Partilhar

Cachorro pode comer canela?

 
Por Aline Nunes. 28 agosto 2018
Cachorro pode comer canela?

Ver fichas de  Cachorros

A canela que usamos normalmente, em pó ou em pau, para dar sabor e aroma às nossas preparações, é uma espécie obtida da casca interna de uma árvore perene chamada Cinnamomum verum, originária do Oriente, sendo cultivada principalmente no Sri Lanka, na Índia e no sul da Ásia. Esta planta adapta-se perfeitamente a climas quentes e úmidos, de solo franco arenoso com excelente drenagem.

Mas, afinal, cachorro pode comer canela ou faz mal? Por muitos anos, acreditou-se que a canela poderia ser prejudicial para os animais de estimação e, por isso, deveria ser evitada na sua dieta. No entanto, o avanço da medicina veterinária nos permite conhecer muitas propriedades interessantes deste ingrediente na saúde do nosso amigo peludo. Portanto, neste artigo do Perito Animal, convidamos você a aprender mais sobre os benefícios da canela para os cães: SIM, cachorro pode comer canela!

Também lhe pode interessar: Alimentação do porquinho da Índia

Composição nutricional da canela

Antes de explicar os benefícios da canela para os cães, é importante que você conheça a composição nutricional desta espécie para entender melhor a sua ação no organismo. Segundo o banco de dados do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), 100 gramas de canela contêm os seguintes nutrientes:

  • Energia: 247 kcal
  • Água: 10,58 g
  • Proteína: 3,99 g
  • Gordura Total: 1,24 g
  • Carboidratos: 80,59 g
  • Açúcares totais: 2,17 g
  • Fibra total: 53,1 g
  • Cálcio: 1002 mg
  • Ferro: 8,32 mg
  • Magnésio: 60 mg
  • Manganês: 16,46 mg
  • Fósforo: 64 mg
  • Potássio: 413 mg
  • Sódio: 10 mg
  • Zinco: 1,82 mg
  • Vitamina A: 15 μg
  • Vitamina C: 3,8 mg
  • Vitamina E: 2,32 mg
  • Vitamina K: 31,2 μg
  • Vitamina B1 (tiamina): 0,022 mg
  • Vitamina B2 (riboflavina): 0,041 mg
  • Vitamina B3 (niacina ou vitamina PP): 1.332 mg
  • Vitamina B6: 0,158 mg

Cachorro pode comer canela?

Os benefícios da canela são amplamente reconhecidos pela sabedoria popular. Porém, faz algum tempo que o impacto positivo das suas propriedades em humanos e cães vem sendo comprovado por numerosos estudos científicos. Assim, concluímos que, se for administrada adequadamente, a canela não é tóxica para os cães, e podemos oferecê-la sem problemas. Abaixo, oferecemos um resumo das principais propriedades benéficas da canela.

Propriedades anti-inflamatórias e antissépticas

A canela é rica em eugenol, uma substância oleosa e aromática que mostra uma notável ação anti-inflamatória e antisséptica. Portanto, os seus compostos são amplamente utilizados pelas indústrias farmacêutica e cosmética, na fabricação de medicamentos, cremes e pomadas analgésicas, antibacterianas e antissépticas. No entanto, o eugenol também pode ser encontrado em altas concentrações em fontes naturais, como a canela, cravo, noz-moscada, pimenta Jamaica, manjericão, folha de louro, etc.

Estas propriedades anti-inflamatórias também fazem da canela um excelente relaxante muscular e analgésico, sendo eficaz para aliviar o desconforto das cãibras do período menstrual, contusões ou processos inflamatórios crônicos, tais como a artrite. [1]

Além disso, o eugenol também é considerado um inseticida natural, de modo que óleos essenciais de canela e cravo são frequentemente usados ​​na fabricação de repelentes domésticos contra mosquitos e outros insetos.

Propriedades antioxidantes

A canela contém antioxidantes naturais, como vitamina C e flavonoides, por exemplo. A ação destes compostos no corpo inibe a oxidação do colesterol LDL (o mau colesterol) e previne a adesão de placas lipídicas e insolúveis nas paredes internas das artérias. [2]

A arteriosclerose (uma das principais causas de doenças cardiovasculares e acidentes vasculares cerebrais) começa com a oxidação das moléculas de colesterol LDL, o que leva ao acúmulo de placas lipídicas nas artérias. Essas placas acabam sendo obstáculos para a circulação sanguínea, prejudicando a oxigenação dos tecidos do corpo. Portanto, o consumo regular da canela, seja através de dieta ou suplementos, é indicado para prevenir arteriosclerose e reduzir o risco de infarto do miocárdio, acidentes cardiovasculares e (AVC) acidente vascular cerebral.

Propriedades anticancerosas

Devido ao seu alto conteúdo de compostos antioxidantes, a canela oferece importantes propriedades anticancerosas, sendo capaz de proteger o DNA do estresse oxidativo e prevenir danos às células. Além disso, um estudo publicado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos destacou os efeitos anticancerosos do uso regular de canela. De acordo com os resultados obtidos nesta pesquisa, os suplementos à base de canela seriam recomendados para interromper a proliferação e matar as células anormais na leucemia e no linfoma. [3]

Propriedades digestivas

Antigamente, o chá de canela era usado como um potente tônico estomacal em muitas culturas, já que o seu consumo melhorava a digestão e aliviava o desconforto do estômago. Além disso, devido o seu alto teor de fibras e a sua ação anti-inflamatória, a canela ajuda a melhorar o trânsito intestinal, prevenindo inúmeras desordens gastrintestinais, como gases, vômitos e constipação.

Propriedades cardio-protetoras e hipoglicêmicas

Recentemente, a American Heart Association publicou o volume 2017 de suas Seções Científicas sobre Arteriosclerose, Trombose e Biologia Vascular / Doença Vascular Periférica. Nele, estão demonstrados alguns estudos preliminares que comprovam que o consumo regular da canela tem efeito cardio-protetor e hipoglicêmico. Em um dos experimentos, a mesma dieta rica em gordura foi oferecida para dois grupos de ratos, mas, apenas um dos grupos recebeu suplementos à base de canela, regularmente. Após 12 semanas, verificou-se que os animais que ingeriram a canela diminuíram o peso corporal e a concentração de gorduras na região abdominal. Além disso, suas análises clínicas mostraram uma notável redução dos níveis de glicose, colesterol e insulina na corrente sanguínea. Da mesma forma, os cientistas também confirmaram a ação antioxidante e anti-inflamatória da canela.

Portanto, a canela é muitas vezes considerada um poderoso remédio natural para combater e prevenir os sintomas da diabetes, problemas cardiovasculares e demência. Assim, verificamos que a canela é boa para cães diabéticos.

Cachorro pode comer canela? - Cachorro pode comer canela?

Benefícios da canela para os cachorros e indicações

Após verificar as incríveis ​​propriedades da canela, vamos rever como elas afetam os cães, expondo os benefícios da canela para cachorros:

  • Prevenir doenças degenerativas: as propriedades antioxidantes da canela são eficazes para combater os radicais livres e os danos celulares, por isso, o seu consumo é benéfico na prevenção de câncer, doenças degenerativas e cardiovasculares.
  • Aliviar sintomas de artrite: a ação anti-inflamatória e antisséptica de eugenol presente na canela é especialmente oportuna para amenizar a dor da artrite e combater as manifestações de vários processos inflamatórios e infecciosos.
  • Fortalecer o sistema imunológico: a canela é rica em nutrientes essenciais para o fortalecimento a imunidade, como vitaminas A e C, fibras, ferro e cálcio. Como sabemos, um animal imunologicamente forte é menos vulnerável a todos os tipos de patologias. Além disso, como este condimento ajuda a perder peso e reduzir a concentração de gordura abdominal, ele também pode ser consumido por pacientes com sobrepeso ou obesos. Neste sentido, não perca o nosso artigo sobre "Como evitar a obesidade em cães?".
  • Melhorar a resistência física: o alto teor de cálcio da canela é benéfico para fortalecer a estrutura óssea dos cães e aumentar a sua resistência física. Em animais desnutridos, o consumo controlado pode ajudar a suplementar as deficiências nutricionais. Além disso, os cães idosos podem ser especialmente beneficiados, pois, sofrem uma perda natural de massa muscular e óssea. Verifique o artigo sobre "Cuidado básico para cães idosos", especialmente se o seu amigo peludo tiver atingido a velhice.
  • Combater os distúrbios gastrointestinais: as fibras contribuídas pela canela favorecem o trânsito intestinal e agem como um remédio natural para a constipação em cães. O tempero também ajuda a eliminar o gás e prevenir o vômito, além de aliviar o desconforto do estômago.
  • Auxiliar no tratamento e prevenção da diabetes: os fitoquímicos presentes na canela podem prevenir inúmeros fatores de risco associados à síndrome metabólica, como hiperglicemia, obesidade e diabetes [4].
  • Estimular a circulação: a canela é rica em bioflavonoides (também conhecidos como vitamina P), que têm ação anticoagulante. Utilizada ​​em doses moderadas, estimula a circulação e previne a formação de coágulos e algumas condições associadas, como a trombose e certos problemas vasculares. Entretanto, em doses excessivas, pode causar sangramento e até hemorragia interna.

Efeitos colaterais da canela em cachorros

Como vimos, quando consumida em doses moderadas, a canela oferece inúmeros benefícios para os cães e também para os seres humanos. No entanto, doses exageradas aumentam o risco de sangramento e hemorragia interna. Por outro lado, como é rica em fibras, a canela também pode causar diarreia se consumida em excesso. Além disso, uma dose excessiva de eugenol geralmente causa desconforto, vômitos e sonolência.

Dosagem da canela para os cães

Embora seja recomendado respeitar um limite de ½ colher de chá de canela por dia, não existe uma dosagem específica para todos os cães. A dose deve ser adequada segundo o objetivo de consumo, peso, tamanho e estado de saúde de cada animal. Portanto, é essencial que você consulte o seu veterinário antes de incluir qualquer suplemento na dieta do seu animal de estimação, mesmo que seja um produto natural. O profissional capacitado pode orientá-lo sobre a quantidade necessária e a melhor forma de administração, para obter um impacto positivo na saúde do seu companheiro.

Como dar canela para um cachorro?

A dose de canela recomendada para cães pode ser oferecida preparando um chá natural de canela e permitindo que o animal beba quente ou frio, ou misturando a canela em pó com outros alimentos, como iogurte natural (sem açúcar).

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cachorro pode comer canela?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Dietas caseiras.

Referências
  1. Cinnamon: A Multifaceted Medicinal Plant. En: Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine, Volume 2014, 2014.
  2. Studies on the antioxidant activities of cinnamon (Cinnamomum verum) bark extracts, through various in vitro models. En: Food Chemistry, vol. 94, p.50-528, 2006.
  3. Anti-oxidant effects of cinnamon (Cinnamomum verum) bark and greater cardamom (Amomum subulatum) seeds in rats fed high fat diet”. En: Indian Journal of Experimental Biology, nº 37:238-42, 1999.
  4. Cinnamon: Potential Role in the Prevention of Insulin Resistance, Metabolic Syndrome, and Type 2 Diabetes. En: Journal of Diabetes Science and Technology, vol. 4, p. 685-693, 2010.

Escrever comentário sobre Cachorro pode comer canela?

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Cachorro pode comer canela?
1 de 2
Cachorro pode comer canela?

Voltar ao topo da página