Partilhar

Bichon Bolonhês

Atualizado: 21 junho 2019
Bichon Bolonhês

O Bichon Bolonhês é um cachorro pequeno e compacto, de pelagem branca e origem italiana. Tem parentesco com o Bichon Frisé e o Bichon Havanês, e é um cachorro pouco comum e difícil de encontrar. Trata-se de um cachorro digno de uma corte, querido e respeitado pelos monarcas, princesas e condes.

O Bichon Bolonhês tem personalidade e aspecto elegante. Foi muito famoso nos séculos XI e XII na Itália pelas famílias de mecenas como os Medici e se converteu em um grande presente para famílias do século XVI, tanto na Itália como por exemplo em famílias espanholas como a de Felipe II, que já tinha tudo mas que ainda assim, valorizava a companhia do fiel amigo. Para saber mais acerca da origem dessa raça de cachorro e conhecer tudo sobre o Bichon Bolonhês, continue lendo essa ficha de raça do PeritoAnimal.

Origem
  • Europa
  • Itália
Classificação FCI
  • Grupo IX
Características físicas
Altura
  • 15-35
  • 35-45
  • 45-55
  • 55-70
  • 70-80
  • Mais de 80
Peso adulto
  • 1-3
  • 3-10
  • 10-25
  • 25-45
  • 45-100
Esperança de vida
  • 8-10
  • 10-12
  • 12-14
  • 15-20
Atividade física recomendada
  • Baixa
  • Média
  • Alta
Clima recomendado
Tipo de pelo

Bichon Bolonhês: origem

Essa é uma raça de cachorro que se originou no Mediterrâneo e pertence a família dos Bichon. Seus ancestrais, comuns com os Bichon Maltês, já eram conhecidos na Itália e Malta nos séculos XI e XII. Durante o renascimento, a raça era muito popular na cidade italiana de Bolonha, que é de onde vem o nome e onde se converteu em um presente para famílias ricas. Mais tarde, nos séculos XV e XVI, Felipe II denominou como "o presente mais majestoso que possa fazer um imperador" e, anos depois, se tornou o cachorro da moda por Goya, Ticiano e outros mestres da pintura.

Durante a Primeira Guerra Mundia, o Bichon Bolonhês esteve à beira de extinção, como muitas outras raças. No entanto, a paixão de alguns criadores italianos e belgas permitiu salvar a raça. Na atualidade, o Bichon Bolonhês é um cachorro menos popular mas, não está em perigo de extinção. É pouco comum na América e mais frequente nos países da Europa. É um cachorro naturalmente de companhia mas também pode participar como cachorro de exposição.

Bichon Bolonhês: características físicas

O corpo do cachorro é pequeno, compacto e de perfil quadrado, quer dizer, a largura entre o ombro até a cauda é igual a altura da cruz. As costas é reto mas na cruz sobressai ligeiramente enquanto o lombo é levemente convexo e a garupa é larga e pouco obliqua. O peito é amplo e profundo, a costela é bem arqueada e a barriga é ligeiramente retraída.

O Bichon Bolonhês tem a cabeça levemente oval mas achatada na parte superior. O crânio é apenas mais largo do que o focinho e o stop é bem pronunciado. O nariz é preto e volumoso. Os olhos redondos, grandes e de escura. As orelhas são de inserção alta, largas e pendurada. A cauda desse cachorro é arqueada e se origina na mesma linha da garupa.

O Bichon Bolonhês tem pelo largo sobre todo o corpo, formando mechas. A pelagem é mais curta no focinho e não existe sub pelo nessa raça de cachorro. Por outro lado, apesar de suas origens, é possível encontrar exemplares de cor branca e preta. Atualmente a única cor aceita pela Federação de Cinofilia Internacional (FCI) é branco puro.

O peso dessa raça de cachorro oscila entre 4 e 5 quilos, a altura costuma rondar pelas 27-30 cm até a cruz nos machos e, 25-28 cm nas fêmeas.

Bichon Bolonhês: personalidade

O Bichon Bolonhês se caracteriza por ter uma personalidade dócil, tranquila e leal. Em casa tende a ser pouco ativo, apesar de no exterior costumar ser mais energético. É muito apegado a família humana, por isso, tem tendência a desenvolver problemas de comportamento como ansiedade por separação, assim como latidos excessivos, proteção de recursos ou se tornar um cachorro destruidor. Por isso, recomenda-se a adoção desse pet por pessoas adultas ou famílias com crianças não muito pequenas, que possam dedicar ao animal o tempo que ele necessita. Também é uma excelente raça para principiantes que decidam compartilhar a vida com um cachorro pela primeira vez.

Essa raça de cachorro costuma se dar bem com outros cachorros e animais mas, pode chegar a ser muito tímido com as pessoas desconhecidas. Nesse sentido, apesar de não ter o hábito de ser agressivo, é muito importante que você o socialize desde cedo para reduzir a timidez e, inclusive, evitar durante na etapa adulta. Por outro lado, o Bichon Bolonhês é um cachorro inteligente e muito obediente, de maneira que, corretamente educado e bem atento resulta ser um excelente companheiro de vida.

Bichon Bolonhês: cuidados

O cuidado com o pelo do Bichon Bolonhês pode ser um pouco chato para algumas pessoas. A pelagem do Bichon Bolonhês tende a embaraçar com facilidade e, é preciso escovar o pelo diariamente. Também é uma boa ideia levar o Bichon Bolonhês no pet shop uma vez ao mês, aproximadamente e, dar banho no cachorro com a mesma frequência. Por isso, recomenda cortar o pelo do Bichon Bolonhês porque, como comentamos, não possuem uma pelagem dupla. Uma vantagem desse cachorro, é que ele não perde pelo e por isso, é uma boa raça para pessoas hipoalérgicas.

O Bichon Bolonhês não precisa de muito exercício físico mas, é fundamental sair para passear pelo menos três vezes ao dia para desfrutar do ar livre, da natureza e fazer as necessidades fisiológicas. Os cachorros pequenos tendem a fazer xixi mais vezes do que os cachorros de porte grande, pelo tamanho da bexiga. De maneira que, é importante não deixar de passear com o seu cachorro pois assim você evitará que ele urine dentro de casa. Por outro lado, é necessário oferecer ao Bichon Bolonhês um tempo de brincadeira moderado, já que, como dissemos anteriormente, é um cachorro pouco energético no exterior mas que, aproveita o tempo correndo e brincando. Ainda assim, o adestramento de comandos básicos pode complementar os exercícios físicos e ajudar a manter a mente estimulada.

Por outro lado, lembre-se que esse cachorro precisa de bastante companhia, por isso não é uma boa ideia deixá-los sozinhos por muito tempo. Não são cachorros para viver em um jardim ou pátio, eles precisam estar a maior parte do tempo com a família. Podem adaptar-se muito bem a vida em apartamento e em cidades grandes.

Bichon Bolonhês: educação

Como mencionamos anteriormente, o Bichon Bolonhês é um cachorro inteligente e, por norma geral, fácil de adestrar quando é treinado adequadamente. Por ser um cachorro de companhia, não se destaca nos esportes caninos mas, pode aproveitar bastante se praticar freestyle canino ou agility.

Essa raça de cachorro costuma responder muito bem ao adestramento feito com o método do reforço positivo, como o adestramento com clicker. como acontece com os outros cachorros, não é recomendável aplicar o adestramento tradicional, castigos violentos nem a força para educar o animal, uma vez que o resultado seria um cachorro agressivo, medroso e com inúmeros problemas de comportamento.

Além do adestramento com clicker, o uso de prêmios e recompensas está mais recomendado para educar o Bichon Bolonhês e obter ótimos resultados. Se você conseguir combinar uma boa educação com uma socialização desde filhote, pode conseguir um equilíbrio perfeito. Dessa forma, é possível entender como a socialização do cachorro é uma parte fundamental do adestramento se você quiser aproveitar de um companheiro estável, capaz de se relacionar com todos os tipos de cachorros, gatos e pessoas sem sentir medo nem rejeição. Ainda assim, é importante lembrar que se o Bichon Bolonhês não receber uma adequada socialização, pode se tornar tímido com os desconhecidos.

Por outro lado, além de assegurar uma correta socialização, você deve ensinar ao seu cachorro onde fazer as necessidades, assim como inibir a mordida se observar que ele tende a morder muito forte enquanto brinca ou passeia pela rua. Deve ter em conta, também, que o Bichon Bolonhês é um cachorro carinhoso, com tendência a se apegar muito a família humana, por isso, se passar muito tempo sozinho em casa não vai ser bom para ele e isso pode levar a comportamentos destrutivos e latidos excessivos para tentar suprir a ansiedade. Por isso, reforçamos que o melhor para essa raça de cachorro é viver uma vida perto da família sem passar muito tempo sozinho.

Bichon Bolonhês: saúde

O Bichon Bolonhês tende a ser saudável e não se conhecem doenças específicas dessa raça. No entanto, como qualquer outra raça de cachorro, ele precisa de todos os cuidados veterinários, como vacinas obrigatórias, desparasitação para evitar o aparecimento de pulgas, carrapatos e ácaros, assim como check ups regulares estabelecidos pelo especialista.

Por outro lado, a alimentação é a base da saúde, de maneira que você deve oferecer ao Bichon Bolonhês uma alimentação de qualidade e vigiar a quantidade de comida diária para evitar o sobrepeso. Para alimentar essa raça de cachorro o mais indicado é a ração seca, recomendamos optar por aquelas elaboradas com ingredientes naturais e totalmente livre de cereais. Se você pretende oferecer uma dieta caseira, para alimentar o seu cachorro com carne, peixe, frutas, verduras, entre outros. É possível seguir a dieta BARF e assim, você tem a possibilidade de elaborar as receitas.

Se você oferecer ao seu amigo peludo todos os cuidados necessário e visitar o veterinário com regularidade, o Bichon Bolonhês pode chegar a viver 14 anos.

Referências
  1. Imagem 4: Reprodução/Confederação Brasileira de Cinofilia

Fotos de Bichon Bolonhês

Artigos relacionados

Suba a sua foto de Bichon Bolonhês

Suba a foto do seu Pet

Escrever comentário sobre Bichon Bolonhês

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
Como avalia esta raça?

Bichon Bolonhês
1 de 4
Bichon Bolonhês

Voltar ao topo da página