menu
Partilhar

Equinodermos - Características, definição, tipos e exemplos

 
Por Nick A. Romero H., Biólogo e educador ambiental. 16 novembro 2021
Equinodermos - Características, definição, tipos e exemplos

O mundo animal é maravilhosamente diverso. Nele encontramos uma variedade de características únicas em cada um dos grupos que o compõem. Dentro deste estão os equinodermos, animais invertebrados e exclusivamente marinhos, com traços que só eles possuem.

Neste artigo do PeritoAnimal falaremos sobre este filo. Continue lendo para saber o que são os equinodermos, características, tipos e exemplos. Boa leitura.

O que são os equinodermos?

Os equinodermos são um filo de animais marinhos e invertebrados, cujo nome se refere às características externas de seu corpo, pois significa «pele espinhosa». Forman um grupo grande, que conta com cerca de 7.000 espécies, embora no passado existissem muito mais. Apresentam características únicas vinculadas à sua simetria e à sua mobilidade, aspectos que não coincidem com outros animais. Assim, por suas particularidades, este grupo tem sido um desafio de estudo para os cientistas.

Equinodermos - Características, definição, tipos e exemplos - O que são os equinodermos?

Características dos equinodermos

Entre as características dos equinodermos, estão algumas exclusivas deste filo, o que os torna animais peculiares. Podemos destacar que:

  • São animais invertebrados, formados externamente por espinhos ou protuberâncias de origem calcária.
  • Internamente, também dispõem de uma formação calcária, que constitui o endoesqueleto. Podem ser placas ou pequenas estruturas conhecidas como ossículos. Em cada grupo, o nível de desenvolvimento da configuração interna varia.
  • Possuem um completo sistema vascular aquífero.
  • Seus corpos são em forma de estrela, arredondada ou cilíndrica.
  • Não possuem cabeça e cérebro e seus órgãos especializados para os sentidos são reduzidos.
  • O sistema sensorial é composto de estruturas táteis, quimiorreceptores, pés ambulacrários, tentáculos terminais e fotorreceptores.
  • As larvas dos equinodermos têm simetria bilateral, mas quando adultos possuem uma simetria radial única no reino animal e especificamente pentâmera. Embora existam outros animais com simetria radial, os equinodermos são os únicos que apresentam esta característica, possuindo um complexo sistema de órgãos.
  • Outra das características dos equinodermos é que eles não têm capacidade de osmorregulação, portanto não podem viver em águas salobras ou doces.
  • Têm uma distribuição cosmopolita, abrangendo diversos intervalos de profundidade.

Reprodução dos equinodermos

Os equinodermos são animais com sexos separados, mas existem algumas espécies hermafroditas. As gônadas tendem a ser grandes, com dutos simples e aparelho para copular não desenvolvido. A fecundação é externa. Algumas espécies incubam seus ovos, enquanto que outras os depositam no ambiente marinho.

Uma vez fertilizado, o processo de desenvolvimento origina larvas simetricamente bilaterais e de vida livre, que se tornarão parte do zooplâncton. Posteriormente, passam por uma série de transformações que resultam em um indivíduo adulto, totalmente modificado para a simetria radial.

Alguns equinodermos também possuem reprodução assexual, pois são capazes de dividir seus corpos, originando dois indivíduos idênticos. Além disso, certas espécies dispõem de capacidade de autotomia e regeneração, de modo que podem se desprender voluntariamente de uma parte do corpo que, por exemplo, está ferida, pois irão regenerá-la com o tempo.

Alimentação dos equinodermos

Outras das características dos equinodermos é que eles se alimentam de diversas partículas suspensas nos mares, mas também podem ser predadores, embora principalmente de espécies com vida séssil, pois costumam ser bastante lentos. Dependendo da espécie, se alimentam de vegetação marinha, algas, carniça, detritos, esponjas marinas, moluscos, crustáceos e existem até algumas que consomem outros equinodermos.

Respiração dos equinodermos

Estes animais possuem diversas estruturas para respirar debaixo d'água, de acordo com o grupo. Assim, podem respirar através de brânquias dérmicas, pés ambulacrários, árvores respiratórias ou sacos especializados para este processo. Portanto, o complexo sistema vascular aquífero e o aparelho ambulacral desempenham um papel importante nas trocas de gases desses animais, por meio do transporte interno que ocorre pelos diversos dutos do corpo.

Equinodermos - Características, definição, tipos e exemplos - Características dos equinodermos

Classificação dos equinodermos

Por meio das características dos equinodermos eles foram agrupados em cinco classes diferentes. Esta é a classificação taxonômica que foi estabelecida:

  • Asteroidea: são as estrelas do mar, com cerca de 1.800 espécies.
  • Crinoidea: mais conhecidos como lírios do mar. Existem cerca de 600 espécies.
  • Echinoidea: são os ouriços do mar, que totalizam cerca de 950 espécies.
  • Holothuroidea: ou pepino-do-mar, que são cerca de 1.400 espécies.
  • Ophiuroidea: também chamadas estrelas frágeis, das quais existem cerca de 2.000 espécies.

Tipos de equinodermos

Como vimos em sua classificação, os tipos de equinodermos são cinco. Vamos vê-los com mais detalhes:

  • Estrelas do mar: são os típicos equinodermos em forma de estrela, com um disco central de onde saem os cinco ou mais braços que possuem. Muitas espécies de estrelas do mar exibem belas colorações.
  • Lírios do mar: devem seu nome à sua semelhança com esta planta, já que seus braços, unidos à um pedúnculo, simulam as pétalas de uma flor ou os ramos das plantas. Embora muitos tenham a possibilidade de mobilização, geralmente permanecem fixos ao substrato.
  • Ouriços-do-mar: podem ter a forma de globo ou de disco. Carecem de braços, mas dispõem de um corpo composto de um esqueleto externo coberto de seus peculiares espinhos ou farpas com possibilidade de mobilização.
  • Pepinos-do-mar: este tipo de equinodermo rompe com a forma globular ou de estrela dos casos anteriores. Pelo contrário, esses animais têm um corpo macio e alongado. Embora externamente não coincidem com a simetria radial secundária dos equinodermos, internamente são compostos por sistemas com múltiplos de cinco.
  • Estrelas-frágeis: erroneamente às vezes chamadas de estrelas do mar devido ao seu aspecto semelhante. No entanto, seus tamanhos são menores e do disco central saem cinco braços que são finos e longos.

Exemplos de animais equinodermos

Você já viu as principais características dos equinodermos e, a seguir, vamos conhecer alguns exemplos específicos dos animais equinodermos:

Estrela-do-mar-comum (Asterias rubens)

Esta estrela do mar se distribui preferencialmente pelo nordeste do oceano Atlântico. É caracterizada por ter cinco braços rombo e corpo coberto por protuberâncias calcárias. Os maiores indivíduos alcançam cerca de 50 cm.

Estrela-de-mármore (Fromia monilis)

Este equinodermo habita os oceanos Índico e Pacífico. Possui um disco central com diferentes tonalidades de vermelho de onde saem os cinco braços. Possui protuberâncias de cor creme e não espinhosos que dão origem ao seu nome comum, uma vez que se parecem com azulejos de mármore.

Estrela-de-penas-gigantes (Tropiometra carinata)

É uma espécie de lírio do mar que pode apresentar diferentes colorações, como amarelo, laranja, marrom e até preto. Possui um disco em forma de taça e é constituído por dez braços. Tem capacidade de mobilização, em um movimento que é bastante atrativo pela forma como move os braços.

Estrela-de-penas-do-mediterrâneo (Antedon mediterránea)

Este equinodermo é outra espécie de lírio do mar. Também tem um disco em forma de taça com dez braços, mas, neste caso, cinco braços estão mais ramificados. Possui estruturas conhecidas como pínulas. Localizam-se preferencialmente a cerca de 40 metros, embora possam estar a maiores profundidades, principalmente em fundos rochosos.

Ouriço-do-mar (Aracentrotus lividus)

Habita o mar Mediterrâneo e o oceano Atlântico oriental. Geralmente apresenta uma coloração púrpura e se caracteriza por ter uma área ventral achatada. Pode atingir um diâmetro de até sete centímetros e o corpo coberto por longos espinhos.

Ouriço-de-fogo (Astropyga radiata)

Este ouriço é caracterizado por ter o lado aboral plano ou ligeiramente côncavo. É um tipo de ouriço grande, de cerca de 20 cm, com espinhos longos, que medem cerca de 4 cm. Está distribuído pelos oceanos Índico e Pacífico, geralmente em profundidades arenosas de até 70 metros.

Esterco-de-burro (Holothuria mexicana)

É uma espécie também conhecida como pepino do mar Michelín e se distribui pelo mar do Caribe e em um arquipélago de Portugal. Sua coloração externa é marrom ou cinza, de tons opacos, enquanto que, internamente, é laranja ou avermelhada. É um pepino que pode atingir até 50 cm de diâmetro.

Pepino-do-mar com gotas de chocolate (Isostichopus badionotus)

É clara a razão do seu nome comum, já que se trata de um pepino com uma série de manchas de cor marrom que parecem gotas de chocolate. Pode chegar a cerca de 45 cm de comprimento. A cor base é creme, laranja ou marrom. Possui uma ampla distribuição nas áreas quentes do oceano Atlântico.

Estrela-do-cesto (Astrophyton muricatum)

É um equinodermo do grupo das estrelas frágeis que habita o mar do Caribe e o Golfo do México. Sua coloração tende a ser do marrom a preto e caracteriza-se pelo fato de durante o dia manter seus oito braços recolhidos, mas à noite os estende completamente, alcançando cerca de um metro de comprimento. Faz isto com o objetivo de se alimentar por filtração.

Estrela-da-serpente (Ophiura ophiura)

Esta espécie de estrela frágil costuma habitar os fundos das costas do noroeste da Europa. Dispõe de cinco braços finos, com cerca de 14 cm de comprimento, em torno de um pequeno disco central. Tende a ser de cor marrom a avermelhada, com a área inferior clara.

Depois de conhecer melhor as características dos equinodermos com diversos exemplos, recomendamos a leitura deste outro artigo sobre as características e tipos de animais marinhos.

Equinodermos - Características, definição, tipos e exemplos - Exemplos de animais equinodermos

Se deseja ler mais artigos parecidos a Equinodermos - Características, definição, tipos e exemplos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • Aquae Fundación. «Equinodermos, moradores del bentos». Disponível em: <https://www.fundacionaquae.org/wiki-explora/43_equinodermos/index.html>. Acesso em 8 de novembro de 2021.
  • Hickman, C., Roberts, L. y Parson A. (2000). Principios integrales de zoología. McGraw Hill Interamericana.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Equinodermos - Características, definição, tipos e exemplos
1 de 4
Equinodermos - Características, definição, tipos e exemplos

Voltar ao topo da página