Partilhar

Pastor-Galego

Atualizado: 15 novembro 2019
Pastor-Galego

O Pastor-Galego é a única das raças espanholas de cachorros que se desenvolveu na região da Galícia, uma comunidade autônoma situada no noroeste da Península Ibérica. Embora não tenha sido reconhecida por nenhuma das federações cinológicas mais importantes, como a FCI (Fédération Cynologique Internationale) ou pela RSCE (Real Sociedad Canina de España), o Conselho da Galícia e o Clube da Raça Pastor-Galego vem unindo esforços para dar visibilidade a esta excepcional raça de cachorro de origem galega, que se destaca principalmente por suas habilidades como cão pastor e cão de guarda.

Neste artigo sobre raças de cachorros do PeritoAnimal falaremos em detalhes sobre o Pastor-Galego, explicando suas origens, características físicas mais proeminentes, personalidade habitual da raça, cuidados, educação básica e problemas de saúde mais frequentes. Continue lendo, você vai se surpreender!

Origem
  • Europa
  • Espanha
Recomendações
  • Arnês
Tipo de pelo

Pastor-Galego: origem

A raça de cachorro Pastor-Galego se desenvolveu na Galícia, principalmente como cão de guarda de propriedades rurais e pastor de rebanhos. Seu nome poderia ser traduzido como "cão palheiro", pois era nos palheiros em que esses animais se refugiavam para descansar das longas jornadas externas, pastorando e vigiando os animais, geralmente ovelhas e cabras.

A história dessa raça parece ser realmente antiga, já que provém dos cachorros autóctones que já no Paleolítico auxiliavam os galegos nos seus afazeres diários. Posteriormente a raça se estendeu por outros lugares da Espanha e também pelo resto da Europa. Os Pastores-Galegos dividem suas origens com outras raças mais populares como os Pastores-Belgas, o Pastor Alemão, o Pastor Holandês e o cão de Castro Laboreiro, de origem portuguesa.

Esquecido durante séculos, os Pastores-Galegos foram até mesmo considerados cachorros mestiços, até que em 2001 foram oficialmente reconhecidos por diversos organismos oficiais, como o Conselho da Galícia e o Ministério do Meio Ambiente da Espanha.

Pastor-Galego: características

Em relação à morfologia, o Pastor-Galego se destaca por ser um cachorro de grande porte. Costuma pesar entre 30 e 38 quilos, alcançando uma altura entre 59 a 65 centímetros entre machos e 57 a 63 centímetros entre as fêmeas.

Esses cachorros têm um corpo de tipo lupoide, isto é, parecido com o de um lobo. Isso se demonstra em sua cabeça triangular, focinho largo e perfil reto, com pouca diferença no ângulo entre o osso frontal e o nasal. Assim como os lobos, o Pastor-Galego tem orelhas eretas e triangulares, pescoço grosso e musculoso, em perfeito equilíbrio com as proporções do resto do corpo. As patas são firmes e fortes, com articulações flexíveis e marcadas. É comum encontrar exemplares de Pastor-Galego com um quinto dedo nas patas traseiras.

O pelo é denso e frondoso, mudando no inverno para um ainda mais espesso que protege os Pastores-Galegos das adversidades climáticas. O pelo costuma ser de cor uniforme, com uma ampla gama de possibilidades quanto a cor, canela, castanho, marrom, areia e etc. Costumam ser sempre de cores claras, embora possam haver exemplares de Pastor-Galego em cores mais escuras, como chocolate ou preto. Também há alguns cachorros dessa raça que apresentam um pelo parecido com o de um lobo, com as raízes de cor mais clara e as pontas pretas ou mais escuras.

Dentro dos padrões da raça, não existem Pastor-Galego brancos manchados ou com grandes manchas brancas em seu pelo. A pele do Pastor-Galego é espessa, lisa e sem dobras que ficam penduradas em alguma parte do corpo.

Pastor-Galego: personalidade

Como bom cão de guarda, o Pastor-Galego possui uma personalidade indiferente e até mesmo desconfiada em relação a estranhos. Ele irá te alertar devidamente quando terceiros se aproximarem de nosso lar, mas cuidado isso não significa que você deve deixá-lo sempre fora de casa. Na hora de avaliar se o cachorro deve ficar dentro ou fora de casa, deve ter em conta que isso pode provocar problemas de conduta. De qualquer forma, você não deve confundir sua postura de guarda com agressividade. O Pastor-Galego, como qualquer outro cachorro, deve ser devidamente socializado desde filhote.

O Pastor-Galego é especialmente sociável com aqueles que vivem na mesma casa que ele. Ele irá nos surpreender com uma notável inteligência e sensibilidade para tudo aquilo que ocorre no lar, inclusive com os membros, sendo ainda mais protetor e doce com as crianças. Mais uma vez, com uma socialização adequada, esse cachorro poderá conviver com todos os tipos de animais e pessoas.

Pastor-Galego: cuidados

O cuidado com o pelo do Pastor-Galego deve incluir entre uma ou duas escovações semanais, que irão ajudar a retirar o pelo morto, a sujeira acumulada e também detectar rapidamente a presença de parasitas e outros problemas de saúde. Em relação ao banho, pode ser dado a cada um ou três meses, dependendo do nível de sujeira. Devemos utilizar produtos específicos para o banho de cachorros, vendidos em clínicas veterinárias ou petshops. É uma raça que não deve ser tosada em nenhuma hipótese, nem nos meses mais quentes.

A alimentação tem um papel importante quanto a qualidade do pelo e saúde. Você pode apostar em rações prontas ou dietas caseiras, mas sempre baseadas em produtos de qualidade. A dieta BARF, por exemplo, baseada em alimentos crus, está se tornando muito popular entre os tutores e costuma ser muito bem aceita pelos cachorros.

Para terminar, é importante destacar que essa raça requer atividade física diária para manter seu tônus muscular. Devemos realizar entre dois e quatro passeios por dia, no qual incluiremos exercício físico e momentos de relaxamento, nos quais permitiremos que o cachorro cheire os arredores e urine sem estresse. Também será necessário dedicar um tempo ao estímulo mental, realizando exercícios de obediência básica, habilidades caninas, esportes caninos ou exercícios de olfato.

Pastor-Galego: educação

A educação do cachorro deve ser iniciada no momento da adoção, socializando-o enquanto ainda é filhote, como já mencionamos. Ele nos permitirá mostrar um comportamento estável diante de todos os tipos de pessoas, animais e locais. Separar o Pastor-Galego de forma abrupta de sua mãe ou mantê-lo preso em local fechado pode causar diversos problemas na conduta.

Um elemento fundamental será ensiná-lo os comandos básicos para cachorros, sempre mediante reforço positivo, o que irá garantir um bom vínculo e uma aprendizagem rápida. Comece praticando com prêmios e, progressivamente, retirando-os. Mais para frente você pode dar início a comandos mais avançados e outros exercícios complexos. Justamente por sua inteligência e capacidade, você se surpreenderá ao observar que o Pastor-Galego é um cachorro que aprende e executa em alta velocidade os exercícios propostos. Antes do surgimento de problemas, o mais recomendável é consultar um educador ou adestrador de cachorros.

Pastor-Galego: saúde

Essa raça é firme e resistente, não apresentando doenças hereditárias próprias da raça. De qualquer modo, isso não significa que você não tenha que seguir as mesmas condutas como qualquer outro cachorro no quesito de vacinação, desparasitação periódica, identificação por microchip, limpeza bucal e auricular. Por isso, é necessário seguir o calendário de vacinação, indo regularmente ao veterinário para fazer check ups e assim poder detectar possíveis infecções o mais breve possível. A expectativa de vida do Pastor-Galego varia entre doze a quinze anos.

Bibliografia
  • Imagem 8: Reprodução/Confederação Brasileira de Cinofilia.

Fotos de Pastor-Galego

Vídeos de Pastor-Galego

1 de 3
Vídeos de Pastor-Galego
Artigos relacionados

Suba a sua foto de Pastor-Galego

Suba a foto do seu Pet

Escrever comentário sobre Pastor-Galego

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
Como avalia esta raça?

Pastor-Galego
1 de 8
Pastor-Galego

Voltar ao topo da página