Partilhar

Tipos de ursos: espécies e características

 
Por Ana Diaz Maqueda. 17 outubro 2019
Tipos de ursos: espécies e características

Os ursos evoluíram de um ancestral comum com gatos, cachorros, focas ou doninhas há 55 milhões de anos. Acredita-se que a primeira espécie de urso a aparecer foi o urso polar.

É possível encontrar ursos em quase todos os lugares do mundo, cada um deles adaptado ao seu ambiente. Essas adaptações é que tornam as espécies de ursos diferentes umas das outras. A cor da pelagem, a cor da pele, a espessura e comprimento dos pelos, são coisas que os tornam mais adaptados ao ambiente em que vivem, a fim de regular sua temperatura corporal ou se camuflar no ambiente.

Atualmente, existem oito espécies de ursos, embora essas espécies sejam subdivididas em muitas subespécies. Neste artigo do PeritoAnimal, veremos quantos tipos de ursos existem e suas características.

Urso-malaio

Os ursos-malaios, também conhecidos como ursos do sol (Helarctos malayanus), habitam as áreas quentes da Malásia, Tailândia, Vietnã ou Bornéu, embora suas populações tenham diminuído de forma alarmante nos últimos anos devido ao desaparecimento de seu habitat natural e ao uso que a medicina chinesa atribui à bile deste animal.

É a menor espécie de urso que existe, os machos pesam entre 30 e 70 kg e as fêmeas entre 20 e 40 kg. A pelagem é preta e muito curta, adaptada ao clima quente onde ele vive. Esses ursos têm uma mancha com forma de ferradura laranja no peito.

Sua dieta é baseada no consumo de nozes e frutas, embora comam tudo o que têm à disposição, como pequenos mamíferos ou répteis. Eles também podem consumir mel sempre que o encontrarem. Para isso, têm uma língua muito comprida, com a qual tiram o mel das colmeias.

Eles não têm uma época de reprodução determinada, portanto, podem se reproduzir ao longo de todo o ano. Além disso, os ursos-malaios não hibernam. Após a relação sexual, o macho fica com a fêmea para ajudá-la a encontrar comida e um ninho para as futuras crias e quando estas nascem, o macho pode ficar ou sair. Quando os filhotes se separam da mãe, o macho pode ir embora ou copular novamente com a fêmea.

Tipos de ursos: espécies e características - Urso-malaio

Urso-beiçudo

Os ursos-beiçudos ou ursos-preguiça (Melursus ursinus) é mais um nessa lista de tipos de ursos e vivem na Índia, Sri Lanka e Nepal. A população que existia em Bangladesh foi extinta. Eles podem viver em vários habitats diferentes, como florestas tropicais úmidas e secas, savanas, matas e pastagens. Eles evitam lugares muito perturbados pelo ser humano.

Eles são caracterizados por terem pelos pretos longos, lisos e pretos, muito diferentes das outras espécies de ursos. Possuem o focinho muito alongado, com lábios proeminentes e móveis. No peito, eles têm uma mancha branca na forma de "V". Podem pesar até 180 quilos.

Sua dieta fica no meio do caminho entre insectívora e frugívoro. Insetos como cupins e formigas podem ser responsáveis por mais de 80% de sua alimentação, no entanto, durante a época de frutificação das plantas, as frutas compõem entre 70 e 90% da alimentação do urso.

Eles se reproduzem entre maio e julho, as fêmeas dão luz a um ou dois filhotes entre os meses de novembro e janeiro. Durante os primeiros nove meses, a prole é transportada nas costas da mãe e permanece com ela por um ou dois anos e meio.

Tipos de ursos: espécies e características - Urso-beiçudo

Urso-de-óculos

Os ursos-de-óculos (Tremarctos ornatus) vivem na América do Sul e são endêmicos dos Andes tropicais. Mais especificamente, eles podem ser encontrados pelos países da Venezuela, Colômbia, Equador, Bolívia e Peru.

A principal característica desses animais é, sem dúvida, as manchas brancas que possuem ao redor dos olhos. Essas manchas também se estendem pelo focinho e pescoço. O resto de sua pelagem é preto. Sua pele é mais fina que a de outras espécies de ursos, devido ao clima quente em que vivem.

Podem viver em uma ampla variedade de ecossistemas nos Andes tropicais, incluindo florestas tropicais secas, planícies tropicais úmidas, bosques montanhosos, zonas arbustivas tropicais secas e úmidas, zonas arbustivas tropicais de alta altitude e pastagens.

Como a maior parte dos tipos de ursos, o urso-de-óculos é um animal onívoro e sua dieta tem como base vegetação muito fibrosa e dura, como galhos e folhas de palmeiras e bromélias. Eles também podem comer mamíferos, como coelhos ou antas, mas consomem principalmente animais de fazenda. Quando chega a época das frutas, os ursos complementam sua dieta com uma variedade de frutas tropicais.

Não se sabe muito sobre a reprodução desses animais na natureza. Em cativeiro, as fêmeas se comportam como poliéstricas estacionais. Há um pico de acasalamento entre os meses de março e outubro. O tamanho da ninhada varia de um a quatro filhotes, sendo gêmeos o caso mais comum.

Tipos de ursos: espécies e características - Urso-de-óculos

Urso-pardo

O urso-pardo (Ursus arctos) se encontra distribuído por grande parte do hemisfério norte, Europa, Ásia e a parte ocidental dos Estados Unidos, Alasca e Canadá. Sendo uma espécie tão ampla, muitas das populações são consideradas subespécies, com cerca de 12 diferentes.

Um exemplo é o urso-de-Kodiak (Ursus arctos middendorffi) que habita o arquipélago Kodiak no Alasca. Os tipos de ursos na Espanha estão reduzidos à espécie europeia, Ursus arctos arctos, encontrada do norte da Península Ibérica até a Península Escandinava e Rússia.

Os ursos pardos não são apenas marrons, pois também podem apresentar coloração preta ou creme. O tamanho varia de acordo com a subespécie, entre 90 e 550 quilos. Na faixa de peso superior, encontramos o urso Kodiak e, na faixa inferior, o urso europeu.

Ocupam uma grande variedade de habitats, desde estepes asiáticas secas até matagais do Ártico e florestas temperadas e úmidas. Como vivem em uma maior diversidade de habitats do que qualquer outra espécie de urso, eles também exploram uma grande variedade de alimentos. Nos Estados Unidos, seus hábitos são mais carnívoros conforme se aproximam do pólo norte, onde habitam mais animais ungulados e eles conseguem encontrar salmão. Na Europa e Ásia, eles têm uma dieta mais onívora.

A reprodução ocorre entre os meses de abril e julho, mas o óvulo fertilizado não se implanta no útero até o outono. Os filhotes, entre um e três, nascem em janeiro ou fevereiro, quando a mãe está hibernando. Eles ficarão com ela durante dois ou até quatro anos.

Tipos de ursos: espécies e características - Urso-pardo

Urso-negro-asiático

O próximo tipo de urso que você vai conhecer é o urso-negro-asiático (Ursus thibetanus). Sua população está regredindo, esse animal habita o sul do Irã, as regiões mais montanhosas do norte do Paquistão e Afeganistão, o lado sul do Himalaia na Índia, Nepal e Butão e o sudeste da Ásia, estendendo-se até o sul para Myanmar e Tailândia.

Eles são pretos com uma pequena mancha branca em forma de meia lua no peito. A pele ao redor do pescoço é mais espessa do que no resto do corpo e os pelos nessa área são mais longos, dando a impressão de ter uma juba. Seu tamanho é médio, pesando entre 65 e 150 quilos.

Eles vivem em muitos tipos diferentes de florestas, tanto em florestas de árvores com folhas amplas quanto de coníferas, perto do nível do mar ou a mais de 4.000 metros de altitude.

Esses ursos têm uma dieta muito variada e sazonal. Na primavera, sua dieta é baseada em caules, folhas e brotos verdes. No verão, comem uma grande variedade de insetos, como formigas, que podem procurar durante 7 ou 8 horas e abelhas, bem como frutas. No outono, sua preferência muda para bolotas, nozes e castanhas. Eles também se alimentam de animais ungulados e gado.

Se reproduzem em junho e julho, dão à luz entre novembro e março. A implantação do óvulo pode ocorrer mais cedo ou mais tarde, dependendo das condições do ambiente em que foi fecundado. Eles têm cerca de dois filhotes, que ficam com a mãe por dois anos.

Tipos de ursos: espécies e características - Urso-negro-asiático

Urso-negro

Mais membro dessa lista com os tipos de ursos é o urso-negro (Ursus americanus). Tornou-se extinto na maior parte dos Estados Unidos e México e habita atualmente o Canadá e o Alasca, onde sua população está aumentando. Ele vive principalmente em florestas temperadas e boreais, mas também se estende em áreas subtropicais da Flórida e do México, bem como ao subártico. Pode viver perto do nível do mar ou a mais de 3.500 metros de altitude.

Apesar do nome, o urso-negro pode apresentar outras colorações no pelo, seja um pouco mais marrom e até com manchas brancas. Eles podem pesar entre 40 quilos (fêmeas) e 250 quilos (machos). Têm um pele muito mais robusta do que outras espécies de ursos e uma cabeça maior.

São onívoros generalistas e oportunistas, podendo comer qualquer coisa que encontrarem. Dependendo da estação, comem uma coisa ou outra: ervas, folhas, caules, sementes, frutas, lixo, gado, mamíferos selvagens ou ovos de pássaros. Historicamente, no outono, os ursos se alimentavam de castanhas americanas (Castanea dentata), mas após uma praga no século XX que diminuiu a população dessas árvores, os ursos começaram a comer bolotas de carvalho e nozes.

A época reprodutiva começa no final da primavera, mas os filhotes não nascerão até que a mãe esteja hibernando, assim como em outras espécies de ursos.

Tipos de ursos: espécies e características - Urso-negro

Panda-gigante

No passado, as populações do panda-gigante (Ailuropoda melanoleuca) se estendiam por toda a China, mas atualmente estão relegadas ao extremo oeste das províncias de Sichuan, Shaanxi e Gansu. Graças aos esforços investidos em sua conservação, parece que esta espécie está crescendo novamente, por isso o panda gigante não está em perigo de extinção.

O panda é o urso mais diferente. Acredita-se que ele tenha ficado isolado por mais de 3 milhões de anos, por isso, essa divergência na aparência é normal. Este urso tem uma cabeça muito arredondada e branca, com orelhas e contornos dos olhos pretos e o resto do corpo também é preto, menos as costas e a barriga.

Quanto ao habitat do urso panda, você deve saber que eles vivem em florestas temperadas nas montanhas da China, a uma altitude entre 1.200 e 3.300 metros. O bambu é abundante nessas florestas e é seu principal e praticamente único alimento. Os ursos pandas mudam de lugar periodicamente, seguindo o ritmo do crescimento dos bambus.

Eles se reproduzem de março a maio, a gestação dura entre 95 e 160 dias e os filhotes (um ou dois) passam um ano e meio ou dois anos com a mãe até se tornarem independentes.

Confira tudo sobre a alimentação desse tipo de urso no nosso vídeo no YouTube:

Urso-polar

O urso-polar (Ursus maritimus) evoluiu do urso pardo há cerca de 35 milhões de anos. Este animal vive nas regiões árticas, e seu corpo é totalmente adaptado ao clima frio.

Seu pelo, translúcido por ser oco, é cheio de ar, funcionando como um excelente isolante térmico. Além disso, cria um efeito visual branco, perfeito para se camuflar na neve e confundir suas presas. Sua pele é preta, uma característica importante, pois essa cor facilita a absorção de calor.

Quanto à alimentação do urso polar, você deve saber que este é um dos ursos mais carnívoros. Sua dieta é baseada em várias espécies de focas, como a foca-anelada (Phoca hispida) ou a foca-barbuda (Erignathus barbatus).

Os ursos polares são os animais que menos se reproduzem. Eles têm seus primeiros filhotes com uma idade entre 5 e 8 anos. Geralmente, dão à luz dois filhotes que passarão com a mãe cerca de dois anos.

Entenda porque o urso polar está em perigo de extinção. Confira nosso vídeo no YouTube com toda a explicação:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Tipos de ursos: espécies e características, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • Dharaiya, N., Bargali, H.S. & Sharp, T. 2016. Melursus ursinus. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T13143A45033815.Disponível em:<https://www.iucnredlist.org/species/13143/45033815>. Acessado em: 17 Oct. 2019.
  • Garshelis, D. & Steinmetz, R. 2016. Ursus thibetanus (errata version published in 2017). The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22824A114252336. Disponível em: <https://www.iucnredlist.org/species/22824/114252336>. Acessado em: 17 Oct. 2019.
  • Garshelis, DL, Scheick, BK, Doan-Crider, DL, Beecham, JJ y Obbard, ME 2016. Ursus americanus (versión de errata publicada en 2017). La Lista Roja de Especies Amenazadas de la UICN 2016: e.T41687A114251609. Disponível em: <https://www.iucnredlist.org/species/41687/114251609>.
  • McLellan, B.N., Proctor, M.F., Huber, D. & Michel, S. 2017. Ursus arctos (amended version of 2017 assessment). The IUCN Red List of Threatened Species 2017: e.T41688A121229971. Disponível em: <https://www.iucnredlist.org/species/41688/121229971>. Acessado em: 17 Oct. 2019.
  • Scotson, L., Fredriksson, G., Augeri, D., Cheah, C., Ngoprasert, D. & Wai-Ming, W. 2017. Helarctos malayanus (errata version published in 2018). The IUCN Red List of Threatened Species 2017: e.T9760A123798233. Disponível em: <https://www.iucnredlist.org/species/9760/123798233>. Acessado em: 17 Oct. 2019
  • Swaisgood, R., Wang, D. & Wei, F. 2016. Ailuropoda melanoleuca (errata version published in 2017). The IUCN Red List of Threatened Species 2016

Vídeos de Tipos de ursos: espécies e características

1 de 3
Vídeos de Tipos de ursos: espécies e características

Escrever comentário sobre Tipos de ursos: espécies e características

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Tipos de ursos: espécies e características
1 de 7
Tipos de ursos: espécies e características

Voltar ao topo da página