menu
Partilhar

Diferenças entre ema e avestruz

 
Por Nick A. Romero H., Biólogo e educador ambiental. 14 dezembro 2021
Diferenças entre ema e avestruz

A diversidade de aves em nível global é, sem dúvida, muito ampla. Esses belos e marcantes animais se distinguem por seus cantos e plumagens coloridas, no entanto, apresentam muitas outras características que os tornam animais únicos. Dentro desse grupo existe uma grande variedade, de modo que há diferenças notáveis entre seus hábitos, alimentação, tamanhos, formas, cores, bem como aves que voam e outras que não.

Neste artigo do PeritoAnimal, falaremos sobre dois tipos de aves que, embora possam ter traços físicos semelhantes, na verdade apresentam várias características bem diferentes. Junte-se a nós nas próximas linhas e descubra as diferenças entre ema e avestruz.

Classificação taxonômica da ema e do avestruz

Uma primeira diferença entre a ema e o avestruz encontra-se na sua classificação taxonômica, pois, embora pertençam à mesma ordem, não fazem parte da mesma família. Sua classificação taxonômica é a seguinte:

Classificação da ema

  • Classe: Aves
  • Ordem: Struthioniformes
  • Família: Rheidae
  • Gênero: Rhea
  • Espécies: Rhea americana (ema maior), R. pennata (ema menor) e R. tarapacensis

Classificação do avestruz

  • Classe: Aves
  • Ordem: Struthioniformes
  • Família: Struthionidae
  • Gênero: Struthio
  • Espécies: Struthio camelus (avestruz comum) e S. molybdophanes (avestruz somali)

Diferenças físicas entre ema e avestruz

Ambas se caracterizam por serem aves não voadoras, sendo esta uma das semelhanças que as une. Quanto às diferenças físicas, vejamos as características principais de cada animal para poder entender melhor como se diferenciam:

Características físicas da ema

As emas têm uma forma ovular. Da mesma forma, as diferentes espécies têm tamanhos e pesos diferentes:

  • A ema maior tem uma faixa de comprimento que varia entre 1,34 e 1,70 m, com um peso que vai dos 26 aos 36 kg.
  • O tamanho da ema menor e da espécie R. tarapacensis oscila entre 0,92-1 m, com pesos que variam entre 15 e 25 kg.

Em relação à plumagem, nas três espécies é macia, porém, existem diferenças na coloração:

  • A coloração na ema maior é cinza acastanhada na cabeça e pescoço, mas a base do pescoço, região dorsal e anterior são penas pretas, enquanto que a região ventral é clara.
  • A ema menor tem partes superiores de cor marrom com manchas brancas.
  • Por sua vez, R. tarapacensis é mais cinza que a espécie anterior, principalmente na cabeça e no pescoço, e tem manchas brancas na região superior, mas de tamanho menor.

As características comuns das três espécies antes mencionadas incluem pescoço e patas longas, grandes asas considerando que não voam, com uma garra em cada uma delas, que usam agilmente para defesa. Um dado curioso é que esses animais têm apenas três dedos. Outro aspecto peculiar do gênero é a presença de penas tanto na cabeça e no pescoço quanto nas coxas, mas sem plumagem na cauda.

Características físicas da avestruz

Os avestruzes são atualmente as maiores aves do planeta, então uma das principais diferenças desses animais é, precisamente, o tamanho. Existem duas espécies de avestruzes, no entanto, desta vez não há diferenças muito notórias em termos de tamanhos. O avestruz comum geralmente mede cerca de dois metros mas, às vezes, os machos crescem mais. Quanto ao peso, varia de 90 até 130 kg ou mais. Já o avestruz somali tem faixas de tamanho e peso semelhantes, sendo os machos maiores que as fêmeas.

A coloração também é parecida em ambas as espécies, de modo que os machos da espécie de avestruz comum são de cor preta com as pontas das asas e cauda brancas. As fêmeas são marrom acinzentadas. Quanto aos somalis, os machos também são pretos com um branco intenso na cauda e asas, enquanto que as fêmeas são marrom escuras. As áreas nuas do corpo desta espécie são mais cinza-azuladas do que nas primeiras.

As características comuns nos avestruzes são seus longos pescoços e patas desprovidas de penas, asas e cabeça pequenas em relação ao corpo. Diferente da ema, elas têm apenas dois dedos. Possuem fortes garras em cada pata, que usam para defesa. Outras diferenças com o gênero Rhea é a presença de penas na cauda.

Diferenças entre ema e avestruz - Diferenças físicas entre ema e avestruz

Hábitos da ema e do avestruz

Seguiremos falando sobre uma diferença entre ema e avestruz que se nota a partir de uma observação simples: os hábitos e costumes.

Hábitos da ema

As emas são aves que tendem a ter hábitos gregários e raramente ficam sozinhas. Na época não reprodutiva formam grupos de 5 a 30 indivíduos, mas isso muda quando vão se reproduzir, já que o grupo diminui porque os machos reivindicam territórios.

Estas aves conseguem correr a grande velocidade, o que torna difícil um predador alcançá-las. Além disso, estão sempre alertas, principalmente se estão em grupos reduzidos. Têm uma peculiaridade, que é que elas correm em zigue-zague, de modo que se movem em diferentes direções.

Por outro lado, tendem a ter hábitos diurnos e dormem durante a noite, para os quais assumem uma postura formando uma espécie de S, apoiando seu bico sobre a garganta. Outro costume da ema é que costuma tomar banhos de poeira.

Hábitos da avestruz

Por sua vez, os avestruzes são aves terrestres que tendem a formar grupos de 5 a 50 indivíduos, geralmente se misturando com certos mamíferos, como antílopes e zebras. Na época não reprodutiva se distribuem ocupando uma área de até 15 km2. Ao contrário da ema, a avestruz gosta bastante de água, a ponto de tomar banho se tiver oportunidade de fazê-lo.

Estas aves podem atingir grandes velocidades e, apesar de não voarem, utilizam suas asas para tomar impulso e manter o equilíbrio enquanto correm. Por outro lado, podem ser agressivas para se defender, para o que usam suas poderosas patas providas de garras. Uma peculiaridade da avestruz é que pode deitar seu pescoço no chão para tentar não ser vista, de modo que provavelmente desse costume provém a ideia de que enterra sua cabeça.

Alimentação da ema e do avestruz

Continuando com as diferenças entre ema e avestruz, não podemos ignorar seus tipos de alimentação. Então, vejamos o que cada um desses animais come.

Alimentação da ema

A ema é uma ave onívora. Embora se alimente principalmente de plantas, como leguminosas quando são abundantes, quando estes ingredientes são escassos, inclui gramíneas e cereais em sua dieta. Tanto as plantas como suas sementes são sua fonte primordial de alimentos. No entanto, também chega a consumir certos animais, como outras aves menores, peixes, insetos e serpentes. Eventualmente, consome matéria fecal fresca de outros membros do grupo e também pequenas pedras que facilitam a trituração do alimento.

Alimentação da avestruz

Já a avestruz é uma ave que consome principalmente plantas, como gramíneas, flores, frutos e certas sementes. Este é um animal bastante seletivo para se alimentar. Além disso, pode incluir em sua dieta lagostas e também carniça que for deixada por algum predador da área. Pode tolerar certos períodos sem a ingestão de água.

Habitats da ema e do avestruz

Outra diferença significativa entre a ema e avestruz são os lugares que habitam. A ema é uma ave nativa da América do Sul, enquanto que o avestruz é da África. Vamos conhecer os habitats particulares para cada caso.

Hábitat da ema

A ema maior habita a Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Uruguai, desenvolvendo-se em savanas, áreas arbustivas, pradarias e campos com cultivos. Por sua vez, a ema menor é nativa da Argentina e Chile, estando presente em estepes, áreas arbustivas e áreas úmidas. Já a espécie R. tarapacensis está localizada na Argentina, Bolívia, Chile e Peru, estando em ecossistemas como aqueles em que se encontra a ema menor.

Hábitat do avestruz

Quanto ao avestruz, como mencionamos, é uma ave nativa da África. A espécie comum é própria de países como Argélia, Angola, Camarões, Etiópia, Quênia, Tanzânia e Uganda, entre outros. Se desenvolve em savanas ou pradarias e bosques arbustivos, tendo tolerância para áreas secas e arenosas. Por sua vez, o avestruz somali é nativo de Djibouti, Etiópia, Quênia e Somália. Quanto ao tipo específico de habitats, localiza-se em florestas, savanas, áreas arbustivas e pradarias, tanto naturais como intervencionadas.

Os avestruzes foram introduzidos em uma grande quantidade de países.

Diferenças entre ema e avestruz - Habitats da ema e do avestruz

Reprodução da ema e da avestruz

Em relação ao processo reprodutivo, também encontramos algumas diferenças entre ema e avestruz que são bastante curiosas.

Reprodução da ema

Quando chega a época reprodutiva, a ema reduz o número dos membros do grupo, pois os machos tornam-se territoriais e só permitem a presença de certo número de fêmeas para se reproduzir com elas. Deste modo, neste momento, formam-se congregações de apenas um macho com algumas fêmeas. Assim, será formada uma ninhada conjunta, em que todas as fêmeas colocarão entre 13 e 30 ovos, embora tenham sido constatados casos de até 80. A particularidade é que o macho é quem encubará os ovos e os cuidará zelosamente. Tanto os machos como as fêmeas acasalam com vários indivíduos.

Reprodução da avestruz

A avestruz, por sua vez, tem um complexo sistema reprodutivo, já que o macho realiza um preciso cortejo antes do acasalamento. Esta ave também forma pequenos grupos liderados por um macho e compostos por cerca de três ou cinco fêmeas, as quais todas copularão com esse macho. O ninho comunitário, que é construído pelo macho, abrigará entre 15 e 60 ovos e, ao contrário da ema, neste caso os cuidados se alternam, de modo que o macho cuida à noite e as fêmeas se alternam durante o dia.

Estado de conservação da ema e do avestruz

O estado de conservação para cada uma das espécies é a seguinte:

  • Ema maior: quase ameaçada de extinção.
  • Ema menor: menor preocupação.
  • R. tarapacensis: quase ameaçada.
  • Avestruz comum: menor preocupação.
  • Avestruz somali: vulnerável.

Agora que você conhece as principais diferenças entre ema e avestruz em todos os aspectos, recomendamos que assista ao vídeo a seguir sobre 10 animais da África:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Diferenças entre ema e avestruz, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • BirdLife International. (2016). Rhea americana. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22678073A92754472. Disponível em: <https://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2016-3.RLTS.T22678073A92754472.en>. Acesso em 9 de dezembro de 2021.
  • BirdLife International. (2016). Struthio molybdophanes. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22732795A95049558. Disponível em: <https://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2016-3.RLTS.T22732795A95049558.en>. Acesso em 9 de dezembro de 2021.
  • BirdLife International. (2018). Rhea pennata. La Lista Roja de Especies Amenazadas de la UICN 2018: e.T22728199A132179491. Disponível em: <https://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2018-2.RLTS.T22728199A132179491.en>. Acesso em 9 de dezembro de 2021.
  • BirdLife International. (2018). Struthio camelus. La Lista Roja de Especies Amenazadas de la UICN 2018: e.T45020636A132189458. Disponível em: <https://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2018-2.RLTS.T45020636A132189458.en>. Acesso em 9 de dezembro de 2021.
  • BirdLife International. (2020). Rhea tarapacensis. La Lista Roja de Especies Amenazadas de la UICN 2020: e.T22728206A177987446. Disponível em: <https://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2020-3.RLTS.T22728206A177987446.en>. Acesso em 9 de dezembro de 2021.
  • Cholewiak, D. (2003). Rheidae. Animal Diversity Web. Disponível em: <https://animaldiversity.org/accounts/Rheidae/>. Acesso em 9 de dezembro de 2021.
  • Hodges, K. (2018). Rhea americana. Animal Diversity Web. Disponível em: <https://animaldiversity.org/accounts/Rhea_americana/>. Acesso em 9 de dezembro de 2021.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Diferenças entre ema e avestruz
1 de 3
Diferenças entre ema e avestruz

Voltar ao topo da página