menu
Partilhar

Quokka - Características, habitat e estado de conservação

 
Por Laura Fernández, Bióloga. 21 julho 2021
Quokka - Características, habitat e estado de conservação

Veja como o quokka sorri! Você provavelmente fez este comentário quando viu fotos e vídeos de quokkas 'sorridentes', um dos posts de animais mais virais dos últimos anos na internet. Mas há realmente felicidade por trás das selfies tiradas com com esses animais selvagens?

Continue lendo este artigo do PeritoAnimal para saber mais sobre um dos 10 animais mais raros da Austrália, o quokka, suas características, habitat e estado de conservação.

Também lhe pode interessar: Ornitorrinco - Características e habitat

Classificação taxonômica do quokka

Para conhecer melhor os curiosos quokkas, é interessante começar com sua classificação taxonômica. Isso nos permite colocá-los entre as diferentes subclasses de mamíferos, pois todas as características anatômicas dependerão de sua evolução e classificação taxonômica:

  • Reino: Animais
  • Filo: Cordados
  • Subfilo: Vertebrados
  • Classe: Mamíferos
  • Subclasse: Theria
  • Infraclasse: Marsupiais
  • Ordem: Diprotodontes
  • Família: Macropodidae
  • Gênero: Setonix
  • Espécie (nome científico do quokka): Setonix brachyurus

Agora que localizamos taxonomicamente a quokka, a única espécie do gênero Setonix, vamos ver nas próximas seções quais são suas principais características.

Características do quokka

Por serem marsupiais, os filhotes de quokka nascem prematuramente e completam seu desenvolvimento no marsúpio ou bolsa marsupial, obtendo o alimento materno de que necessitam para continuar crescendo através das glândulas mamárias às quais se apegam para amamentar.

Durante seu deslocamento, os quokkas tendem a saltar enquanto correm, assim como outros animais macropodídios, como o canguru. Por outro lado, os quokkas caracterizam-se por terem apenas dois dentes incisivos nas mandíbulas, pertencendo assim à ordem dos diprotodontes, como vimos em sua classificação taxonômica.

Por que o quokka é o animal mais feliz do mundo?

Este fato curioso se deve ao fato de que o quokka é realmente muito fotogênico, e sempre parece estar sorrindo nas fotografias que tiram dele. Um fato que se deve sem dúvida ao que em etologia é considerado como a atribuição de qualidades humanas aos animais.

Quokka - Características, habitat e estado de conservação - Características do quokka

Habitat do quokka

Para ver quokkas em seu habitat natural, teríamos que viajar para a Austrália Ocidental, especificamente para o que é comumente conhecido como as "ilhas quokka", a Ilha Rottnest e Ilha de Bald.

Lá, o quokka pode ser encontrado em florestas de eucalipto (Eucalyptus marginata), madeira de sangue (Corymbia calophylla) e habitats ribeirinhos dominados por sedimentos, mato baixo e matagais quentes, bem como no interior de pântanos e áreas úmidas onde as árvores de chá grossa (Taxandria linearifolia) são abundantes.

Comportamento do quokka

Os quokka são animais terrestres que geralmente são sociais, tendendo a se aproximar dos humanos que encontram em seu habitat natural de uma forma curiosa.

Mas, além de serem amigáveis com os seres humanos, eles também apresentam este comportamento com outros indivíduos de sua espécie, preferindo, inclusive, viver em grupos.

Por outro lado, os quokka tendem a permanecer em seus habitats naturais insulares o ano inteiro, sem a necessidade de migrar para encontrar melhores condições climáticas.

Quokka - Características, habitat e estado de conservação - Comportamento do quokka

Alimentação do quokka

Quando se trata de alimentação, o quokka prefere seguir hábitos noturnos. Eles seguem uma dieta herbívora, como acontece com outros marsupiais, mastigando muitas folhas, gramíneas e galhos das florestas, arbustos e pântanos que em que habitam.

Eles aproveitam os nutrientes vegetais que não conseguem digerir, retardando seu metabolismo, optando assim por consumir uma quantidade menor de alimentos que podem assimilar sem nenhum problema.

Reprodução do quokka

Os quokka são marsupiais e, portanto, animais vivíparos, seguindo o tipo de reprodução sexuada. No entanto, eles têm algumas exceções dentro da viviparidade, pois carecem de placenta, fazendo com que os embriões nasçam prematuramente.

A solução para estes nascimentos prematuros se baseia no uso do marsúpio ou bolsa marsupial. Assim que nascem, os filhotes rastejam através do marsúpio até alcançar as glândulas mamárias ou mamilos, aos quais se apegam para obter o alimento que necessitam para continuar crescendo por sucção, completando seu desenvolvimento na bolsa marsupial até que estejam prontos para uma vida mais independente.

Estado de conservação do quokka

A população atual dos quokkas está em declínio e a espécie está em estado de conservação vulnerável de acordo com a Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN). Estima-se que há está entre 7.500 e 15.000 indivíduos adultos e essa população está fortemente fragmentada, principalmente devido ao fato de que vivem em ilhas.

Numerosos estudos de conservação dos quokkas apontam para a importância de identificar potenciais refúgios para esta espécie vulnerável. Ou seja, áreas em que as espécies poderiam persistir dependendo das condições e riscos ambientais, definindo assim estratégias de manejo para proteger essas áreas de processos ameaçadores.

Tais processos que ameaçam a sobrevivência do quokka incluem o deslocamento de seus habitats naturais, influenciado pelo uso de recursos biológicos pelas populações humanas vizinhas através de atividades como a extração de madeira. Além disso, a perseguição por populações de raposas, um de seus principais predadores, impede que o número de quokka aumente, apesar de sua alta fecundidade.

Devido à grande popularidade das fotografias e selfies tiradas por pessoas com o quokka nos últimos anos, estes animais têm ficado estressados. Como consequência da insistência humana e sua aproximação desses animais, eles acabam interrompendo seus ciclos naturais de alimentação, descanso e acasalamento. Além disso, o quokka está enfrentando outro grande problema: os riscos das mudanças climáticas, que traz mudanças severas no clima, como secas e incêndios, que alteram significativamente o habitat natural do quokka.

Agora que você sabe tudo sobre o quokka, não deixe de conferir o vídeo a seguir em que falamos sobre o que acontece com os animais nos incêndios na Austrália:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Quokka - Características, habitat e estado de conservação, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • Hayward, M; de Torres, P; Dillon, M. J. & Fox, B. J. (2003) Local population estructure of a naturally occuring metapopulation of the quokka (Setonix brachyurus Macropodidae: Marsupialia). Science Direct: Biological Conservation, Volume 110(3), pp:343.355. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0006320702002409>. Acesso em 19 de julho de 2021.
  • Wilson, E. & Reeder, D.M.(2005). 'Setonix brachyurus'. Mammal Species of the World (3erd. ed.). Baltimore: Johns Hopkins University Press, Volume 2. Disponível em: <https://www.departments.bucknell.edu/biology/resources/msw3/browse.asp?id=11000300>. Acesso em 19 de julho de 2021.
  • e Torres, P., Burbidge, A., Morris, K. & Friend, T. (2008). 'Setonix brachyurus'Lista Roja de especies amenazadas de la UICN. Disponível em: <https://www.iucnredlist.org/species/20165/166611530>. Acesso em 19 de julho de 2021

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Quokka - Características, habitat e estado de conservação
1 de 3
Quokka - Características, habitat e estado de conservação

Voltar ao topo da página