Partilhar

Terrier Tibetano

Atualizado: 18 fevereiro 2020
Terrier Tibetano

Embora se encontre catalogado dentro do grupo dos Terriers, o Terrier Tibetano é muito diferente de seus congêneres e não apresenta a personalidade e as características típicas de outras raças de Terrier. Antigamente, eles acompanhavam os monges budistas. Hoje em dia, por sorte, acompanham muitas famílias ao redor de todo o mundo, algo que é compreensível dada sua personalidade carinhosa e divertida, além de sua inteligência e docilidade.

Nesta ficha do PeritoAnimal, veremos toda a história e evolução do Terrier Tibetano, assim como todos os detalhes sobre seus cuidados e educação.

Origem
  • Ásia
  • China
Classificação FCI
  • Grupo III
Características físicas
Altura
  • 15-35
  • 35-45
  • 45-55
  • 55-70
  • 70-80
  • Mais de 80
Peso adulto
  • 1-3
  • 3-10
  • 10-25
  • 25-45
  • 45-100
Esperança de vida
  • 8-10
  • 10-12
  • 12-14
  • 15-20
Atividade física recomendada
  • Baixa
  • Média
  • Alta
Ideal para
Clima recomendado
Tipo de pelo

Terrier Tibetano: história

Como o próprio nome indica, os Terriers Tibetanos são originários da região do Tibete (China). Lá, esses cachorros serviam nos mosteiros como animais guardiões, enquanto acompanhavam os monges e guiavam seus rebanhos. Devido às suas origens remotas e ao isolamento da área de origem, a raça permaneceu praticamente inalterada ao longo dos anos, sendo uma das mais bem preservadas atualmente.

Suas origens remontam há mais de 2.000 anos, e diz-se que surgiram quando os tibetanos decidiram separar os cachorros grandes, dos quais descendem os atuais Mastins Tibetanos e os pequenos, ou seja, o Terrier Tibetano que são precursores de raças como o Spaniel Tibetano ou o Pastor Polonês de Planície.

A raça chegou à Europa na década de 1920, através de uma médica chamada Agnes Grey, que atendeu alguns nativos que tinham o Terrier Tibetano como mascote e, depois de receberem seus cuidados médicos, a presentearam com um dos filhotes que sua cadelinha havia criado. Esse filhote se tornou parte de um programa de criação e, posteriormente, viajou com sua dona para a Inglaterra em 1922. Em 1930, a raça foi reconhecida oficialmente pelo Kennel Club da Inglaterra (KCE), e sua expansão pela Europa tornou-se especialmente notável nos anos 40. A raça chegou aos EUA em 1956 e foi reconhecida pelo American Kennel Club em 1973.

Conhecidos antigamente como Tsang Apso, "cachorro peludo da província de Tsang", esse cachorro recebeu o nome de Terrier porque os viajantes estrangeiros o achavam muito parecido com os terriers conhecidos na Europa, razão pela qual o chamaram de Terrier Tibetano. Outros nomes são Tibet Apso ou Dokhi Apso.

Terrier Tibetano: características

Os Terrier Tibetanos são cachorros de tamanho médio, pesando entre 8 e 12 kg e com uma altura da cernelha que varia entre 35 e 45 centímetros, sendo que as fêmeas são um pouco menores do que os machos. Sua expectativa de vida normalmente varia entre 12 e 15 anos, com alguns espécimes chegando aos 17.

Seu corpo é sólido e compacto, com formas quadradas. Sua cabeça também é quadrada, alinhando-se com o focinho e apresentando stop. Uma característica notável nos padrões da raça é que a distância que vai da trufa aos olhos deve ser a mesma que entre os olhos e a base da cabeça. Esses olhos são redondos, grandes e expressivos, de tom marrom escuro, sendo aceitos também tons mais claros se a pelagem for de uma cor muito clara. As orelhas dos Terrier Tibetanos têm franjas em forma de "V" e ficam penduradas nas laterais do crânio.

Sua pelagem é densa, pois possui uma camada dupla, sendo que a camada externa é longa e reta, já a interior é mais fina e lanosa, o que a torna um isolante contra as intempéries climáticas típicas de sua região de origem. As cores de sua pelagem podem cobrir todo o espectro de cores, exceto chocolate e fígado.

Terrier Tibetano: personalidade

Apesar de pertencer à categoria de Terrier, o Terrier Tibetano difere de seus congêneres por apresentar uma personalidade muito mais doce e dócil. Ele gosta de brincar e passar tempo com suas pessoas próximas, embora seja desconfiado de estranhos. Se for morar com crianças, é importante acostumar ambos a conviverem e interagirem de maneira respeitosa. É por isso que você deve educar seu Terrier desde a infância e garantir que sua socialização seja plena e satisfatória.

São cachorros tenazes e muito corajosos e, se a situação exigir, se mostram indiscutíveis heróis. Muitos deles atuam como cachorros de terapia, colaborando em sessões para beneficiar diversos grupos, como crianças, idosos ou pessoas que precisam de atenção.

São animais sociáveis que não toleram bem a solidão, pois precisam de cuidados e atenção constantes. Se o Terrier Tibetano tiver essas coisas, não terá problemas para morar em apartamentos e desde que possa liberar sua energia com longas caminhadas, você terá um animal brincalhão, alegre e equilibrado para desfrutar de grandes momentos.

Terrier Tibetano: cuidados

Como é uma raça que apresenta pelagem longa e densa, o Terrier Tibetano precisará de sua atenção, pois é necessário escovar seu pelo com frequência para que ele permaneça macio e brilhante, evitando emaranhados e nós. Recomenda-se que o Terrier tome pelo menos um banho por mês, para se manter limpo e arrumado. Como eles têm uma quantidade significativa de pelos no lado interno das orelhas, é necessário estar sempre atento e, se necessário, cortar os pelos dessa área, pois podem surgir complicações devido aos nós ou ao acúmulo de poeira e umidade.

Exceto por essa escovação, o Terrier Tibetano precisará dos mesmos cuidados que qualquer outra raça, como escovar seus dentes várias vezes por semana, proporcionar a ele tempo de atividade física suficiente, cortar suas unhas regularmente e limpar seus ouvidos com produtos óticos adequados para uso em cachorros.

É importante escolher uma dieta equilibrada e adaptada às necessidades tanto da raça em geral, ou seja, um cachorro médio e de pelo comprido, quanto do seu animal em particular, adaptando a dieta às suas necessidades nutricionais específicas. Se, por exemplo, seu animal de estimação sofrer de insuficiência renal ou hepática, ou se tiver problemas cardíacos, é possível encontrar no mercado rações e produtos que atendem a essas deficiências vitamínicas e apresentam os níveis de minerais, proteínas, gorduras e carboidratos mais adequados para melhorar ou manter sua saúde.

Terrier Tibetano: educação

Em geral, os Terriers Tibetanos são animais fáceis de educar, mas é necessário que o você seja constante e dedicado no que diz respeito ao seu treinamento, pois são cachorros teimosos e, às vezes, é necessário ter energia e paciência suficientes para tornar o treinamento eficaz e satisfatório.

Um dos aspectos mais relevantes do treinamento dessa raça é a socialização, que deve ser realizada tão cedo quanto possível, caso contrário, o cachorro poderá apresentar dificuldades ao viver com pessoas e outros animais. Isso acontece devido à sua natureza desconfiada e habilidades como cão de guarda, mas se você seguir as diretrizes, for paciente e constante, sem dúvida alcançará seus objetivos pois estamos diante de uma raça amigável e com uma adaptabilidade surpreendente.

Terrier Tibetano: saúde

De maneira geral, podemos dizer que o Terrier Tibetano é uma raça com saúde invejável, no entanto, esses cachorros podem apresentar algumas doenças hereditárias como a displasia de quadril, que exige supervisão veterinária constante, a realização dos exames radiológicos necessários e o fornecimento de suplementos como os condroprotetores, que ajudarão a manter as articulações em bom estado.

Por sua vez, a raça é propensa a desenvolver atrofia progressiva da retina e displasia da retina, doenças que podem levar a problemas tão graves como a cegueira. Destacamos ainda as cataratas e a luxação ocular como doenças comuns na raça.

É por isso que é necessário realizar consultas veterinárias regulares, a cada seis ou doze meses. Também é fundamental identificar o Terrier Tibetano com microchip e chapas, bem como seguir calendário de vacinação e a rotina de desparasitação. Desta forma, é possível prevenir e detectar diversas doenças prontamente.

Fotos de Terrier Tibetano

Vídeos relacionados com Terrier Tibetano

1 de 3
Vídeos relacionados com Terrier Tibetano
Artigos relacionados

Suba a sua foto de Terrier Tibetano

Suba a foto do seu Pet

Escrever comentário sobre Terrier Tibetano

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
Como avalia esta raça?

Terrier Tibetano
1 de 7
Terrier Tibetano

Voltar ao topo da página