Partilhar

Os peixes mais raros do mundo

 
Por Equipe editorial do PeritoAnimal. 15 outubro 2020
Os peixes mais raros do mundo

Nos mares, oceanos, lagos e rios habitam uma grande quantidade de animais, como é o caso dos peixes. Existem diferentes espécies de peixe conhecidos, como por exemplo a sardinha, a truta ou o tubarão branco. Não obstante, outras espécies apresentam características mais vistosas e desconhecidas que permitem classifica-las como animais "raros". Podemos encontrar estes peixes raros ao redor do mundo, em águas pouco profundas ou em grandes profundidades, alimentando-se de diferentes presas e adotando modos de vida totalmente distintos.

Se você quer conhecer algumas das características dos peixes mais raros do mundo, assim como a sua alimentação e habitat, este artigo do PeritoAnimal é para você!

Também lhe pode interessar: Os animais mais raros do mundo

1. Peixe-bolha (Psychrolutes marcidus)

Além de ser um dos peixes mais raros do mundo, também é conhecido por ser "o peixe mais feio do mundo", já que fora da água tem uma aparência gelatinosa e uma cor rosada, que parece uma cara grande e triste, com olhos grandes e uma estrutura que lembra um nariz enorme. Ele se caracteriza pela sua baixa densidade corporal, que lhe permite flutuar na água sem a necessidade de ter uma bexiga natatória como a maioria dos peixes.

O peixe-bolha ou peixe-gota se encontra nas aguas marinhas profundas de países como Tanzânia e Austrália. Nelas ele se alimenta de numerosos moluscos, crustáceos e de um ou outro ouriço do mar. Não realiza uma procura ativa de alimento, já que os seus movimentos são lentos e ingere todo aquilo que encontra no seu caminho.

Os peixes mais raros do mundo - 1. Peixe-bolha (Psychrolutes marcidus)

2. Peixe-lua (Mola mola)

Esta espécie é conhecida pelo seu grande tamanho, podendo alcançar 3 metros e pesar 2 000 kg. O seu corpo achatado lateralmente, sem escamas, com normalmente, cores acinzentadas e de forma ovalada. Neste corpo se encontram pequenas nadadeiras corporais, uns pequenos olhos na região anterior e uma boca estreita com pequenos dentes. Da mesma forma que o exemplar anterior, não possui bexiga natatória como órgão de flutuação.

Quanto à sua distribuição, o peixe lua é comum em praticamente todos os mares e oceanos do mundo. De fato, muitos mergulhadores conseguiram observá-lo de perto no Mar Mediterrâneo, no Oceano Atlântico ou no Oceano Pacífico. Alimentam-se principalmente de salpas e medusas, já que estas criaturas se encontram entre os seus alimentos preferidos.

Os peixes mais raros do mundo - 2. Peixe-lua (Mola mola)

3. Peixe-pedra (Synanceia horrida)

Pelas suas protuberâncias no corpo e as cores cinzentas, marrões e/ou mistas, estes grandes peixes têm a capacidade de camuflar-se no fundo marinho imitando uma pedra. Provem daí o nome comum da espécie. Não obstante, o que mais caracteriza o peixe-pedra é o perigo, pois ele apresenta umas puas ou espinhos produtores de um veneno neurotóxico nas suas nadadeiras, capazes de provocar a morte a outros animais que entrem em contato com ele.

Este peixe tão raro habita o Oceano Pacífico e Índico, se encontr normalmente a pouca profundidade. Sua dieta é variada, pode se alimentar tanto de moluscos como crustáceos e outros peixes. A sua técnica para caçar consiste em abrir a boca para, quando a presa se encontre próxima, nadar rapidamente para ela e engoli-la finalmente.

Os peixes mais raros do mundo - 3. Peixe-pedra (Synanceia horrida)

4. Peixe-serra-comum (Pristis pristis)

O nome desse peixe comprido faz referência à semelhançaque tem o seu focinho com uma serra, por ser grande e apresentar escamas dérmicas que se assemelham a dentes, com os quais ele pode caçar e se proteger dos depredadores. Além disso, apresenta receptores sensoriais que lhe permitem perceber ondas e sons produzidas por outros animais nas proximidades, oferecendo desta forma, informação ao peixe-serra sobre a localização dos possíveis perigos ou presas.

Habita em baixas profundidades nas águas doces e salgadas das regiões africanas, australianas e americanas. Nelas se alimenta de outros animais como camarões, caranguejos ou salmões. Entre as suas técnicas de caça se encontra o ataque com o seu focinho de serra e a ingestão quando as presas se encontram feridas. Sem dúvidas, é um dos peixes mais estranhos que existem, não acha? Não é o único com estas características, já que dentro dos distintos tipos de tubarão encontramos o famoso tubarão serra.

Os peixes mais raros do mundo - 4. Peixe-serra-comum (Pristis pristis)

5. Peixe dragão (Stomias boa)

Outro dos peixes raros observados é o peixe-dragão. Caracterizado pela sua grande região cefálica em proporção ao seu corpo. Nela se encontram grandes olhos e uma mandíbula com uns dentes tão compridos que lhe impedem manter a boca fechada. Este espetacular peixe com aspecto terrorífico possui cores corporais obscuras como cinza, marrom ou negro. Além disso, também tem casos de bioluminescência, outra característica destes animais que habitam as grandes profundidades oceânicas.

Encontram-se principalmente no Golfo do México e no Oceano Atlântico, aproximadamente a 2 000 metros de profundidade, onde pode se alimentar de pequenos invertebrados e numerosas algas, já que se trata de um animal onívoro.

Os peixes mais raros do mundo - 5. Peixe dragão (Stomias boa)

6. Lampreia-marinha (Petromyzon marinus)

Um peixe que pode viver mais de 15 anos, tem uma morfologia parecida a uma enguia, alcançando em numerosas ocasiões um metro de longitude. Não obstante, o que melhor caracteriza a lampreia é a inexistência de escamas e mandíbulas, já que a sua boca tem forma de ventosa e nela se esconde uma grande fila de dentes córneos de pequeno tamanho.

Habita nas água marinhas , principalmente no Oceano Atlântico e no Mar Mediterrâneo. Mas, como peixe anádromo, se desloca a rios para se reproduzir. Em quanto a sua alimentação, são ectoparasitos hematófagos ou depredadores, já que permanece aderido na pele de outros peixes e a raspam para sugar o sangue resultante da ferida.

Os peixes mais raros do mundo - 6. Lampreia-marinha (Petromyzon marinus)

7. Peixe-lagarto (Lepisosteus spp.)

Este peixe com a cabeça parecida a de um lagarto é considerado um animal pré-histórico, já que existe na Terra desde há mais de 100 milhões de anos. Se caracteriza pelo seu corpo longo e cilíndrico onde se pode observar um focinho grande com fortes mandíbulas. Além disso, tem umas escamas brilhantes e grossas que oferecem proteção contra outros grandes predadores. São muito temidos, já que, além de ser muito vorazes, podem superar os 100 quilogramas de peso e os 2 metros de longitude.

O peixe-lagarto é de água doce, e encontra-se em águas americanas. Registros fósseis permitiram conhecer a sua existência em lugares do continente africano e europeu. É um grande predador de outros peixes, já que a sua técnica para caçar consiste em permanecer parado e alcançar grandes velocidades para capturar inesperadamente a presa quando se encontre próxima. Esse é outro dos peixes raros mais espetaculares que existem.

Os peixes mais raros do mundo - 7. Peixe-lagarto (Lepisosteus spp.)

8. Peixe-papagaio (Familia Scaridae)

Existem numerosas espécies de peixe-papagaio. Estes animais se caracterizam por ter dentes que o deixam com uma forma de bico de papagaio. Além disso, entre a suas espetaculares características, destaca-se a capacidade de mudar de cor e de sexo. Precisamente pela sua coloração, o peixe-papagaio é também considerado um dos peixes mais bonitos do mundo. Ao contrário que muitos outros peixes raros mencionados, o peixe-papagaio não é muito grande, já que a sua longitude varia entre os 30 e os 120 centímetros aproximadamente.

Habita praticamente em todos os oceanos do mundo e se alimenta fundamentalmente de algas que obtém dos corais desprendidos nos arrecifes. Com os seus dentes situados na garganta consegue roer o coral e, após da ingestão das algas, deposita os excrementos na areia.

Os peixes mais raros do mundo - 8. Peixe-papagaio (Familia Scaridae)

9. Charroco ou peixe-sapo (Halobatrachus didactylus)

Como indica o seu nome, a sua morfologia lembra a do sapo, já que este peixe de cores amarronzadas apresenta um corpo dorsoventral plano e uma boca grande. Também se destaca pela presença de espinhos nas nadadeiras, capazes de produzir veneno e causar dano aqueles que entram em contato com ele.

O charroco habita principalmente no Oceano Índico, Pacífico e Atlântico, embora algumas espécies também possam viver em em águas doces. Nelas ele se alimenta de numerosos crustáceos, moluscos e outros peixes, os quais pode capturar com a sua rapidez.

Os peixes mais raros do mundo - 9. Charroco ou peixe-sapo (Halobatrachus didactylus)
Imagem: depeces.com

10. Peixe com mãos (Brachiopsilus dianthus)

Embora que os tamanhos variem entre indivíduos, praticamente todos têm uns 10 cm de longitude aproximadamente, motivo pelo qual não é considerado um animal grande. O peixe com mãos se caracteriza pelas suas cores rosas e vermelhas e, como indica o seu nome, pelas suas peculiares nadadeiras pectorais que parecem uma espécie de mãos. Também destaca pela sua boca, estreita respeito ao corpo, mas com uns lábios carnudos.

Graças ao registro fóssil sabemos que o peixe com mãos morou em diferentes mares e oceanos do mundo, mas hoje em dia só se conhece a sua presencia em Oceania, principalmente na ilha de Tasmânia. Nela se alimenta de pequenos invertebrados que se encontram no fundo oceânico, já é considerado um animal praticamente bentônico e a suas nadadeiras pectorais com forma de mãos lhe servem para se mover pelo substrato marinho procurando presas.

E aí, alguma vez você já viu um peixe estranho tão raro como esse?

Os peixes mais raros do mundo - 10. Peixe com mãos (Brachiopsilus dianthus)
Imagem: pinterest.com

Outros peixes raros ao redor do mundo

A grande diversidade de peixes que se encontram nos mares, oceanos e águas doces do mundo nos permitem ver numerosas espécies singulares. Mesmo assim, ainda não conhecemos todas as espécies que habitam o meio aquático, motivo pelo qual é impossível saber quais são os peixes mais raros do mundo. Os anteriores formam parte dos peixes raros conhecidos até hoje e, seguidamente, mostramos outros dos peixes mais raros do mundo:

  • Grande-engolidor ou engolidor-negro (Chiasmodon niger)
  • Peixe lanterna (Centrophryne spinulosa)
  • Peixe-machado-marmorizado (Carnegiella strigata)
  • Peixe leão (Pterois antennata)
  • Peixe agulha de rio (Potamorrhaphis eigenmanni)
  • Hypostomus plecostomus
  • Cobitis vettonica
  • Peixe-morcego (Ogcocephalus)
  • Peixe-viola (Rhinobatos rhinobatos)
Os peixes mais raros do mundo - Outros peixes raros ao redor do mundo

Se deseja ler mais artigos parecidos a Os peixes mais raros do mundo, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Escrever comentário sobre Os peixes mais raros do mundo

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Os peixes mais raros do mundo
Imagem: depeces.com
Imagem: pinterest.com
1 de 12
Os peixes mais raros do mundo

Voltar ao topo da página