhas curvas que as ajudam a segurar nas irregularidades da casca das árvores sem prejudicar sua capacidade de se empoleirar.

Patas heterodáctilas

Essa configuração é mais rara. Essas patas de aves também têm dois dedos voltados para trás e dois voltados para a frente, mas neste caso os dedos posteriores são o segundo e o primeiro. Este arranjo está presente nos surucuás (Trogoniformes) e também permite que eles se empoleirem em galhos de árvores, onde passam muito tempo.

Patas sindáctilas

As aves com esta configuração têm os dedos médios ligados, ou seja, o terceiro e o quarto dedos. Este arranjo é semelhante à anisodactilia, exceto pela fusão dos dedos, e é típico de guarda-rios, abelharucos, rolieiros e afins (Coraciiformes). A fusão dos três dedos da frente também pode ocorrer, do segundo ao quarto, como na espécie Ceryle alcyon. Este tipo de pata de aves permite que se empoleirem em superfícies planas e também cilíndricas.

Patas pamprodáctilas

Neste caso, todos os quatro dedos estão orientados para a frente, como nos andorinhões (Apodiformes), incluindo o primeiro dedo (o hálux). Esse arranjo está presente apenas nessas aves e as ajuda a se pendurar em galhos ou estruturas, já que não podem se empoleirar ou caminhar porque suas pernas são muito curtas.

Você também pode se interessar por este outro artigo sobre pássaros coloridos: características e fotos.

Tipos de patas de aves: outras classificações

Outras classificações também incluem o grau de desenvolvimento das membranas interdigitais que as patas das aves podem ter.

Patas anisodáctilas palmadas

No caso de espécies aquáticas, como por exemplo os patos, gansos, gaivotas, entre outros, possuem os três dedos anteriores com membranas interdigitais, ou seja, possuem patas de anisodáctilo palmadas com diferentes graus de desenvolvimento.

Tipos de patas de aves - Tipos de patas de aves: outras classificações

Patas totipalmadas

Em outros casos, como nos pelicanos (Pelecaniformes), todos os dedos das patas desta ave estão unidos por uma membrana interdigital completa, caso em que são chamadas de totipalmadas.

Patas semipalmadas ou brevipalmadas

Outras aves, como as aves limícolas, têm patas semipalmadas ou brevipalmadas, nas quais os três dedos da frente estão parcialmente unidos em suas bases por uma membrana. As membranas interdigitais garantam maior força para se mover durante a natação, como um remo, e o grau de desenvolvimento das membranas varia de acordo com a dependência da espécie à água.

Patas lobuladas

Por outro lado, algumas aves semi-aquáticas, como galeirões e carquejas (Gruiformes), têm patas lobuladas ou recortadas. Possuem uma membrana ondulada ou recortada que envolve cada dedo e mantém sua individualidade. Este tipo de pata de ave permite propulsão na hora de nadar, além de maior equilíbrio e superfície de aderência para se mover em terrenos alagados.

Patas lobadas

Espécies como os mergulhões ou zampulhões (Podicipediformes) têm patas lobadas, nas quais cada dedo possui uma membrana individual com uma borda lisa.

Por outro lado, outros traços também podem caracterizar as patas das aves. Por exemplo, espécies com hábitos mais terrestres possuem unhas traseiras compridas com as quais evitam afundar na lama, areia ou outras superfícies macias. No caso dos jaçanãs (Charadriiformes), eles são caracterizados por suas pernas anisodáctilas com dedos e unhas muito longos, que lhes permitem se mover e andar na superfície da vegetação aquática de corpos d'água com pouca profundidade.

Espécies como as garças (ordem Ciconiiformes) possuem a unha do terceiro dedo similar a um "pente", ou seja, com as bordas dentada. Essas unhas pectinadas, como são chamadas, também estão presentes em outras espécies como a coruja-das-torres (Tyto alba), que a utiliza para se arrumar e cuidar das penas.

Agora que você conheceu os diferentes tipos de patas de aves, você não pode perder o vídeo a seguir em que mostramos o papagaio mais inteligente do mundo:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Tipos de patas de aves, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • Del Hoyo, J., Del Hoyo, J., Elliott, A., & Sargatal, J. (1992). Handbook of the birds of the world. (Vol. 1, No. 8). Lynx edicions. Barcelona.
  • Kardong, K. V. (2007). Vertebrados: Anatomía comparada, función y evolución. McGraw Hill.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Tipos de patas de aves
1 de 12
Tipos de patas de aves

Voltar ao topo da página