menu
Partilhar

Macacos com maior risco de extinção

 
Por Nick A. Romero H., Biólogo e educador ambiental. 5 maio 2022
Macacos com maior risco de extinção

O termo macaco, que carece de classificação taxonômica, é comumente usado para se referir a várias espécies da ordem dos primatas. Tradicionalmente e em geral, estes são classificados em macacos do velho e do novo mundo, de acordo com sua origem. Estes primatas desempenham um papel fundamental nos ecossistemas, pois são parte da estabilidade dos ecossistemas. Entretanto, um aspecto alarmante conhecido há anos é a situação crítica de muitas das espécies do grupo, que foram submetidas a pressões excessivas por parte dos humanos, levando a uma das maiores crises de quase extinção da biodiversidade.

Diante de um assunto tão relevante, nós do PeritoAnimal apresentamos este artigo sobre os macacos mais ameaçados de extinção. Boa leitura.

Também lhe pode interessar: 15 animais ameaçados de extinção no Brasil

Lêmure-grande-do-bambu (Prolemur simus)

Este primata é endêmico de Madagascar e está classificado, infelizmente, como um macaco criticamente ameaçado de extinção. Vive em florestas tropicais com grandes bambus de cana, principalmente em áreas de planície. Estima-se que 80% da população tenha diminuído devido ao impacto do corte e da queima do bambu em seu habitat, assim como pela caça direta. A mudança climática também está tendo um grande impacto na modificação dos ecossistemas e influenciando com que haja mais macacos em extinção em todo o mundo.

Macacos com maior risco de extinção - Lêmure-grande-do-bambu (Prolemur simus)

Sifaka-sedoso (Propithecus candidus)

Também nativo de Madagascar, este é outro macaco seriamente ameaçado de extinção. As estimativas indicam que restam apenas cerca de 250 indivíduos adultos. Seu habitat natural é a floresta tropical de montanha em áreas que não tenham intervenções humanas. A espécie é impactada pelo corte e queima da floresta para o desenvolvimento agrícola, mas também pela caça, pois é utilizada para o consumo humano.

Conheça mais animais de Madagascar neste outro artigo.

Macacos com maior risco de extinção - Sifaka-sedoso (Propithecus candidus)

Gorila-do-ocidente (Gorilla Gorilla)

Outro primata em perigo de extinção é o gorila-ocidental. Ele é nativo da África, de países como Angola, Camarões, Congo e Nigéria, entre outros. É considerado um macaco criticamente ameaçado de extinção, especialmente devido à redução da subespécie do gorila-ocidental-das-terras-baixas (G. g. gorilla).

Há muitos aspectos que causam a dramática situação da espécie. Por um lado, a caça furtiva é a principal causa, por outro, a extração desses animais para consumo de carne é descrita como insustentável. O vírus Ebola também causou um declínio significativo, assim como o impacto sobre o habitat e as consequências da mudança climática.

Neste outro artigo falamos sobre os tipos de macacos que existem.

Macacos com maior risco de extinção - Gorila-do-ocidente (Gorilla Gorilla)

Macaco-de-Dryas (Cercopithecus dryas)

Esta espécie endêmica da República Democrática do Congo é identificada na categoria de espécie ameaçada de extinção. Trata-se de um animal enigmático, sobre o qual vários aspectos são desconhecidos e que necessita de mais pesquisas. No entanto, é conhecido por habitar florestas úmidas, ribeirinhas e pantanosas. A caça furtiva e a conversão do habitat para plantio são as principais causas de distúrbios deste que é outro dos macacos em extinção no mundo.

Macacos com maior risco de extinção - Macaco-de-Dryas (Cercopithecus dryas)
Imagem: commons.wikimedia

Gibão-de-hainan (Nomascus hainanus)

Este gibão é nativo da China. Com base em um declínio dramático de 80% da população, é considerado criticamente ameaçado de extinção, embora atualmente haja relatos de que sua população está estável. Ele habita a floresta tropical de montanhas e suas principais ameaças são a caça, a endogamia e a perturbação do habitat.

Macacos com maior risco de extinção -  Gibão-de-hainan (Nomascus hainanus)
Imagem: afenciasinc.es

Macaco-aranha-marrom (Ateles hybridus)

Sim, o macaco-aranha-marrom é outro dos macacos em extinção no planeta. Neste caso, estamos tratando de uma espécie nativa da América do Sul, especificamente da Colômbia e Venezuela, que está incluída na categoria de espécies criticamente ameaçadas.

Nos últimos 40 anos, estima-se que a população tenha diminuído em 80% ou mais, o que é alarmante. O grupo colombiano é afetado principalmente pela alteração do habitat e pela caça para consumo de carne e uso em laboratórios e na medicina, enquanto na Venezuela, a modificação do ecossistema é a maior ameaça.

Lagothrix flavicauda

Outro macaco ameaçado de extinção é o da espécie Lagothrix flavicauda. Este macaco é endêmico no Peru e está atualmente classificado como criticamente ameaçado. Nos últimos 50 anos, a redução da população foi intensa e ainda não cessou. Este macaco habita diferentes tipos de florestas, tais como florestas pré-montanas, montanhas e regiões nebulosas. Devido ao desenvolvimento de estradas na região, a espécie perdeu a proteção que tinha há anos em áreas inacessíveis, de modo que a transformação do habitat, a caça furtiva e os impactos da mineração causaram danos a esses animais.

Infelizmente, este macaco que tem a cauda amarela não é o único animal sob ameaça. Neste outro artigo mostramos para você diferentes aves em extinção.

Macacos com maior risco de extinção - Lagothrix flavicauda
Imagem: yunkawasiperu.org

Tarsius pumilus

A espécie é endêmica da Indonésia e foi redescoberta relativamente há pouco tempo, em 2008, embora esteja atualmente listada como mais um dos macacos ameaçados de extinção. Ocorre em altitudes elevadas, em florestas localizadas em até 2.200 metros acima do nível do mar, especialmente onde os musgos e os hepáticas são abundantes. Apesar de estar praticamente confinado a locais remotos, a pressão humana que altera o habitat é a principal ameaça.

Macacos com maior risco de extinção - Tarsius pumilus

Orangotango-de-sumatra (Pongo abelii)

Como seu nome comum indica, é nativo de Sumatra, na Indonésia, e está classificado como criticamente em perigo de extinção. A espécie ocorre em florestas tropicais de baixa altitude, incluindo florestas montanhosas e pântanos. A extração de madeira para desenvolvimento agrícola, especialmente para plantações de palmeiras, é a principal ameaça para o orangotango. O desenvolvimento da infra-estrutura também tem um impacto sobre as espécies.

Macacos com maior risco de extinção - Orangotango-de-sumatra (Pongo abelii)
Imagem: Miljuner

Caiarara (Cebus kaapori)

Este que é outro dos macacos em extinção da nossa lista é endêmico no Brasil e sofre há pelo menos três gerações um grande declínio populacional. Por isso, é considerado criticamente ameaçado de extinção. É um dos animais da Amazônia, vivendo tanto em florestas úmidas quanto decíduas, e não tolera mudanças em seu ecossistema. Entretanto, nas últimas três décadas, o habitat da espécie foi severamente destruído, levando à sua atual condição populacional.

Macacos com maior risco de extinção - Caiarara (Cebus kaapori)

Outros macacos ameaçados de extinção

Infelizmente, os macacos ameaçados de extinção mencionados acima não são os únicos nesta situação terrível. A lista é muito mais longa, portanto aqui estão alguns dos primatas que se encontram nas categorias criticamente ameaçados de extinção (CR) e "apenas" ameaçados (EN) segundo a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Internacional Para Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN):

Macacos ameaçados de extinção

  • Gibão-Hoolock (Hoolock Hoolock hoolock)
  • Paragalago rondoensis
  • Alouatta pigra

Macacos ameaçados de extinção em situação crítica

  • Gorila-do-oriente (Gorila beringei)
  • Orangotango-de-bornéu(Pongo pygmy)
  • Macaco-aranha (Ateles belzebuth)
  • Lêmure-preto-de-olho-azul (Eulemur flavifrons)
  • Lêmure-saltador-de-cauda-vermelha (Lepilemur ruficaudatus)
  • Plecturocebus oenanthe
  • Procolobus rufomitratus
Macacos com maior risco de extinção - Outros macacos ameaçados de extinção
Imagem: Eulemur flavifrons/Joachim S. Müller

Agora que você conhece diversos macacos ameaçados de extinção, não perca este outro artigo sobre os animais ameaçados de extinção no Brasil. Além disso, no vídeo a seguir do canal Nossa Ecologia, você vai conhecer 10 animais ameaçados de extinção no mundo em 2022:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Macacos com maior risco de extinção, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Animais em perigo de extinção.

Bibliografia
  • UICN (2022). La Lista Roja de Especies Amenazadas de la UICN. Versión 2021-3. Disponível em: <https://www.iucnredlist.org>. Acesso em 26 de abril de 2022.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Macacos com maior risco de extinção
Imagem: commons.wikimedia
Imagem: afenciasinc.es
Imagem: yunkawasiperu.org
Imagem: Miljuner
Imagem: Eulemur flavifrons/Joachim S. Müller
1 de 11
Macacos com maior risco de extinção

Voltar ao topo da página