menu
Partilhar

Lobo-europeu

Atualizado: 29 outubro 2021
Lobo-europeu

A família Canidae é composta por diversos animais silvestres e também pelos cães domésticos. Nesta ficha do PeritoAnimal, queremos te apresentar informações sobre um dos tipos de lobos, o lobo-europeu ou lobo-euroasiático, Canis lupus lupus, que se dividiu em várias subespécies e é um animal de características distintas dentro de seu grupo.

Os lobos têm uma relação ancestral com os seres humanos, que por um lado gerou fábulas, mitos e até criações cinematográficas, mas por outro, muitas vezes fez com que estes animais fossem terrivelmente afetados pela caça em massa. Continue lendo as próximas linhas para aprender mais sobre o lobo-europeu.

Origem
  • Ásia
  • Europa

Características do lobo-europeu

O lobo-europeu, devido às suas características, é um dos grandes predadores da Europa. Inclusive, é o segundo maior, já que o primeiro lugar pertence ao urso-pardo. Vamos conhecer algumas de suas principais características:

  • É um lobo de tamanho geralmente grande, embora suas dimensões possam variar dependendo da região específica onde vive. Assim, por exemplo, os lobos que estão localizados mais ao norte podem pesar cerca de 80 kg, enquanto os de regiões mais ao sul pesam entre 25 e 30 quilos.
  • O comprimento do corpo varia entre 1 e 1,6 metro. A altura atinge e pode superar os 40 centímetros.
  • A pegada de um lobo é semelhante à de um cachorro de porte grande. Mostra claramente os quatro dedos e as unhas.
  • O crânio é mais estreito do que o de outros lobos, uma característica intensificada até a formação do nariz.
  • As orelhas estão localizadas em uma posição alta, o que as torna próximas, embora sejam curtas.
  • Possui pernas longas, mas com uma base um tanto estreita.
  • O pelo é relativamente curto, com exceção da região do pescoço, costas e cauda, ​​onde costuma ser mais longo.
  • No que diz respeito à coloração da pelagem, esta pode variar. Os lobos-europeus do norte são geralmente mais claros, em tons acinzentados, enquanto em outras áreas, tendem a colorações marrons, inclusive com partes avermelhadas. No entanto, é comum que apresentem coloração branca da área das bochechas até o peito.

Habitat do lobo-europeu

O lobo-europeu já foi o carnívoro com maior distribuição, estando presente em praticamente todos os países do continente, exceto por alguns como o Reino Unido. No entanto, a partir do século XX, sua situação mudou drasticamente. Hoje, graças a projetos de recuperação, pode estar novamente presente em países como França, Alemanha, Suíça, Suécia e Noruega, bem como no Leste do continente e na Península Ibérica. Da mesma forma, estima-se um aumento populacional para o norte e centro da Ásia.

O habitat do lobo-eurasiático é variado, o que se deduz da flexibilidade em termos de extensão territorial que apresentou ao longo do tempo. Nesse sentido, pode habitar florestas isoladas com diferentes faixas de temperatura, bosques florestais, ecossistemas nevados, campos, bem como locais próximos a populações humanas, o que sempre pode gerar conflitos.

Comportamento do lobo-europeu

Esses canídeos possuem uma estrutura social bem definida em suas alcateias. Estas variam em número, dependendo da disponibilidade de alimentos e das condições do habitat. O grupo é liderado por um casal de alfas que, entre outros privilégios, são os primeiros a se alimentar. Os lobos-europeus costumam a ser territoriais, aliás, este é um aspecto vital para um indivíduo de certa idade conseguir uma companheira e poder formar a sua própria alcateia.

Uma vez constituída, eles têm ciúmes de sua área de expansão que, dependendo da região, pode variar entre 100 e 500 quilômetros quadrados. Para delimitar o território, utilizam marcas de urina e fezes, indicando assim sua presença para outros grupos, e se estes ultrapassarem os limites, sérios confrontos podem surgir. Os lobos-europeus geralmente são ativos dentro de sua área de distribuição, deslocando-se dentro dela.

Alimentação do lobo-europeu

O lobo-europeu é um animal carnívoro. Sua presença em uma área é condicionada pela presença de presas no hábitat. Possui uma dieta ampla, consumindo uma diversidade importante de animais, já que um lobo médio necessita de 1,5 a 2 kg de carne por dia para se manter, embora possa passar vários dias sem comer. Nesse sentido, essa subespécie de lobo pode se alimentar de alces, veados, javalis, corças, renas, bisões, pequenos invertebrados e eventualmente, até de vegetação. Quando há escassez de comida, os lobos são forçados a atacar animais domésticos, como ovelhas ou vacas. Além disso, nessas circunstâncias, podem se alimentar até de lixo.

Reprodução do lobo-europeu

Geralmente, a reprodução do lobo europeu é um privilégio do casal alfa, de modo que os outros indivíduos precisam se tornar independentes e fundar sua própria matilha para ter seus descendentes. Esses animais costumam atingir a maturidade sexual aos dois anos de idade. A estação reprodutiva ocorre entre janeiro e abril, embora seja geralmente mais tardia para os grupos que habitam o norte da região. O tempo de gestação dura entre 60 e 63 dias e cada ninhada tem entre 5 e 6 filhotes, embora isso dependa, principalmente, da disponibilidade de alimentos. Os novos integrantes do grupo permanecem até os dois anos de idade, momento em que buscarão sua independência.

Estado de conservação do lobo-europeu

O lobo-europeu é uma subespécie que tem estado sob grande pressão há séculos, a ponto de ter desaparecido de certas regiões devido à perseguição e assassinato de todos os indivíduos, práticas que eram recompensadas e legais. Graças aos esforços voltados para sua conservação, este animal está se recuperando em diversos países, voltando inclusive a aparecer em suas áreas nativas nas quais havia sido eliminado.

Atualmente, a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) classificou a espécie lobo-cinzento como pouco preocupante, contudo, dependendo das condições da subespécie, diretrizes específicas são estabelecidas em cada região, o que fez com que fossem incluídos em alguns instrumentos legais para sua proteção.

Bibliografia
  • Istituto di Ecologia Applicata. Proyecto LIFE-COEX. Disponível em: <https://lciepub.nina.no/pdf/634993019307104569_COEX_leaf_wolf_ESP.pdf.>. Acesso em 29 de outubro de 2021.
  • Smith, J. (2002). "Canis lupus". Animal Diversity Web. Disponível em: <https://animaldiversity.org/accounts/Canis_lupus/>. Acesso em 29 de outubro de 2021.
  • Tack, J. (2019). "Lobos en Europa". Disponível em: <https://www.europeanlandowners.org/images/CS_Magazines/126134_CS_184_SPA.pdf>. Acesso em 29 de outubro de 2021.

Fotos de Lobo-europeu

Artigos relacionados

Suba a sua foto de Lobo-europeu

Suba a foto do seu Pet

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
Como avalia esta raça?
Lobo-europeu
1 de 5
Lobo-europeu

Voltar ao topo da página