Partilhar

Como nascem as borboletas

 
Por Giselly Corrêa. 6 setembro 2019
Como nascem as borboletas

O ciclo de vida das borboletasé um dos processos mais interessantes da natureza. O nascimento desses insetos requer várias etapas, durante as quais eles passam por transformações incríveis. Você quer saber como nascem as borboletas, além de descobrir onde elas vivem e o que comem? Descubra essas e outras curiosidades neste artigo do PeritoAnimal. Continue lendo!

Também lhe pode interessar: Migração da borboleta monarca

Alimentação das borboletas

A alimentação das borboletas durante a fase adulta são, principalmente, do néctar das flores. Como elas fazem isso? Seu aparato bocal possui um tubo em espiral capaz de se esticar, tornando possível alcançar o néctar de qualquer tipo de flor. Esse tipo de boca é chamado de probóscide.

Graças a esse sistema de alimentação, as borboletas ajudam a espalhar o pólen que fica aderido às suas pernas e, assim, são insetos polinizadores. Agora, o que as borboletas comem antes de se tornarem adultas? Quando eclodem, elas obtêm seus primeiros nutrientes do ovo que as continha. Mais tarde, durante o estágio larval ou de lagarta, elas consomem grandes quantidades de folhas, frutas, galhos e flores.

Algumas espécies se alimentam de insetos menores, e menos de 1% devoram outras borboletas.

Como nascem as borboletas - Alimentação das borboletas

Onde vive a borboleta

A gama de distribuição das borboletas é muito ampla. Como existem centenas de espécies e subespécies é possível encontrá-las em todo o mundo, incluindo algumas variedades que suportam as frias temperaturas polares.

A maioria, no entanto, prefere viver em ecossistemas quentes com temperaturas de primavera. Quanto aos habitats, elas são encontradas naqueles com vegetação abundante, onde podem ter fácil acesso aos alimentos, podem se proteger de predadores e têm lugares para pôr seus ovos após o acasalamento.

Como as borboletas se reproduzem

Para entender como nascem as borboletas, é preciso entender que a reprodução das borboletas tem duas etapas, o cortejo e acasalamento.

Reprodução das borboletas

No cortejo, os machos podem fazer piruetas no ar ou permanecer estáticos nos galhos. Em ambos os casos, eles emitem feromônios para atrair fêmeas. Elas por sua vez, também liberam feromônios para que o macho as encontre, mesmo quando estão a quilômetros de distância.

Quando o macho encontra a fêmea, bate suas asas sobre suas antenas para impregná-la com pequenas escamas cheias de feromônios. Feito isso, o cortejo é concluído e começa o acasalamento.

Os órgãos reprodutivos das borboletas são encontrados no abdômen, de modo que elas juntam suas pontas olhando cada uma para direções diferentes. O macho introduz seu órgão reprodutor e libera o saco de espermatozoides, com o qual fertiliza os óvulos que estão dentro de sua companheira.

Quando o acasalamento termina, a fêmea coloca entre 25 e 10.000 ovos em diferentes espaços das plantas, galhos, flores, frutas e caules se tornam o abrigo dos ovos.

E, quanto tempo vive uma borboleta? A expectativa de vida varia de acordo com a espécie, acesso a alimentos e condições climáticas. Algumas vivem entre 5 e 7 dias, enquanto outras têm um ciclo de vida de 9 a 12 meses. Após a fase de reprodução, você deve saber como nascem as borboletas.

Como nascem as borboletas - Como as borboletas se reproduzem

Como nascem as borboletas

Agora que você já sabe como as borboletas se reproduzem, chegou o momento de entender como nascem as borboletas. O nascimento de uma borboleta passa por várias etapas desde o momento em que a fêmea bota seus ovos nas plantas. Estas são as fases de metamorfose de uma borboleta, em outras palavras, como nascem as borboletas:

1. Ovo

Os ovos medem entre 0,5 e 3 milímetros. Dependendo da espécie, eles podem ser ovais, longos ou esféricos. A coloração pode ser branca, cinza e quase preta em algumas espécies. O período de maturação dos ovos varia em cada um, mas muitos são devorados por outros animais durante esse estágio.

2. Lagarta ou larva

Depois que os ovos eclodem, nascem as borboletas, a lagarta começa a se alimentar de proteínas encontradas dentro do ovo. Depois disso, comece a se alimentar da planta onde está. Durante esse período, a lagarta muda de exoesqueleto para crescer e dobra de tamanho em pouco tempo.

3. Pupa

Uma vez atingido o tamanho necessário, o período larval termina. O corpo da lagarta aumenta seus níveis hormonais e produz mudanças comportamentais. Por isso, ela começa a fazer uma crisálida, que pode ser feita com folhas, galhos ou sua própria seda.

Uma vez que a crisálida da borboleta está pronta, a lagarta entra nela para iniciar a última fase da metamorfose. Dentro da crisálida, os nervos, músculos e o exoesqueleto da lagarta se dissolvem para dar origem a novos tecidos.

4. Mariposa adulta

Dependendo da espécie e das condições climáticas, a borboleta pode passar mais ou menos tempo na crisálida. Em dias de maior luz, a borboleta começará a quebrar a crisálida com a cabeça até emergir. Uma vez fora, levará de 2 a 4 horas para voar. Durante esse período, deverá bombear fluidos para todas as partes do corpo, que ainda estarão comprimidas pela posição da pupa.

Ao bombear os líquidos, as nervuras das asas ficam tensas e se desdobram, enquanto o resto da cutícula do exoesqueleto endurece. Quando esse processo está concluído, nascem as borboletas, ela levanta voo em busca de um companheiro para acasalar.

Como nascem as borboletas - Como nascem as borboletas

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como nascem as borboletas, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • Calvo, R. "Reproducción de Oenomaus ortignus (Lepidoptera: Lycaenidae) en Barva, Heredia, Costa Rica". Revista de Biología Tropical, 56 (1) 1998.
  • Morales Mafla, J.; Ortiz Celorio, M. (2003). Reproducción en cautiverio de tres especies de mariposas (Lepidoptera: Rhopalocera) con fines de educación y conservación en el Zoológico de Cali. Universidad Autónoma de Occidente, Santiago de Cali.
  • Pisanty, I.; Caso, (2006). M. Especies, espacios y riesgos. Monitoreo para la conservación de la biodiversidad. Instituto Nacional de Ecología, México.

Vídeos de Como nascem as borboletas

1 de 3
Vídeos de Como nascem as borboletas

Escrever comentário sobre Como nascem as borboletas

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Como nascem as borboletas
1 de 4
Como nascem as borboletas

Voltar ao topo da página