Partilhar

Griffon de Bruxelas

Atualizado: 15 julho 2019
Griffon de Bruxelas

O Griffon de Bruxelas, Griffon Belga e Pequeno Brabançon são cachorros de companhia originários de Bruxelas. Pode-se dizer que são três raças em uma, já que somente se diferenciam pela cor e tipo de pelo. Na verdade, a Federação Cinológica Internacional (FCI) considera esses cachorros como três raças separadas, outras organizações como o Kennel Club Americano e o Kennel Club Inglês reconhecem três variedades de uma mesma raça denominada Griffon de Bruxelas.

Se você está pensando em adotar uma dessas três raças de cachorro, nessa ficha do PeritoAnimal vamos te explicar tudo o que você precisa saber sobre o Griffon de Bruxelas.

Origem
  • Europa
  • Bélgica
Classificação FCI
  • Grupo IX
Características físicas
Altura
  • 15-35
  • 35-45
  • 45-55
  • 55-70
  • 70-80
  • Mais de 80
Peso adulto
  • 1-3
  • 3-10
  • 10-25
  • 25-45
  • 45-100
Esperança de vida
  • 8-10
  • 10-12
  • 12-14
  • 15-20
Atividade física recomendada
  • Baixa
  • Média
  • Alta
Ideal para
Clima recomendado
Tipo de pelo

Griffon de Bruxelas: origem

O Griffon de Bruxelas, como o Griffon Belga e o Pequeno de Brabançon são três raças de cachorro que descendem do "Smousje", um antigo cachorro tipo terrier de pelo duro que habitava em Bruxelas e era usado como empregado para eliminar ratos e ratazanas em estábulos. Durante o século XIX, esses cachorros belgas foram cruzados com Pugs e com Cavalier King Charles Spaniel e, deram origem aos modernos Griffon de Bruxelas e os Pequenos de Brabançon.

A popularidade dessas três raças cresceu repentinamente na Bélgica e em toda Europa quando a rainha Maria Enriqueta se aventurou na criação e educação desses animais. No entanto, nos anos subsequentes de guerras essas raças quase foram extintas. Felizmente para a conofilia europeia, alguns criadores conseguiram resgatar as raças apesar de nunca mais conseguir recuperar a antiga popularidade.

Hoje em dia, os três cachorros de companhia são usados como animais de estimação ou em exposições caninas, apesar de serem cachorros pouco conhecidos no mundo e, estão em perigo de desaparecer.

Griffon de Bruxelas: características físicas

A altura da cruz não está indicada no padrão FCI de nenhuma das três raças. Contudo, tanto o Griffon de Bruxelas como o Belga e o Pequeno de Brabançon costumam ter um tamanho entre 18 e 20 centímetros e, o peso ideal de 3,5 a 6 quilos. Esses cachorros são pequenos, robustos e de perfil corporal quadrado. Mas, apesar do seu pequeno tamanho e bastante pelo, tem movimentos elegantes.

A cabeça é chamativa e característica nessa raça de cachorro. Nos três casos, é grande, larga e redonda. O focinho é curto, o stop é muito marcado e o nariz é preto. Os olhos são grandes, redondos e escuros, segundo o padrão FCI não devem ser proeminentes mas, aparentemente, isso é uma avaliação subjetiva e um critério que não é cumprido 100% nessas três raças de cachorro. As orelhas são pequenas, de inserção alta e bem separadas entre si. Infelizmente, a FCI continua aceitando orelhas amputadas, apesar dessa prática ser apenas prejudicial ao animal.

A cauda é de inserção alta e o cachorro geralmente está com ela levantada. Infelizmente nesse caso, o padrão FCI também não favorece o animal e aceita que a cauda seja amputada, mesmo que não exista uma razão (exceto a estética) para tal. Por sorte, esses tipos de práticas "estéticas" estão desaparecendo no mundo inteiro e não é legal em muito países.

A pelagem é o que mais distingue essas três raças. O Griffon de Bruxelas tem o pelo duro, grande, levemente encaracolado e, com capa interna de pelo. As cores aceitas são avermelhados, mas também são aceitos cachorro com manchas pretas na cabeça.

Griffon de Bruxelas: personalidade

Esses três pequenos cachorros são tão parecidos entre si que compartilham também características comportamentais. Em geral, são cachorros ativos, alertas e valentes, que costumam estar muito apegados a um pessoa, da qual a acompanha na maior parte do tempo. Muitos desses cachorros são um pouco nervosos, mas não em excesso.

Apesar dos Griffon de Bruxelas, Belga e Pequenos Brabançons podem ser amigáveis e brincalhões, também são tímidos ou agressivos quando não são corretamente socializados. Essas raças podem ser mais difíceis de socializar do que outros cachorros de companhia, já que a personalidade é forte e ousada, podem entrar em conflito com outros cachorros e pessoas que tentam dominá-los (isso pode acontecer pela ideia errônea de que se deve castigar o animal para educá-lo). No entanto, quando esses cachorros são socializados corretamente desde filhotes, podem conviver com outros cachorros, animais e pessoas estranhas.

Dado que esses cachorros precisam de muita companhia, tendem a seguir apenas uma pessoa e têm personalidade forte, podendo desenvolver facilmente alguns problemas de comportamento quando vivem um ambiente errado como, comportamentos destrutivos, latidos excessivos ou, inclusive, sofrer com ansiedade de separação quando passam muito tempo sozinhos.

Apesar desses potenciais problemas de comportamento, o Griffon de Bruxelas e seus "primos" são excelentes animais domésticos para pessoas adultas que tem tempo suficiente para dedicar ao cachorro. Não são recomendados para tutores de primeira viagem porque demandam muita atenção. Também não são boa ideia para famílias com crianças, já que esses cachorro podem reagir mal aos ruídos e movimentos repentinos.

Griffon de Bruxelas: cuidados

O cuidado com a pelagem é diferente para os dois Griffons e para o Pequeno de Brabançon. Para os Griffons, é necessário escovar o pelo duas ou três vezes por semana e, remover manualmente os pelos mortos umas três vezes no ano.

As três raças são muito ativas e precisam de uma boa dose de exercícios físicos. No entanto, pelo porte pequeno, podem realizar exercícios dentro de casa. Ainda assim, é importante passear com os cachorros diariamente e realizar jogos. Você deve ter em conta que cachorros com o focinho achatado são suscetíveis aos choques térmicos por isso, quando as temperaturas estiverem muito elevadas e ambiente muito úmido, não é recomendável que eles façam exercícios intensos.

As necessidades de companhia e atenção são muito altas para esses cachorros. O Griffon de Bruxelas, Griffon Belga e o Pequeno de Brabançon precisam passar a maior parte do tempo com a família e com a pessoa que é mais apegado. Não são cachorros para viver em jardim ou pátio mas, desfrutam quando estão ao ar livre acompanhados. Se adaptam muito bem a vida em apartamento mas, é melhor viver em um local tranquilo e não no centro da cidade.

Griffon de Bruxelas: educação

Além de um correta socialização, o adestramento canino é muito importante para essas três raças de cachorro, já que, é necessário poder controlar esses pequenos cachorros devido a forte personalidade. O adestramento tradicional baseado na dominação e castigo não costuma ter bons resultados com essas raças. Pelo contrário, costuma gerar mais conflitos que benefícios, por outro lado, estilos de adestramento em positivo como o adestramento com clicker geram bons resultados com os Griffon de Bruxelas, Griffon Belga e o Pequeno de Brabaçon.

Griffon de Bruxelas: saúde

Em geral, são raças de cachorro saudáveis que não costumam apresentar doenças frequentes. No entanto, existem algumas doenças comuns entre essas três raças, como estenose de narina, exoftalmia (protrusão do globo ocular), lesões do globo ocular, cataratas, atrofia retiniana progressiva, luxação patelar e distiquíase.

Referências
  1. Imagem 8: Reprodução/Confederação Brasileira de Cinofilia

Fotos de Griffon de Bruxelas

Vídeos de Griffon de Bruxelas

1 de 3
Vídeos de Griffon de Bruxelas
Artigos relacionados

Suba a sua foto de Griffon de Bruxelas

Suba a foto do seu Pet

Escrever comentário sobre Griffon de Bruxelas

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
Como avalia esta raça?

Griffon de Bruxelas
1 de 8
Griffon de Bruxelas

Voltar ao topo da página