Partilhar

Gato Sagrado da Birmânia

Atualizado: 29 abril 2019
Gato Sagrado da Birmânia

Com uma aparência que parece ter sido criada de um cruzamento entre um gato Siamês e um gato Persa, o gato Birmano, ou gato sagrado da Birmânia, é um curioso felino que chama a atenção por onde passa devido à fisionomia exuberante que tem, à pelagem comprida e sedosa, ao olhar penetrante do qual é dono e à personalidade tranquila e dócil característica dessa raça de gato. Também por ser perfeita para famílias, essa raça de gato é uma das mais populares atualmente.

Se você está pensando em adotar um gato Birmano ou se já convive com um deles, aqui no PeritoAnimal te explicaremos tudo o que você precisa saber sobre o famoso "sagrado da Birmânia", como as características principais, a personalidade, os problemas de saúde que ele pode desenvolver e os cuidados que se devem ter com essa raça de gatos.

Origem
  • Ásia
Classificação FIFE
  • Categoria I
Características físicas
Peso médio
  • 3-5
  • 5-6
  • 6-8
  • 8-10
  • 10-14
Esperança de vida
  • 8-10
  • 10-15
  • 15-18
  • 18-20
Tipo de pelo

Gato Sagrado da Birmânia: origem

A origem do gato Birmano, também conhecido como gato sagrado da Birmânia ou apenas sagrado da Birmânia, tem relação aos monges budistas. Segundo a principal lenda sobre essa raça de gato, o Birmano era venerado pelos monges e considerado nada menos do que um animal sagrado para eles. Na história, um monge do templo do pensador Lao Tzu entregou um casal do sagrado gato Birmano ao general Gordon Russel como agradecimento por salvar o templo.

No entanto, a história que parece ser mais verídica é a que o gato Birmano provém de Wong Mau, uma gata cor chocolate que veio da Birmânia para os Estados Unidos em um barco entre 1920 e 1930 para ser cruzada com um gato Siamês por um criador norte-americano chamado Joseph Thompson. O cruzamento foi um sucesso e dele surgiram vários filhotes com a mesma cor de chocolate.

Independentemente da história, o certo é dizer que o gato Sagrado da Birmânia chegou ao Ocidente a princípios do século XX e que foram os franceses que conseguiram, no fim, manter a pureza genética dessa raça de gato inclusive durante a Segunda Guerra Mundial, cruzando os felinos apenas com gatos Persa ou Himalaios. Mesmo com tudo isso, não foi até 1957 que a CFA (Cat Fanciers Association) reconheceu o gato Sagrado da Birmânia como uma raça de gato, apesar de que em 1936, esse tipo de felino já tivesse sido incluído no livro genealógico da instituição.

Gato Sagrado da Birmânia características

O gato Sagrado da Birmânia é um felino de tamanho médio e musculatura forte. O sagrado da Birmânia tem patas curtas mas robustas, de uma tonalidade escura assim como uma cauda comprida e orelhas da mesma cor. O nariz e grande parte da sua cara também tem o mesmo tom marrom escuro.

O resto do corpo, como a região do torso, a parte mais externa do rosto e as extremidades das patas, é de um branco creme que também apresenta tonalidades douradas. Além disso, a pelagem do gato Birmano é semi-comprida e densa, de tato sedoso e macio. Os olhos do gato Sagrado da Birmânia são grandes e arredondados, sempre azuis e com um olhar particular. O peso dessa raça de gato oscila entre os 3kg e 6kg, sendo que as fêmeas geralmente pesam entre os 3kg e 5kg e os machos, entre os 5kg e 6kg. Normalmente, a expectativa de vida de um gato Birmano é de 9 a 13 anos.

O Sagrado da Birmânia atualmente é reconhecido pelos principais registros de gatos, no entanto nem todos reconhecem todas as cores dessa raça de gato. As associações de amigos de gatos reconhecem apenas dois tipos: o gato Birmano e o gato Birmano europeu.

Gato Sagrado da Birmânia: personalidade

O gato Sagrado da Birmânia é uma raça de gato tranquila e equilibrada, é a companhia perfeita para brincadeiras em família com crianças ou com outros animais, já que os Birmanos são muito sociáveis e carinhosos e sempre querem amor e atenção.

É por isso que, mesmo sendo uma raça de gato que gosta de desfrutar de paz e tranquilidade, o gato Birmano não aguenta ficar sozinho por muito tempo. Assim, se você costuma a passar um bom tempo fora de casa, uma boa ideia pode ser ter outro bichinho de estimação para fazer companhia para o felino.

Equilíbrio é a palavra-chave para definir os exemplares de gato Sagrado da Birmânia, já que amam tranquilidade, mas detestam a solidão. São brincalhões, mas não destrutivos ou inquietos e são bem carinhosos, mas não exigentes ou pegajosos. Assim, essa raça de gato é perfeita para viver com famílias com crianças, já que tanto o animal com os pequenos vão se divertir com a companhia do outro.

O gato Birmano também é dócil e costuma ser curioso e atento com seus cuidadores, é notavelmente inteligente. Por todas essas qualidades e traços de personalidade, é fácil ensinar truques e acrobacias para o seu gato Sagrado da Birmânia.

Gato Sagrado da Birmânia: cuidados

Em relação aos cuidados que se devem tomar com um gato Birmano, um dos mais importantes é o de escovar regularmente o pelo do felino para evitar a formação das incômodas bolas de pelo, que podem afetar o aparelho digestivo do gato. Além disso, também é recomendado cuidar bem das unhas e dentes do seu gato Birmano assim como os olhos e orelhas, limpando ambos com produtos indicados por um veterinário.

Também é importante sempre dar atenção e carinho para os bichinhos, pois se forem bem amados se transformam em companheiros fieis. Para combater a solidão dessa raça de gato, também é essencial dar importância a socialização do animal para que ele se mantenha tranquilo durante os momentos em que ele estiver sozinho. Para isso, é recomendável oferecer ao seu gato Sagrado da Birmânia um enriquecimento ambiental correto, com brincadeiras, jogos variados e muitos arranhadores com alturas distintas. Também pode ser necessário o uso de feromônios em difusores para ambientes para acalmar o seu gato Birmano.

Gato Sagrado da Birmânia: saúde

O gato Birmano costuma ser um felino saudável, no entanto, há alguns problemas de saúde os quais essa raça de gato tem mais probabilidade de desenvolver que outras.

O gato sagrado da Birmânia pode sofrer de glaucoma, deformações do crânio ou até síndrome da hiperestesia felina, doença rara que consiste em um aumento da sensibilidade ao tato ou a estímulos dolorosos. O gato Sagrado da Birmânia também é mais propenso ao desenvolvimento de cálculos de oxalato de cálcio no trato urinário.

Por isso é muito importante respeitar o calendário de vacinas do seu gato Birmano, assim como as consultas periódicas com o veterinário, que ajudam a prevenir e detectar essas doenças mais rapidamente e, assim, preservar a saúde do animal.

Fotos de Gato Sagrado da Birmânia

Artigos relacionados

Suba a sua foto de Gato Sagrado da Birmânia

Suba a foto do seu Pet

Escrever comentário sobre Gato Sagrado da Birmânia

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
Como avalia esta raça?

Gato Sagrado da Birmânia
1 de 6
Gato Sagrado da Birmânia

Voltar ao topo da página