Partilhar

Os 11 aminoácidos essenciais em gatos

 
Por Laura García Ortiz, Veterinária especializada em medicina felina. 3 fevereiro 2021
Os 11 aminoácidos essenciais em gatos

Ver fichas de  Gatos

Todos os felinos são capazes de obter os nutrientes das presas que caçam. No entanto, no caso dos gatos domésticos, se não são alimentados corretamente, podem sofrer deficiências nutricionais como, por exemplo, de aminoácidos essenciais.

A deficiência de taurina e arginina pode ter consequências graves na saúde de nossos animais de estimação. Normalmente as deficiências em aminoácidos essenciais ocorrem quando os gatos não seguem uma dieta com alta concentração de proteína animal, por exemplo porque são alimentados com comida para cachorro ou porque têm uma dieta vegetariana por desejo de seus tutores. Isso é um erro grave, pois os gatos são estritamente carnívoros, o que significa que não podem se alimentar de outra coisa que não seja carne e proteína animal, já que é nela onde encontrarão todos os aminoácidos que precisam, especialmente os essenciais, que não podem obter de outra maneira que não seja com uma dieta rica em proteínas.

Você quer conhecer mais sobre os 11 aminoácidos essenciais em gatos? Siga lendo este artigo do PeritoAnimal para entender sua importância e o que pode acontecer em caso de deficiência deles.

Também lhe pode interessar: Alimentos ricos em taurina para gatos

Quais são os 11 aminoácidos essenciais para um gato?

Como os gatos são estritamente carnívoros, é muito importante escolher alimentos formulados com uma alta quantidade de proteína animal para garantir a obtenção de todos os aminoácidos essenciais, uma vez que é na carne que são normalmente obtidos. Além disso, se não consumirem a quantidade de proteína de que necessitam com a dieta, não sendo capazes de modificar o seu metabolismo para uma dieta de baixa proteína, começam a consumir exclusivamente a que está armazenada no seu corpo, afetando a sua saúde.

Os aminoácidos são a base da formação de proteínas, ou seja, as proteínas são compostas por cadeias de aminoácidos. Nos gatos encontramos 20 aminoácidos diferentes, dos quais apenas 11 são essenciais, ou seja: eles devem ser obtidos com a dieta, uma vez que não podem ser produzidos pelo seu corpo. Se o seu gato não obtiver estes aminoácidos essenciais, a sua função fisiológica começará a ser danificada, a síntese de proteínas essenciais será evitada e a saúde do seu felino será comprometida em múltiplos aspectos. No caso dos gatinhos, o crescimento será afetado.

Os 11 aminoácidos essenciais em gatos são:

  • Taurina.
  • Arginina.
  • Metionina (e cisteína).
  • Lisina.
  • Fenilalanina (e tirosina).
  • Leucina.
  • Isoleucina.
  • Valina.
  • Histidina.
  • Triptofano.
  • Treonina.

A seguir, falaremos sobre cada um desses aminoácidos essenciais em gatos separadamente, com suas funções, o que sua falta pode provocar e em que tipo de alimentos podem ser encontrados.

Os 11 aminoácidos essenciais em gatos - Quais são os 11 aminoácidos essenciais para um gato?

Taurina

A taurina cumpre as seguintes funções no organismo dos gatos:

  • Produção de bile.
  • Conjugação dos ácidos biliares.
  • Atua como antioxidante.
  • Regulação do cálcio fora e dentro das células.
  • Previne doenças hepáticas.
  • Intervém para o bom funcionamento do coração e da visão.
  • Funciona como um neurotransmissor.
  • Desempenha um papel importante dos músculos e nervos.
  • Atua na função reprodutiva.
  • Atua como mantenedora do bom funcionamento das membranas celulares.

Sintomas de déficit de taurina em gatos

A deficiência de taurina não vai causar uma morte imediata, mas o organismo do seu felino irá se debilitando lentamente. Aparecerão alterações nas funções comentadas anteriormente e, após cinco meses de deficiência, pode ser responsável por sérios problemas de saúde a longo prazo, como:

  • Problemas de coração: cardiomiopatia dilatada (aumento dos ventrículos do coração), que costuma vir acompanhada de derrame pleural (saída de líquido na membrana que recobre os pulmões).
  • Problemas de retina: uma doença conhecida como degeneração retiniana central. A retina converte as imagens que detecta o globo ocular em sinais elétricos, enviando-as ao cérebro através do nervo óptico e assim produz a visão. Portanto, a sua degeneração pode causar cegueira em nosso gato.

Enquanto a evolução da cardiomiopatia a uma insuficiência cardíaca congestiva e suas complicações podem ser praticamente revertidas com a suplementação de taurina, os danos na retina de nosso gato não se curarão, simplesmente evitaremos sua progressão.

Onde encontrar taurina para gatos?

Nossos pequenos felinos podem obter a taurina especialmente em órgãos como o coração, pulmão, fígado e rins, assim como na musculatura ou o sistema nervoso. Além disso, é mais abundantes na carne de ave e peixe que no cordeiro ou no boi.

Estima-se que um gato deva ingerir entre 200 e 300 mg de taurina por dia e, se houver deficiências, se deveria suplementar com 250mg duas vezes ao dia. Para mais informação, te incentivamos a consultar este outro artigo sobre alimentos ricos em taurina para gatos.

Arginina

A arginina é importante para a síntese de ureia a partir da amônia e está envolvida na sua eliminação. Se não houver arginina, a intoxicação por amonia pode ocorrer no nosso gato e pode ser fatal em poucas horas.

Sintomas de deficiência de arginina em gatos

Se o nosso gato não consumir arginina suficiente, pode ocorrer o seguinte:

  • Perda de peso.
  • Vômito.
  • Salivação excessiva.
  • Tremor muscular.
  • Sinais neurológicos.
  • Catarata
  • Morte

Onde encontrar a arginina para gatos?

Em geral, os gatos podem obter arginina dos músculos, órgãos e na gelatina.

Metionina e cisteína

A metionina e a cisteína são aminoácidos sulfurados importantes para a síntese de queratina, que é a principal proteína da pele, unhas e do pelo. A metionina é mais essencial que a cisteína, já que a cisteína pode ser sintetizada a partir da metionina. No entanto, se for obtida em boa quantidade com a dieta, libera a metionina para ser usada em totalidade para sua função.

Sintomas de déficit de metionina e cisteína em gatos

Em geral, a deficiência desses aminoácidos essenciais em gatos pode causar:

  • Alopecia ou queda do pelo.
  • Crescimento lento do pelo.
  • Aparência quebradiça, fosca e sem brilho da pelagem.
  • Queratinização ruim das unhas e pele seca.

Onde encontrar metionina e cisteína para gatos?

Nas proteínas do peixe e do ovo, assim como na caseína dos laticínios. O trigo e o milho também pode ser uma fonte importante.

Lisina

A lisina costuma ser o aminoácido que tem maior risco de tornar-se deficiente caso o alimento dos gatos não seja formulado corretamente. Além disso é sensível às altas temperaturas. Intervém na formação de proteínas e ajuda na imunidade natural de seu gato.

Sintomas de déficit de lisina em gatos

Entre os sintomas de deficiência de lisina em gatos, destacamos:

  • Perda de peso.
  • Alteração da absorção de cálcio.
  • Compromete a formação do músculo e a liberação do hormônio do crescimento.

Onde encontrar a lisina para gatos?

A lisina costuma ser obtida a partir de fontes de origem animal, especialmente dos músculos. As proteínas da soja também são uma boa fonte deste aminoácido essencial.

Fenilalanina e tirosina

A fenilalanina é essencial para a produção dos hormônios da tireoide, a cor da pelagem (pigmentos de amarelo a vermelho e preto) e a pigmentação da íris.

A tirosina atua na formação da adrenalina, noradrenalina e dopamina, necessárias para o correto funcionamento do cérebro e a atividade reprodutiva.

Sintomas de falta de fenilalanina e tirosina nos gatos

Uma deficiência destes aminoácidos essenciais nos gatos pode gerar o seguinte:

  • Disfunção do sistema neurológico.
  • Marcha descoordenada.
  • Hiperatividade.

Onde encontrar a fenilalanina e a tirosina para gatos?

A fenilalanina pode ser encontrada na maioria das fontes de proteína de aves, porcos, vacas e peixes. O arroz contém boas quantidades de tirosina.

Leucina, isoleucina e valina

São aminoácidos de cadeia ramificada que auxilia na síntese proteica e no retardo da degradação nos músculos. Além disso, a isoleucina é essencial na formação da hemoglobina e está envolvida na coagulação sanguínea.

Sintomas de déficit de leucina, isoleucina e valina nos gatos

Se houver deficiência destes aminoácidos essenciais em gatos, pode acontecer o seguinte:

  • Alteração na síntese de DNA e do músculo.
  • Afeta a regulação de açúcar no sangue.
  • Perda de peso.
  • Letargia.
  • Pelo áspero.
  • Crostas ao redor dos olhos e da boca.
  • Descamação da epiderme e das almofadinhas das patas.
  • Marcha descoordenada.

Onde encontrar a leucina, a isoleucina e a valina para gatos?

Estes três aminoácidos essenciais costumas ser obtidos da carne de boi, cordeiro, aves de granja e de ovos.

Histidina

A histidina, além de servir para a formação proteica, atua na síntese de compostos como a histamina, que é uma substância que auxilia nos processos alérgicos.

Sntomas de déficit de histidina nos gatos

Se seu gato sofre de uma deficiencia de histidina, aparecerão estes sintomas.

Onde encontrar a histidina para gatos?

Na carne e no sangue dos animais e peixes.

Treonina

A treonina atua como precursora do piruvato, que atua na produção de energia nas células de seu gato. Além disso, junto com o ácido aspártico e a metionina, auxilia no metabolismo das gorduras.

Sintomas de déficit de treonina em gatos

Uma deficiência de treonina pode causar:

  • Perda de peso.
  • Anorexia.
  • Problemas no sistema nervoso.

Onde encontrar a treonina para gatos?

Pode ser encontrada nas carnes de aves de granja, cordeiro, porco, boi e peixes.

Triptofano

O triptofano é um precursor da niacina e da melatonina, e atua na regulação da ansiedade, o sono e o estresse ao ser precursor também da serotonina.

Sintomas de déficit de triptofano em gatos

Se seu gato sofre de uma deficiência deste que está entre os 11 aminoácidos essenciais em gatos, aparecerão os seguintes sintomas:

  • Anorexia.
  • Perda de peso.

Onde encontrar o triptofano para gatos?

As principais fontes de triptofano para os gatos são as carnes de ave de granja e peixes, assim como ovos e cereais.

Agora que você já sabe quais são os 11 aminoácidos essenciais em gatos, você pode se interessar por este vídeo sobre as 10 doenças mais comuns em gatos, algumas delas causadas justamente pela deficiência de certos aminoácidos:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Os 11 aminoácidos essenciais em gatos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Dietas equilibradas.

Conselhos
  • Alimente seu gato com a ração adequada para sua idade.
  • Se também tem cachorro em casa, não ofereça ração de cachorro para o gato, isso pode gerar um grande problema, principalmente porque a ração canina não possui a quantidade adequada de taurina e costumam ter menos proteína do que o gato necessita.
  • Não obrigue o gatinho a seguir uma dieta vegetariana ou com muito carboidrato e pouca proteína.
  • Você até pode oferecer a ele carne, mas evite dar-lhe carne crua, pois ela pode transmitir doenças.
Bibliografia
  • A. Risso. Conceptos básicos de nutrición en perros y gatos. Disponível em: <https://ri.conicet.gov.ar/bitstream/handle/11336/53482/CONICET_Digital_Nro.d26d43e9-7be4-40f6-84b0-e44797b2d9d0_B-29-36.pdf?sequence=5&isAllowed=y>. Acesso em 1 de fevereiro de 2021.
  • R. Butterwick. (2009). Libro de bolsillo WALTHAM® sobre nutrición esencial de gatos y perros. Disponível em: <https://www.waltham.com/sites/g/files/jydpyr1046/files/2020-05/nutritionpocketbookspanish.pdf>. Acesso em 1 de fevereiro de 2021.
  • AA.VV. (2018). Manual Clínico de Medicina Felina. Ed.SM Publishing LTD. Sheffield, UK
  • Gemfe. Gatos y alimentación. Avepa. Disponível em: <https://www.avepa.org/articulos/alimentacion.html>. Acesso em 1 de fevereiro de 2021.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Os 11 aminoácidos essenciais em gatos
1 de 2
Os 11 aminoácidos essenciais em gatos

Voltar ao topo da página